terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

História - Atlético Mineiro x Chapecoense

Jogo na Arena Condá, em 2010 (foto: Alan Pedro).

Atlético Mineiro e Chapecoense já se enfrentaram 8 vezes ao longo da história, com 4 vitórias do Atlético Mineiro, 2 empates e 2 vitórias da Chapecoense, 17 gols do Atlético Mineiro e 7 gols da Chapecoense.

Abaixo, a lista com os resultados dos confrontos:
17/03/2010 - Chapecoense 1 x 0 Atlético Mineiro - Arena Condá (Chapecó) (*)
01/04/2010 - Atlético Mineiro 6 x 0 Chapecoense - Mineirão (Belo Horizonte)
06/08/2014 - Chapecoense 1 x 1 Atlético Mineiro - Arena Condá (Chapecó)
18/10/2014 - Atlético Mineiro 1 x 0 Chapecoense - Independência (Belo Horizonte)
16/08/2015 - Chapecoense 2 x 1 Atlético Mineiro - Arena Condá (Chapecó)
06/12/2015 - Atlético Mineiro 3 x 0 Chapecoense - Mineirão (Belo Horizonte)
08/08/2016 - Atlético Mineiro 3 x 1 Chapecoense - Independência (Belo Horizonte)
11/12/2016 - Chapecoense * x * Atlético Mineiro - Arena Condá (Chapecó) (**)

(*) O jogo do dia 17 de março de 2010, pela Copa do Brasil, marcou a inauguração de um dos setores da arquibancada da Arena Condá, em Chapecó. É o jogo da foto que ilustra este post.

(**) A partida do dia 11 de dezembro de 2016, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, não aconteceu. No dia 29/11/2016, o avião que levava a delegação da Chapecoense a Medellín caiu na Colômbia, por falta de combustível. O Atlético Mineiro comunicou à CBF que não compareceria à partida, em respeito às vítimas da tragédia. A Chapecoense também não compareceu, e a CBF oficializou o W.O. duplo como resultado da partida. O jogo não está sendo contabilizado na estatística do confronto.

PCFilho

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

História - Fluminense x Times Mato-grossenses



Na segunda fase da Copa do Brasil 2017, o Fluminense enfrentou o Sinop, de Mato Grosso, em jogo único, na casa do adversário. Foi o primeiro duelo entre os clubes na história.

Agora, o Fluminense já enfrentou 5 clubes mato-grossenses: Mixto, Dom Bosco, Operário de Cuiabá, Juventude de Primavera do Leste e Sinop.

Contra o Mixto, foram 2 partidas que terminaram empatadas:
09/06/1957 - Mixto 2 x 2 Fluminense - Eurico Gaspar Dutra (Cuiabá)
18/01/1981 - Mixto 1 x 1 Fluminense - José Fragelli (Cuiabá)

Contra o Dom Bosco, foram 2 partidas, com 1 vitória para cada lado:
13/06/1957 - Dom Bosco 2 x 5 Fluminense - Eurico Gaspar Dutra (Cuiabá)
20/07/1978 - Dom Bosco 2 x 1 Fluminense - José Fragelli (Cuiabá)

Contra o Operário de Cuiabá, foram 3 partidas, com 3 vitórias do Fluminense:
13/08/1995 - Operário de Cuiabá 3 x 4 Fluminense - José Fragelli (Cuiabá)
22/02/2006 - Operário de Cuiabá 2 x 3 Fluminense - José Fragelli (Cuiabá)
09/03/2006 - Fluminense 3 x 1 Operário de Cuiabá - Maracanã (Rio de Janeiro)

Contra o Juventude de Primavera do Leste, foram 2 partidas, com 1 vitória para cada lado (e uma classificação dramática do Fluminense, na Copa do Brasil de 2001):
11/04/2001 - Juventude MT 4 x 1 Fluminense - José Fragelli (Cuiabá)
18/04/2001 - Fluminense 3 x 0 Juventude MT - Maracanã (Rio de Janeiro)

Contra o Sinop, o primeiro duelo foi o da Copa do Brasil de 2017:

O Fluminense também já jogou contra dois combinados de Mato Grosso:
16/06/1957 - Combinado Mixto/Dom Bosco 1 x 4 Fluminense - Eurico Gaspar Dutra (Cuiabá)
12/03/1975 - Seleção de Cuiabá 0 x 2 Fluminense - José Fragelli (Cuiabá)

O Fluminense também já enfrentou 3 equipes de Mato Grosso do Sul (estado que se desmembrou de Mato Grosso em 01/01/1979): Operário de Campo Grande, Comercial e CENE.

Contra o Operário de Campo Grande, foram 6 partidas, com 3 vitórias do Fluminense, 2 empates e 1 vitória do Operário:
17/02/1974 - Operário CG 1 x 1 Fluminense - Morenão (Campo Grande)
04/12/1977 - Operário CG 2 x 1 Fluminense - Morenão (Campo Grande)
16/07/1978 - Fluminense 2 x 1 Operário CG - São Januário (Rio de Janeiro)
11/04/1984 - Operário CG 0 x 0 Fluminense - Morenão (Campo Grande)
18/04/1984 - Fluminense 2 x 0 Operário CG - São Januário (Rio de Janeiro)
03/09/1986 - Fluminense 1 x 0 Operário CG - Maracanã (Rio de Janeiro)

Contra o Comercial, foram 2 jogos, com 1 derrota do Fluminense e 1 empate:
19/02/1974 - Comercial MS 2 x 1 Fluminense - Morenão (Campo Grande)
07/09/1975 - Comercial MS 1 x 1 Fluminense - Morenão (Campo Grande)

Contra o CENE, houve um duelo, com vitória do Fluminense por 5 a 3, pela Copa do Brasil de 2006:
22/03/2006 - CENE 3 x 5 Fluminense - Morenão (Campo Grande)

PCFilho

História - Vasco x Vila Nova


Vasco e Vila Nova já se enfrentaram 18 vezes ao longo da história, com 12 vitórias do Vasco, 3 empates e 3 vitórias do Vila Nova, 36 gols do Vasco e 17 gols do Vila Nova.

Os primeiros confrontos foram partidas amistosas, nas décadas de 50, 60 e 70. Chegaram a acontecer dois duelos pela Série A do Campeonato Brasileiro (em 1977 e 1981). Em 1998, os clubes se enfrentaram pela Copa do Brasil. Mais recentemente, houve 6 encontros na Série B do Campeonato Brasileiro, em 2009, 2014 e 2016. Em 2017, haverá novo duelo pela Copa do Brasil.

