domingo, 19 de fevereiro de 2017

Ficha Técnica: Palmeiras 2 x 0 São Bernardo


16/02/2017 - Palmeiras 2 x 0 São Bernardo - Allianz Parque (São Paulo)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 3ª rodada.
Público: 23.708 pagantes.
Renda: R$ 1.238.229,74.
Árbitro: José Claudio Rocha Filho (SP).
Auxiliares: Daniel Luis Marques (SP) e Evandro de Melo Lima (SP).
Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo, Moisés (Keno) e Alejandro Guerra (Raphael Veiga); Róger Guedes (Michel Bastos), Dudu e Willian. Técnico: Eduardo Baptista.
São Bernardo: Daniel; Eduardo (Alyson), Edimar, Anderson Conceição e Breno; Geandro, Rafael Costa (Marcinho) e Vinícius Kiss; Walterson (Patrick Vieira), Edno e Rodolfo. Técnico: Sérgio Vieira.
Gols:
1-0: Dudu, aos 19 do 2º tempo;
2-0: Jean, de pênalti, aos 32 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Willian e Keno (Palmeiras); Vinícius Kiss, Geandro e Marcinho (São Bernardo).

****

O Palmeiras venceu os seis últimos duelos contra o São Bernardo pelo Campeonato Paulista, e não sofreu nenhum gol nas partidas:
12/03/2011 - Palmeiras 2 x 0 São Bernardo
31/01/2013 - Palmeiras 3 x 0 São Bernardo
27/02/2014 - Palmeiras 2 x 0 São Bernardo
22/03/2015 - São Bernardo 0 x 1 Palmeiras
18/04/2016 - Palmeiras 2 x 0 São Bernardo
16/02/2017 - Palmeiras 2 x 0 São Bernardo

PCFilho

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Ficha Técnica: Flamengo 1 x 0 América MG


16/02/2017 - Flamengo 1 x 0 América MG - Bezerrão (Gama)
Motivo: Copa da Primeira Liga 2017, fase de grupos, 2ª rodada.
Público: 8.147 pagantes.
Renda: R$ 282.925,00.
Árbitro: Rafael Traci (PR).
Auxiliares: Luciano Roggenbaum (PR) e Jefferson Cleiton Piva da Silva (PR).
Flamengo: Alex Muralha; Rodinei, Juan, Donatti e Renê; Márcio Araújo, Gustavo Cuéllar e Gabriel; Orlando Berrío (Cafu), Everton (Léo Duarte) e Leandro Damião (Adryan). Técnico: Zé Ricardo.
América MG: João Ricardo; Auro, Messias, Renato Justi e Pará;  Juninho, Ernandes, Renan Oliveira (Rubão) e Gerson Magrão; Felipe Amorim (Marion) e Mike (Tony). Técnico: Enderson Moreira.
Gol: Gabriel, aos 10 do 1° tempo.
Cartões amarelos: Gerson Magrão e Messias (América MG).
Cartão vermelho: Gerson Magrão (América MG).

****

Com o resultado, o Flamengo já está matematicamente classificado para as quartas-de-final da Copa da Primeira Liga 2017.

PCFilho

Ficha Técnica: Princesa do Solimões 0 x 2 Internacional

Foto: Ricardo Duarte (Sport Club Internacional).

15/02/2017 - Princesa do Solimões 0 x 2 Internacional - Olímpico Regional (Cascavel)
Motivo: Copa do Brasil 2017, 1ª fase, jogo único.
Público: 6.024 presentes (4.984 pagantes).
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR).
Auxiliares: Rafael Trombeta (PR) e Luiz Souza Santos Renesto (PR).
Princesa do Solimões: Rasci; Clemilton (Randerson), Cristiano, Pastor e Gelvane; Rafinha (Pelezinho), Michell Parintins, Leozinho (Canhoto) e Toró; Weverton e Marinelson. Técnico: Alberone de Souza.
Internacional: Danilo Fernandes; Alemão, Klaus (Ernando), Paulão e Uendel; Rodrigo Dourado, Charles, Diego (Valdívia), Andrés D’Alessandro e Carlinhos; Carlos (Brenner). Técnico: Antônio Carlos Zago.
Gols:
0-1: Valdívia, aos 15 do 2º tempo;
0-2: Brenner, aos 35 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Cristiano, Pastor e Randerson (Princesa do Solimões); Klaus e Carlinhos (Internacional).

****

Os dois gols do Internacional na partida tiveram assistências do meia argentino Andrés D'Alessandro.

****

Em mais um caso de inversão de mando de campo, contrariando o princípio da isonomia previsto no Regulamento Geral das Competições da CBF, o Princesa do Solimões preferiu atuar em Cascavel, no Paraná.

****

O adversário do Internacional na segunda fase da Copa do Brasil será o Oeste, que derrotou o Friburguense por 1 a 0, no Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo. A partida entre Internacional e Oeste será disputada no Beira-Rio, em Porto Alegre.

PCFilho

Ficha Técnica: Corinthians 1 x 0 Novorizontino


15/02/2017 - Corinthians 1 x 0 Novorizontino - Itaquerão (São Paulo)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 3ª rodada.
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP).
Auxiliares: Eduardo Vequi Marciano (SP) e Risser Jarussi Corrêa (SP).
Público: 11.935 presentes (11.708 pagantes) (menor público da história do Itaquerão).
Renda: R$ 473.376,10.
Corinthians: Cássio; Fagner, Fabián Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel, Fellipe Bastos (Camacho), Rodriguinho e Marlone (Léo Jabá); Ángel Romero e Jô (Kazim). Técnico: Fábio Carille.
Novorizontino: Tom; Cléo Silva, Guilherme Teixeira, Domingues e João Lucas; Éder (Henrique Santos), Doriva e Fernando Gabriel (Caíque); Roberto, Alexandro e Everaldo (Henrique). Técnico: Júnior Rocha.
Gol: Pablo, aos 28 do 1º tempo.
Cartões amarelos: Fagner e Léo Jabá (Corinthians); Everaldo e Domingues (Novorizontino).

****

O gol do zagueiro Pablo Nascimento Castro foi o primeiro dele como atleta profissional do Corinthians. Ele está emprestado ao clube paulista, pelo Bordeaux, da França.

****

Os 11.935 presentes, dos quais 11.708 pagantes, foram o menor público da história do estádio do Corinthians, desde a inauguração em 2014 até hoje.

PCFilho

Ficha Técnica: Santos 1 x 3 São Paulo



15/02/2017 - Santos 1 x 3 São Paulo - Vila Belmiro (Santos)
Público: 11.320 pagantes.
Renda: R$ 455.425,00.
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP).
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP).
Santos: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Thiago Maia, Leandro Donizete (Bruno Henrique), Vitor Bueno e Lucas Lima (Thiago Ribeiro); Jonathan Copete e Rodrigão (Kayke). Técnico: Dorival Júnior.
São Paulo: Sidão; Julio Buffarini, Rodrigo Caio, Maicon e Júnior Tavares; João Schmidt, Thiago Mendes (Araruna), Cícero e Christian Cueva (Bruno); Neilton (Luiz Araújo) e Gilberto. Técnico: Rogério Ceni.
Gols:
1-0: Jonathan Copete, aos 10 do 1º tempo;
1-1: Christian Cueva, de pênalti, aos 36 do 1º tempo;
1-2: Luiz Araújo, aos 10 do 2º tempo;
1-3: Luiz Araújo, aos 27 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Zeca, Rodrigão e Bruno Henrique (Santos); Thiago Mendes, Neilton, Christian Cueva e Cícero (São Paulo).

