sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

História - Santos x Botafogo de Ribeirão Preto


Santos e Botafogo de Ribeirão Preto se enfrentam desde 7 de maio de 1950, quando realizaram uma partida amistosa no campo da Vila Tibério, em Ribeirão Preto. Na ocasião, houve empate em 2 a 2.

As estatísticas atualizadas do confronto entre Santos e Botafogo de Ribeirão Preto mostram 92 jogos, 57 vitórias do Santos, 20 empates e 15 vitórias do Botafogo, 211 gols do Santos e 94 gols do Botafogo.

O maior artilheiro da história do confronto é o Rei Pelé, que marcou impressionantes 40 gols contra a agremiação de Ribeirão Preto. Oito destes gols foram marcados em uma só partida, no dia 21 de novembro de 1964, quando o Santos venceu por surreais 11 a 0, diante de 9.437 testemunhas na Vila Belmiro.

O placar da Vila Belmiro: Santos 11, Botafogo 0.
Oito gols foram de Pelé.

Confiram abaixo a lista com todos os resultados da história do duelo entre Santos e Botafogo de Ribeirão Preto:
07/05/1950 - Botafogo-RP 2 x 2 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto) (**)
12/05/1957 - Botafogo-RP 3 x 1 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto) (**)
11/08/1957 - Santos 4 x 2 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
20/10/1957 - Botafogo-RP 4 x 2 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
18/12/1957 - Santos 2 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
07/02/1958 - Santos 4 x 2 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos) (**)
27/07/1958 - Botafogo-RP 2 x 2 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
26/10/1958 - Santos 4 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
13/09/1959 - Botafogo-RP 1 x 3 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
16/12/1959 - Santos 2 x 2 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
03/08/1960 - Santos 5 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
20/11/1960 - Botafogo-RP 2 x 4 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
10/09/1961 - Botafogo-RP 0 x 3 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
15/10/1961 - Santos 4 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
05/09/1962 - Santos 5 x 2 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
12/12/1962 - Botafogo-RP 0 x 1 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
29/09/1963 - Botafogo-RP 1 x 3 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
24/11/1963 - Santos 1 x 4 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
06/09/1964 - Botafogo-RP 2 x 0 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
21/11/1964 - Santos 11 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
04/09/1965 - Botafogo-RP 1 x 7 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
25/11/1965 - Santos 5 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
25/09/1966 - Botafogo-RP 2 x 1 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
04/12/1966 - Santos 3 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
13/08/1967 - Botafogo-RP 1 x 2 Santos - Vila Tibério (Ribeirão Preto)
05/10/1967 - Santos 5 x 4 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
09/03/1968 - Santos 5 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
12/05/1968 - Botafogo-RP 1 x 3 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
26/03/1969 - Botafogo-RP 1 x 4 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
31/05/1969 - Santos 5 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
28/06/1970 - Santos 1 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos) (**)
19/08/1970 - Botafogo-RP 0 x 0 Santos - Palma Travassos (Ribeirão Preto)
03/03/1971 - Santos 4 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
02/05/1971 - Botafogo-RP 1 x 2 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
13/05/1973 - Botafogo-RP 1 x 2 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
08/07/1973 - Santos 2 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
14/08/1974 - Santos 2 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
06/11/1974 - Botafogo-RP 0 x 2 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
11/05/1975 - Santos 4 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
21/04/1976 - Santos 2 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
23/03/1977 - Santos 2 x 3 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
05/06/1977 - Botafogo-RP 1 x 1 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
07/09/1977 - Santos 0 x 2 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
06/11/1977 - Santos 0 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos) (*)
05/07/1978 - Botafogo-RP 2 x 1 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto) (*)
24/09/1978 - Botafogo-RP 0 x 0 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
24/03/1979 - Santos 3 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
03/05/1979 - Santos 5 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
18/07/1979 - Santos 0 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
07/10/1979 - Botafogo-RP 1 x 3 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
25/05/1980 - Santos 2 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
27/07/1980 - Santos 5 x 1 Botafogo-RP - Morumbi (São Paulo)
31/07/1980 - Santos 2 x 0 Botafogo-RP - Pacaembu (São Paulo)
12/10/1980 - Botafogo-RP 0 x 0 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
27/05/1981 - Santos 2 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
15/07/1981 - Santos 0 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
25/07/1981 - Botafogo-RP 1 x 0 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
06/09/1981 - Botafogo-RP 3 x 0 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
22/09/1982 - Botafogo-RP 2 x 0 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
27/11/1982 - Santos 1 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
17/07/1983 - Botafogo-RP 2 x 2 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
03/11/1983 - Santos 2 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
29/07/1984 - Botafogo-RP 1 x 3 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
19/09/1984 - Santos 1 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
14/07/1985 - Santos 2 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
14/09/1985 - Botafogo-RP 1 x 2 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
18/05/1986 - Botafogo-RP 0 x 1 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
24/06/1986 - Santos 0 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
08/04/1987 - Santos 1 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
24/06/1987 - Botafogo-RP 1 x 2 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
13/06/1988 - Santos 0 x 1 Botafogo-RP - Pacaembu (São Paulo)
18/02/1989 - Botafogo-RP 1 x 1 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
17/02/1990 - Santos 1 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
18/07/1990 - Botafogo-RP 1 x 1 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
08/08/1990 - Santos 2 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
08/09/1991 - Botafogo-RP 0 x 0 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
31/10/1991 - Santos 0 x 0 Botafogo-RP - Pacaembu (São Paulo)
19/07/1992 - Santos 3 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
15/10/1992 - Santos 2 x 2 Botafogo-RP - Canindé (São Paulo)
31/03/1996 - Santos 5 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
09/06/1996 - Botafogo-RP 1 x 2 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
25/02/1997 - Santos 1 x 1 Botafogo-RP - Morumbi (São Paulo)
11/09/1999 - Santos 2 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos) (*)
11/03/2001 - Botafogo-RP 2 x 1 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
16/08/2001 - Botafogo-RP 0 x 1 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto) (*)
22/02/2009 - Santos 1 x 0 Botafogo-RP - Pacaembu (São Paulo)
25/03/2010 - Botafogo-RP 2 x 4 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
12/03/2011 - Santos 2 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
09/02/2012 - Botafogo-RP 1 x 4 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
23/01/2013 - Santos 3 x 0 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
01/02/2014 - Santos 5 x 1 Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)
08/03/2015 - Botafogo-RP 0 x 3 Santos - Santa Cruz (Ribeirão Preto)
25/02/2017 - Santos x Botafogo-RP - Vila Belmiro (Santos)