Abaixo, está a lista com os resultados de todos os jogos da história do confronto entre Vasco e Vila Nova:
22/09/1959 - Vila Nova 2 x 3 Vasco - (Goiânia) (Am)
01/05/1962 - Vila Nova 1 x 4 Vasco - (Goiânia) (Am)
10/06/1965 - Vila Nova 0 x 1 Vasco - (Goiânia) (Am)
12/09/1968 - Vila Nova 2 x 1 Vasco - (Goiânia) (Am)
24/06/1973 - Vila Nova 1 x 2 Vasco - Pedro Ludovico (Goiânia) (Am)
07/06/1977 - Vila Nova 2 x 2 Vasco - Serra Dourada (Goiânia) (Am)
06/11/1977 - Vasco 2 x 0 Vila Nova - São Januário (Rio de Janeiro) (Série A)
04/09/1978 - Vila Nova 1 x 1 Vasco - Municipal (Ceres/GO) (Am) (*)
17/01/1981 - Vasco 3 x 1 Vila Nova - Maracanã (Rio de Janeiro) (Série A)
13/11/1988 - Vila Nova 0 x 1 Vasco - Mozart Veloso do Carmo (Rio Verde/GO) (Am) (**)
01/03/1998 - Vasco 2 x 0 Vila Nova - São Januário (Rio de Janeiro) (Copa Br)
12/03/1998 - Vila Nova 0 x 0 Vasco - Serra Dourada (Goiânia) (Copa Br)
14/07/2009 - Vila Nova 0 x 2 Vasco - Serra Dourada (Goiânia) (Série B)
13/10/2009 - Vasco 4 x 1 Vila Nova - São Januário (Rio de Janeiro) (Série B)
19/08/2014 - Vila Nova 2 x 1 Vasco - Mané Garrincha (Brasília) (Série B)
18/11/2014 - Vasco 3 x 1 Vila Nova - São Januário (Rio de Janeiro) (Série B)
24/05/2016 - Vila Nova 0 x 2 Vasco - Mané Garrincha (Brasília) (Série B)
30/08/2016 - Vasco 1 x 2 Vila Nova - São Januário (Rio de Janeiro) (Série B)

Legenda:
(Am): jogos amistosos.
(Copa Br): jogos válidos pela Copa do Brasil.
(Série A): jogos válidos pela 1ª divisão (Série A) do Campeonato Brasileiro.
(Série B): jogos válidos pela 2ª divisão (Série B) do Campeonato Brasileiro.
(*): o jogo amistoso de 04/09/1978 foi parte da celebração do 25º aniversário da cidade de Ceres, em Goiás. Havia previsão de disputa de pênaltis para definir o vencedor do troféu oferecido pela prefeitura da cidade, mas Manoel Leal de Sousa, chefe da delegação do Vasco, ofereceu a taça ao Vila Nova.
(**): o jogo amistoso de 13/11/1988 foi pela decisão do 3º lugar do Torneio Henrique Santillo, em que o Vasco escalou seu time juvenil - por isso, não está sendo contabilizado na estatística do confronto.

PCFilho

Os artilheiros do Fluminense em cada ano

Waldo e Fred, primeiro e terceiro lugares na lista de maiores artilheiros do Fluminense.
Waldo foi o maior goleador do clube em 7 temporadas; Fred em 6.
Foto: Nelson Perez/Divulgação FFC.

Atendendo a pedidos, segue abaixo a lista de artilheiros máximos do Fluminense em cada ano de sua existência, desde 1902. Vale ressalvar que os dados podem não ser 100% precisos, devido a divergências nas informações de alguns jogos, principalmente nas primeiras décadas. De qualquer forma, vale a viagem pela história centenária do clube mais importante da história do futebol mundial. Vem comigo nesse passeio, de Horácio da Costa Santos e Edwin Cox a Fred e Cícero.

1902: Horácio da Costa Santos, 3 gols.
1903: Horácio da Costa Santos, 4 gols.
1904: Edwin Cox, 9 gols.
1905: Horácio da Costa Santos e Edwin Cox, 8 gols cada.
1906: Horácio da Costa Santos e Edwin Cox, 19 gols cada.
1907: Emile Etchegaray, 6 gols.
1908: Edwin Cox, 13 gols.
1909: Emile Etchegaray e Albert Buchan, 19 gols cada.
1910: Emile Etchegaray, 6 gols.
1911: James Calvert, 8 gols.
1912: Ernesto Paranhos, 10 gols.
1913: João Baptista, 10 gols.
1914: Welfare, 22 gols.
1915: Welfare, 22 gols.
1916: João Baptista, 7 gols.
1917: Welfare, 18 gols.
1918: Welfare, 21 gols.
1919: Welfare, 22 gols.
1920: Welfare, 19 gols.
1921: Welfare, 15 gols.
1922: Welfare, 9 gols.

Welfare, o Tanque Inglês.
Goleador máximo do Flu em 8 temporadas
(1914, 1915, 1917, 1918,
1919, 1920, 1921 e 1922).

1923: Coelho, 20 gols.
1924: Nilo, 31 gols.
1925: Nilo, 21 gols.
1926: Coelho, 12 gols.
1927: Alfredinho, 14 gols.
1928: Preguinho, 20 gols.
1929: Preguinho, 14 gols.
1930: Preguinho, 27 gols.
1931: Preguinho, 20 gols.
1932: Preguinho, 24 gols.

Preguinho, mito tricolor.
Artilheiro do Flu em 5 temporadas
(1928, 1929, 1930, 1931 e 1932).

1933: Vicentino, 9 gols.
1934: Vicentino, 19 gols.
1935: Vicentino, 29 gols.
1936: Hércules, 44 gols.
1937: Hércules, 48 gols.

Hércules, goleador máximo do Fluminense nos anos de 1936 e 1937.
Os 48 gols assinalados em 1937 são uma marca superada apenas por Waldo.

1938: Sandro, 30 gols.
1939: Mário Milani, 18 gols.
1940: Mário Milani, 16 gols.
1941: Rongo, 30 gols.
1942: Maracaí, 21 gols.
1943: Maracaí, 29 gols.
1944: Antônio Magnones, 17 gols.
1945: Geraldino, 21 gols.
1946: Rodrigues, 35 gols.
1947: Ademir Menezes, 32 gols.
1948: Orlando Pingo de Ouro, 42 gols.
1949: Orlando Pingo de Ouro, 36 gols.
1950: Amadeo Vigani "Silas", 24 gols.
1951: Carlyle, 26 gols.
1952: Orlando Pingo de Ouro, 31 gols.

Orlando Pingo de Ouro, segundo maior artilheiro da história do Fluminense.
Foi o goleador máximo do clube nos anos de 1948, 1949 e 1952.
Na Copa Rio de 1952, o II Campeonato Mundial de Clubes, marcou 5 gols.

1953: Marinho, 24 gols.
1954: Esquerdinha, 19 gols.
1955: Waldo, 31 gols.
1956: Waldo, 48 gols.
1957: Waldo, 40 gols.
1958: Waldo, 38 gols.
1959: Waldo, 60 gols.
1960: Waldo, 59 gols.
1961: Waldo, 28 gols.

