domingo, 31 de julho de 2011

Resenha: Tricolor 4 x 0 Ceará


Amigos, o campeão brasileiro voltou a vencer: 4 a 0 no Ceará, no Engenhão. Inevitavelmente, uma goleada acende em nós, torcedores, a esperança de uma arrancada. Não podemos, entretanto, cair em falsas ilusões. O adversário, além de frágil, jogou com dez homens durante todo o segundo tempo. O Fluminense venceu com méritos, mas a goleada foi consequência óbvia das diferenças técnica e numérica entre as equipes.

Fred voltou bem da Seleção, está participando muito mais das partidas. Ainda não é aquele Fred que liderou a histórica arrancada de 2009. Mas tem qualidade técnica indiscutível, e quando resolve jogar bem, é motivo para enxaqueca de qualquer zagueiro. Seu gol, o primeiro do Fluminense, mostrou todo o seu oportunismo. Sua assistência para o gol de Rafael Sobis, o terceiro do Tricolor, mostrou sua visão de jogo acima da média. Só posso concluir que a Seleção está fazendo bem ao nosso centroavante.

Souza não é o camisa dez dos sonhos da torcida. Mas não há como negar: sua bola parada é uma arma fatal. O cruzamento para o primeiro gol, de Fred, foi perfeito. A bola alçada para Rafael Moura assinalar o quarto gol do Tricolor, idem. Foram duas assistências irretocáveis. E ainda houve o seu gol, o segundo do Fluminense na partida, após boa jogada de Carlinhos pelo flanco esquerdo.

Foram os dois, Fred e Souza, os homens do jogo deste domingo no Estádio Olímpico João Havelange. Se repetirem as boas atuações na quinta-feira, teremos boas chances de bater o Internacional de Porto Alegre, novamente no Engenhão.

PC

Ficha Técnica: Fluminense 4 x 0 Ceará
Motivo: Campeonato Brasileiro de 2011.
Local: Estádio do Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 31/07/2011 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Lincoln Ribeiro Taques (MT)
Renda / público: R$148.560,00 / 6.850 ( 4.215 pagantes ).
Cartões amarelos: Márcio Rosário e Carlinhos (FLU); Diego Sacoman e João Marcos (CEA).
Cartão vermelho: Heleno, 47'/1ºT (CEA).
Gols: Fred, 35'/1ºT (1-0); Souza, 3'/2ºT (2-0); Rafael Sobis, 18'/2ºT (3-0); Rafael Moura, 32'/2ºT (4-0).
FFC: Diego Cavalieri, Mariano, Gum, Márcio Rosário e Carlinhos (Julio César - 36'/2ºT); Edinho, Fernando Bob, Marquinho e Souza (Wallace - 32'/2ºT); Rafael Sobis (Rafael Moura - 27'/2ºT) e Fred. Técnico: Abel Braga.
CSC: Diego, Boiadeiro (Patrick - 20'/2ºT), Fabrício, Diego Sacoman e Vicente; João Marcos, Heleno, Michel e Enrico (Rudnei - 11'/2ºT); Osvaldo e Marcelo Nicácio (Felipe Azevedo - 11/2ºT). Técnico: Vagner Mancini.

(colaboração de Alexandre Magno Barreto Berwanger)

Crédito da foto: Caio Amy/Photocamera.

sábado, 30 de julho de 2011

13ª rodada do Brasileirão 2011

Os principais sites de aposta de desporto online disponibilizam aproximadamente as seguintes cotações para as partidas do fim de semana no Campeonato Brasileiro:

Sábado - América Mineiro x Coritiba - mandante 2,30 - empate 3,20 - visitante 2,75.
Sábado - Cruzeiro x Botafogo - mandante 1,70 - empate 3,40 - visitante 4,20.
Sábado - Flamengo x Grêmio - mandante 1,60 - empate 3,50 - visitante 5,00.
Sábado - Palmeiras x Atlético Mineiro - mandante 1,50 - empate 3,75 - visitante 5,50.
Domingo - Internacional x Atlético Goianiense - mandante 1,50 - empate 3,75 - visitante 5,50.
Domingo - Avaí x Corinthians - mandante 4,00 - empate 3,50 - visitante 1,70.
Domingo - Atlético Paranaense x Santos - mandante 4,00 - empate 3,50 - visitante 1,70.
Domingo - Fluminense x Ceará - mandante 1,50 - empate 3,75 - visitante 5,50.
Domingo - São Paulo x Vasco - mandante 1,70 - empate 3,40 - visitante 4,20.
Domingo - Bahia x Figueirense - mandante 2,00 - empate 3,20 - visitante 3,20.

Lembro sempre que cada casa de apostas pode ter as suas próprias variações, dependendo de como seus especialistas analisarem cada partida.

Analisando os números, vemos que apenas dois visitantes são considerados favoritos: o Corinthians, que enfrenta o Avaí na Ressacada; e o Santos, que encara o Atlético Paranaense em Curitiba.

Nas outras oito partidas, os favoritos são os mandantes, com destaque para o Palmeiras (que recebe o Atlético Mineiro em São Paulo), o Internacional (que enfrenta o Atlético Goianiense no Beira-Rio), e o Fluminense (que encara o Ceará no Engenhão).

