segunda-feira, 26 de março de 2007

O dia em que o Rock morreu


Há pouco mais de um ano atrás, recebi uma das piores notícias que já recebi em toda a minha vida. A Rádio Cidade ia sair do ar!

Lembro exatamente do dia em que recebi essa bomba... foi no último dia do ano de 2005. Estava me preparando para sair e curtir com a galera, mas fiquei extremamente chocado, pois a única coisa que eu ouvia era a Rádio Cidade!!! Nem CD’s eu escutava, pois as músicas que eu gostava estavam sempre tocando.

Depois de muito procurar por informações, finalmente admiti a derrota... a Rádio Cidade ia mesmo acabar, e daria lugar à oi fm. A primeira coisa era saber se essa nova rádio era boa. Já existiam outras filiais dessa maldita rádio em outros estados, e a programação me deixou ainda mais infeliz... era mais uma Jovem Pan, mais uma Transamérica, que ia ao ar.

Para a sorte de todos os fãs da Rádio Rock, o fatídico dia em que ela sairia do ar foi modificado, mais de uma vez, e pudemos desfrutar de um bônus, por mais algum tempo.

Nunca vou me esquecer do discurso emocionado do Demy Morales, que nos últimos instantes agradeceu a todos pelos longos anos de companhia. E também da modificação que ele fez na grade, mudando a última música da História da Rádio Rock, que seria uma do The Clash, mas no fim das contas foi All Those Years Ago, do George Harrison. É difícil não me emocionar relembrando esse momento, dos mais tristes que já passei. Foi como se um ente querido falecesse.

Após esse dia, ainda passamos por momentos de dureza, tendo que ouvir um “Rock Bola” na fm o dia, que jamais tocou Rock nos intervalos, apenas sambe axé e pagode (!!!). Pelo menos estão de volta ao 102,9.

Muitos programas não mais existem, mas pelo menos nos foi deixada uma herança, o Cidade Web Rock. Programas que eu gostava muito, e que eu ouvia, sempre que possível, como a Hora dos Perdidos e o Do Balacobaco, se perderam... (a Hora dos Perdidos está no Web Rock, mas o Do Balacobaco, acho que não). Mas não é a mesma coisa, pois não podemos sintonizá-lo no carro, no meio de um engarrafamento, ou enquanto andamos pela rua...

Hoje em dia, já não sei mais o que está acontecendo no cenário Rock’n Roll mundial, quais bandas estão surgindo... parei no tempo, exatamente nesse dia triste.

O dia em que o Rock morreu, 05/03/2006 deve ser lembrado por todos, pois jamais podemos nos esquecer da maior Rádio que essa Cidade já conheceu, a única que tocava música de verdade!!!

Termino com uma das mais clássicas vinhetas da Cidade: UM-ZERO-DOIS-NOVE!!

RÁDIO CIDADE FOREVER!!!!!

RAFS

3 comentários:

  1. fala rafs, lembrando que a rádio cidade ainda existe no http://www.cidadewebrock.com.br . não é a mesma coisa mas dá pra matar um pouco as saudades. tem programas com ouvintes e tudo!
    abraço

    ResponderExcluir
  2. Rádio Cidade está de volta!!!!

    ResponderExcluir
  3. Hahahaha!! Quando li a notícia do retorno me lembrei de você! :)

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.