Waldo, o maior artilheiro da história do Fluminense.
Foi o goleador máximo do clube em 7 temporadas seguidas
(1955, 1956, 1957, 1958, 1959, 1960 e 1961).

1962: Rodrigo Faria, 19 gols.
1963: Manoel, 36 gols.
1964: Amoroso, 19 gols.
1965: Amoroso, 24 gols.
1966: Amoroso, 24 gols.
1967: Samarone, 17 gols.
1968: Lula, 17 gols.
1969: Flávio, 36 gols.
1970: Flávio, 47 gols.

Flávio, artilheiro do Fluminense em 1969 e 1970.
Peça fundamental no Campeonato Brasileiro de 1970.
Naquela temporada, Flávio marcou 47 gols.

1971: Lula, 14 gols.
1972: Lula, 19 gols.
1973: Dionísio, 34 gols..
1974: Gil, 16 gols.
1975: Gil, 30 gols.
1976: Narciso Doval, 39 gols.
1977: Narciso Doval, 23 gols.
1978: Marinho Chagas, 20 gols.
1979: Fumanchu, 30 gols.
1980: Cláudio Adão, 20 gols.
1981: Cláudio Adão, 36 gols.
1982: Amauri, 19 gols.
1983: Assis e Jason Rodrigues, 12 gols cada.
1984: Romerito, 23 gols.
1985: Washington César Santos, 21 gols.
1986: Washington César Santos, 23 gols.
1987: Washington César Santos, 25 gols.
1988: Washington César Santos, 22 gols.

Washington e Assis, o Casal 20, dupla dinâmica que encantou o futebol brasileiro.
Assis foi o maior goleador do Fluminense em 1983, ao lado de Jason Rodrigues.
Washington César Santos foi o artilheiro máximo tricolor de 1985 até 1988. 

1989: Hélio, 20 gols.
1990: Rinaldo, 10 gols.
1991: Ézio, 38 gols.
1992: Ézio, 30 gols.
1993: Ézio, 19 gols.
1994: Ézio, 26 gols.

Ézio, lenda do Fluminense.
Foi o goleador máximo do clube em 1991, 1992, 1993 e 1994.

1995: Rogerinho, 13 gols.
1996: Renato Gaúcho, 16 gols.
1997: Roni, 12 gols.
1998: Roni, 16 gols.
1999: Roni, 21 gols.
2000: Magno Alves, 32 gols.
2001: Agnaldo, 21 gols.
2002: Magno Alves, 39 gols.
2003: Romário, 18 gols.
2004: Romário e Ramon, 14 gols cada.
2005: Tuta, 33 gols.
2006: Tuta, 18 gols.
2007: Thiago Neves, 14 gols.
2008: Washington Stecanela Cerqueira, 37 gols.
2009: Fred, 22 gols.
2010: Fred, 18 gols.
2011: Fred, 34 gols.
2012: Fred, 30 gols.
2013: Rafael Sobis, 17 gols.
2014: Fred, 27 gols.
2015: Fred, 22 gols.
2016: Cícero, 16 gols.

Frederico Chaves Guedes, o Fred, terceiro maior artilheiro da história do Fluminense.
O lendário centroavante foi o maior goleador do clube Tricolor em seis temporadas
(2009, 2010, 2011, 2012, 2014 e 2015).

Jogadores que foram artilheiros do Fluminense em mais temporadas:
Welfare, 8.
Waldo, 7.
Fred, 6.
Preguinho, 5.
Horácio da Costa Santos, 4.
Edwin Cox, 4.
Washington César Santos, 4.
Ézio, 4.
Emile Etchegaray, 3.
Vicentino, 3.
Orlando Pingo de Ouro, 3.
Amoroso, 3.
Lula, 3.
Roni, 3.

PCFilho

Xadrez - Mate em 4! (Petko Andonov Petkov)

Petko Andonov Petkov, problemista da Bulgária, nascido em 27/02/1942.
(Petko Andonov Petkov, problemist from Bulgary, born on 27/02/1942.)

Petko Andonov Petkov, que celebra hoje seu 75º aniversário, é provavelmente o maior criador de problemas de xadrez da história. Ele tem mais de 6000 problemas publicados, dos mais variados tipos (já publiquei aqui um mate-em-2 composto por ele).

[Petko Andonov Petkov, who celebrates today his 75th birthday, is probably the greatest chess problem creator in history. He has more than 6000 published problems, of the most varied types (I have already published here a mate-in-2 composed by him.]

Petko Andonov Petkov, Diagramme und Figuren, 1965.
Código FEN: 3k4/3b4/3Q4/8/5K2/8/8/8 w - - 0 1.

As Brancas jogam e dão xeque-mate em 4 lances! (Feliz aniversário, senhor Petkov!)

[White to play and give checkmate in 4 moves! (Happy birthday, mr. Petkov!]

PCFilho

Ficha Técnica: Mirassol 2 x 3 Corinthians


25/02/2017 - Mirassol x Corinthians - Campos Maia (Mirassol)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 6ª rodada.
Árbitro: Vinícius Furlan (SP).
Auxiliares: Alex Ang Ribeiro (SP) e Luís Alexandre Nilsen (SP).
Mirassol: Vagner; Mário Sérgio, Edson Silva, Wallace e Raul; Paulinho, Willian, Xuxa e Welinton Júnior (Bruno Sávio); Rodolfo (Rafhael Lucas) e Zé Roberto. Técnico: Moisés Egert.
Corinthians: Cássio; Léo Príncipe, Pablo, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Fellipe Bastos, Maycon (Moisés) e Léo Jabá (Ángel Romero); Kazim e Jô (Marciel). Técnico: Fábio Carille.
Gols:
1-0: Zé Roberto, aos 29 do 1º tempo;
1-1: Pablo, aos 39 do 1º tempo;
1-2: Maycon, aos 44 do 1º tempo;
2-2: Xuxa, aos 37 do 2º tempo;
2-3: Pedro Henrique, aos 39 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Paulinho (Mirassol); Fellipe Bastos e Pedro Henrique (Corinthians).

****

Corinthians e Mirassol já se enfrentaram 7 vezes, com 4 vitórias do Corinthians e 3 empates. Os sete resultados da história do duelo podem ser conferidos no meu post História - Corinthians x Mirassol.

****

Os gols do Corinthians em 2017 foram marcados por 9 atletas diferentes: Marquinhos Gabriel (2), Kazim (2), Pablo (2), (2), Maycon (1), Pedro Henrique (1), Camacho (1), Rodriguinho (1) e Marlone (1).