Os dez jogos fazem parte do concurso 473 da Loteca, a Loteria Esportiva da Caixa Econômica. Completam o concurso três partidas da Série B (Ponte Preta x Portuguesa, São Caetano x Paraná, Icasa x Bragantino) e uma da Série C (América de Natal x Campinense). O prêmio está acumulado, com previsão de R$ 600.000,00 para quem fizer os 14 pontos sozinho. Os jogos podem ser registrados em qualquer casa lotérica do país, até as 14h deste sábado. A aposta mais simples, com um duplo, custa R$ 1,00.

Atendendo a pedidos, a zebra que indico é o Atlético Goianiense. :-)

PC

sexta-feira, 29 de julho de 2011

História - Fluminense x Ceará


Ao longo da história, o Tricolor das Laranjeiras já enfrentou o Vozão em 23 oportunidades. São 13 vitórias cariocas, 5 empates e 5 triunfos cearenses, com 49 gols do Fluminense e 21 tentos do Ceará.

Confiram a lista completa de jogos entre Fluminense e Ceará:
15/12/1948 - Ceará 1 x 5 Fluminense - Presidente Vargas (Fortaleza)
21/01/1958 - Ceará 3 x 3 Fluminense - Carlos de Alencar Pinto (Fortaleza)
21/01/1959 - Ceará 0 x 5 Fluminense - Presidente Vargas (Fortaleza)
02/06/1959 - Ceará 0 x 4 Fluminense - Presidente Vargas (Fortaleza)
11/01/1961 - Ceará 2 x 1 Fluminense - Presidente Vargas (Fortaleza)
25/05/1966 - Ceará 1 x 1 Fluminense - Presidente Vargas (Fortaleza)
31/01/1968 - Ceará 0 x 4 Fluminense - Presidente Vargas (Fortaleza)
21/08/1971 - Ceará 1 x 0 Fluminense - Presidente Vargas (Fortaleza)
08/11/1972 - Ceará 3 x 0 Fluminense - Presidente Vargas (Fortaleza)
09/12/1972 - Fluminense 0 x 0 Ceará - Maracanã (Rio de Janeiro)
13/06/1978 - Ceará 0 x 1 Fluminense - Castelão (Fortaleza)
19/03/1980 - Fluminense 4 x 2 Ceará - Maracanã (Rio de Janeiro)
28/03/1982 - Ceará 1 x 2 Fluminense - Castelão (Fortaleza)
01/04/1982 - Fluminense 2 x 0 Ceará - Maracanã (Rio de Janeiro)
01/10/1986 - Ceará 0 x 2 Fluminense - Castelão (Fortaleza)
12/03/1997 - Ceará 1 x 0 Fluminense - Castelão (Fortaleza)
20/03/1997 - Fluminense 0 x 0 Ceará - Engenheiro Araripe (Cariacica/ES)
25/05/2005 - Fluminense 2 x 2 Ceará - São Januário (Rio de Janeiro)
01/06/2005 - Ceará 1 x 4 Fluminense - Castelão (Fortaleza)

PC

História - Botafogo x Cruzeiro



Até hoje, Cruzeiro e Botafogo já se enfrentaram em 86 partidas, com 37 vitórias do Cruzeiro, 25 empates e 24 triunfos do Botafogo. Ao todo os mineiros assinalaram 126 gols, contra 103 tentos cariocas.