****

Com o resultado adverso, o Santos perdeu duas longas invencibilidades:
- não era derrotado pelo São Paulo na Vila Belmiro desde 25/10/2009 (Santos 3 x 4 São Paulo);
- não perdia havia 45 partidas consecutivas na Vila Belmiro em Campeonatos Paulistas (o último revés acontecera em 2011). Foram 37 vitórias e 8 empates antes da derrota de quarta-feira.

****

Abaixo, os resultados dos últimos dez duelos no clássico San-São:
11/02/2015 - Santos 0 x 0 São Paulo (Paulista)
19/04/2015 - Santos 2 x 1 São Paulo (Paulista)
03/06/2015 - São Paulo 3 x 2 Santos (Brasileirão)
09/09/2015 - Santos 3 x 0 São Paulo (Brasileirão)
21/10/2015 - São Paulo 1 x 3 Santos (Copa do Brasil)
28/10/2015 - Santos 3 x 1 São Paulo (Copa do Brasil)
27/03/2016 - Santos 1 x 1 São Paulo (Paulista)
26/06/2016 - Santos 3 x 0 São Paulo (Brasileirão)
13/10/2016 - São Paulo 0 x 1 Santos (Brasileirão)
15/02/2017 - Santos 1 x 3 São Paulo (Paulista)

Para conferir o histórico completo do confronto entre Santos e São Paulo, vide post História - Santos x São Paulo.

PCFilho

Ficha Técnica: Globo 2 x 5 Fluminense

Gustavo  Scarpa comemorando gol antológico, do meio-campo.

15/02/2017 - Globo 2 x 5 Fluminense - Barretão (Ceará-Mirim)
Motivo: Copa do Brasil 2017, 1ª fase, jogo único.
Público: 1.786 presentes.
Renda: R$ 51.860,00.
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP).
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP).
Globo: Rafael; Ângelo (Geovane), Negretti, Jamerson e Renatinho Carioca; Leomir, Pablo Oliveira e Bismarck; Luizão (Gláucio), Romarinho e Dênis (Renatinho Potiguar). Técnico: Lawrence Borba.
Fluminense: Júlio César (Marcos Felipe); Lucas, Ygor Nogueira, Henrique (Reginaldo) e Léo Pelé; Jefferson Orejuela, Douglas, Júnior Sornoza e Gustavo Scarpa (Pierre); Wellington Silva e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
Gols:
0-1: Lucas, aos 5 do 1º tempo;
0-2: Henrique Dourado, aos 22 do 1º tempo;
0-3: Henrique Dourado, aos 32 do 1º tempo;
1-3: Dênis, aos 40 do 1º tempo;
1-4: Wellington Silva, aos 4 do 2º tempo;
1-5: Gustavo Scarpa, do meio-campo, aos 17 do 2º tempo;
2-5: Gláucio, aos 28 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Pablo Oliveira, Dênis e Geovane (Globo).
Observação: Júnior Sornoza perdeu pênalti aos 34 do primeiro tempo: chutou no travessão.

****

O gol inaugural da partida foi o primeiro do lateral-direito Lucas com a camisa do Fluminense. Ele teve grande atuação, com participação decisiva na construção da goleada.

****

Com os dois gols marcados no Barretão, o centroavante Henrique Dourado agora tem 8 gols em 20 jogos com a camisa tricolor, 6 gols nessa temporada. O gol de Wellington Silva foi o 5º dele em 46 jogos profissionais pelo Fluminense.

****

O golaço de Gustavo Scarpa, o quinto do Fluminense no jogo, foi o 24º gol dele em 108 jogos com a camisa tricolor. Com um chutaço espetacular do meio-campo, o jovem meia é presença quase certa na disputa do Prêmio Puskas de 2017, honraria concedida pela FIFA ao gol mais bonito do ano no mundo.

****

Como o Globo é um clube novo, fundado em 2012, este foi o primeiro duelo contra o Fluminense na história. Para conferir a lista de resultados do Fluminense contra equipes do Rio Grande do Norte, vide post História - Fluminense x Times Potiguares.

****

Na segunda fase da Copa do Brasil 2017, o Fluminense enfrentará o Sinop, no Estádio Gigante do Norte, em Sinop/MT, às 19:30 do dia 1º de março. O Tricolor tenta ser campeão da Copa do Brasil pela segunda vez, dez anos após a primeira conquista.

PCFilho

Palpites da Loteca - Concurso 737



Amigos e amigas, desculpem-me pelo atraso na publicação dos porcentuais essa semana. Tive problemas com meu computador que me impossibilitaram de atualizar o blog. Seguem abaixo os porcentuais estimados de apostas nas 14 partidas que compõem o concurso número 737 da Loteca. Em cada jogo, o primeiro porcentual refere-se à vitória do time mandante, o segundo porcentual refere-se ao empate, e o terceiro porcentual refere-se à vitória do time visitante:
1) Atlético Mineiro/MG 85% 10% 5% América/MG
2) Linense/SP 10% 10% 80% Palmeiras/SP
3) Flamengo/RJ 85% 10% 5% Madureira/RJ
4) Vila Nova/GO 35% 45% 20% Atlético Goianiense/GO
5) Atlético Paranaense/PR 35% 35% 30% Coritiba/PR
6) Chapecoense/SC 60% 25% 15% Figueirense/SC
7) Bahia de Feira/BA 10% 20% 70% Vitória/BA
8) Águia de Marabá/PA 15% 25% 60% Paysandu/PA
9) Novo Hamburgo/RS 60% 25% 15% Juventude/RS
10) São Bento/SP 45% 30% 25% Botafogo de Ribeirão Preto/SP
11) Guarani de Juazeiro/CE 25% 25% 50% Ceará/CE
12) São Paulo/SP 90% 5% 5% Mirassol/SP
13) Fluminense/RJ 80% 10% 10% Volta Redonda/RJ
14) Santa Cruz/PE 25% 45% 30% Sport Recife/PE

As apostas podem ser registradas até as 14:00 de Brasília do sábado 18. A estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos neste concurso 737 da Loteca é de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais). Os rateios das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa Econômica Federal em seu site, na tarde da terça-feira 21.

Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho

PS: estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Ficha Técnica: Atlético Paranaense 3 x 3 Deportivo Capiatá

Foto: Gazeta Press.

15/02/2017 - Atlético Paranaense 3 x 3 Deportivo Capiatá - Arena da Baixada (Curitiba)
Motivo: Copa Libertadores 2017, 2ª fase preliminar, jogo de ida.
Público: 22.721 presentes (20.073 pagantes).
Renda: R$ 430.720,00.
Árbitro: Daniel Fedorczuk (Uruguai).
Auxiliares: Mauricio Espinosa (Uruguai) e Richard Trinidad (Uruguai).
Atlético Paranaense: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Nikão, Lucho González (João Pedro) e Felipe Gedoz (Matheus Rossetto); Pablo e Grafite. Técnico: Paulo Autuori.
Deportivo Capiatá: Bernardo Medina; Carlos Bonet, Jorge Paredes, Ramón Ortigoza e Néstor González; Gustavo Noguera (Carlos Ruiz), Eduardo Ledesma, Alexis González e David Mendieta (Monges); Julio Irrazábal e Roberto Gamarra (Dionisio Pérez). Técnico: Diego Gavilán.
Gols: 
1-0: Felipe Gedoz, aos 20 do 1º tempo;
1-1: Gustavo Noguera, aos 44 do 1º tempo;
1-2: Néstor González, aos 7 do 2º tempo;
2-2: Felipe Gedoz, de pênalti, aos 13 do 2º tempo;
3-2: Pablo, aos 40 do 2º tempo;
3-3: Néstor González, aos 43 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Grafite, João Pedro, Felipe Gedoz e Sidcley (Atlético Paranaense); Néstor González, Alexis González e Carlos Bonet (Deportivo Capiatá).
Cartão vermelho: Jorge Paredes (Deportivo Capiatá).