****

Na sétima rodada, o Mirassol visitará o Botafogo no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, na sexta-feira 3. O Corinthians receberá o Santos no Itaquerão, em São Paulo, no sábado 4.

PCFilho

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Ficha Técnica: Santos 2 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto


25/02/2017 - Santos 2 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 6ª rodada.
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP). 
Auxiliares: Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP) e Vitor Carmona Metestaine (SP).
Público: 5.208 pagantes.
Renda: R$ 160.730,00.
Santos: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri (Cleber Reis) e Zeca; Leandro Donizete (Rafael Longuine), Thiago Maia e Vitor Bueno; Bruno Henrique (Arthur Gomes), Jonathan Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.
Botafogo-RP: Neneca; Samuel Santos, Caio Ruan, Filipe e Fernandinho; Bileu, Marcão Silva, Diego Pituca (Fernando Medeiros) e Rafael Bastos (Bernardo); Francis e Wesley (Kauê). Técnico: Moacir Júnior.
Gols:
1-0: Vitor Bueno, aos 17 do 2º tempo;
2-0: Rafael Longuine, aos 46 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Bruno Henrique (Santos); Fernandinho e Fernando Medeiros (Botafogo-RP).

Foto: Ricardo Moreira (Fotoarena/Estadão Conteúdo).


****

Uma curiosidade: ironicamente, o meia Vitor Bueno, autor do gol que abriu a vitória do Santos, foi formado nas divisões de base do Botafogo de Ribeirão Preto.

****

Ao longo da história, Santos e Botafogo de Ribeirão Preto já se enfrentaram 93 vezes, com 58 vitórias do Santos, 20 empates e 15 vitórias do Botafogo, 213 gols do Santos e 94 gols do Botafogo. O maior artilheiro do confronto é Pelé, que marcou surreais 40 gols (!!). A lista com todos os resultados do confronto pode ser conferida no meu post História - Santos x Botafogo de Ribeirão Preto.

PCFilho

Ficha Técnica: Internacional 1 x 0 Brasil de Pelotas

Foto: Bruno Alencastro (Agência RBS).

25/02/2017 - Internacional 1 x 0 Brasil de Pelotas - Beira-Rio (Porto Alegre)
Motivo: Campeonato Gaúcho 2017, 5ª rodada.
Público: 11.851 presentes (10.001 pagantes).
Renda: R$ 288.985,00.
Árbitro: Vinícius Amaral (RS).
Auxiliares: Maurício Coelho Silva Penna (RS) e Luiza Naujorks Reis (RS).
Internacional: Danilo Fernandes; Junio (William), Léo Ortiz, Paulão e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Charles (Anselmo) e Uendel; Nico López, Roberson (Valdívia) e Carlos. Técnico: Antônio Carlos Zago.
Brasil de Pelotas: Eduardo Martini; Éder Sciola (Juninho), Cirilo, Leandro Camilo e Marlon; Leandro Leite, João Afonso, Nem e Lenílson (Wender); Marcinho (Bruno Lopes) e Gustavo Papa. Técnico: Rogério Zimmermann.
Gol: Roberson, aos 37 do 1º tempo.
Cartões amarelos: Paulão e Rodrigo Dourado (Internacional); Eduardo Martini e Éder Sciola (Brasil de Pelotas).

****

Resultados dos dez últimos duelos entre Internacional e Brasil de Pelotas (nove vitórias do Internacional e um empate):
10/02/2008 - Brasil de Pelotas 0 x 5 Internacional
08/03/2008 - Internacional 2 x 0 Brasil de Pelotas
10/03/2009 - Brasil de Pelotas 0 x 7 Internacional
26/02/2014 - Internacional 1 x 0 Brasil de Pelotas
15/03/2015 - Brasil de Pelotas 0 x 2 Internacional
11/04/2015 - Brasil de Pelotas 1 x 1 Internacional
19/04/2015 - Internacional 3 x 1 Brasil de Pelotas
31/03/2016 - Internacional 4 x 1 Brasil de Pelotas
01/02/2017 - Internacional 2 x 1 Brasil de Pelotas
25/02/2017 - Internacional 1 x 0 Brasil de Pelotas

****

Com a primeira vitória no Campeonato Gaúcho, o Internacional agora soma seis pontos ganhos, ocupando a quinta posição na tabela de classificação. Na próxima rodada, o Colorado enfrentará o Grêmio, na Arena do Grêmio, no sábado 4.

O Brasil de Pelotas agora ocupa a nona colocação, com quatro pontos ganhos, e jogará contra o São Paulo-RS, no Bento Freitas, em Pelotas, no domingo 5. 

PCFilho

Ficha Técnica: Cruzeiro-RS 0 x 2 Grêmio

Foto: Mateus Bruxel (Agência RBS).

25/02/2017 - Cruzeiro-RS 0 x 2 Grêmio - Antônio Vieira Ramos (Gravataí)
Motivo: Campeonato Gaúcho 2017, 5ª rodada.
Público: n/d.
Renda: n/d.
Árbitro: Daniel Soder (RS).
Auxiliares: André da Silva Bitencourt (RS) e Tiago Kappes Diel (RS).
Cruzeiro-RS: Giovani; John Lennon, Dão, Vladimir e Sander; Ben Hur, Reinaldo (Ronaldo), Lucas Martins (Matheus) e William Kozlowski (Netinho); Tiago Alagoano e Lucão. Técnico: Ben-Hur Pereira.
Grêmio: Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira (Cortez); Jailson, Michel (Artur), Ramiro, Miller Bolaños e Fernandinho (Lincoln); Everton. Técnico: Renato Gaúcho.
Gols:
0-1: Miller Bolaños, aos 44 do 1º tempo;
0-2: Ramiro, aos 21 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Lucão, Lucas Martins, Reinaldo e Matheus (Cruzeiro-RS); Kannemann, Pedro Geromel, Marcelo Oliveira, Arthur, Jailson e Ramiro (Grêmio).
Cartão vermelho: Lucão (Cruzeiro-RS).

****

Observação: aos 32 minutos do 1º tempo, Lucão cobrou pênalti para o Cruzeiro-RS e o goleiro gremista Marcelo Grohe defendeu.