Confiram a lista completa de partidas entre o Botafogo e o Cruzeiro (antigo Palestra Itália/MG):
15/11/1936 - Palestra Itália/MG 3 x 3 Botafogo - Barro Preto (Belo Horizonte)
15/09/1940 - Palestra Itália/MG 4 x 3 Botafogo - Barro Preto (Belo Horizonte)
01/07/1945 – Cruzeiro 1 x 1 Botafogo - Barro Preto (Belo Horizonte)
04/07/1945 - Cruzeiro 1 x 1 Botafogo - Lourdes (Belo Horizonte)
26/01/1947 - Cruzeiro 0 x 3 Botafogo - Barro Preto (Belo Horizonte)
17/03/1948 - Cruzeiro 2 x 1 Botafogo - Barro Preto (Belo Horizonte)
02/02/1957 - Cruzeiro 2 x 1 Botafogo - Barro Preto (Belo Horizonte)
26/06/1960 - Cruzeiro 0 x 3 Botafogo - Independência (Belo Horizonte)
14/05/1967 - Cruzeiro 2 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
23/06/1968 - Cruzeiro 0 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
15/11/1968 - Cruzeiro 1 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
23/08/1969 - Cruzeiro 0 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
27/08/1969 - Botafogo 1 x 1 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
14/09/1969 - Cruzeiro 0 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
30/11/1969 - Botafogo 2 x 2 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
23/09/1970 - Cruzeiro 1 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
28/10/1970 - Cruzeiro 1 x 0 Botafogo - Rei Pelé (Maceió/AL)
12/05/1971 - Cruzeiro 3 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
14/11/1971 – Botafogo 2 x 2 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
01/11/1972 – Botafogo 1 x 1 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
24/10/1973 – Botafogo 2 x 1 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
13/12/1973 - Cruzeiro 2 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
23/01/1974 - Cruzeiro 1 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
31/08/1975 – Botafogo 0 x 2 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
26/11/1975 - Cruzeiro 2 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
19/02/1978 - Cruzeiro 0 x 3 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
23/03/1980 – Cruzeiro 2 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
12/08/1981 – Cruzeiro 0 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
22/04/1984 – Cruzeiro 0 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
27/02/1985 – Botafogo 1 x 3 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
07/04/1985 – Cruzeiro 3 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
20/08/1987 – Cruzeiro 1 x 3 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
27/09/1987 – Cruzeiro 1 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
04/12/1988 – Botafogo 1 x 1 Cruzeiro - Caio Martins (Niterói)
28/10/1989 – Botafogo 1 x 2 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
19/08/1990 – Cruzeiro 1 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
01/04/1991 – Botafogo 3 x 2 Cruzeiro - Caio Martins (Niterói)
09/03/1992 – Cruzeiro 1 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
06/06/1992 – Botafogo 2 x 1 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
04/07/1992 – Cruzeiro 1 x 2 Botafogo - Municipal (Juiz de Fora)
03/09/1992 – Cruzeiro 2 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
09/10/1993 – Cruzeiro 3 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
16/10/1993 – Botafogo 0 x 1 Cruzeiro - Caio Martins (Niterói)
04/06/1994 - Cruzeiro 1 x 0 Botafogo - Municipal (Juiz de Fora)
07/08/1994 – Cruzeiro 1 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
06/08/1995 – Cruzeiro 1 x 0 Botafogo - Independência (Belo Horizonte)
01/10/1995 – Cruzeiro 5 x 3 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
07/12/1995 – Cruzeiro 1 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
10/12/1995 – Botafogo 0 x 0 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
10/11/1996 – Botafogo 0 x 0 Cruzeiro - Leonardo Nogueira (Mossoró/RN)
01/11/1997 – Cruzeiro 2 x 3 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
19/07/1998 – Cruzeiro 2 x 1 Botafogo - Municipal (Pouso Alegre/MG)
23/08/1998 – Botafogo 1 x 1 Cruzeiro - Caio Martins (Niterói)
28/07/1999 – Cruzeiro 4 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
15/06/2000 – Cruzeiro 3 x 2 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
22/06/2000 – Botafogo 0 x 0 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
13/09/2000 – Cruzeiro 4 x 0 Botafogo - Ipatingão (Ipatinga)
28/10/2001 – Botafogo 3 x 0 Cruzeiro - Serejão (Taguatinga/DF)
18/08/2002 – Cruzeiro 0 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
17/07/2004 – Cruzeiro 3 x 2 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
30/10/2004 – Botafogo 2 x 1 Cruzeiro - Caio Martins (Niterói)
10/08/2005 – Cruzeiro 4 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
12/10/2005 – Cruzeiro 2 x 2 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
20/11/2005 – Botafogo 2 x 1 Cruzeiro - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
23/08/2006 – Botafogo 1 x 0 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
03/12/2006 – Cruzeiro 3 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
29/07/2007 – Cruzeiro 3 x 2 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
01/11/2007 – Botafogo 4 x 1 Cruzeiro - Engenhão (Rio de Janeiro)
17/05/2008 – Cruzeiro 1 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
27/08/2009 – Botafogo 1 x 1 Cruzeiro - Engenhão (Rio de Janeiro)
18/10/2009 – Cruzeiro 1 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
26/05/2010 – Cruzeiro 1 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
18/09/2010 – Botafogo 2 x 2 Cruzeiro - Engenhão (Rio de Janeiro)
30/07/2011 Cruzeiro 0 x 1 Botafogo - Arena do Jacaré (Sete Lagoas)
29/10/2011 Botafogo 1 x 0 Cruzeiro - Engenhão (Rio de Janeiro)
07/06/2012 - Botafogo 2 x 3 Cruzeiro - Engenhão (Rio de Janeiro)
05/09/2012 - Cruzeiro 1 x 3 Botafogo - Independência (Belo Horizonte)
01/06/2013 - Botafogo 2 x 1 Cruzeiro - Raulino de Oliveira (Volta Redonda)
18/09/2013 - Cruzeiro 3 x 0 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
02/08/2014 - Botafogo 1 x 1 Cruzeiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
02/11/2014 - Cruzeiro 2 x 1 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
01/06/2016 - Botafogo 0 x 1 Cruzeiro - Mané Garrincha (Brasília/DF)
01/09/2016 - Botafogo 2 x 5 Cruzeiro - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
11/09/2016 - Cruzeiro 0 x 2 Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)
21/09/2016 - Cruzeiro x Botafogo - Mineirão (Belo Horizonte)

PCFilho

História - São Paulo x Vasco



O importante confronto entre Vasco e São Paulo já foi a final do Campeonato Brasileiro, em 1989, quando o Vasco sagrou-se campeão, em pleno Morumbi, com o gol de Sorato.

Retrospecto até hoje:
109 jogos
40 vitórias do Vasco
32 empates
37 vitórias do São Paulo
158 gols do Vasco
175 gols do São Paulo

