sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Recordar é viver - O jogo 53


Amigos, a história que contarei aqui, envolvendo Flamengo e Botafogo, é tão recheada de coincidências que é muito difícil de acreditar.

Entre 21/09/1977 e 16/07/1978, o Botafogo estabeleceu a maior série invicta da história do futebol brasileiro: incríveis 52 jogos sem derrota (31 vitórias e 21 empates). A sensacional sequência teve fim em uma derrota para o Grêmio, com gol de Renato Sá.

A façanha alvinegra, no entanto, logo estaria ameaçada. Entre 22/10/1978 e 27/05/1979, o Flamengo jogou 52 partidas, com 43 vitórias e 9 empates.

No dia 03/06/1979, portanto, o Flamengo entrava no campo do Maracanã para estabelecer o novo recorde, de 53 partidas invicto. Dizem até que mandaram confeccionar medalhas comemorativas do feito. O adversário não poderia ser melhor: o próprio Botafogo, co-detentor da marca histórica. Mas, diante de 139.098 pessoas no Maracanã, aconteceu o impossível: vitória do Botafogo, por 1 a 0, com gol do mesmíssimo Renato Sá!

Acham que as coincidências param aqui?

O Botafogo enfrentou um problema com seus goleiros neste famoso "jogo 53". Com titular e reserva fora de ação, passou a ser obrigatória a escalação de Borrachinha. E Borrachinha entrou e defendeu até pensamento. Foi uma atuação antológica. O que poucos notaram na ocasião foi a história daquele goleiro.

Aos 15 anos, Borrachinha começara a ser goleiro nas divisões de base... do Flamengo. Lá atuou durante 7 anos, mas nunca teve uma oportunidade no time principal. Após andanças no futebol amazonense, voltou ao Rio de Janeiro em 1977, para defender o Botafogo. E acabou fazendo história ao impedir a quebra do recorde exatamente por seu ex-clube.

E não, a coincidência não pára aqui: Borrachinha era filho de Luís Gonzaga de Moura, o Luís Borracha, goleiro do Flamengo e da Seleção Brasileira na década de 40. O jogo mais marcante da carreira de Luís Borracha no rubro-negro foi exatamente uma derrota para o Botafogo, na qual sofreu incríveis 5 gols em 18 minutos, e foi substituído sob intensas vaias da torcida rubro-negra.

Mais de três décadas depois, aquelas vaias seriam vingadas por seu filho. E a multidão flamenga desceria muda as rampas do Maracanã...

PC

Observações:
- a marca de 52 jogos sem perder é, até hoje, a maior do futebol brasileiro.
- o recorde mundial pertence ao Glasgow Celtic FC, da Escócia, que permaneceu 62 jogos invicto entre 1915 e 1917.

Ficha Técnica
03/06/1979 - Botafogo 1 x 0 Flamengo
Local: Maracanã (Rio de Janeiro).
Motivo: Campeonato Carioca de 1979 - Taça Guanabara.
Público: 139.098.
Renda: Cr$ 8.442.595,00.
Árbitro: José Roberto Wright.
Botafogo: Borrachinha; Perivaldo, Nílson Andrade, Renê e China; Ruço (Romero), Mendonça e Renato Sá; Gil, Marcelo e Ziza (Chiquinho). Técnico: Joel Martins da Fonseca.
Flamengo: Cantarele; Toninho, Rondinelli, Manguito e Júnior; Carpegiani, Adílio (Luisinho) e Zico; Reinaldo, Cláudio Adão e Júlio César. Técnico: Cláudio Coutinho.
Gol: Renato Sá, aos 9 minutos do primeiro tempo.
Expulsão: Perivaldo.