****

O Atlético Paranaense agora soma 39 partidas na história da Copa Libertadores, com 19 vitórias, 7 empates e 13 derrotas, 59 gols-pró e 56 gols-contra. Para conferir as campanhas detalhadas do Furacão, vide post História - Atlético Paranaense na Copa Libertadores.

****

Para conseguir a vaga na fase de grupos da Copa Libertadores, o Atlético Paranaense precisará vencer ou empatar em 4 a 4 ou mais, na partida de volta. O Deportivo Capiatá tem a vantagem do empate até 2 a 2. Novo empate em 3 a 3 levará a decisão da vaga para a definição por pênaltis.

****

O trio de arbitragem designado para a partida de volta, no Paraguai, é argentino: o juiz será Néstor Pitana, auxiliado por Gustavo Rossi e Diego Bonfa.

PCFilho

Ficha Técnica: Botafogo 1 x 0 Olimpia

Foto: Gazeta Press.

15/02/2017 - Botafogo 1 x 0 Olimpia - Engenhão (Rio de Janeiro)
Motivo: Copa Libertadores 2017, 2ª fase preliminar, jogo de ida.
Público: 29.514 presentes (28.601 pagantes).
Renda: R$ 1.390.210,00.
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador).
Auxiliares: Juan Macías (Equador) e Luis Vera (Equador).
Botafogo: Helton Leite; Jonas, Emerson, Marcelo e Victor Luis; Airton (Matheus Fernandes), Bruno Silva (Guilherme), Camilo e Walter Montillo (João Paulo); Rodrigo Pimpão e Roger Rodrigues. Técnico: Jair Ventura.
Olimpia: Daniel Azcona; César Benítez (Rodi Ferreira), José Cañete, Hernán Pellerano e Fernando Giménez; Alexis Fernandéz (Jonathan González), Cristian Riveros, Richard Ortiz e Julián Benítez; Pablo Mouche (Roque Santa Cruz) e Brian Montenegro. Técnico: Pablo Repetto.
Gol: Rodrigo Pimpão, de bicicleta, aos 37 do 1º tempo.
Cartões amarelos: Jonas e Airton (Botafogo); Fernando Giménez, Richard Ortiz e Pablo Mouche (Olimpia).

****

O Botafogo agora soma 35 jogos disputados na história da Copa Libertadores, com 16 vitórias, 7 empates e 12 derrotas, 55 gols-pró e 47 gols-contra. Para conferir as campanhas detalhadas, vide post História - Botafogo na Copa Libertadores.


****

Este foi o 111º jogo do Olimpia contra clubes brasileiros ao longo da história. O clube paraguaio soma 30 vitórias, 32 empates e 49 derrotas. Para conferir a lista de resultados, vide post História - Olimpia x Times Brasileiros.

****

Na partida de volta, na quarta-feira 22, em Asunción, o Botafogo se classificará com vitória, empate ou derrota por um gol de diferença marcando gol. Caso o Olimpia vença por 1 a 0 na capital do Paraguai, a vaga na fase de grupos será determinada na definição por pênaltis.

****

A arbitragem da partida de volta ficará por conta do chileno Julio Bascuñán, que será auxiliado por seus compatriotas Christian Schiemann e Marcelo Barraza.

PCFilho

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Ficha Técnica: Botafogo 1 x 2 Flamengo

Foto: Armando Paiva (Agif/Gazeta Press).

12/02/2017 - Botafogo 1 x 2 Flamengo - Engenhão (Rio de Janeiro)
Motivo: Campeonato Carioca 2017, Taça Guanabara, 4ª rodada.
Público: 23.496 presentes (22.042 pagantes).
Renda: R$ 867.160,00.
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ).
Auxiliares: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Michael Correia (RJ).
Botafogo: Helton Leite; Marcinho, Igor Rabello, Renan Fonseca e Gilson; Matheus Fernandes, Dudu Cearense (Bruno Silva), Rodrigo Lindoso (Leandrinho) e João Paulo; Guilherme e Roger Rodrigues (Vinícius Tanque). Técnico: Jair Ventura.
Flamengo: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Miguel Trauco (Rodinei); Rômulo, Willian Arão, Diego, Mancuello (Berrío) e Éverton; Paolo Guerrero (Gabriel). Técnico: Zé Ricardo.
Gols:
0-1: Paolo Guerrero, aos 34 do 1º tempo;
1-1: Roger Rodrigues, aos 39 do 1º tempo;
1-2: Everton, aos 20 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Roger Rodrigues, Marcinho e João Paulo (Botafogo); Éverton, Pará e Gabriel (Flamengo).

****

O Flamengo quebrou um tabu neste clássico: não vencia o Botafogo havia 5 partidas, com 2 vitórias do Botafogo e 3 empates. A última vitória do Flamengo havia acontecido no dia 27 de julho de 2014. Agora, é o Flamengo que não perde para o Botafogo há 4 partidas, com 1 vitória e 3 empates.

****

Este foi o 359º duelo entre Botafogo e Flamengo na história. A lista com todos os resultados pode ser conferida no post História - Botafogo x Flamengo.

PCFilho

Ficha Técnica: Grêmio 1 x 0 Passo Fundo

Foto: Roberto Vinícius (Gazeta Press).

12/02/2017 - Grêmio 1 x 0 Passo Fundo - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
Motivo: Campeonato Gaúcho 2017, 3ª rodada.
Público: 10.130 presentes (8.876 pagantes).
Renda: R$ 321.619,00.
Árbitro: Eleno Todeschini (RS).
Auxiliares: Maurício Penna (RS) e Luiza Reis (RS).
Grêmio: Marcelo Grohe; Leonardo Moura, Pedro Geromel, Rafael Thyere e Marcelo Oliveira; Maicon, Jaílson (Maxi Rodríguez), Ramiro e Miller Bolaños; Everton (Fernandinho) e Luan (Jael). Técnico: Renato Gaúcho.
Passo Fundo: Fernando Júnior; Gustavo Miranda (Saimon), Rodolfo Mol e Juan Sosa (Anderson Paraíba); Maicon, Jessé, Rodrigo Possebon, Mikael e Xaro; Saldanha e Genesis (Brandão). Técnico: Paulo Porto.
Gol: Ramiro, aos 46 do 1º tempo.
Cartões amarelos: Rafael Thyere e Leonardo Moura (Grêmio); Gustavo Miranda, Xaro e Jessé (Passo Fundo).

PCFilho

Ficha Técnica: Volta Redonda 1 x 0 Vasco


12/02/2017 - Volta Redonda 1 x 0 Vasco - Raulino de Oliveira (Volta Redonda)
Motivo: Campeonato Carioca 2017, Taça Guanabara, 4ª rodada.
Público: 7.398 presentes (6.498 pagantes).
Renda: R$ 167.370,00.
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ).
Auxiliares: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Márcio Moreira de Queiroz (RJ).
Volta Redonda: Douglas Borges; Henrique, Luan, Felipe e Cristiano; João Cleriston, Marcelo, Luiz Gustavo (Higor Leite) e Diego Souza; Pipico (Octávio) e David Batista (Diogo Alves). Técnico: Cairo Lima.
Vasco: Martín Silva; Gilberto, Luan, Rodrigo e Alan Cardoso (Damián Escudero); Bruno Gallo (Wagner), Jean, Guilherme e Nenê; Kelvin e Muriqui (Éderson). Técnico: Cristóvão Borges.
Gol: David Batista, aos 2 do 1º tempo.
Cartões amarelos: Diego Souza (Volta Redonda); Jean e Gilberto (Vasco).