Lista com todos os jogos do confronto na história:
13/05/1930 - Vasco 2 x 1 São Paulo da Floresta - São Januário (Rio de Janeiro)
14/03/1931 - São Paulo da Floresta 5 x 1 Vasco - Chácara da Floresta (São Paulo)
12/04/1932 - Vasco 4 x 2 São Paulo da Floresta - São Januário (Rio de Janeiro)
12/05/1932 - São Paulo da Floresta 1 x 1 Vasco - ??? (São Paulo)
04/06/1933 - São Paulo da Floresta 5 x 1 Vasco - Chácara da Floresta (São Paulo)
03/09/1933 - Vasco 3 x 1 São Paulo da Floresta - São Januário (Rio de Janeiro)
11/03/1934 - Vasco 3 x 0 São Paulo da Floresta - São Januário (Rio de Janeiro)
18/03/1934 - São Paulo da Floresta 2 x 1 Vasco - ??? (São Paulo)
08/08/1934 - Vasco 2 x 1 São Paulo da Floresta - ??? (Rio de Janeiro)
04/06/1940 - São Paulo 3 x 3 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
11/06/1940 - São Paulo 4 x 0 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
24/07/1940 - São Paulo 1 x 1 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
18/11/1941 - São Paulo 1 x 1 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
20/11/1941 - São Paulo 2 x 2 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
10/02/1943 - São Paulo 2 x 2 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
03/06/1943 - São Paulo 3 x 1 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
15/09/1943 - Vasco 2 x 3 São Paulo - Caio Martins (Niterói/GB)
01/05/1944 - São Paulo 3 x 3 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
23/05/1945 - São Paulo 2 x 2 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
20/06/1945 - Vasco 2 x 0 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
10/04/1946 - Vasco 1 x 2 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
18/05/1948 - São Paulo 2 x 1 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
06/06/1948 - São Paulo 2 x 2 Vasco - Alameda (Belo Horizonte)
22/12/1948 - São Paulo 1 x 3 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
29/12/1948 - Vasco 2 x 0 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
01/06/1949 - São Paulo 2 x 1 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
29/01/1950 - São Paulo 2 x 2 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
04/03/1951 - São Paulo 2 x 2 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
02/03/1952 - São Paulo 2 x 3 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
10/08/1952 - São Paulo 4 x 0 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
01/05/1953 - Vasco 1 x 0 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
01/07/1953 - São Paulo 0 x 1 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
04/07/1953 - Vasco 2 x 1 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
30/05/1954 - Vasco 1 x 0 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
10/04/1955 - Vasco 1 x 2 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
12/05/1957 - Vasco 0 x 3 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
08/03/1958 - Vasco 3 x 2 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
12/04/1959 - Vasco 0 x 0 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/03/1960 - São Paulo 1 x 2 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
29/05/1960 - Vasco 4 x 2 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
04/01/1961 - Vasco 2 x 2 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
27/03/1961 - Vasco 2 x 0 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
17/03/1963 - São Paulo 0 x 1 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
12/04/1964 - Vasco 1 x 1 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
07/04/1965 - Vasco 2 x 1 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
09/05/1965 - São Paulo 4 x 1 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
09/03/1966 - Vasco 1 x 0 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
14/05/1967 - São Paulo 0 x 0 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
27/10/1968 - Vasco 3 x 2 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/11/1969 - São Paulo 3 x 0 Vasco - Morumbi (São Paulo)
07/11/1970 - Vasco 1 x 1 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
18/09/1971 - Vasco 0 x 0 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
11/10/1972 - São Paulo 0 x 1 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
04/06/1978 - Vasco 1 x 2 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
27/02/1980 - São Paulo 1 x 2 Vasco - Morumbi (São Paulo)
15/05/1980 - Vasco 2 x 1 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
25/04/1982 - São Paulo 0 x 0 Vasco - Pacaembu (São Paulo)
18/05/1982 - Vasco 0 x 0 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
29/01/1984 - Vasco 2 x 3 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
25/02/1984 - São Paulo 3 x 2 Vasco - Morumbi (São Paulo)
18/11/1987 - Vasco 1 x 2 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
30/10/1988 - Vasco 1 x 1 São Paulo [PK 4x3] - São Januário (Rio de Janeiro)
29/10/1989 - Vasco 0 x 0 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/12/1989 - São Paulo 0 x 1 Vasco - Morumbi (São Paulo)
04/10/1990 - São Paulo 0 x 0 Vasco - Morumbi (São Paulo)
20/04/1991 - Vasco 2 x 2 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
03/05/1992 - São Paulo 1 x 0 Vasco - Morumbi (São Paulo)
21/06/1992 - São Paulo 2 x 2 Vasco - Morumbi (São Paulo)
08/07/1992 - Vasco 3 x 0 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
03/11/1994 - Vasco 2 x 0 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
10/09/1995 - Vasco 1 x 0 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
21/09/1996 - São Paulo 1 x 1 Vasco - Morumbi (São Paulo)
23/07/1997 - Vasco 2 x 1 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
07/05/1998 - São Paulo 1 x 1 Vasco - Morumbi (São Paulo)
12/05/1998 - Vasco 4 x 3 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
12/09/1998 - São Paulo 1 x 1 Vasco - Morumbi (São Paulo)
21/02/1999 - Vasco 2 x 3 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
24/02/1999 - São Paulo 1 x 3 Vasco - Morumbi (São Paulo)
29/09/1999 - Vasco 1 x 2 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
19/02/2000 - São Paulo 0 x 3 Vasco - Morumbi (São Paulo)
23/02/2000 - Vasco 2 x 1 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
19/11/2000 - Vasco 0 x 4 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
17/01/2001 - São Paulo 2 x 0 Vasco - Morumbi (São Paulo)
25/11/2001 - Vasco 7 x 1 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
27/01/2002 - São Paulo 2 x 3 Vasco - Morumbi (São Paulo)
10/04/2002 - Vasco 1 x 0 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
17/04/2002 - São Paulo 4 x 0 Vasco - Morumbi (São Paulo)
06/11/2002 - São Paulo 5 x 3 Vasco - Morumbi (São Paulo)
20/04/2003 - São Paulo 3 x 1 Vasco - Morumbi (São Paulo)
24/08/2003 - Vasco 3 x 2 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
03/09/2003 - São Paulo 2 x 1 Vasco - Morumbi (São Paulo)
24/07/2004 - São Paulo 1 x 0 Vasco - Morumbi (São Paulo)
14/11/2004 - Vasco 0 x 0 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
22/05/2005 - Vasco 3 x 1 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
18/09/2005 - São Paulo 4 x 2 Vasco - Morumbi (São Paulo)
28/05/2006 - Vasco 1 x 1 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
04/10/2006 - São Paulo 5 x 1 Vasco - Morumbi (São Paulo)
17/06/2007 - São Paulo 2 x 0 Vasco - Morumbi (São Paulo)
08/09/2007 - Vasco 0 x 2 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
03/08/2008 - São Paulo 4 x 0 Vasco - Morumbi (São Paulo)
25/08/2010 - São Paulo 0 x 0 Vasco - Morumbi (São Paulo)
14/11/2010 - Vasco 1 x 1 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
31/07/2011 - São Paulo 0 x 2 Vasco - Morumbi (São Paulo)
30/10/2011 - Vasco 0 x 0 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
18/07/2012 - São Paulo 0 x 1 Vasco - Morumbi (São Paulo)
10/10/2012 - Vasco 0 x 2 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
29/05/2013 - São Paulo 5 x 1 Vasco - Morumbi (São Paulo)
15/09/2013 - Vasco 0 x 2 São Paulo - São Januário (Rio de Janeiro)
23/01/2015 - Vasco x São Paulo - Arena da Amazônia (Manaus)