Observações:
- (*) Os jogos de 06/11/1977, 05/07/1978, 11/09/1999 e 16/08/2001 foram válidos pela 1ª divisão do Campeonato Brasileiro.
- (**) Os jogos de 07/05/1950, 12/05/1957, 07/02/1958 e 28/06/1970 foram amistosos.
- Todas as demais partidas foram válidas pelo Campeonato Paulista.

PCFilho

História - Corinthians x Mirassol


Ao longo da história, Corinthians e Mirassol já se enfrentaram 6 vezes, com 3 vitórias do Corinthians e 3 empates, 9 gols do Corinthians e 6 gols do Mirassol:
02/02/2008 - Corinthians 0 x 0 Mirassol - Morumbi (São Paulo)
05/04/2009 - Mirassol 2 x 2 Corinthians - Campos Maia (Mirassol)
27/01/2010 - Corinthians 1 x 1 Mirassol - Pacaembu (São Paulo)
13/03/2011 - Mirassol 2 x 3 Corinthians - Campos Maia (Mirassol)
21/01/2012 - Corinthians 2 x 1 Mirassol - Pacaembu (São Paulo)
27/01/2013 - Mirassol 0 x 1 Corinthians - Campos Maia (Mirassol)
25/02/2017 - Mirassol x Corinthians - Campos Maia (Mirassol)

Todos os duelos foram válidos pela Série A1 do Campeonato Paulista.

