sábado, 9 de novembro de 2013

A história do lateral-direito Fabinho

Foto: Nelson Perez/Fluminense FC.

Um jovem atleta brasileiro, 20 anos recém-completados, está ganhando cada vez mais destaque no futebol europeu este ano: o lateral-direito Fábio Henrique Tavares, o Fabinho, é titular do Mônaco, time que investiu alto nesta temporada, e conta com um dos melhores plantéis do Velho Continente.

Fabinho foi formado no Paulínia FC, clube do interior de São Paulo. Na Copa São Paulo de Juniores, em 2011, ainda aos 17 anos, ele chamou a atenção do Fluminense, que o contratou para integrar suas divisões de base. E Fabinho tratou de demonstrar logo que tinha mesmo potencial: em 2012, foi convocado para a Seleção Brasileira sub-20, campeã do Torneio das 8 Nações.

O Fluminense tinha, claramente, mais uma joia em suas mãos. Entretanto, no dia 08/06/2012, o atleta foi negociado para o pequeno Rio Ave, de Portugal, por valores não-divulgados inicialmente (a Transparência, aquela simpática e charmosa velhinha, mandou lembranças, e dias depois revelaram que o Fluminense recebeu R$ 1 milhão). O Tricolor parece estar se especializando neste negócio de vender seus atletas antes mesmo de estes estrearem na equipe profissional (vide os casos de Maurício Alves e dos gêmeos Fábio e Rafael, entre outros).

Mas o pior estava por vir: pouco mais de um mês depois, o Rio Ave negociou Fabinho para o gigante Real Madrid. No dia 18/07/2012, o jovem lateral-direito já treinava na capital espanhola. Situação esquisita, né?

Durante um ano, Fabinho integrou o elenco do Real Madrid B, só tendo jogado uma partida de competição no time principal (Real Madrid 6 x 2 Málaga, pelo Campeonato Espanhol), e ido muito bem, com direito a uma assistência para gol de Di María. Em julho de 2013, Fabinho transferiu-se para o milionário Mônaco, por empréstimo.

Fabinho apresentado no Mônaco.

Já colecionando boas atuações no Mônaco, Fabinho agora chamou a atenção do Arsenal, atual líder da Premier League inglesa, o campeonato nacional mais prestigiado do mundo. O clube londrino demonstra interesse em contratá-lo na janela de transferências do fim do ano.

Em menos de três anos, Fabinho foi das boas atuações no pequeno e desconhecido Paulínia FC ao estrelato, com direito a gigantes europeus interessados em contar com seu futebol. No meio da bela jornada, estava o Fluminense.

Quanto será que o Fluminense ganhou com Fabinho? Tecnicamente, muito pouco, afinal nem aproveitou o rapaz em jogos do time profissional. E financeiramente? Se eu fosse chutar, baseado em outras negociações de atletas tricolores, diria que o clube de Laranjeiras ganhou uma mariola e duas jujubas. Isso, claro, se os docinhos não foram penhorados...

PCFilho

9 comentários:

  1. E a gente tendo que aturar Bruno...

    ResponderExcluir
  2. E a gente tendo que aturar Bruno... [2]

    ResponderExcluir
  3. Fizeram o mesmo com o Fernando que joga na meia e na lateral esquerda é esta em Portugal , tem gente lucrando muito no Fluminense.

    ResponderExcluir
  4. Enquanto isso, a dívida do Fluminense segue sua escalada...

    No fim de 2010, estava em 380 milhões. Hoje, já beira os 450 milhões...

    ResponderExcluir
  5. Caro PC muito esclarecedor o seu texto.

    Para entendermos o presente é preciso conhecer o passado.

    Quero convidar o nobre amigo para uma viagem ao passado recente do Fluminense:

    http://osquequaseacabaramcomofluminense.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Hoje, foi convocado para a Seleção Brasileira.

    Mais de dois anos depois, a conexão Fluminense-Rio Ave-Real Madrid segue um mistério...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje, o Liverpool adquiriu Fabinho por R$ 216 milhões.

      Seis anos depois, ele vale 216 vezes o valor pelo qual o Fluminense o negociou.

      E tem gente que acha que não houve esquema naquela transação...

      Excluir
  7. Enquanto existirem VP e essa lógica amadora sem um único "piti" do MP, os Clubes caminham para o fim.
    Não sei o que mantém de pé o Fluminense.
    Desde a administração do Dr Francisco Horta que o tricolor das Laranjeiras entrou nesse processo.

    ResponderExcluir
  8. Enquanto existirem VP e essa lógica amadora sem um único "piti" do MP, os Clubes caminham para o fim.
    Não sei o que mantém de pé o Fluminense.
    Desde a administração do Dr Francisco Horta que o tricolor das Laranjeiras entrou nesse processo.

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.