Os 52 jogos do Botafogo (contribuição de Mauro Axlace):
21/09/1977 - Botafogo 1 x 1 Portuguesa/RJ
25/09/1977 - Botafogo 3 x 0 Olaria
09/10/1977 - Botafogo 3 x 0 Gama
16/10/1977 - Botafogo 0 x 0 Vila Nova/GO
20/10/1977 - Botafogo 1 x 0 Brasília
23/10/1977 - Botafogo 3 x 1 Goiás
27/10/1977 - Botafogo 1 x 1 Goytacaz
02/11/1977 - Botafogo 3 x 1 Atlético/PR
09/11/1977 - Botafogo 3 x 0 Americano
13/11/1977 - Botafogo 0 x 0 Vasco
16/11/1977 - Botafogo 3 x 0 Londrina
23/11/1977 - Botafogo 1 x 0 Goiânia
04/12/1977 - Botafogo 2 x 2 Botafogo/SP
07/12/1977 - Botafogo 1 x 1 Operário/MS
11/12/1977 - Botafogo 1 x 0 Fluminense
14/12/1977 - Botafogo 3 x 1 CSA
22/01/1978 - Botafogo 6 x 0 Hepacaré/SP
29/01/1978 - Botafogo 0 x 0 Bahia
01/02/1978 - Botafogo 2 x 0 América/RN
12/02/1978 - Botafogo 0 x 0 Atlético/MG
19/02/1978 - Botafogo 3 x 0 Cruzeiro
22/02/1978 - Botafogo 3 x 1 Fast Club/AM
02/03/1978 - Botafogo 3 x 1 Goiás
05/03/1978 - Botafogo 2 x 2 Uberlândia
09/03/1978 - Botafogo 0 x 0 Joinville
12/03/1978 - Botafogo 0 x 0 Seleção do Pará
17/03/1978 - Botafogo 1 x 0 Brasília
19/03/1978 - Botafogo 1 x 0 Gama
26/03/1978 - Botafogo 2 x 0 Itabuna/BA
02/04/1978 - Botafogo 1 x 1 Bahia
06/04/1978 - Botafogo 5 x 1 Sergipe
09/04/1978 - Botafogo 1 x 0 Volta Redonda
16/04/1978 - Botafogo 1 x 0 Ponte Preta
23/04/1978 - Botafogo 0 x 0 Vasco
30/04/1978 - Botafogo 3 x 0 Vitória
03/05/1978 - Botafogo 1 x 0 Confiança
07/05/1978 - Botafogo 0 x 0 CSA
10/05/1978 - Botafogo 1 x 0 CRB
14/05/1978 - Botafogo 1 x 1 Guarani
21/05/1978 - Botafogo 2 x 0 América/RJ
28/05/1978 - Botafogo 1 x 1 Flamengo
04/06/1978 - Botafogo 2 x 2 Botafogo/SP
10/06/1978 - Botafogo 2 x 1 Corinthians
13/06/1978 - Botafogo 0 x 0 Operário/MS
17/06/1978 - Botafogo 2 x 1 Sport Recife
21/06/1978 - Botafogo 3 x 0 Comercial/SP
24/06/1978 - Botafogo 3 x 0 Juventude
02/07/1978 - Botafogo 1 x 1 Flamengo
06/07/1978 - Botafogo 3 x 1 América/RJ
09/07/1978 - Botafogo 0 x 0 Coritiba
12/07/1978 - Botafogo 1 x 1 Noroeste/SP
16/07/1978 - Botafogo 2 x 1 Palmeiras