PCFilho

História - São Paulo x Novorizontino


A cidade de Novo Horizonte, em São Paulo, teve dois clubes profissionais de futebol em sua história: o Grêmio Esportivo Novorizontino, que atuou entre 1973 e 1999, e o Grêmio Novorizontino, fundado em 2010, com as mesmas cores (amarela e preta). Para efeito das estatísticas de confrontos neste blog, os resultados dos dois clubes são considerados conjuntamente.

Ao longo da história, São Paulo e Novorizontino já se enfrentaram 18 vezes, com 9 vitórias do São Paulo, 7 empates e 2 vitórias do Novorizontino. Abaixo, a lista com todos os resultados:
16/03/1986 - Novorizontino 0 x 2 São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)
24/05/1986 - São Paulo 1 x 1 Novorizontino - Morumbi (São Paulo)
12/04/1987 - São Paulo 1 x 1 Novorizontino - Morumbi (São Paulo)
07/07/1987 - Novorizontino 2 x 3 São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)
15/05/1988 - Novorizontino 3 x 4 São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)
29/03/1989 - Novorizontino 0 x 0 São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)
02/05/1990 - São Paulo 1 x 1 Novorizontino - Morumbi (São Paulo)
16/05/1993 - Novorizontino 0 x 1 São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)
28/05/1993 - São Paulo 3 x 1 Novorizontino - Morumbi (São Paulo)
09/03/1994 - Novorizontino 3 x 0 São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)
12/05/1994 - São Paulo 4 x 4 Novorizontino - Morumbi (São Paulo)
18/07/1994 - Novorizontino 1 x 0 São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)
05/08/1994 - São Paulo 1 x 1 Novorizontino - Morumbi (São Paulo)
04/02/1995 - São Paulo 4 x 1 Novorizontino - Bruno José Daniel (Santo André)
27/05/1995 - Novorizontino 1 x 1 São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)
30/03/1996 - Novorizontino 0 x 2 São Paulo - José Alfredo Luís Jorge (Catanduva)
21/05/1996 - São Paulo 5 x 1 Novorizontino - Canindé (São Paulo)
24/02/2016 - São Paulo 2 x 0 Novorizontino - Pacaembu (São Paulo)
25/02/2017 - Novorizontino x São Paulo - Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte)

PCFilho

História - Palmeiras x Ferroviária

Flagrante do duelo do dia 28 de fevereiro de 2016.

Ao longo da história, o Palmeiras e a Ferroviária de Araraquara já se enfrentaram em 90 jogos, com 53 vitórias do Palmeiras, 24 empates e 13 vitórias da Ferroviária, 172 gols do Palmeiras e 98 gols da Ferroviária.