PC

Fontes de pesquisa:
[1] Supervasco (a).
[2] Futpedia.
[3] O Gol.
[4] Jornal do Brasil, diversas edições.
[5] SPFCpedia.
[6] Taizen.
[7] Acervo pessoal.

História - Flamengo x Grêmio



Até hoje, Flamengo e Grêmio já se enfrentaram 99 vezes, com 29 vitórias flamenguistas, 35 empates e 35 triunfos gremistas. Ao todo, o Grêmio assinalou 134 gols, contra 111 tentos do Flamengo.

Confiram a lista com todas as partidas entre Grêmio e Flamengo:
09/09/1937 - Grêmio 1 x 1 Flamengo - Baixada (Porto Alegre)
09/06/1949 - Grêmio 5 x 1 Flamengo - ??? (Porto Alegre)
15/11/1950 - Flamengo 1 x 3 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
09/02/1966 - Grêmio 3 x 2 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
29/03/1967 - Flamengo 1 x 2 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
28/01/1968 - Flamengo 0 x 2 Grêmio - Brinco de Ouro (Campinas)
24/10/1968 - Flamengo 0 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
14/09/1969 - Flamengo 0 x 3 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
17/03/1970 - Grêmio 1 x 2 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
22/10/1970 - Grêmio 0 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
05/09/1971 - Flamengo 1 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
02/11/1971 - Flamengo 2 x 2 Grêmio - Presidente Médici (Brasília)
19/11/1972 - Grêmio 1 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
28/10/1973 - Flamengo 1 x 2 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
11/05/1974 - Flamengo 1 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
19/11/1975 - Flamengo 1 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
11/12/1975 - Flamengo 2 x 1 Grêmio - Jayme Cintra (Jundiaí)
19/02/1976 - Grêmio 0 x 2 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
24/11/1976 - Flamengo 5 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/06/1977 - Grêmio 1 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
09/07/1978 - Grêmio 5 x 2 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
18/11/1979 - Flamengo 2 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
30/11/1980 - Grêmio 0 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
21/05/1981 - Grêmio 1 x 1 Flamengo [PK 7x7]* - Olímpico (Porto Alegre)
18/04/1982 - Flamengo 1 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
21/04/1982 - Grêmio 0 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
25/04/1982 - Grêmio 0 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
04/03/1983 - Grêmio 1 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
05/06/1983 - Flamengo 1 x 3 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
26/06/1984 - Grêmio 5 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
06/07/1984 - Flamengo 3 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
19/07/1984 - Flamengo 0 x 0 Grêmio - Pacaembu (São Paulo)
07/03/1985 - Flamengo 1 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
14/04/1985 - Grêmio 2 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
14/09/1986 - Grêmio 0 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
12/10/1986 - Flamengo 1 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
07/12/1986 - Grêmio 2 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
29/10/1987 - Flamengo 1 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
09/10/1988 - Flamengo 0 x 0 Grêmio [PK 4x2] - Maracanã (Rio de Janeiro)
28/01/1989 - Grêmio 0 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
02/02/1989 - Flamengo 0 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/08/1989 - Flamengo 2 x 2 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
19/08/1989 - Grêmio 6 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
09/12/1989 - Flamengo 1 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
04/11/1990 - Flamengo 0 x 1 Grêmio - Municipal (Juiz de Fora)
16/03/1991 - Grêmio 0 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
07/10/1992 - Grêmio 1 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
14/10/1992 - Flamengo 1 x 0 Grêmio - Moça Bonita (Rio de Janeiro)
20/05/1993 - Flamengo 4 x 3 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
27/05/1993 - Grêmio 1 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
24/08/1994 - Grêmio 2 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
31/08/1994 - Flamengo 2 x 2 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
19/11/1994 - Grêmio 0 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
23/05/1995 - Flamengo 2 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
31/05/1995 - Grêmio 1 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
04/07/1995 - Flamengo 0 x 2 Grêmio - Mané Garrincha (Brasília)
21/09/1995 - Flamengo 2 x 2 Grêmio - Ressacada (Florianópolis)
12/07/1996 - Flamengo 2 x 0 Grêmio - Verdão (Cuiabá)
09/10/1996 - Grêmio 3 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
20/05/1997 - Grêmio 0 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
22/05/1997 - Flamengo 2 x 2 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