PCFilho

Ficha Técnica: Ituano 1 x 0 Palmeiras


12/02/2017 - Ituano 1 x 0 Palmeiras - Novelli Júnior (Itu)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 2ª rodada.
Público: 11.962 presentes.
Renda: R$ 545.970,00.
Árbitro: Raphael Claus (SP).
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Bruno Salgado Filho (SP).
Ituano: Fábio; Arnaldo, Lima, Naylhor e Peri; Guly, Wellington Simião (Walfrido) e Guilherme (Romarinho); Morato, Claudinho e Ronaldo (Nena). Técnico: Tarcísio Pugliese.
Palmeiras: Fernando Prass; Fabiano (Thiago Santos), Edu Dracena (Alecsandro), Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo, Jean e Alejandro Guerra; Róger Guedes (Keno), Willian e Dudu. Técnico: Eduardo Baptista.
Gol: Guly, aos 6 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Ronaldo e Naylhor (Ituano); Felipe Melo (Palmeiras).

PCFilho

Ficha Técnica: Tupi 0 x 4 Cruzeiro

(Foto: Felipe Couri/Light Press)

11/02/2017 - Tupi 0 x 4 Cruzeiro - Estádio Municipal (Juiz de Fora)
Motivo: Campeonato Mineiro 2017, 3ª rodada.
Público: 6.037 presentes (5.406 pagantes).
Renda: R$ 128.160,00.
Árbitro: Renato Cardoso Conceição (MG).
Auxiliares: Magno Arantes Lira (MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG).
Tupi: Gideão; Euller, Edmário, Elivélton e Bruno Santos; Bonilha, Marcel (Leandro Ferreira), Juninho (Sávio) e Carlos Júnior; Matheus Pato e Flávio Caça-Rato (Jajá). Técnico: Éder Bastos.
Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Léo, Luis Caicedo e Diogo Barbosa (Fabrício); Henrique, Ariel Cabral, Robinho e Arrascaeta (Élber); Alisson (Rafinha) e Rafael Sóbis. Técnico: Mano Menezes.
Gols:
1-0: Rafael Sobis, aos 19 do 1º tempo;
2-0: Léo, aos 26 do 1º tempo;
3-0: Robinho, aos 47 do 1º tempo;
4-0: Rafael Sobis, aos 46 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Carlos Júnior (Tupi); Diogo Barbosa (Cruzeiro).

PCFilho

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

História - Friburguense na Copa do Brasil


Em 2017, o Friburguense participará da Copa do Brasil pela segunda vez em sua história. O adversário na primeira fase será o Oeste, de Itápolis (SP), em jogo único, no Eduardo Guinle, em Nova Friburgo, na quarta-feira 15, às 20:30. Para se classificar, o Frizão precisará vencer, uma vez que o empate daria a vaga ao visitante, de acordo com o novo regulamento da competição. Caso se classifique, o Tricolor da Serra enfrentará na segunda fase o ganhador do duelo entre Internacional e Princesa do Solimões.

A primeira participação do Friburguense na Copa do Brasil aconteceu na edição de 2005. Naquela temporada, o Friburguense passou pela Caldense, de Minas Gerais, na primeira fase. Na etapa seguinte, foi eliminado pelo Internacional, do Rio Grande do Sul. A campanha teve 4 jogos, com 1 vitória, 1 empate e 2 derrotas, 6 gols-pró e 8 gols-contra. Seguem abaixo as fichas técnicas das quatro partidas.

16/02/2005 - Friburguense 4 x 1 Caldense - Eduardo Guinle (Nova Friburgo)
Motivo: Copa do Brasil 2005, 1ª fase, jogo de ida.
Pú­blico: 738 pagantes.
Árbitro: José Fermo (ES).
Friburguense: Jefferson; Sérgio Gomes, Cadão, Tiago Messias e Nill (Flavinho); Bidu, Marquinhos, Abedi (André Norat) e Gedeil (Daniel); Jones e Ziquinha. Técnico: Antônio Carlos Roy.
Caldense: Alencar; Cleitinho (Jaiminho), Paulo César e Raniery; Lico, Alexandre Nunes, Jakson e Ari; Calmon (Jaílson), Júnior e Mílton (Odil). Técnico: Gilson Kleina.
Gols:
1-0: Cadão, aos 40 do 1º tempo;
2-0: Bidu, aos 13 do 2º tempo;
2-1: Mílton, aos 30 do 2º tempo;
3-1: Marquinhos, aos 32 do 2º tempo;
4-1: Ziquinha, aos 44 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Tiago Messias, Marquinhos, Cadão e Ziquinha (Friburguense); Mílton, Alexandre Nunes e Jaiminho (Caldense).
Cartão vermelho: Jakson (Caldense).

02/03/2005 - Caldense 2 x 1 Friburguense - Ronaldo Junqueira (Poços de Caldas)
Motivo: Copa do Brasil 2005, 1ª fase, jogo de volta.
Pú­blico: 1.892 pagantes.
Árbitro: Antônio Denival de Morais (PR).
Caldense: Alencar; Jaiminho, Chiquinho Pernambucano (Renato) e Raniery; Pachola, Alexandre Nunes, Odil (Éder), Clayton e Eduardo; Júnior e Jaílson. Técnico: Gilson Kleina.
Friburguense: Jefferson; Sérgio Gomes, Cadão, Jorge Luiz (Daniel) e Flavinho; Bidu, Gedeil, Marquinhos (Jean) e Abedi; Sharlei (Éder) e Ziquinha. Técnico: Antônio Carlos Roy.
Gols:
1-0: Eduardo, aos 6 do 1º tempo;
1-1: Sérgio Gomes, aos 43 do 1º tempo;
2-1: Raniery, aos 11 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Júnior (Caldense); Sérgio Gomes e Jean (Friburguense).
Observação: Friburguense classificado, no placar agregado (5 x 3).

16/03/2005 - Friburguense 1 x 1 Internacional - Eduardo Guinle (Nova Friburgo)
Motivo: Copa do Brasil, 2ª fase, jogo de ida.
Pú­blico: 2.602 pagantes.
Árbitro: Enéas Eugênio Aguiar (MG).
Friburguense: Jefferson; Sérgio Gomes, Cadão, Tiago Messias e Flavinho; Bidu, Gedeil, Marquinhos (Victor Hugo) e Abedi (Paulinho Pimentel); Ziquinha e Sharlei (Éder). Técnico: Antônio Carlos Roy.
Internacional: Clemer; Sangaletti, Bolívar e Wilson; Edinho, Tinga, Rodrigo Paulista (Léo Gamalho), Diego Gavilán e Jorge Wagner; Rafael Sobis (Diogo) e Fernandão. Técnico: Muricy Ramalho.
Gols:
1-0: Marquinhos, aos 11 do 1º tempo;
1-1: Tinga, aos 33 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Cadão e Gedeil (Friburguense); Edinho e Jorge Wagner (Internacional).