Confiram abaixo a lista com todos os resultados da história do confronto:
05/07/1953 - Ferroviária 1 x 4 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
31/10/1953 - Palmeiras 4 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
11/07/1954 - Ferroviária 1 x 2 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
09/05/1956 - Palmeiras 4 x 2 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
15/07/1956 - Palmeiras 4 x 3 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
10/08/1957 - Palmeiras 0 x 0 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
04/05/1958 - Palmeiras 0 x 0 Ferroviária [PK 1 x 0] - Mário Alves de Mendonça (São José do Rio Preto) (*)
30/07/1958 - Palmeiras 3 x 2 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
05/10/1958 - Ferroviária 0 x 2 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
19/07/1959 - Palmeiras 2 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
15/11/1959 - Ferroviária 0 x 3 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
11/09/1960 - Ferroviária 0 x 0 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
10/12/1960 - Palmeiras 1 x 4 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
03/09/1961 - Ferroviária 2 x 2 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
19/11/1961 - Palmeiras 2 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
20/05/1962 - Ferroviária 6 x 2 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
24/05/1962 - Palmeiras 4 x 1 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
05/08/1962 - Ferroviária 3 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
16/12/1962 - Palmeiras 2 x 1 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
01/05/1963 - Ferroviária 2 x 3 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
24/07/1963 - Palmeiras 3 x 1 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
19/10/1963 - Ferroviária 3 x 4 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
05/08/1964 - Ferroviária 1 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
29/10/1964 - Palmeiras 2 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
02/06/1965 - Ferroviária 3 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
05/06/1965 - Palmeiras 3 x 3 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
18/08/1965 - Ferroviária 1 x 3 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
27/11/1965 - Palmeiras 4 x 3 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
02/08/1967 - Palmeiras 2 x 1 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
26/11/1967 - Ferroviária 2 x 0 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
14/02/1968 - Palmeiras 2 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
29/05/1968 - Ferroviária 3 x 0 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
14/09/1968 - Ferroviária 2 x 6 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
13/04/1969 - Ferroviária 2 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara) (**)
24/05/1969 - Palmeiras 3 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
11/01/1970 - Ferroviária 3 x 2 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
12/07/1970 - Ferroviária 3 x 3 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
19/08/1970 - Palmeiras 2 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
21/04/1971 - Palmeiras 2 x 3 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
20/06/1971 - Ferroviária 0 x 2 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
20/02/1972 - Palmeiras 1 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
09/04/1972 - Ferroviária 0 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
10/08/1972 - Palmeiras 1 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
13/05/1973 - Ferroviária 2 x 4 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
02/08/1973 - Palmeiras 1 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
22/01/1975 - Ferroviária 0 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
13/04/1975 - Ferroviária 0 x 0 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
29/05/1975 - Palmeiras 3 x 3 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
06/03/1976 - Palmeiras 3 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
14/07/1976 - Ferroviária 1 x 2 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
21/04/1977 - Palmeiras 4 x 2 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
17/07/1977 - Ferroviária 2 x 2 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
20/08/1978 - Ferroviária 0 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
30/11/1978 - Palmeiras 1 x 0 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
02/08/1979 - Palmeiras 2 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
12/09/1979 - Ferroviária 0 x 0 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
11/06/1980 - Ferroviária 1 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
21/08/1980 - Palmeiras 0 x 2 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
18/01/1981 - Ferroviária 1 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara) (***)
20/05/1981 - Ferroviária 0 x 0 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
15/07/1981 - Palmeiras 1 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
26/07/1981 - Ferroviária 1 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
12/08/1981 - Palmeiras 0 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
25/08/1982 - Palmeiras 2 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
03/10/1982 - Ferroviária 2 x 3 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
25/05/1983 - Palmeiras 1 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
22/10/1983 - Ferroviária 1 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
02/09/1984 - Ferroviária 0 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
28/11/1984 - Palmeiras 0 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
01/05/1985 - Palmeiras 1 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
31/08/1985 - Ferroviária 0 x 0 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
02/03/1986 - Ferroviária 0 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
16/07/1986 - Palmeiras 1 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
06/05/1987 - Palmeiras 4 x 0 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
17/06/1987 - Ferroviária 1 x 0 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
25/05/1988 - Palmeiras 4 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
26/03/1989 - Palmeiras 4 x 0 Ferroviária - Jayme Cintra (Jundiaí)
28/01/1990 - Palmeiras 1 x 0 Ferroviária - Canindé (São Paulo)
11/07/1990 - Ferroviária 0 x 3 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
15/08/1990 - Palmeiras 0 x 0 Ferroviária - Pacaembu (São Paulo)
05/09/1991 - Ferroviária 0 x 0 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
18/09/1991 - Palmeiras 0 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
22/05/1993 - Ferroviária 0 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara) (****)
02/06/1993 - Palmeiras 4 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
26/01/1994 - Ferroviária 0 x 2 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
14/04/1994 - Palmeiras 2 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
05/03/1995 - Palmeiras 1 x 0 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
25/05/1995 - Ferroviária 1 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
28/01/1996 - Palmeiras 6 x 1 Ferroviária - Palestra Itália (São Paulo)
06/04/1996 - Ferroviária 1 x 5 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara)
28/02/2016 - Palmeiras 1 x 2 Ferroviária - Allianz Parque (São Paulo)
25/02/2017 - Palmeiras x Ferroviária - Allianz Parque (São Paulo)

