segunda-feira, 28 de maio de 2012

Divergências nos públicos pagantes dos jogos do Fluminense na Copa Libertadores


Amigos, nos últimos dias fiz uma investigação a respeito das vendas de ingressos para dois jogos recentes do Fluminense, pela Copa Libertadores: os confrontos contra Internacional e Boca Juniors, no Engenhão. Em ambas as partidas, a imprensa noticiou que todos os ingressos disponíveis foram comprados. No entanto, os públicos pagantes anunciados foram sensivelmente menores que a capacidade do Estádio Olímpico João Havelange. Por quê?

O Engenhão nunca recebeu as 46.931 pessoas que em teoria pode comportar, por motivos de segurança (o público recorde é até hoje o jogo de inauguração, Fluminense x Botafogo em 2007, cerca de 45 mil). A recomendação das autoridades é que o estádio receba apenas cerca de 40 mil torcedores. Descontados os 10% de lugares reservados por lei às gratuidades, o clube pode comercializar cerca de 36 mil entradas. (Para ser exato, a carga que o Fluminense anunciou para os jogos citados foi de 35.514 ingressos.)

Tanto no jogo com o Internacional, quanto na partida com o Boca Juniors, a imprensa noticiou que os ingressos foram todos vendidos (aqui e aqui). O público pagante esperado nos dois jogos era, naturalmente, 35.514. No entanto, para nossa surpresa, os públicos pagantes anunciados no Engenhão foram 29.430 (Fluminense x Internacional) e 31.280 (Fluminense x Boca Juniors). Trata-se de uma diferença de 6.084 torcedores no primeiro jogo, e de 4.234 no segundo.

Fazendo duas contas simples, com os preços médios dos ingressos (R$ 36,71 para Fluminense x Internacional, R$ 52,07 para Fluminense x Boca Juniors), verifica-se que essa diferença equivale, em cada jogo, a uma diferença de renda de aproximadamente R$ 220.000,00. Trata-se de quantia significativa, ainda mais no caso do Fluminense, segundo clube mais endividado do futebol brasileiro.

O assunto é sério, e precisa de explicações, por respeito aos torcedores que não conseguiram comprar ingressos, e também em nome do princípio da Transparência. Este escriba publica este texto no site do Pavilhão Tricolor e em seu blog pessoal Jornalheiros, e solicita que os responsáveis esclareçam esta situação.

Paulo Cezar Filho

Fluminense 2 x 1 Internacional

Carga de 35.514 ingressos.
29.430 pagantes anunciados.
Diferença: 6.084.
Renda anunciada de R$ 1.080.315,00.
Preço médio do ingresso: R$ 36,71.
Diferença estimada na renda: R$ 223.343,64.

Fluminense 1 x 1 Boca Juniors

Carga de 35.514 ingressos.
31.280 pagantes anunciados.
Diferença: 4.234.
Renda anunciada de R$ 1.628,740,00.
Preço médio do ingresso: R$ 52,07.
Diferença estimada na renda: R$ 220.464,38.

18 comentários:

  1. Tricolor de Coração28 de maio de 2012 17:04

    EXPLICAÇÕES JÁ!!!

    ResponderExcluir
  2. O que eu acho muito estranho, é a imprensa que divulgou a venda antecipada dos ingressos, não ter cobrado explicações do clube ou o clube não ter processado a imprensa por anunciar que os ingressos haviam terminado, lhe causando prejuízo.

    Deve haver uma explicação.

    ResponderExcluir
  3. Basta olhar o borderô. Está tudo lá. Tempestade em copo d'água...

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que uma boa parte dos ingressos morreu na mão de cambistas.

    Era fácil vê-los circulando no entorno do Engenhão, anunciando ingressos, sem qualquer repressão policial, muito embora atuasse debaixo dos narizes dos PMs.

    A PM não atuou porque não quis.

    A venda pela internet facilita muito a ação dos cambistas.