****

Abaixo, os resultados de todos os duelos desde que o Cruzeiro de Porto Alegre voltou à primeira divisão do Campeonato Gaúcho:
27/02/2011 - Grêmio 4 x 2 Cruzeiro-RS - Olímpico (Porto Alegre)
12/03/2011 - Grêmio 0 x 2 Cruzeiro-RS - Olímpico (Porto Alegre)
23/04/2011 - Cruzeiro-RS 2 x 3 Grêmio - Passo d'Areia (Porto Alegre)
25/03/2012 - Cruzeiro-RS 1 x 2 Grêmio - Estádio do Vale (Novo Hamburgo)
28/03/2013 - Grêmio 1 x 2 Cruzeiro-RS - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
05/03/2014 - Cruzeiro-RS 0 x 0 Grêmio - Antônio Vieira Ramos (Gravataí)
14/03/2015 - Grêmio 1 x 0 Cruzeiro-RS - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
12/03/2016 - Cruzeiro-RS 1 x 3 Grêmio - Estádio do Vale (Novo Hamburgo)
25/02/2017 - Cruzeiro-RS 0 x 2 Grêmio - Antônio Vieira Ramos (Gravataí)

****

Os dois clubes voltarão a atuar pelo Campeonato Gaúcho no próximo fim de semana. O Grêmio enfrentará o seu grande rival, o Internacional, na Arena do Grêmio, no sábado 4. O Cruzeiro-RS visitará o Caxias no Estádio Centenário de Caxias do Sul, no domingo 5.

PCFilho

Fotos do eclipse solar total (26/02/2017)

Eclipse solar total de 11/08/1999, visto da França.
Foto: Luc Viatour.

Neste domingo, 26 de fevereiro de 2017, ocorrerá mais um eclipse solar total, visível em algumas localidades da Argentina, do Chile e de Angola. No Brasil, poderá ser observado o eclipse solar parcial, na maior parte do território. Quanto mais ao Sul do país, maior será a fração do Sol coberta pela Lua. No Rio Grande do Sul, cerca de 70% da área do Sol estará coberta pela Lua.

Mapa-múndi mostrando as regiões em que o eclipse será visível.
O fenômeno será total apenas no estreito trecho mais escuro.
Quanto mais o observador se afastar do trecho central, menor será a fração coberta do Sol.
Fonte: timeanddate.com

No fuso horário de Brasília, o fenômeno atingirá seu ponto máximo entre 11:00 e 12:30, dependendo de onde o observador estiver.

O equipamento mais adequado para observar o fenômeno é um filtro astronômico feito de um polímero que permite a passagem de uma fração minúscula da luz. Porém, como este filtro não é vendido aqui no Brasil, deve-se utilizar um vidro de máscara de solda com tonalidade 14, facilmente encontrado em lojas de material de construção. Não utilize óculos escuros, chapas fotográficas veladas, chapas de raio-x ou outros materiais em hipótese alguma. A observação do Sol sem equipamento adequado pode causar danos severos e permanentes à visão.

Aspecto do eclipse solar parcial em seu ponto máximo no Rio de Janeiro.
O ponto máximo do eclipse no Rio de Janeiro será às 11:40 no horário local.
Fonte: timeanddate.com

O último eclipse solar total visível no Brasil ocorreu no dia 03/11/1994. O próximo acontecerá apenas no dia 02/08/2046.

 Eclipse de 20/03/2015, observado no arquipélago de Svalbard, no Círculo Polar Ártico.
Foto: Haakon Mosvold Larsen, NTB Scanpix/AP.

Abaixo, algumas fotos do eclipse solar total deste dia 26/02/2017:

Eclipse solar em Porto Alegre (11:11). (Foto: Gabriela Haas/G1).

Eclipse parcial visto de Esteio, no Rio Grande do Sul.
(Foto: Julio Cezar Sal).

Eclipse parcial visto da Zona Leste de São Paulo.
(Foto: @Polako_Felipe)

Eclipse quase total, visto de Bariloche, na Argentina.

Eclipse quase total, visto de Bariloche, na Argentina.

O eclipse foi total na localidade de Chubut, na Argentina.

PCFilho

Ficha Técnica: Novorizontino 2 x 2 São Paulo

Foto: Rubens Chiri (saopaulofc.net).

25/02/2017 - Novorizontino 2 x 2 São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 6ª rodada.
Público: 8.260 presentes (6.494 pagantes).
Renda: R$ 391.056,00.
Árbitro: Salim Fende Chávez (SP).
Auxiliares: Alberto Poletto Masseira (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP).
Novorizontino: Tom; Railan, Domingues, Guilherme Teixeira e João Lucas; Doriva, Fernando Gabriel (Artur) e Cléo Silva; Roberto, Henrique (Everaldo) e Alexandro (Nilson). Técnico: Júnior Rocha.
São Paulo: Dênis; Bruno, Diego Lugano, Breno e Julio Buffarini; João Schmidt, Thiago Mendes, Felipe Araruna e Shaylon (Jucilei); Neilton (Luiz Araújo) e Gilberto (Andrés Chávez). Técnico: Rogério Ceni.
Gols:
0-1: Gilberto, aos 29 do 1º tempo;
0-2: Thiago Mendes, aos 6 do 2º tempo;
1-2: Roberto, de pênalti, aos 22 do 2º tempo;
2-2: Railan, aos 43 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Cléo Silva e Artur (Novorizontino); Julio Buffarini e Diego Lugano (São Paulo).

****

Este foi o 19º duelo entre São Paulo e Novorizontino na história (considerando os jogos do antigo Grêmio Esportivo Novorizontino). Houve até hoje 9 vitórias do São Paulo, 8 empates e 2 vitórias do Novorizontino. Para conferir a lista de resultados, vide meu post História - São Paulo x Novorizontino.

****

Apesar do tropeço, o São Paulo segue na liderança do Grupo B do Campeonato Paulista, com 11 pontos ganhos em 6 partidas disputadas. O Novorizontino ocupa a 2ª posição do Grupo C, com 7 pontos ganhos em 6 jogos disputados.

Na sétima rodada do Paulistão 2017, o São Paulo enfrentará o Santo André, no Morumbi, no domingo 5. O Novorizontino visitará o Linense, no sábado 4.

PCFilho

Ficha Técnica: Palmeiras 4 x 1 Ferroviária



25/02/2017 - Palmeiras 4 x 1 Ferroviária - Allianz Parque (São Paulo)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 6ª rodada.
Público: 26.201 presentes.
Renda: R$ 1.574.103,13.
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP).
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Fabio Rogerio Baesteiro (SP).
Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos (Raphael Veiga), Michel Bastos e Zé Roberto; Keno (Róger Guedes), Dudu e Willian (Miguel Borja). Técnico: Eduardo Baptista.
Ferroviária: Matheus; William Cordeiro, Patrick, Leandro Amaro e Léo Veloso; Flávio (Juninho), Claudinei, Fábio Souza (Bruno Lopes) e Alan Mineiro; Capixaba e Elder Santana. Técnico: PC Oliveira.
Gols:
1-0: Keno, aos 13 do 1º tempo;
2-0: Michel Bastos, aos 20 do 2º tempo;
2-1: Alan Mineiro, de pênalti, aos 31 do 2º tempo;
3-1: Miguel Borja, aos 37 do 2º tempo;
4-1: Róger Guedes, aos 40 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Keno, Thiago Santos, Michel Bastos e Fernando Prass (Palmeiras); Fábio Souza, Flávio e Léo Veloso (Ferroviária).