(*) O jogo de 4 de maio de 1958, empate em 0 a 0, foi pelo Torneio Início do Campeonato Paulista. O Palmeiras venceu por 1 a 0 nos pênaltis. Este jogo, por ser de menor duração, não está sendo contabilizado na estatística do confronto. 

(**) O jogo de 13 de abril de 1969 é considerado histórico pelos fãs da Ferroviária. A vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras foi parte da incrível sequência de vitórias sobre os grandes do estado na Fonte Luminosa. Naquele Campeonato Paulista, a Ferroviária venceu também o São Paulo por 1 a 0 (em 19/03), o campeão Santos por 2 a 1 (em 11/05), e o Corinthians por 2 a 1 (em 14/05). A Ferroviária terminou a competição na 6ª posição, e conquistou definitivamente o Troféu Folha de S. Paulo, com o tricampeonato do interior.

(***) O jogo de 18 de janeiro de 1981 é o único do confronto válido pelo Campeonato Brasileiro. Foi pela Taça de Prata, espécie de segunda divisão que promovia para a primeira divisão no mesmo ano, num dos diversos regulamentos criativos da história do Brasileirão. O Palmeiras precisou disputá-la por não ter conseguido uma das vagas do Campeonato Paulista para a Taça de Ouro. Alguns historiadores consideram os jogos da Taça de Prata como se fossem da Série B; outros, como se fossem da Série A.

(****) O jogo de 22 de maio de 1993 quebrou o recorde de público da Fonte Luminosa, com 19.421 espectadores - número que só seria superado em 2009, após a reforma do estádio da Ferroviária.

Observação adicional: as equipes sub-20 dos clubes se enfrentaram pela Copa São Paulo de 2017: 07/01/2017 - Ferroviária 1 x 1 Palmeiras - Fonte Luminosa (Araraquara). Por se tratar de duelo entre equipes de base, o resultado não está sendo contabilizado na estatística do confronto.

PCFilho

Ficha Técnica: Criciúma 1 x 3 Internacional


23/02/2017 - Criciúma 1 x 3 Internacional - Heriberto Hülse (Criciúma)
Motivo: Copa da Primeira Liga 2017, 1ª fase, 3ª rodada.
Público: 1.839 presentes.
Renda: R$ 25.400,00.
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ).
Auxiliares: André Luiz Severo (RJ) e Sandra Maria Dawies (RJ).
Criciúma: Eduardo Babiuk; Diogo Mateus, Ianson Acosta, Nino e Chico; Lucas Vinícius (Eduardo di Biase), Carlos Eduardo e Lucas Bessa; Matheus (Alan), Flávio (Gabriel Figueiredo) e Kalil. Técnico: Deivid.
Internacional: Marcelo Lomba; Claudio Winck, Eduardo, Néris e Iago; Eduardo Henrique (Juan), Valdemir, Mossoró e Andrigo (João Pedro); Diego Gonçalves e André (Ariel Marques). Técnico: Antônio Carlos Zago.
Gols:
1-0: Flávio, aos 42 do 1º tempo;
1-1: Claudio Winck, aos 26 do 2º tempo;
1-2: Andrigo, aos 30 do 2º tempo;
1-3: Diego Gonçalves, aos 31 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Diogo Mateus, Ianson Acosta, Nino e Lucas Vinícius (Criciúma); Valdemir e Claudio Winck (Internacional).
Cartões vermelhos: Nino (Criciúma), pelo 2º cartão amarelo; e Valdemir (Internacional), pelo 2º cartão amarelo.