24/06/1997 - Flamengo 4 x 2 Grêmio - Mané Garrincha (Brasília)
07/10/1997 - Flamengo 3 x 2 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/08/1998 - Grêmio 2 x 2 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
21/04/1999 - Grêmio 1 x 2 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
29/04/1999 - Flamengo 2 x 2 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
21/07/1999 - Flamengo 1 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
29/08/1999 - Flamengo 3 x 4 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
02/08/2000 - Flamengo 3 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
28/10/2001 - Grêmio 2 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
22/11/2001 - Flamengo 2 x 2 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
29/11/2001 - Grêmio 0 x 0 Flamengo [PK 2x4] - Olímpico (Porto Alegre)
26/09/2002 - Flamengo 2 x 3 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
06/07/2003 - Grêmio 2 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
26/10/2003 - Flamengo 2 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
21/04/2004 - Grêmio 0 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
12/05/2004 - Grêmio 0 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
19/05/2004 - Flamengo 0 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
14/08/2004 - Flamengo 3 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
19/08/2006 - Flamengo 1 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
26/11/2006 - Grêmio 3 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
22/07/2007 - Grêmio 1 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
21/10/2007 - Flamengo 2 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
18/05/2008 - Grêmio 0 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
21/08/2008 - Flamengo 2 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/08/2009 - Grêmio 4 x 1 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
06/12/2009 - Flamengo 2 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
29/05/2010 - Flamengo 1 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
22/09/2010 - Grêmio 2 x 2 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
30/07/2011 - Flamengo 2 x 0 Grêmio - Engenhão (Rio de Janeiro)
30/10/2011 - Grêmio 4 x 2 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
24/06/2012 - Grêmio 2 x 0 Flamengo - Olímpico (Porto Alegre)
16/09/2012 - Flamengo 1 x 1 Grêmio - Engenhão (Rio de Janeiro)
24/08/2013 - Flamengo 0 x 1 Grêmio - Mané Garrincha (Brasília)
17/11/2013 - Grêmio 2 x 1 Flamengo - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
06/09/2014 - Flamengo 0 x 1 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
07/12/2014 - Grêmio 1 x 1 Flamengo - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
18/07/2015 - Flamengo 1 x 0 Grêmio - Maracanã (Rio de Janeiro)
01/11/2015 - Grêmio 2 x 0 Flamengo - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
22/05/2016 - Grêmio x Flamengo - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
* O jogo de 21/05/1981 decidia a Copa Punta Del Este. Após empates em 1 a 1 no tempo normal e 7 a 7 nos pênaltis, houve um sorteio, que declarou o Flamengo vencedor.

PCFilho

De Ricardo Teixeira e outros demônios


Amigos, na recente entrevista do senhor Ricardo Teixeira, presidente da CBF, à Revista Piauí, houve uma declaração que me impressionou. Disse ele o seguinte: "Portanto, só vou ficar preocupado, meu amor, quando sair no Jornal Nacional".

Na hora, me lembrei da última vez em que vi a Rede Globo criticar a CBF e Ricardo Teixeira. Foi em um programa "Globo Repórter", em agosto de 2001 (veja o programa completo no final do post). Em um documentário bem detalhado, são desvendados diversos esquemas de corrupção, desvio de dinheiro, nepotismo e enriquecimento ilícito na entidade.

Isso foi há dez anos. Desde então, a emissora permanece no mais absoluto silêncio sobre o assunto. Uma década de constrangedor e estranho silêncio.

Deixem-me corrigir: pensando bem, nem tão estranho assim.

Atualmente, as boas relações entre CBF e Rede Globo são públicas e notórias. Qualquer cidadão brasileiro que acompanha futebol percebe isso. Todas as partidas da Seleção Brasileira e das competições organizadas pela CBF são transmitidas pelos canais, abertos e fechados, da Globo. Quando os clubes tentaram negociar os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro com outras emissoras, não tiveram o apoio da CBF, que se alinhava com os interesses da Globo, de manter o monopólio neste lucrativo mercado.

Certos episódios individuais também contribuem para comprovar a "amizade" entre CBF e Rede Globo. Há cerca de um ano, Ricardo Teixeira tomou café da manhã com Muricy Ramalho, então treinador do Fluminense, em um clube de golfe na Barra da Tijuca. Naquela ensolarada manhã de sexta-feira, não haveria motivo nenhum para uma equipe da TV Globo estar no local. A menos que a emissora tivesse sido avisada por uma fonte misteriosa que ali haveria um encontro de Teixeira com o novo técnico da Seleção Brasileira.