****

Este foi o 91º confronto entre Palmeiras e Ferroviária, e a 54ª vitória do Palmeiras. Houve também 24 empates e 13 vitórias da Ferroviária. O duelo já teve 176 gols do Palmeiras e 99 gols da Ferroviária. Para conferir a lista com todos os resultados, vide meu post História - Palmeiras x Ferroviária.

****

O atacante colombiano Miguel Borja, reforço de peso do Palmeiras para 2017, já estreou marcando um gol, aos 37 minutos da etapa complementar.

****

Os 26.201 torcedores presentes foram o 48° maior público na história do Allianz Parque, o estádio do Palmeiras.

****

Os próximos compromissos dos dois clubes pelo Campeonato Paulista:
- o Palmeiras jogará na sexta-feira 3, às 21:05, contra o Red Bull Brasil, no Moisés Lucarelli, em Campinas;
- a Ferroviária jogará na segunda-feira 6, às 20:00, contra o São Bento, na Fonte Luminosa, em Araraquara.

PCFilho

Programação da Loteca - Concurso 739


Amigos e amigas, segue abaixo a programação com as 14 partidas de futebol que compõem o concurso número 739 da Loteca, a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Elas serão disputadas no sábado 4 e no domingo 5 de março. Os horários estão no fuso de Brasília:
1) Corinthians/SP x Santos/SP (sábado, 18:30, Itaquerão)
2) Grêmio/RS x Internacional/RS (sábado, 18:30, Arena do Grêmio)
3) Atlético Mineiro/MG x Villa Nova/MG (sábado, 16:30, Independência)
4) CRB/AL x ASA/AL (domingo, 16:00, Rei Pelé)
5) Náutico/PE x Sport Recife/PE (domingo, 16:00, Arena Pernambuco)
6) Vitória da Conquista/BA x Bahia/BA (domingo, 16:00, Lomanto Júnior)
7) Goiás/GO x Goianésia/GO (sábado, 16:00, Serrinha)
8) Horizonte/CE x Ferroviário/CE (domingo, 16:00, Domingão)
9) Ituano/SP x Ponte Preta/SP (domingo, 19:00, Novelli Júnior)
10) São Paulo/SP x Santo André/SP (domingo, 16:00, Morumbi)
11) Ceilândia/DF x Gama/DF (SORTEIO)
12) Itumbiara/GO x Atlético Goianiense/GO (domingo, 16:00, JK)
13) Salgueiro/PE x Santa Cruz/PE (domingo, 16:00, Cornélio de Barros)
14) Chapecoense/SC x Criciúma/SC (sábado, 16:00, Arena Condá)

Confiram em breve aqui no blog os porcentuais estimados de apostas para os 14 jogos. Os porcentuais são a base do método de apostas que explico no e-book - ver informações abaixo, no fim do post.

Em cada jogo, o apostador deve escolher um dos três resultados possíveis: coluna 1 (vitória do mandante), coluna do meio (empate) ou coluna 2 (vitória do visitante). A aposta mínima na Loteca dá direito a um palpite duplo e custa R$ 2,00 (dois reais). Para cada palpite duplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 2. Para cada palpite triplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 3. Por exemplo, uma aposta com dois palpites duplos e dois palpites triplos custa R$ 2,00 × 2 × 3 × 3 = R$ 36,00 (trinta e seis reais).

As apostas neste concurso 739 da Loteca poderão ser registradas em qualquer uma das cerca de 12.700 casas lotéricas espalhadas pelo território do Brasil, da segunda-feira 27 até as 14:00 de Brasília do sábado 4. Recomendamos que os leitores registrem seus bilhetes com a máxima antecedência possível, a fim de evitar filas e transtornos.

A estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos neste concurso 739 da Loteca é de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). O rateio das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa Econômica Federal em seu site, na tarde da segunda-feira, dia 6 de março.

Abaixo, a seção dos comentários está sempre aberta para que vocês façam suas observações. Qual será a grande zebra da rodada? Qual time não perderá de jeito nenhum? Esperamos as suas opiniões! Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho

PS: estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Ficha Técnica: Flamengo 1 x 0 Vasco

Foto: Gilvan de Souza (Flamengo).

25/02/2017 - Flamengo 1 x 0 Vasco - Raulino de Oliveira (Volta Redonda)
Motivo: Campeonato Carioca 2017, Taça Guanabara, semifinal, jogo único.
Público: 6.979 presentes (5.484 pagantes).
Renda: R$ 309.130,00.
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ).
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Jackson Lourenço Massarra dos Santos (RJ).
Flamengo: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Miguel Trauco; Willian Arão, Rômulo, Federico Mancuello (Gabriel), Diego e Éverton (Orlando Berrío); Paolo Guerrero (Felipe Vizeu). Técnico: Zé Ricardo.
Vasco: Martín Silva; Gilberto, Luan, Rodrigo e Henrique; Douglas Luiz (Guilherme Costa), Jean, Nenê e Wagner (Damián Escudero); Kelvin (Muriqui) e Thalles. Técnico: Cristóvão Borges.
Gol: Diego, de pênalti, aos 41 do 1º tempo.
Cartões amarelos: Pará, Miguel Trauco e Federico Mancuello (Flamengo); Rodrigo, Luan, Jean e Kelvin (Vasco).

****

Com o Maracanã incrivelmente indisponível, meses após o Rio de Janeiro sediar os Jogos Olímpicos, Flamengo e Vasco tiveram que se enfrentar no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Com menos de sete mil torcedores presentes, este foi provavelmente o menor público em jogo decisivo na história do chamado "Clássico dos Milhões" - e teve menos de um terço de milhão como renda.

****

Com a vitória, o Flamengo quebrou um longo tabu no clássico: o rubro-negro não vencia o Vasco havia 9 partidas, com 6 vitórias vascaínas e 3 empates. A última vitória do Flamengo havia acontecido em 22 de março de 2015. Abaixo, a lista de resultados do tabu:
22/03/2015 - Flamengo 2 x 1 Vasco - Maracanã (Rio de Janeiro) [última vitória do Fla]
12/04/2015 - Vasco 0 x 0 Flamengo - Maracanã (Rio de Janeiro) [1º jogo do tabu]
19/04/2015 - Flamengo 0 x 1 Vasco - Maracanã (Rio de Janeiro) [2º jogo do tabu]
28/06/2015 - Vasco 1 x 0 Flamengo - Arena Pantanal (Cuiabá/MT) [3º jogo do tabu]
19/08/2015 - Flamengo 0 x 1 Vasco - Maracanã (Rio de Janeiro) [4º jogo do tabu]
26/08/2015 - Vasco 1 x 1 Flamengo - Maracanã (Rio de Janeiro) [5º jogo do tabu]
27/09/2015 - Flamengo 1 x 2 Vasco - Maracanã (Rio de Janeiro) [6º jogo do tabu]
14/02/2016 - Vasco 1 x 0 Flamengo - São Januário (Rio de Janeiro) [7º jogo do tabu]
30/03/2016 - Flamengo 1 x 1 Vasco - Mané Garrincha (Brasília/DF) [8º jogo do tabu]
24/04/2016 - Vasco 2 x 0 Flamengo - Arena da Amazônia (Manaus/AM) [9º jogo do tabu]
25/02/2017 - Flamengo 1 x 0 Vasco - Raulino de Oliveira (Volta Redonda)

****

Este foi o 379º confronto entre Flamengo e Vasco, e a 145ª vitória do Flamengo. Houve também 102 empates e 132 vitórias do Vasco. Para conferir a lista com todos os 379 resultados, vide meu post História - Flamengo x Vasco.