****

Um dia após jogarem pela 2ª fase da Copa do Brasil, Criciúma e Internacional voltaram a campo para cumprir tabela na Copa da Primeira Liga (na qual o Internacional já estava classificado, e o Criciúma já estava eliminado). Naturalmente, os dois clubes escalaram times reservas. Com a vitória, o Internacional garantiu o primeiro lugar do grupo, com 3 vitórias em 3 jogos.

A outra vaga do grupo será decidida entre Fluminense e Brasil de Pelotas, em data e local ainda a serem definidos (o mando de campo é do Fluminense, e os dois clubes estão rigorosamente empatados em todos os critérios).

****

Abaixo, os resultados dos últimos 5 duelos entre Internacional e Criciúma, com 4 vitórias do clube gaúcho e 1 empate:
30/05/2013 - Internacional 2 x 0 Criciúma (Brasileirão)
15/09/2013 - Criciúma 0 x 1 Internacional (Brasileirão)
18/05/2014 - Criciúma 0 x 0 Internacional (Brasileirão)
24/09/2014 - Internacional 3 x 0 Criciúma (Brasileirão)
23/02/2017 - Criciúma 1 x 3 Internacional (Primeira Liga)

PCFilho

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Palpites da Loteca - Concurso 738


Amigos e amigas, seguem abaixo os porcentuais estimados de apostas nas 14 partidas que compõem o concurso número 738 da Loteca. Em cada jogo, o primeiro porcentual refere-se à vitória do time mandante, o segundo porcentual refere-se ao empate, e o terceiro porcentual refere-se à vitória do time visitante:
1) Santos/SP 90% 5% 5% Botafogo/SP
2) Internacional/RS 75% 20% 5% Brasil de Pelotas/RS
3) Anápolis/GO 15% 30% 55% Vila Nova/GO
4) Joinville/SC 35% 45% 20% Chapecoense/SC
5) Uniclinic/CE 15% 15% 70% Santa Cruz/PE
6) América de Natal/RN 25% 30% 45% Vitória/BA
7) Paraná/PR 50% 30% 20% Bahia/BA
8) River/PI 15% 25% 60% Sport Recife/PE
9) Villa Nova/MG 75% 20% 5% Tricordiano/MG
10) Cametá/PA (SORTEIO) Remo/PA
11) Criciúma/SC 85% 10% 5% Metropolitano de Blumenau/SC
12) CRB/AL 60% 25% 15% ABC/RN
13) Ponte Preta/SP 90% 5% 5% São Bernardo/SP
14) Mirassol/SP 25% 30% 45% Corinthians/SP

As apostas podem ser registradas até as 14:00 de Brasília do sábado 25. A estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos neste concurso 738 da Loteca é de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). Os rateios das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa Econômica Federal em seu site, na tarde da quarta-feira, dia 1º de março.

Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho

PS: estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

História - Náutico x Campinense

Flagrante do duelo de 12 de fevereiro de 2017, pela Copa do Nordeste.
Foto: Léo Lemos (Clube Náutico Capibaribe).

Ao longo da história, as equipes de Náutico e Campinense já se enfrentaram em 30 jogos, com 12 vitórias do Náutico, 12 empates e 6 vitórias do Campinense, 55 gols do Náutico e 36 gols do Campinense.