07/04/2005 - Internacional 4 x 0 Friburguense - Beira-Rio (Porto Alegre)
Motivo: Copa do Brasil, 2ª fase, jogo de volta.
Pú­blico: 14.552 pagantes.
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)*.
Internacional: André Doring; Élder Granja, Índio e Vinícius; Edinho, Tinga (Augusto Recife), Diego Gavilán (Diego), Wellington e Jorge Wagner; Rafael Sobis (Diogo) e Fernandão. Técnico: Muricy Ramalho.
Friburguense: Jefferson; Sérgio Gomes, Cadão, Tiago Messias e Victor Hugo; Gedeil, Bidu, Daniel e Marquinhos (Léo [goleiro]); Ziquinha (Éder) e Robinho. Técnico: Antônio Carlos Roy.
Gols:
1-0: Jorge Wagner (de pênalti), aos 18 do 2º tempo;
2-0: Jorge Wagner, aos 42 do 2º tempo;
3-0: Fernandão, aos 43 do 2º tempo;
4-0: Fernandão, aos 45 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Diego Gavilán (Internacional); Marquinhos, Gedeil e Victor Hugo (Friburguense).
Cartões vermelhos: Jefferson e Victor Hugo (Friburguense).
* Observação: o árbitro Evandro Rogério Roman, embora filiado à Federação do Paraná, nasceu no Rio Grande do Sul. Ele expulsou dois atletas do Friburguense, um deles o goleiro, e sua atuação foi bastante contestada pelo clube de Nova Friburgo.

Flagrante do duelo entre Inter e Frizão no Beira-Rio, em 2005.

Boa sorte, Frizão!

PCFilho

História - Olimpia x Times Brasileiros

Flagrante de Olimpia x Flamengo, em 2012, no Defensores del Chaco.
Foto: EFE.

Cruzeiro e Olimpia duelaram em 1992.

O Olimpia, tradicional clube da capital do Paraguai, será o adversário do Botafogo na segunda fase preliminar da Copa Libertadores 2017, nos dias 15 e 22 de fevereiro. O quadro de Asunción possui uma longa história de duelos contra equipes do Brasil, desde a década de 1940.

A seguir, os retrospectos do Olimpia contra os 23 adversários brasileiros que já enfrentou:
Olimpia x Flamengo: 18 jogos, 4 vitórias, 6 empates e 8 derrotas (1 por WO).
Olimpia x São Paulo: 15 jogos, 6 vitórias, 1 empate e 8 derrotas.
Olimpia x Cruzeiro: 15 jogos, 2 vitórias, 5 empates e 8 derrotas.
Olimpia x Corinthians: 9 jogos, 3 vitórias, 2 empates e 4 derrotas.
Olimpia x Grêmio: 9 jogos, 2 vitórias, 1 empate e 6 derrotas.
Olimpia x Atlético Mineiro: 8 jogos, 3 vitórias (1 por insuficiência numérica), 2 empates e 3 derrotas.
Olimpia x Internacional: 6 jogos, 1 vitória, 3 empates e 2 derrotas.
Olimpia x Palmeiras: 4 jogos, 1 vitória, 1 empate e 2 derrotas.
Olimpia x Botafogo: 3 jogos, 1 vitória e 2 derrotas.
Olimpia x Coritiba: 3 jogos, 1 vitória e 2 empates.
Olimpia x Vasco: 3 jogos, 1 vitória, 1 empate e 1 derrota.
Olimpia x Fluminense: 2 jogos, 1 vitória e 1 empate.
Olimpia x Santos: 2 jogos, 2 empates.
Olimpia x Guarani: 2 jogos, 1 vitória e 1 empate.
Olimpia x São Caetano: 2 jogos, 1 vitória e 1 derrota.
Olimpia x Londrina: 2 jogos, 2 empates.
Olimpia x Atlético Paranaense: 2 jogos, 1 vitória e 1 derrota.
Olimpia x America: 1 jogo, 1 empate.
Olimpia x Figueirense: 1 jogo, 1 derrota.
Olimpia x Vitória: 1 jogo, 1 empate.
Olimpia x Brasil de Pelotas: 1 jogo, 1 derrota.
Olimpia x Caxias: 1 jogo, 1 vitória.
Olimpia x Operário de Campo Grande: 1 jogo, 1 derrota.
Retrospecto total: 111 jogos, 30 vitórias, 32 empates e 49 derrotas.

Atlético Mineiro e Olimpia decidiram a Copa Libertadores de 2013.

Fluminense e Olimpia também se enfrentaram em 2013.