Os 52 jogos do Flamengo:
22/10/1978 - Flamengo 2 x 1 América/RJ
25/10/1978 - Flamengo 3 x 0 Londrina
26/10/1978 - Flamengo 1 x 0 Seleção de Nova Friburgo
29/10/1978 - Flamengo 5 x 2 Campo Grande
01/11/1978 - Flamengo 2 x 2 Madureira
05/11/1978 - Flamengo 4 x 0 Fluminense
08/11/1978 - Flamengo 1 x 0 Bangu
11/11/1978 - Flamengo 9 x 0 Portuguesa/RJ
16/11/1978 - Flamengo 2 x 0 Bonsucesso
19/11/1978 - Flamengo 1 x 0 Botafogo
23/11/1978 - Flamengo 2 x 0 São Cristóvão
25/11/1978 - Flamengo 2 x 0 Olaria
03/12/1978 - Flamengo 1 x 0 Vasco
09/12/1978 - Flamengo 2 x 1 Fluminense
12/12/1978 - Flamengo 2 x 1 Seleção de Goiás
14/12/1978 - Flamengo 4 x 0 Seleção de Roraima
17/12/1978 - Flamengo 2 x 0 Nacional/AM
27/01/1979 - Flamengo 4 x 0 Fluminense de Friburgo
31/01/1979 - Flamengo 1 x 1 Bahia
02/02/1979 - Flamengo 2 x 0 Fluminense/BA
04/02/1979 - Flamengo 2 x 1 Itabuna/BA
08/02/1979 - Flamengo 2 x 0 Volta Redonda
11/02/1979 - Flamengo 4 x 0 América/RJ
14/02/1979 - Flamengo 1 x 0 Uberaba
16/02/1979 - Flamengo 6 x 0 Santo Antônio/ES
18/02/1979 - Flamengo 5 x 1 Fluminense de Friburgo
21/02/1979 - Flamengo 1 x 0 Goytacaz
04/03/1979 - Flamengo 1 x 1 Vasco
07/03/1979 - Flamengo 2 x 0 São Cristóvão
11/03/1979 - Flamengo 1 x 1 Fluminense
14/03/1979 - Flamengo 6 x 1 Americano
16/03/1979 - Flamengo 2 x 0 Corinthians
18/03/1979 - Flamengo 3 x 0 Botafogo
21/03/1979 - Flamengo 1 x 0 Rio Branco/ES
24/03/1979 - Flamengo 6 x 1 São Cristóvão
29/03/1979 - Flamengo 7 x 1 Goytacaz
01/04/1979 - Flamengo 1 x 1 América/RJ
06/04/1979 - Flamengo 5 x 1 Atlético/MG
08/04/1979 - Flamengo 1 x 0 Volta Redonda
11/04/1979 - Flamengo 2 x 1 Americano
15/04/1979 - Flamengo 2 x 1 Vasco
18/04/1979 - Flamengo 4 x 0 Fluminense de Friburgo
22/04/1979 - Flamengo 1 x 1 Fluminense
29/04/1979 - Flamengo 2 x 2 Botafogo
02/05/1979 - Flamengo 1 x 1 Brasília
04/05/1979 - Flamengo 2 x 1 Seleção de Natal
06/05/1979 - Flamengo 3 x 1 Itabuna/BA
09/05/1979 - Flamengo 1 x 1 Vitória
13/05/1979 - Flamengo 5 x 0 Bonsucesso
20/05/1979 - Flamengo 1 x 0 Serrano
24/05/1979 - Flamengo 4 x 0 São Cristóvão
27/05/1979 - Flamengo 2 x 1 Campo Grande

PC

20 comentários:

  1. PC, é impressão minha ou senti um serto ar de sarcasmo neste post, rsrsrsrsrs... brincadeira PC, eu já sabia dessa história, é impressionante as coincidências... coisas do futebol.

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Excelente. O mais impressionante é ter vencido do Mal com o Wright apitando o jogo.

    ResponderExcluir
  3. Fala PC.

    Como anda essa força? Pronto para a decisão entre a gente pela Taça Guanabara?

    Se ainda não superaram o Botafogo, que está a mais tempo com a marca, o feito é mais valioso para o alvinegro.

    Pelo lado rubronegro foram 218 dias de invencibilidade. 32 Jogos pelo Campeonato Carioca e 19 Amistosos.

    Pelo lado alvinegro foram na verdade, 31 vitórias e 21 empates. 298 Dias de invencibilidade. 2 jogos pelo Campeonato Carioca.
    42 Jogos pelo Campeonato brasileiro. E apenas 8 Amistosos.

    Nesta sequência, o Botafogo estabeleceu outro recorde: o de 42 jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro.

    Nota-se então que a sequência alvinegra foi mais que sensacional. Fora o fato de ter jogado contra times mais qualificados que os da sequência do rival.

    Abraços

    Axlace

    ResponderExcluir
  4. Nunca vaie um Borracha, eles são vingativos.

    Mas o mesmo cara fazer os gols que quebraram as duas seqüências é bizarro demais.

    ResponderExcluir
  5. Não esqueço quando o autor do livro de goleiros contou essa história no debate do CCBB. Só não sabia a coincidência envolvendo o jogador Renato Sá. Interessante.

    ResponderExcluir
  6. Natália, desde aquele dia no CCBB eu sinto vontade de escrever esse texto. As coincidências são impressionantes, a começar pelo fato de o jogo 53 do Flamengo ser exatamente contra o Botafogo...

    O gol ser do Renato Sá, e o goleiro ser o Borrachinha... É como escrevi no começo do texto: difícil de acreditar!