Confiram abaixo a lista com todos os resultados da história do confronto entre Náutico e Campinense. Os jogos em negrito foram oficiais por alguma competição.
20/07/1958 - Campinense 1 x 2 Náutico - (Campina Grande)
04/10/1958 - Campinense 2 x 2 Náutico - (Campina Grande)
06/01/1959 - Campinense 0 x 2 Náutico - (Campina Grande)
27/03/1960 - Náutico 7 x 1 Campinense - Aflitos (Recife)
27/08/1960 - Campinense 1 x 1 Náutico - (Campina Grande)
06/04/1961 - Náutico 2 x 0 Campinense - Aflitos (Recife) [Ficha Técnica abaixo]
09/04/1961 - Campinense 2 x 2 Náutico - Plínio Lemos (Campina Grande)
07/02/1963 - Náutico 1 x 1 Campinense - Aflitos (Recife)
14/02/1963 - Campinense 2 x 2 Náutico - (Campina Grande)
16/06/1963 - Campinense 2 x 2 Náutico - (Campina Grande)
21/06/1964 - Náutico 2 x 0 Campinense - (Recife)
13/03/1965 - Náutico 4 x 4 Campinense - (Recife)
18/03/1965 - Campinense 1 x 2 Náutico - (Campina Grande)
29/05/1966 - Campinense 1 x 1 Náutico - (Campina Grande)
11/08/1968 - Náutico 3 x 1 Campinense - (Recife)
08/11/1970 - Náutico 0 x 0 Campinense [PK 0 x 4] - Aflitos (Recife) (**)
10/03/1971 - Campinense 0 x 2 Náutico - (Campina Grande)
21/03/1971 - Campinense 3 x 2 Náutico - (Campina Grande)
25/07/1971 - Campinense 0 x 1 Náutico - (Campina Grande)
04/04/1973 - Campinense 2 x 3 Náutico - (Campina Grande)
31/08/1975 - Campinense 1 x 1 Náutico - Amigão (Campina Grande) (*) [Ficha Técnica abaixo]
26/02/1976 - Campinense 1 x 0 Náutico - (Campina Grande)
05/04/1978 - Campinense 1 x 3 Náutico - Amigão (Campina Grande) (*)
11/09/1988 - Campinense 3 x 2 Náutico - (Campina Grande)
13/09/1988 - Náutico 4 x 0 Campinense - (Recife)
21/05/1992 - Campinense 1 x 0 Náutico - (Campina Grande)
12/09/1996 - Campinense 1 x 1 Náutico - (Campina Grande)
28/05/2014 - Campinense 2 x 1 Náutico - Amigão (Campina Grande) (***)
12/02/2017 - Campinense 2 x 0 Náutico - Amigão (Campina Grande)
23/02/2017 - Náutico 0 x 0 Campinense - Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata)

(*) Os jogos de 31/08/1975 e 05/04/1978 foram os únicos duelos válidos pela primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

(**) A partida de 08/11/1970, nos Aflitos, pelo Torneio Norte-Nordeste, terminou 0 a 0 no tempo regulamentar; na prorrogação de trinta minutos, o 0 a 0 persistiu; na disputa de pênaltis, o Campinense venceu por 4 a 0 (seguindo o regulamento da ocasião, Carlos César converteu 4 das suas 5 cobranças para o Campinense, e depois Ramos perdeu suas 2 primeiras cobranças para o Náutico, decretando a derrota antecipadamente). No ano seguinte, o Náutico contratou seu "carrasco" Carlos César.

(***) No jogo de 28/05/2014, um amistoso, o Náutico escalou sua equipe sub-20. O resultado está sendo contabilizado na estatística do confronto.

O Náutico também jogou uma vez contra um combinado de Campinense e Treze, em agosto de 1978. O jogo não está sendo contabilizado na estatística do confronto:
12/08/1978 - Combinado Campinense/Treze 1 x 1 Náutico - (Campina Grande)

Ficha Técnica do primeiro jogo oficial de competição:
06/04/1961 - Náutico 2 x 0 Campinense - Aflitos (Recife)
Motivo: Torneio Pernambuco-Paraíba de 1961.
Público: 1.011 presentes.
Árbitro: José Justino (Liga Campinense).
Náutico: Waldemar; Nancildo, Múcio e Hélmiton; Zé Maria e Givaldo; Nado (Fernando II), Moésio, Elias, Ênio Andrade e Fernando I. Técnico: Gentil Cardoso.
Campinense: Tempestade; Cido, Mivaldo e Massangana; Salomão e Luís Carlos; Tonho, Zezinho, Delgado (Géo), Claudinho (Clóvis) e Martinho (Chicletes).
Gols:
1-0: Zé Maria, no 2º tempo;
2-0: Moésio, no 2º tempo.
Expulsão: Clóvis (Campinense), aos 43 do 2º tempo.