Segue abaixo a lista com todos os resultados das partidas do Olimpia contra times brasileiros, em ordem cronológica:
12/10/1945 - Olimpia 6 x 2 São Paulo - Puerto Sajonia (Asunción) (*obs. I)
27/01/1948 - Flamengo 1 x 0 Olimpia - Estádio Nacional do Chile (Santiago)
29/10/1949 - Olimpia 5 x 1 Atlético Paranaense - Puerto Sajonia (Asunción)
25/05/1952 - Olimpia 1 x 3 Botafogo - (Asunción)
28/05/1952 - Olimpia 3 x 2 Botafogo - (Asunción)
27/07/1952 - Olimpia 2 x 2 America - (Asunción)
07/06/1953 - Corinthians 5 x 2 Olímpia - Pacaembu (São Paulo)
14/06/1953 - São Paulo 4 x 1 Olimpia - Pacaembu (São Paulo)
15/07/1956 - Olimpia 2 x 3 Brasil de Pelotas - (Asunción)
01/03/1960 - Olimpia 0 x 1 Flamengo - Puerto Sajonia (Asunción)
14/05/1965 - Olimpia 2 x 2 Santos - Puerto Sajonia (Asunción)
15/05/1967 - Olimpia 0 x 0 Santos - Puerto Sajonia (Asunción)
07/04/1971 - Londrina 0 x 0 Olimpia - (Londrina)
22/04/1971 - Olímpia 1 x 1 Londrina - (Asunción)
01/03/1972 - São Paulo 3 x 1 Olimpia - Morumbi (São Paulo)
05/03/1972 - Atlético Mineiro 0 x 0 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte)
16/03/1972 - Olimpia 2 x 2 Atlético Mineiro - Puerto Sajonia (Asunción) (*obs. II)
26/03/1972 - Olimpia 0 x 1 São Paulo - Puerto Sajonia (Asunción)
27/01/1973 - Operário de Campo Grande 2 x 1 Olimpia - Morenão (Campo Grande)
14/03/1976 - Internacional 1 x 0 Olimpia - Beira-Rio (Porto Alegre)
18/03/1976 - Olimpia 2 x 2 Cruzeiro - Defensores del Chaco (Asunción)
04/04/1976 - Cruzeiro 4 x 1 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte)
13/04/1976 - Olimpia 1 x 1 Internacional - Defensores del Chaco (Asunción)
04/05/1979 - Olimpia 2 x 1 Guarani - Defensores del Chaco (Asunción)
24/05/1979 - Guarani 1 x 1 Olimpia - Brinco de Ouro (Campinas)
03/02/1980 - Olimpia 1 x 3 Grêmio - (?)
17/07/1981 - Olimpia 0 x 0 Atlético Mineiro - Defensores del Chaco (Asunción)
24/07/1981 - Flamengo 1 x 1 Olimpia - Maracanã (Rio de Janeiro)
28/07/1981 - Atlético Mineiro 1 x 0 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte)
14/08/1981 - Olimpia 0 x 0 Flamengo - Defensores del Chaco (Asunción)
25/08/1982 - Olimpia 0 x 2 Flamengo - Defensores del Chaco (Asunción)
21/11/1982 - Atlético Paranaense 2 x 1 Olímpia - Couto Pereira (Curitiba)
10/05/1989 - Olimpia 0 x 1 Internacional - Defensores del Chaco (Asunción)
17/05/1989 - Internacional 2 x 3 Olimpia [PK 3 x 5] - Beira-Rio (Porto Alegre)
04/10/1989 - Olimpia 2 x 0 Cruzeiro - Defensores del Chaco (Asunción)
11/10/1989 - Cruzeiro 3 x 0 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte)
27/03/1990 - Olimpia 1 x 0 Grêmio - Defensores del Chaco (Asunción)
03/04/1990 - Olimpia 2 x 1 Vasco - Defensores del Chaco (Asunción)
24/04/1990 - Grêmio 2 x 2 Olimpia - Olímpico (Porto Alegre)
27/04/1990 - Vasco 1 x 0 Olimpia - São Januário (Rio de Janeiro)
25/08/1991 - Vitória 1 x 1 Olimpia - Barradão (Salvador) (*obs. X)
31/10/1991 - Cruzeiro 1 x 1 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte)
06/11/1991 - Olimpia 0 x 0 Cruzeiro [PK 3 x 5] - Defensores del Chaco (Asunción)
16/09/1992 - Atlético Mineiro 2 x 0 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte) (*obs. III)
23/09/1992 - Olimpia 1 x 0 Atlético Mineiro - Manuel Ferreira (Asunción) (*obs. III)
20/10/1992 - São Paulo 1 x 2 Olimpia - Morumbi (São Paulo)
27/10/1992 - Olimpia 1 x 0 São Paulo - Defensores del Chaco (Asunción)
04/11/1992 - Olimpia 0 x 1 Cruzeiro - Defensores del Chaco (Asunción)
11/11/1992 - Cruzeiro 2 x 2 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte)
13/12/1992 - Vasco 1 x 1 Olimpia - São Januário (Rio de Janeiro)
06/10/1993 - Olimpia 1 x 0 Flamengo - Defensores del Chaco (Asunción)
13/10/1993 - Flamengo 3 x 1 Olimpia - Maracanã (Rio de Janeiro)
10/08/1994 - São Paulo 2 x 1 Olimpia - Morumbi (São Paulo)
17/08/1994 - Olimpia 1 x 0 São Paulo - Defensores del Chaco (Asunción)
07/09/1994 - Olimpia 2 x 0 Cruzeiro - Defensores del Chaco (Asunción)
22/09/1994 - Cruzeiro 4 x 0 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte)
29/01/1995 - Figueirense 3 x 2 Olimpia - Orlando Scarpelli (Florianópolis) (*obs. VIII)
03/03/1995 - Olimpia 0 x 0 Cruzeiro - Defensores del Chaco (Asunción) (*obs. IX)
16/03/1995 - Cruzeiro 1 x 0 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte) (*obs. IX)
25/04/1995 - Olimpia 0 x 3 Grêmio - Manuel Ferreira (Asunción)
03/05/1995 - Grêmio 2 x 0 Olimpia - Olímpico (Porto Alegre)
15/07/1995 - Internacional 0 x 0 Olimpia [PK 4 x 3] - Olímpico Regional (Cascavel)
26/09/1995 - Olimpia 1 x 2 São Paulo - Defensores del Chaco (Asunción)
18/10/1995 - São Paulo 0 x 3 Olimpia - Morumbi (São Paulo)
12/09/1996 - Olimpia 2 x 1 São Paulo - Manuel Ferreira (Asunción)
19/09/1996 - São Paulo 2 x 1 Olimpia [PK 3x5] - Morumbi (São Paulo)
25/01/1997 - Internacional 1 x 1 Olimpia - Antônio Sessim (Cidreira)
29/01/1997 - Caxias 1 x 2 Olímpia - Centenário (Caxias do Sul)
03/08/1997 - Flamengo 2 x 2 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte)
05/08/1997 - Cruzeiro 1 x 0 Olimpia - Mineirão (Belo Horizonte)
02/09/1997 - Olimpia 0 x 1 Flamengo - Defensores del Chaco (Asunción)
23/09/1997 - Olimpia 0 x 0 São Paulo - Defensores del Chaco (Asunción)
21/10/1997 - Flamengo 3 x 3 Olimpia - Vivaldão (Manaus)
29/10/1997 - São Paulo 4 x 1 Olimpia - Morumbi (São Paulo)
30/07/1998 - Olimpia 2 x 2 Corinthians - Defensores del Chaco (Asunción)
15/09/1998 - Corinthians 1 x 2 Olimpia - Pacaembu (São Paulo)
10/11/1998 - Palmeiras 2 x 0 Olimpia - Palestra Itália (São Paulo)
17/11/1998 - Olimpia 0 x 1 Palmeiras - Defensores del Chaco (Asunción) (*obs. VII)
17/01/1999 - São Paulo 4 x 1 Olimpia - Morumbi (São Paulo)
05/03/1999 - Olimpia 4 x 2 Palmeiras - Defensores del Chaco (Asunción)
12/03/1999 - Palmeiras 1 x 1 Olimpia - Palestra Itália (São Paulo)
26/03/1999 - Olimpia 1 x 2 Corinthians - Defensores del Chaco (Asunción)
09/04/1999 - Corinthians 4 x 0 Olimpia - Pacaembu (São Paulo)
27/07/1999 - Flamengo 2 x 1 Olimpia - Maracanã (Rio de Janeiro)
08/09/1999 - Olimpia 3 x 1 Flamengo - Defensores del Chaco (Asunción)
14/03/2000 - Olimpia 2 x 2 Corinthians - Defensores del Chaco (Asunción)
19/04/2000 - Corinthians 5 x 4 Olimpia - Pacaembu (São Paulo)
23/08/2000 - Corinthians 1 x 2 Olimpia - Pacaembu (São Paulo)
18/10/2000 - Olimpia 3 x 2 Corinthians - Defensores del Chaco (Asunción)
06/04/2001 - Olimpia 3 x 4 Cruzeiro - Defensores del Chaco (Asunción)
01/05/2001 - Cruzeiro 3 x 1 Olimpia - Ipatingão (Ipatinga)
21/08/2001 - Flamengo W x O Olimpia - Maracanã (Rio de Janeiro) (*obs. IV)
18/10/2001 - Olimpia 0 x 2 Flamengo - Defensores del Chaco (Asunción)
06/03/2002 - Flamengo 0 x 0 Olimpia - Maracanã (Rio de Janeiro)
10/04/2002 - Olimpia 2 x 0 Flamengo - Defensores del Chaco (Asunción)
28/06/2002 - Olimpia 1 x 0 Coritiba - (Asunción)
10/07/2002 - Olimpia 3 x 2 Grêmio - Defensores del Chaco (Asunción)
17/07/2002 - Grêmio 1 x 0 Olimpia [PK 4 x 5] - Olímpico (Porto Alegre)
24/07/2002 - Olimpia 0 x 1 São Caetano - Defensores del Chaco (Asunción) (*obs. V)
31/07/2002 - São Caetano 1 x 2 Olimpia [PK 2 x 4] - Pacaembu (São Paulo) (* obs. V)
22/04/2003 - Olimpia 2 x 3 Grêmio - Manuel Ferreira (Asunción)
08/05/2003 - Grêmio 3 x 0 Olimpia - Olímpico (Porto Alegre)
17/02/2004 - Coritiba 1 x 1 Olimpia - Couto Pereira (Curitiba)
06/04/2004 - Olimpia 1 x 1 Coritiba - Defensores del Chaco (Asunción)
28/03/2012 - Olimpia 3 x 2 Flamengo - Defensores del Chaco (Asunción)
17/07/2013 - Olimpia 2 x 0 Atlético Mineiro - Defensores del Chaco (Asunción) (*obs. VI)
24/07/2013 - Atlético Mineiro 2 x 0 Olimpia [PK 4 x 3] - Mineirão (Belo Horizonte) (*obs. VI)
22/02/2017 - Olimpia x Botafogo - Manuel Ferreira (Asunción)

(*obs. I): O Defensores del Chaco era conhecido anteriormente como Estádio de Puerto Sajonia, referência ao bairro de Asunción onde o campo se localiza.