    ResponderExcluir
  7. É por isso que dizemos que tem coisas que só acontecem ao Botafogo.

    ResponderExcluir
  8. Essa história famosá é mt interessante, mas tem alguns detalhes escondidos pela imprensa.

    O 1o, mencioando pelo Aqipossoa Informativo, é em relação aos jogos das duas series: a do Botafogo quase todas no Brasileirão. A do Flamengo teve a maioria dos jogos no Carioca, principalmente o de 1979, que foi jogado duas vezes naquele ano (Flamengo considerado bicampeão mesmo com o primeiro campeonato tendo sido desconsiderado e sendo obrigado a jogar de novo).

    O 2o fato, mais importante, é em relação a "concidencia" do jogo ser contra o Botafogo. Não foi não.. Na verdade, o que ocorreu é que, com a molezinha de jogar 2 cariocas seguidos, o Flamengo conseguiu acumular uma grande sequência invicta...quando chegou lá pelos 40 jogos, resolveu que era hora de bater a série do Botafogo e montou uma sequência de jogos amistosos contra times facéis, para acumular as partidas q faltavam.

    E marcou a 52 logo para ser antes de uma partida já marcada contra o Botafogo. Foi intencional, pois eles, revoltados ainda de fatos como o 6x0, queriam de qq maneira humilhar o Botafogo e imaginavam ganhar o jogo para passar a serie invicta em cima do seu maior rival. Porém, não ocorreu o que eles imaginavam. A parte chata é que a midia ignora esses detalhes essenciais da história...

    ResponderExcluir
  9. RENATO SÁ, FEZ DOIS GOLS CONTRA O BOTAFOGO NA VITÓRIA POR 3X2 QUE QUEBROU A INVENCIBILIDADE DO BOTAFOGO DE 52 JOGOS,

    PARTE DESSA COM O FAMOSO TIME DO CAMBURÃO(viatura da PM para 4 policiais hoje substituída pelas Blazers). QUE TINHAM JOGADORES DITOS POLÊMICOS COMO CONTRATADOS PELO PRESIDENTE Charles Borer,

    como Zé Carlos(Ubirajara Alcantara), Renê Gol Contra, Osmar Guarnelli, Carbone, Rodrigues Neto, Perivaldo, Búfalo Gil, Paulo César Caju Lima, Dé o Aranha, Nílson Dias, Mário Sérgio e outros.

    ResponderExcluir
  10. Eu estava lá neste jogo, em que Renato Sá fez o gol nos mulambos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita gente estava no Maracanã nesse dia. O público foi de 139 mil pessoas... :)

      Excluir
  11. Eu sinceramente não sei o porque de toda mídia sempre puxar saco deste mulambada braba

    ResponderExcluir
  12. Faltou postar aí que a série do Flamengo foram só jogos do carioca e 20 (vinte) amistosos. Já a série do Botânico,foram quase todos os jogos pelo campeonato brasileiro, jogos oficiais. Uma série respeitável,não deveria nem ser comparada com a série do Flamengo q teve incríveis 20 amistosos,dentre eles jogos contra seleções de Roraima,Natal, nova Friburgo.

    ResponderExcluir
  13. eu estava la incrivel queria ver o Borrachinha jogar ele era o QUARTO GOLEIRO do elenco.uma postura fora do comum para os padroes de um goleiro ele era muito MAGRO mais MAGRO mesmo aquilo me chamava atenção já que nos tinhamos o Saudoso Zé Carlos Seleção Brasileira contudido Luis Carlos tbm servindo a Seleça de novos na epoca e o Ubirajara tbm contudido...o mais curioso é que eu Jogava no Juvenil do Flamengo... e ali vi que não tinha geito eu assumi a minha paixão pelo Botafogo. avida passou... hoje quando joga Bot x Fla prefiro tomar um porre do que assistir o jogo. tenho muitos mais AMIGOS no Flamengo do que no Botafogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por seu relato, Simão! :)

      Excluir
    2. Eu estava no maracanã nesse dia e me lembro me como se fosse hoje ! foi um verdadeiro massacre do flamengo ! E a verdade, o que aconteceu foi um milagre uma baita zebra !

      Excluir
  14. Eu assisti esse jogo. Na arquibancada tinha uma faixa escrita: "A 53ª vítima". Não foi.

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.