Outra: recentemente, um sério escândalo de corrupção na FIFA, implicando o senhor Ricardo Teixeira em acusações como suborno, repercutiu fortemente na imprensa internacional. Aqui no Brasil, a TV Globo praticamente não tocou no assunto, em que pese a cristalina gravidade da situação.

Uma mão lava a outra?

Vale lembrar que Ricardo Teixeira é o presidente da CBF desde 1989, portanto há 22 anos (se fosse um país, a CBF estaria vivendo a 13ª ditadura mais longeva do planeta).

Vale lembrar que a CBF arrecada mais de 150 milhões de reais por ano vendendo seu filet mignon, que é a Seleção Brasileira. Enquanto isso, os clubes - verdadeiros responsáveis pelo sucesso do nosso futebol - roem o osso (especialmente aqueles das divisões inferiores, que mais precisam de ajuda, não recebem um centavo da entidade e ainda são obrigados a disputar competições deficitárias).

Vale lembrar que a Seleção - patrimônio do povo brasileiro - tem jogado mais vezes em Londres que no território nacional. Quando joga aqui, os ingressos são caríssimos - assim como as camisas oficiais da Seleção. Fica até parecendo que a CBF é uma empresa, com objetivo de lucro...

Ricardo Teixeira se orgulha do fato de a CBF "não possuir dinheiro público". Entretanto, não fala que a Copa do Mundo de 2014 será financiada por nós - e já está custando muito caro. Amigos, não acreditem na balela de que sediar o Mundial é lucrativo. Não, não é. Só em reformas e construções de estádios, o país está torrando mais de 5 bilhões de reais, e a conta ainda vai aumentar. As eventuais melhorias de infra-estrutura que teremos - lembrem-se - também serão pagas com o nosso dinheiro, e poderiam ser feitas mesmo que não sediássemos Copa nenhuma.

(Os lucros do evento não retornarão para o país: a FIFA abocanha a maior parte. Em 2010, dizem que a entidade faturou mais de 4,5 bilhões de dólares com a Copa da África do Sul. E os eventuais ganhos com turismo são mínimos - não se esqueçam que o evento dura um mês só...)

Fora, Ricardo Teixeira!

Acorda, TV Globo!

PC

**********

Os vídeos do programa "Globo Repórter" que desvendou os esquemas de Ricardo Teixeira e companhia na CBF:





Por quê a década de silêncio, Rede Globo?

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Wagner Reway apitará Fluminense x Ceará


Amigos, apitará Fluminense x Ceará, domingo, no Engenhão, o árbitro Wagner Reway, do Mato Grosso. Ele será auxiliado por Carlos Berkenbrock (SC) e Lincoln Ribeiro Taques (MT).

Até hoje, Wagner Reway nunca apitou uma partida do Fluminense.

Atuou em três partidas do atual Campeonato Brasileiro:
29/05/2011 - Atlético PR 0 x 1 Grêmio - Arena da Baixada (Curitiba)
29/06/2011 - América MG 2 x 3 Flamengo - Arena do Jacaré (Sete Lagoas)
17/07/2011 - Internacional 0 x 3 São Paulo - Beira-Rio (Porto Alegre)

PC

Resenha: Santos 4 x 5 Flamengo


O primeiro personagem da partida é Elano: aos quatro minutos, o meia da Seleção dá um passe espetacular, deixando Borges na cara do gol: Santos 1, Flamengo 0.

O segundo personagem da partida é Neymar: aos 16, uma assistência para o segundo gol de Borges. Dez minutos depois, um gol antológico, talvez o mais bonito de sua carreira até aqui. Rabiscando a defesa do Flamengo, partiu em disparada do meio-campo, até chutar na saída de Felipe. Um golaço que o próprio Pelé assinaria sem hesitar. Santos 3, Flamengo 0. Um autêntico show do campeão da América, que começava a desenhar uma goleada daquelas.

Foi aí que Muricy errou. Justo ele, o melhor treinador do país, o tetracampeão brasileiro, aquele que parece nunca errar. Em vez de recuar, partiu para cima do Flamengo, pensando em golear. Menosprezou o quase centenário futebol do Flamengo. E isso não se faz.

O terceiro personagem da partida é Thiago Neves. Ainda no primeiro tempo, o ex-tricolor comandou uma improvável reação rubro-negra: Ronaldinho fez o primeiro, Thiago o segundo, e Deivid o terceiro. Incrivelmente, Santos e Flamengo foram empatados para o intervalo: 3 a 3.

Logo no início da etapa complementar, Neymar fez 4 a 3, em mais uma bela jogada individual. Amigos, o menino do Santos é um craque formado. Não baixa a cabeça para ninguém, não teme adversário nenhum, e possui uma atitude que, por si só, derrubaria bastilhas. Ouvi muita gente criticá-lo nos jogos da Seleção, e ouso respondê-los: Neymar ainda nos fará muito felizes. Já prevejo o Maracanã aos seus pés, em 2014.

O quarto personagem da partida é Ronaldinho. O craque do Flamengo não é mais aquele da época do Barcelona, claro que não. Seu auge, quando assombrou o mundo, já passou, e não volta mais. Ainda assim, Ronaldinho pode ser decisivo. A cobrança de falta, rasteira, por baixo da barreira, foi genial. Flamengo 4, Santos 4.

Nos minutos seguintes, o Flamengo penava para segurar Neymar. A cada bola que o craque recebia, começava o inferno rubro-negro. Convenhamos: marcar Neymar é tarefa que beira o impossível. A cidadela rubro-negra parecia frágil, parecia prestes a ruir.