(*obs. II): O jogo de 16/03/1972 foi encerrado aos 32 minutos do 2º tempo, com o Olimpia declarado vencedor, já que o Atlético Mineiro teve 5 jogadores expulsos. O jogo estava empatado em 2 a 2. A vitória do Olimpia por insuficiência numérica está sendo contabilizada nas estatísticas.

(*obs. III): Os jogos de 16 e 23/09/1992 foram pela decisão da Copa Conmebol daquele ano. O Atlético Mineiro sagrou-se campeão.

(*obs. IV): Em 2001, o Olimpia foi suspenso pela Conmebol, e por isso não pôde comparecer ao Maracanã para enfrentar o Flamengo, pelo torneio Mercosul. Está sendo contabilizada nas estatísticas a vitória do clube brasileiro por WO.

(*obs. V): Os jogos de 24 e 31/07/2002, contra o São Caetano, foram pela decisão da Copa Libertadores daquele ano. O Olimpia sagrou-se campeão, após vitória na definição por pênaltis.

(*obs. VI): As partidas de 17 e 24/07/2013 foram pela decisão da Copa Libertadores. O Atlético Mineiro sagrou-se campeão, após vencer na disputa de pênaltis.

(*obs. VII): O jogo de 17/11/1998, pela semifinal do Torneio Mercosul, foi suspenso aos 24 minutos do 2º tempo devido a incidentes. O resultado da partida no momento da interrupção (Palmeiras 1 a 0) foi mantido.

(*obs. VIII): O jogo de 29/01/1995, válido pelo Torneio Mercosul, terminou empatado em 2 a 2 no tempo normal. Na prorrogação, o Figueirense venceu por 1 a 0. Para a estatística, contabilizei vitória do Figueirense.

(*obs. IX): Os jogos de 03 e 16/03/1995 foram pela Copa Master da Supercopa 1995: o Cruzeiro sagrou-se campeão.

(*obs. X): O jogo de 25 de agosto de 1991 foi a reinauguração do Barradão, em Salvador. O Vitória arrancou um empate do Olimpia, campeão da Copa Libertadores do ano anterior.

Observação adicional: o Olimpia também disputou dois jogos internacionais contra clubes portugueses no Brasil:
20/06/1953 - Olimpia 1 x 1 Sporting Lisboa - Pacaembu (São Paulo)
07/08/1997 - Olimpia 0 x 0 Benfica - Mineirão (Belo Horizonte)

Ficha Técnica: Atlético Mineiro 3 x 0 Uberlândia

Foto: Dudu Macedo/Lancepress!/Fotoarena/LANCE!

12/02/2017 - Atlético Mineiro 3 x 0 Uberlândia - Independência (Belo Horizonte)
Motivo: Campeonato Mineiro de 2017, 3ª rodada.
Público: 11.158 pagantes.
Renda: R$ 166.940,00.
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto (MG).
Auxiliares: Ricardo Junio de Souza (MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG).
Atlético Mineiro: Giovanni; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias (Rafael Moura), Juan Cazares (Maicosuel) e Danilo Barcelos; Rómulo Otero (Clayton) e Fred. Técnico: Roger Machado.
Uberlândia: Thiago Braga; Rodney, Robinho, Mauro Viana e Vandinho; Bruno Moreno, João Paulo (Elivélton), Alê e Marco Goiano (Schumacher); Wanger (Jefferson Berger) e Reinaldo Alagoano. Técnico: Paulo César Catanoce.
Gols:
1-0: Danilo Barcelos, aos 31 do 2º tempo;
2-0: Rafael Moura, aos 37 do 2º tempo;
3-0: Fred, aos 43 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Leonardo Silva (Atlético Mineiro); Vandinho, João Paulo e Robinho (Uberlândia).

****

Com a vitória neste domingo 12, o Atlético Mineiro chegou a nove pontos ganhos na tabela de classificação, e assumiu a liderança do Campeonato Mineiro, à frente do rival Cruzeiro nos critérios de desempate.

****

O gol de Fred, que fechou o placar no Independência, foi o 3º dele em 4 partidas disputadas este ano. Na história do Campeonato Mineiro, somando os anos de América, Cruzeiro e Atlético, ele agora tem 37 gols marcados em 43 jogos.

PCFilho

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Programação da Loteca - Concurso 737



Amigos e amigas, segue abaixo a programação com as 14 partidas de futebol que compõem o concurso número 737 da Loteca, a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Elas serão disputadas no sábado 18 e no domingo 19 de fevereiro. Os horários estão no fuso de Brasília:
1) Atlético Mineiro/MG x América/MG (domingo, 17:00, Mineirão)
2) Linense/SP x Palmeiras/SP (domingo, 17:00, Fonte Luminosa)
3) Flamengo/RJ x Madureira/RJ (domingo, 17:00, Raulino de Oliveira)
4) Vila Nova/GO x Atlético Goianiense/GO (domingo, 17:00, Serra Dourada)
5) Atlético Paranaense/PR x Coritiba/PR (domingo, 17:00, Arena da Baixada)
6) Chapecoense/SC x Figueirense/SC (domingo, 17:00, Arena Condá)
7) Bahia de Feira/BA x Vitória/BA (domingo, 17:00, Jóia da Princesa)
8) Águia de Marabá/PA x Paysandu/PA (sábado, 17:00, Mangueirão)
9) Novo Hamburgo/RS x Juventude/RS (segunda-feira, 20:15, Estádio do Vale)
10) São Bento/SP x Botafogo de Ribeirão Preto/SP (sábado, 19:30, Walter Ribeiro)
11) Guarani de Juazeiro/CE x Ceará/CE (domingo, 17:00, Romeirão)
12) São Paulo/SP x Mirassol/SP (sábado, 19:30, Morumbi)
13) Fluminense/RJ x Volta Redonda/RJ (sábado, 16:30, Moça Bonita)
14) Santa Cruz/PE x Sport Recife/PE (sábado, 17:30, Arruda)

Confiram aqui os porcentuais estimados de apostas para os 14 jogos. Os porcentuais são a base do método de apostas que explico no e-book - ver informações abaixo, no fim do post.

Em cada jogo, o apostador deve escolher um dos três resultados possíveis: coluna 1 (vitória do mandante), coluna do meio (empate) ou coluna 2 (vitória do visitante). A aposta mínima na Loteca dá direito a um palpite duplo e custa R$ 2,00 (dois reais). Para cada palpite duplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 2. Para cada palpite triplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 3. Por exemplo, uma aposta com dois palpites duplos e dois palpites triplos custa R$ 2,00 × 2 × 3 × 3 = R$ 36,00 (trinta e seis reais).