    Acho que pode ser investigada a relação do clube com os cambistas mas, sinceramente, acho que uma boa parte da explicação tem mais a ver com a conivência das autoridades do que com desvios do clube (que é objeto de controle pelo Ministério Público, através de um TAC).

    ResponderExcluir
  5. Tricolor de Coração28 de maio de 2012 23:57

    Onde foram publicados os borderôs?

    ResponderExcluir
  6. Fábio Barbosa, acho que vc confundiu público pagante bom público presente. Não importa se os ingressos vendidos estão na mão do cambista ou se foram rasgados. Importa que eles foram vendidos na bilheteria, e deveriam aparecer no público pagante, ainda que a quantidade desse fosse maior do que o público presente.

    ResponderExcluir
  7. O estádio informa o público pagante presnte, ou seja aqueles que pagaram e passaram nas catracas não o número de ingressos vendidos.

    O borderô informa o número de ingressos vendidos, no jogo do Boca todos os ingressos destinados à torcida do FFC foram vendidos, basta ver no borderô.

    http://www.fluminense.com.br/site/futebol/tac/boderos/

    ResponderExcluir
  8. Claudio Pires,

    O estádio tem que informar o público pagante total. Se está informando apenas os que passaram pela catraca, estão descumprindo a lei.

    Quanto ao link dos borderôs, obrigado. Quando visitei o site do Fluminense, na semana passada, esses documentos não estavam disponíveis. Vou analisá-los.

    ST,
    PC

    ResponderExcluir
  9. Quanto a venda pela internet facilitar a ação dos cambistas, isso só pode ser brincadeira, né?!

    Venda pela internet dificulta a ação dos mesmos, ainda mais com o sistema do cartão Visa.

    Att,

    bmz

    ResponderExcluir
  10. Mala do Paulo César29 de maio de 2012 15:52

    Que ninguém nos ouça, mas é simples......Uma parte da torcida tremeu e, apesar de ter comprado, acabou ficando em casa, debaixo da mesa da sala de jantar....rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  11. As contas de Fluminense x Boca eu já consegui "fechar". O Engenhão divulgou o público pagante certinho, sim (todos os ingressos, não apenas os que entraram no estádio). Vejam:
    - capacidade total: 40.111.
    - devolvidos pelo Boca: 2.792.
    - devolvidos/gratuidades: 1.033.
    - devolvidos/funcionários: 10.
    - gratuidades utilizadas: 4.996.
    - PÚBLICO PAGANTE: 31.280 (exatamente o divulgado).

    ResponderExcluir
  12. No borderô de Fluminense x Inter, está estranha a capacidade máxima: 35.319. Por que não disponibilizaram a mesma capacidade do outro jogo (40.111)?

    ResponderExcluir
  13. Em ambos os jogos, o Fluminense errou ao divulgar que estava VENDENDO 35.514 ingressos. No Flu x Boca, OK, foi um pouco menos que isso (34.082).

    Mas no Flu x Inter, foi BEM menos (29.489).

    ResponderExcluir
  14. PC, no jogo do Inter só foram disponibilizados 1000 ingressos para o setor norte, o mesmo número que o Inter disponibilizou para o FFC no Beira Rio, por isso a capacidade do estádio era menor.

    ResponderExcluir
  15. http://186.202.17.33/_arquivos/documentos/50c1df1f0cfc8b5ff5427f99dd431694.pdf

    Acima está o plano de jogo para Fluminense e Internacional.

    ResponderExcluir
  16. Cláudio,

    Nesse caso o erro foi divulgar a venda de uma carga maior que a real.

    Outra coisa: se só disponibilizaram 1000 ingressos para o Inter, não seria possível ocupar o restante do setor Norte com torcedores do Fluminense? Bastaria um cordão de isolamento...

    ResponderExcluir
  17. Se havia apenas 29 mil ingressos disponíveis (incluindo os visitantes!), por que divulgaram que venderiam 35 mil?

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.