****

Com o gol de pênalti, o meia Diego agora tem 10 gols marcados em 25 partidas disputadas com a camisa do Flamengo.

****

Com a vitória, o Flamengo se classificou para a final da Taça Guanabara, contra o Fluminense, no dia 5 de março. Será o primeiro Fla-Flu depois do polêmico confronto do returno do Brasileirão do ano passado, "o Fla-Flu que o Flamengo ganhou no grito". O vencedor do jogo levantará a Taça Guanabara, ganhando uma vaga na semifinal do Campeonato Carioca. Em caso de empate, haverá definição por pênaltis.

PCFilho

Ficha Técnica: Democrata GV 2 x 3 Atlético Mineiro



25/02/2017 - Democrata GV 2 x 3 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
Motivo: Campeonato Mineiro 2017, 5ª rodada.
Público: 8.150 pagantes.
Renda: R$ 360.135,00.
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG).
Democrata GV: Ramón; Alan, Wellington, Renato Santos e Gerley; Glaydson, Michel Elói (Esquerdinha), Lenine e Andrey; Thiaguinho (Márcio Diogo) e Rafael Tanque (Jeferson). Técnico: Eugênio Souza.
Atlético Mineiro: Giovanni; Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias e Danilo Barcelos; Robinho (Juan Cazares), Rómulo Otero (Rafael Moura) e Fred. Técnico: Roger Machado.
Gols:
0-1: Fred, aos 19 do 1º tempo;
1-1: Márcio Diogo, aos 16 do 2º tempo;
1-2: Rafael Moura, aos 31 do 2º tempo;
1-3: Fred, aos 38 do 2º tempo;
2-3: Esquerdinha, aos 42 do 2º tempo.

****

Este foi o 72º duelo entre Atlético Mineiro e Democrata de Governador Valadares ao longo da história, e a 50ª vitória do Atlético Mineiro no confronto. Houve também 18 empates e 4 vitórias do Democrata de Governador Valadares. Para conferir a lista com todos os resultados, vide meu post História - Atlético Mineiro x Democrata GV.

****

O centroavante Fred segue em ótima fase: marcou mais 2 gols. Ele agora soma 8 gols em 6 partidas disputadas este ano. Na história do Campeonato Mineiro, somando os anos de América, Cruzeiro e Atlético, ele agora tem 42 gols marcados em 45 jogos.

PCFilho

Ficha Técnica: Fluminense 0 x 0 Madureira

Foto: Nelson Perez (Fluminense).

25/02/2017 - Fluminense 0 x 0 Madureira - Los Larios (Duque de Caxias)
Motivo: Campeonato Carioca 2017, Taça Guanabara, semifinal, jogo único.
Público: 2.399 presentes (1.993 pagantes).
Renda: R$ 49.940,00.
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ).
Auxiliares: Michael Correia (RJ) e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (RJ).
Fluminense: Júlio César; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo Pelé; Douglas, Jefferson Orejuela, Júnior Sornoza e Gustavo Scarpa (Marquinho); Wellington Silva (Richarlison) e Henrique Dourado (Pierre). Técnico: Abel Braga.
Madureira: Rafael Santos; Ruan, Diego Guerra, Jorge Fellipe e Wellington Saci; Leandro Carvalho, Rezende, Luciano Naninho (Jefferson Maranhão) e Douglas Lima (Esquerdinha); Júlio César (Soares) e Souza. Técnico: PC Gusmão.
Cartões amarelos: Renato Chaves, Douglas e Henrique Dourado (Fluminense); Diego Guerra, Jorge Fellipe, Luciano Naninho, Douglas Lima e Souza (Madureira).
Cartão vermelho: Douglas (Fluminense), aos 27 do 2º tempo, pelo 2º cartão amarelo.

****

Com o empate em 0 a 0, o Fluminense classificou-se para a final da Taça Guanabara, porque tinha a vantagem do empate, devido à melhor campanha na fase de grupos da competição.

****

O meia Douglas sofreu sua 2ª expulsão em 61 partidas pelo Fluminense. O lance foi aos 27 minutos do segundo tempo, uma falta para interromper um contra-ataque, punida com o segundo cartão amarelo. A outra expulsão de Douglas foi no dia 20/11/2016, na partida Ponte Preta 1 x 0 Fluminense, no Moisés Lucarelli, em Campinas, pelo Campeonato Brasileiro.

****

Na temporada de 2017, o Fluminense agora tem 9 partidas, com 7 vitórias, 1 empate e 1 derrota, 22 gols-pró e 5 gols-contra. No Campeonato Carioca de 2017, são 6 partidas, com 5 vitórias e 1 empate, 14 gols-pró e nenhum gol-contra.

****

Este foi o 137º jogo entre Fluminense e Madureira na história. Foram até hoje 97 vitórias do Fluminense, 26 empates e 14 vitórias do Madureira. A lista com todos os resultados da história do confronto pode ser conferida no meu post História - Fluminense x Madureira.

****

O Fluminense jogará a decisão da Taça Guanabara contra o Flamengo, no domingo, dia 5 de março. Será o primeiro Fla-Flu depois do polêmico confronto do returno do Brasileirão do ano passado, "o Fla-Flu que o Flamengo ganhou no grito". O vencedor do jogo levantará a Taça Guanabara, ganhando uma vaga na semifinal do Campeonato Carioca. Em caso de empate, haverá definição por pênaltis.

Antes do Fla-Flu, o Tricolor enfrenta o Sinop, do Mato Grosso, na quarta-feira, dia 1º de março, pela segunda fase da Copa do Brasil. O jogo será no Estádio Gigante do Norte, em Sinop. Já o Madureira só voltará a campo no dia 12 de março, para jogar com o Resende, pela primeira rodada da Taça Rio.

PCFilho

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

História - Atlético Mineiro x Democrata GV


Atlético Mineiro e Democrata de Governador Valadares já se enfrentaram em 72 jogos, com 50 vitórias do Atlético Mineiro, 18 empates e 4 vitórias do Democrata, 164 gols do Atlético Mineiro e 53 gols do Democrata.