As apostas neste concurso 737 da Loteca poderão ser registradas em qualquer uma das cerca de 12.700 casas lotéricas espalhadas pelo território do Brasil, da segunda-feira 13 até as 14:00 de Brasília do sábado 18. Recomendamos que os leitores registrem seus bilhetes com a máxima antecedência possível, a fim de evitar filas e transtornos.

A estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos neste concurso 737 da Loteca é de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais). O rateio das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa Econômica Federal em seu site, na tarde da terça-feira, dia 21 de fevereiro.

Abaixo, a seção dos comentários está sempre aberta para que vocês façam suas observações. Qual será a grande zebra da rodada? Qual time não perderá de jeito nenhum? Esperamos as suas opiniões! Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho

PS: estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

Resultados da Loteca - Concurso 736


Amigos e amigas, seguem abaixo os resultados finais dos 14 jogos do concurso 736 da Loteca, a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal:
1) Botafogo/RJ 1 x 2 Flamengo/RJ
2) Figueirense/SC 4 x 2 Criciúma/SC
3) Remo/PA 2 x 1 Paysandu/PA
4) ABC/RN 0 x 0 CRB/AL
7) Campinense/PB 2 x 0 Náutico/PE
8) Ituano/SP 1 x 0 Palmeiras/SP
9) São Bernardo/SP 2 x 1 São Bento/SP
10) Joinville/SC 0 x 0 Avaí/SC
11) Volta Redonda/RJ 1 x 0 Vasco/RJ
12) Atlético Mineiro/MG 3 x 0 Uberlândia/MG
14) Vitória/BA 2 x 1 América de Natal/RN

Obrigado pelo prestígio ao Jornalheiros, boa sorte, e apostem com moderação!

PCFilho

PS: estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a Loteca. Interessados, por favor entrem em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou na seção dos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Ficha Técnica: São Paulo 5 x 2 Ponte Preta

Marcello Zambrana (AGIF).

12/02/2017 - São Paulo 5 x 2 Ponte Preta - Morumbi (São Paulo)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 2ª rodada.
Público: 50.952 presentes (recorde do ano até aqui, no futebol brasileiro).
Renda: R$ 1.312.376,00.
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP).
Auxiliares: Marcelo Carvalho van Gasse (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP).
São Paulo: Sidão; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Thiago Mendes (Araruna), João Schmidt e Cícero (Lugano); Christian Cueva (Shaylon), Gilberto e Luiz Araújo. Técnico: Rogério Ceni.
Ponte Preta: Aranha; Nino Paraíba, Kadu, Fabio Ferreira e Jeferson (Artur); Naldo, Jadson e Matheus Jesus (Yago); Lucca, William Pottker e Clayson (Lins). Técnico: Felipe Moreira.
Gols:
0-1: Matheus Jesus, aos 21 do 1º tempo;
1-1: Christian Cueva, aos 32 do 1º tempo;
2-1: Gilberto, aos 43 do 1º tempo;
3-1: Thiago Mendes, aos 11 do 2º tempo;
4-1: Gilberto, aos 12 do 2º tempo;
5-1: Gilberto, aos 24 do 2º tempo;
5-2: Lucca, aos 38 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Cícero (São Paulo); Kadu e Nino (Ponte Preta).

****

O Morumbi recebeu o maior público do ano no futebol brasileiro até aqui.
Foto: Luis Moura/WPP/Gazeta Press.

****

O São Paulo voltará a campo na quarta-feira 15, às 21:45, para encarar o rival Santos, na Vila Belmiro, em Santos. Já a Ponte Preta receberá o Botafogo de Ribeirão Preto, na mesma data, às 19:30, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

PCFilho

Ficha Técnica: Fluminense 4 x 0 Bangu


12/02/2017 - Fluminense 4 x 0 Bangu - Los Larios (Duque de Caxias)
Motivo: Campeonato Carioca 2017, Taça Guanabara, 4ª rodada.
Público: 1.830 presentes (1.596 pagantes).
Renda: R$ 30.240,00.
Árbitro: Daniel de Sousa Macedo (RJ).
Auxiliares: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ).
Fluminense: Júlio César; Lucas, Ygor Nogueira, Henrique e Léo Pelé; Jefferson Orejuela (Luiz Fernando), Douglas (Osvaldo), Gustavo Scarpa e Júnior Sornoza; Wellington Silva (Marcos Júnior) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
Bangu: Márcio; Denílson, Leonardo Luiz (Walker), Anderson e Guilherme; Ives, Leandro Chaves (Washington) e Raphael Augusto; Marcos Vinícius, Loco Abreu e Peralta (Matheus Pimenta). Técnico: Eduardo Allax.
Gols:
1-0: Henrique Dourado, aos 4 do 1º tempo;
2-0: Gustavo Scarpa, aos 16 do 1º tempo;
3-0: Henrique Dourado, aos 21 do 1º tempo;
4-0: Osvaldo, aos 40 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Lucas e Ygor Nogueira (Fluminense); Leonardo Luiz e Ives (Bangu).
Observação: o goleiro Márcio, do Bangu, defendeu pênalti cobrado por Osvaldo, do Fluminense, aos 33 do 2º tempo.

****

O centroavante Henrique Dourado, que abriu o placar em Xerém e também marcou o 3º gol do Fluminense, agora tem 6 gols em 19 partidas pelo Fluminense, e 4 gols nesta temporada de 2017.

****

O gol do meia-armador Gustavo Scarpa foi o 23º dele em 107 jogos pelo Fluminense, e o 3º na temporada de 2017.

****

O gol do atacante Osvaldo, que fechou o placar, foi o 6º dele em 58 partidas com a camisa do Fluminense.

****

De acordo com as estatísticas deste blog, este foi o 259º duelo entre Fluminense e Bangu, e a 160ª vitória do Fluminense. Houve também 42 empates e 57 vitórias do Bangu. Foi a 11ª vitória consecutiva do Fluminense sobre o Bangu. A lista com todos os resultados da história do confronto pode ser conferida no post História - Fluminense x Bangu.

PCFilho

Ficha Técnica: Red Bull Brasil 2 x 3 Santos



12/02/2017 - Red Bull Brasil 2 x 3 Santos - Pacaembu (São Paulo)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 2ª rodada.
Público: 23.813 presentes (20.412 pagantes).
Renda: R$ 747.515,00.
Árbitro: Rafael Gomes da Silva (SP).
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Fabrício Porfírio de Moura (SP).
Red Bull Brasil: Saulo; Bruno Ferreira (Lucas Taylor), Willian Magrão, Luan Peres e Thallyson; Alison (Denner), Fillipe Soutto, Elvis (Nixon) e Nando Carandina; Misael e Elton. Técnico: Alberto Valentim.
Santos: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Leandro Donizete (Léo Cittadini), Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Kayke), Jonathan Copete e Rodrigão (Bruno Henrique). Técnico: Dorival Júnior.
Gols:
0-1: Vitor Bueno, aos 15 do 1º tempo;
1-1: Misael, aos 28 do 1º tempo;
1-2: Rodrigão, aos 48 do 1º tempo;
2-2: Nixon, aos 36 do 2º tempo;
2-3: Kayke, aos 47 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Fillipe Soutto (Red Bull Brasil); Yuri, Jonathan Copete e Lucas Veríssimo (Santos).

****

O goleiro Saulo, do Red Bull Brasil, era o arqueiro santista no fatídico dia 06/11/2005, quando, no mesmo Pacaembu, o Corinthians goleou o Santos por 7 x 1, pelo Campeonato Brasileiro daquele ano.

PCFilho