Foi ali, quando todos esperavam o golpe final do Santos, que se apresentou a quinta personagem da partida.

Foi ali que o quase centenário futebol do Flamengo mostrou sua grandeza.

E foi ela, a grandeza do Flamengo, que empurrou o chute de Ronaldinho para o gol.

Santos 4, Flamengo 5.

Já é História.

PC

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Resenha: Atlético Mineiro 1 x 0 Tricolor


Amigos, o Fluminense segue em sua campanha "gangorra" no Campeonato Brasileiro de 2011: escala tabela acima com uma vitória, para depois despencar tabela abaixo com uma derrota. Após vencer o Palmeiras em Volta Redonda, jogando bem, perdeu para o Atlético Mineiro, em Ipatinga, jogando mal.

E qual foi o principal problema do Tricolor nesta quarta-feira? Na minha visão, foi a ausência de criatividade no meio-campo, principalmente após a substituição de Deco. Sem o camisa 20, ficamos reféns de armadores menos habilidosos, como Souza e Marquinho. (Fica repetitivo se eu escrever aqui que estamos sentindo falta de Darío Conca, nosso craque vendido a preço de bagre para um mercado sem futebol de alto nível?)

O gol do Atlético Mineiro, marcado pelo estreante André, no segundo tempo, teve a assistência do nosso velho artilheiro Magno Alves. Confesso que senti saudades do Magnata, que assinalou 112 gols enquanto molhava a camisa tricolor, entre 1998 e 2002, marca que o coloca entre os maiores goleadores da história do Fluminense.

Na próxima rodada, o Tricolor recebe o Ceará no Rio de Janeiro, e uma vitória será fundamental para afastar a crise de Laranjeiras. Qualquer outro resultado trará perspectivas pouco animadoras para o restante do ano. Para dificultar as coisas, Deco está suspenso, e portanto não joga.

Com o apito final em Ipatinga, o Fluminense completou 1265 minutos consecutivos sem um pênalti marcado a favor no Campeonato Brasileiro.

PC

Ficha Técnica: Atlético MG 1 x 0 Fluminense
Motivo: Campeonato Brasileiro.
Local: Estádio João Lamego, o Ipatingão, em Ipatinga (MG).
Data/hora: 27/07/2001 - 19h30 (em Brasília).
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF).
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Marrubson Melo Freitas (DF).
Renda/Público: R$ 73.990,00 / 16.100 pagantes.
Cartões Amarelos: Deco, Diguinho, Fernando Bob e Marquinho (FFC), Dudu Cearense, Wesley e Toró (CAM).
Gol: André, 30'/2ºT (1-0).
CAM: Giovanni; Patric, Werley, Lima e Guilherme Santos (Wesley, intervalo); Richarlyson, Toró, Dudu Cearense (Luiz Eduardo, 44'/2ºT) e Caio; Magno Alves e Jonatas Obina (André, 22'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.
FFC: Diego Cavalieri; Mariano, Gum, Digão e Carlinhos; Edinho, Diguinho (Rafael Moura, 32'/2ºT), Souza (Rafael Sobis, 21'/2ºT), Deco (Fernando Bob, intervalo) e Marquinho; Fred. Técnico: Abel Braga.

(colaboração de Alexandre Magno Barreto Berwanger)

Previsões para a 12ª rodada do Brasileirão 2011

Amigos, começa hoje a décima-segunda rodada do Campeonato Brasileiro de 2011. As análises das odds dos principais sites de aposta indicam os favoritos e as zebras de cada confronto.

Nesta quarta-feira, o Grêmio (1,35) recebe o América Mineiro (8,00) no Estádio Olímpico de Porto Alegre, sendo o maior favorito da rodada. No mesmo horário, no Rio de Janeiro, o Botafogo (1,40) enfrenta o Avaí (7,00), também com grandes chances de sair vitorioso, de acordo com as análises dos sites.

Em Ipatinga, Minas Gerais, o Atlético Mineiro encara o Fluminense, em jogo com cotações bastante equilibradas: uma vitória dos anfitriões retornaria R$ 2,20 para cada real investido, enquanto um triunfo dos visitantes renderia R$ 2,875 para cada real apostado. Nesta partida, o empate tem cotação 3,25. Outro confronto bastante equilibrado acontecerá no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis: o Figueirense tem cotação de 2,30, e o Palmeiras de 2,80, com o empate a 3,20.

Mesmo atuando fora de seus domínios, no Estádio Serra Dourada, o Cruzeiro (2,05) é favorito diante do Atlético Goianiense (3,25). Já no Estádio Couto Pereira, o Coritiba (2,00) é o mais cotado contra o São Paulo (3,25).

No jogo mais esperado da rodada, o Santos recebe o Flamengo na Vila Belmiro. O time de Neymar, Ganso e Muricy Ramalho é naturalmente favorito, retornando R$ 1,80 para cada real apostado. Uma vitória do rubro-negro carioca, comandado por Ronaldinho e Thiago Neves, renderia R$ 4,00 para cada real investido.

Na quinta-feira, duas partidas completam a rodada do meio de semana. Em São Januário, no Rio de Janeiro, o Vasco da Gama (1,50) é favorito diante do Bahia (6,50). No Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, o Ceará (1,65) é o mais cotado contra o Atlético Paranaense (4,75).

PC