Confiram a lista completa de resultados do duelo:
06/09/1959 - Atlético Mineiro 2 x 0 Democrata-GV - Centenário (Caratinga)
12/05/1961 - Democrata-GV 1 x 8 Atlético Mineiro - ?? (Governador Valadares)
29/08/1962 - Atlético Mineiro 3 x 1 Democrata-GV - Lourdes (Belo Horizonte)
28/02/1964 - Democrata-GV 1 x 2 Atlético Mineiro - Armando Vieira (Governador Valadares)
01/03/1964 - Democrata-GV 3 x 1 Atlético Mineiro - Armando Vieira (Governador Valadares)
23/02/1969 - Atlético Mineiro 2 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
22/06/1969 - Democrata-GV 2 x 2 Atlético Mineiro - Magalhães Pinto (Governador Valadares) (*)
11/05/1975 - Democrata-GV 0 x 3 Atlético Mineiro - Magalhães Pinto (Governador Valadares) (*)
07/03/1976 - Democrata-GV 1 x 5 Atlético Mineiro - Magalhães Pinto (Governador Valadares) (*)
12/04/1979 - Atlético Mineiro 3 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
17/06/1979 - Democrata-GV 0 x 6 Atlético Mineiro - Magalhães Pinto (Governador Valadares) (*)
15/10/1980 - Atlético Mineiro 2 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
09/11/1980 - Atlético Mineiro 5 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
23/06/1981 - Atlético Mineiro 4 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
07/10/1981 - Democrata-GV 0 x 0 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
01/09/1982 - Democrata-GV 1 x 2 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
06/10/1982 - Atlético Mineiro 1 x 2 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
20/10/1982 - Atlético Mineiro 1 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
24/11/1982 - Democrata-GV 0 x 1 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
03/07/1983 - Atlético Mineiro 3 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
07/09/1983 - Democrata-GV 1 x 3 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
10/06/1984 - Democrata-GV 1 x 1 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
07/10/1984 - Atlético Mineiro 0 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
28/11/1984 - Democrata-GV 0 x 1 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
02/12/1984 - Atlético Mineiro 4 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
12/06/1985 - Atlético Mineiro 3 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
13/10/1985 - Democrata-GV 0 x 0 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
19/02/1986 - Atlético Mineiro 1 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
01/05/1986 - Democrata-GV 0 x 4 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
15/03/1987 - Democrata-GV 2 x 5 Atlético Mineiro - Mamudão(Governador Valadares)
24/05/1987 - Atlético Mineiro 0 x 0 Democrata-GV - Independência (Belo Horizonte)
18/03/1989 - Atlético Mineiro 5 x 0 Democrata-GV - Independência (Belo Horizonte)
24/08/1989 - Democrata-GV 0 x 3 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
04/08/1991 - Democrata-GV 1 x 1 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
15/09/1991 - Atlético Mineiro 0 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
03/11/1991 - Democrata-GV 0 x 2 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
11/12/1991 - Atlético Mineiro 2 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte) (**)
10/10/1992 - Atlético Mineiro 1 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
18/10/1992 - Democrata-GV 0 x 2 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
28/02/1993 - Democrata-GV 1 x 2 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
11/04/1993 - Democrata-GV 0 x 0 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
19/05/1993 - Atlético Mineiro 1 x 0 Democrata-GV - Independência (Belo Horizonte)
09/06/1993 - Atlético Mineiro 3 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
16/06/1993 - Democrata-GV 0 x 1 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
02/03/1994 - Atlético Mineiro 0 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
21/04/1994 - Democrata-GV 1 x 1 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
25/03/1995 - Democrata-GV 0 x 5 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
21/05/1995 - Atlético Mineiro 3 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
24/03/1996 - Democrata-GV 0 x 5 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
15/05/1996 - Atlético Mineiro 1 x 1 Democrata-GV - Independência (Belo Horizonte)
02/02/1997 - Democrata-GV 1 x 2 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
23/03/1997 - Atlético Mineiro 5 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
08/02/1998 - Atlético Mineiro 5 x 3 Democrata-GV - Independência (Belo Horizonte)
05/05/1999 - Atlético Mineiro 2 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte) (***)
22/05/1999 - Democrata-GV 1 x 1 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
02/04/2000 - Democrata-GV 2 x 3 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
14/05/2000 - Atlético Mineiro 2 x 2 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
31/03/2001 - Atlético Mineiro 2 x 2 Democrata-GV - Independência (Belo Horizonte)
08/02/2006 - Atlético Mineiro 1 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
08/04/2007 - Democrata-GV 2 x 0 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
15/04/2007 - Atlético Mineiro 2 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
21/04/2007 - Atlético Mineiro 1 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
11/06/2007 - Democrata-GV 2 x 3 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
02/02/2008 - Atlético Mineiro 2 x 1 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
08/03/2009 - Democrata-GV 1 x 3 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
06/03/2010 - Atlético Mineiro 1 x 0 Democrata-GV - Mineirão (Belo Horizonte)
10/04/2010 - Atlético Mineiro 2 x 1 Democrata-GV - Ipatingão (Ipatinga)
17/04/2010 - Democrata-GV 0 x 0 Atlético Mineiro - Mineirão (Belo Horizonte)
03/04/2011 - Democrata-GV 1 x 3 Atlético Mineiro - Mamudão (Governador Valadares)
24/03/2012 - Atlético Mineiro 3 x 0 Democrata-GV - Arena do Jacaré (Sete Lagoas)
14/02/2015 - Atlético Mineiro 2 x 1 Democrata-GV - Independência (Belo Horizonte)

(*) Originalmente, o estádio do Democrata de Governador Valadares se chamava José de Magalhães Pinto, em homenagem ao governador de Minas Gerais na época da inauguração (em 1963). Em 1981, aconteceu a mudança para o nome atual, José Mammoud Abbas, homenagem ao presidente do clube responsável pela construção. O estádio é conhecido pelo apelido "Mamudão".

(**) O jogo de 11 de dezembro de 1991 foi a decisão do Campeonato Mineiro (penúltima rodada do hexagonal final). Com a vitória por 2 a 0, o Atlético Mineiro garantiu o título. O Democrata de Governador Valadares terminou vice-campeão.

(***) O jogo de 5 de maio de 1999, pelo Campeonato Mineiro daquele ano, é o menor público da história do Atlético Mineiro no Mineirão: 489 pagantes.

Observação adicional: algumas fontes apontam erradamente um jogo em 23/04/1972 (Atlético 1 a 0): a partida foi na verdade entre Atlético Mineiro e Democrata de Sete Lagoas, pelo Campeonato Mineiro daquele ano.

PCFilho