Ficha Técnica do jogo do Brasileirão de 1975:
31/08/1975 - Campinense 1 x 1 Náutico - Amigão (Campina Grande)
Motivo: Campeonato Brasileiro de 1975, 1ª fase, 4ª rodada.
Árbitro: José Leandro Castro Serpa.
Campinense: Carlos; Argeu, Naná (Agra), Geraílton e Eli; Luís Carlos e Vavá; Dão, Elvécio (Carlinhos), Pedrinho e Erasmo. Técnico: José Lima.
Náutico: Neneca; França, Djalma Sales, Sidclei e Miguel; Pedro Omar, Juca Show, Dedéu (Baiano), Vasconcelos (Betinho) e Jorge Mendonça; Lima. Técnico: Orlando Fantoni.
Gols:
1-0: Dão, aos 20 do 1º tempo;
1-1: Lima, aos 27 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Betinho e Djalma Sales (Náutico).

PCFilho

Ficha Técnica: Cruzeiro 6 x 0 São Francisco (PA)


22/02/2017 - Cruzeiro 6 x 0 São Francisco (PA) - Mineirão (Belo Horizonte)
Motivo: Copa do Brasil 2017, 2ª fase, jogo único.
Público: 11.931 presentes (10.096 pagantes).
Renda: R$ 186.613,00.
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO).
Auxiliares: Edson Antônio de Sousa (GO) e Adailton Fernando Menezes (GO).
Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Léo, Luis Caicedo (Manoel) e Diogo Barbosa; Henrique (Lucas Silva), Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves (Alisson) e Arrascaeta; Rafael Sobis. Técnico: Mano Menezes.
São Francisco (PA): Labilá; Diogo, Charles, Alemão e Rodrigo Santarém; Clayton He-Man, Sousa, Murilo e Thiago Marabá (Heliton); Bartola (Thiago Floriano) e Fabio Paulista (Oswaldo). Técnico: Valter Lima.
Gols:
1-0: Rafael Sobis, aos 4 do 1º tempo;
2-0: Robinho, aos 17 do 1º tempo;
3-0: Rafael Sobis, aos 21 do 1º tempo;
4-0: Rafael Sobis, aos 25 do 1º tempo;
5-0: Rafael Sobis, aos 36 do 1º tempo;
6-0: Arrascaeta, aos 31 do 2º tempo.
Cartão amarelo: Thiago Marabá (São Francisco).

****

Com os quatro gols marcados ainda no primeiro tempo, o atacante Rafael Sobis quebrou seu recorde pessoal de gols em uma mesma partida. Ele já havia marcado três gols uma vez, na vitória do Cruzeiro por 4 a 2 sobre o Internacional, em 04/08/2016, no Independência, em Belo Horizonte.

Rafael Sobis também igualou o recorde de gols em uma só partida pelo Cruzeiro na Copa do Brasil. Fred também marcara quatro gols, na goleada por 7 a 0 sobre o Sergipe, em 16/02/2005, no Mineirão, em Belo Horizonte.

****

Agora, o Cruzeiro agora soma 136 jogos na história da Copa do Brasil, com 71 vitórias, 35 empates e 30 derrotas, 275 gols-pró e 136 gols-contra. O clube mineiro conquistou a competição quatro vezes em sua história (1993, 1996, 2000 e 2003).

PCFilho

Ficha Técnica: Internacional 4 x 1 Oeste


22/02/2017 - Internacional 4 x 1 Oeste - Beira-Rio (Porto Alegre)
Motivo: Copa do Brasil 2017, 2ª fase, jogo único.
Público: 10.958 presentes (9.308 pagantes).
Renda: R$ 123.032,50.
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ).
Auxiliares: Michael Correia (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ).
Internacional: Danilo Fernandes; Junio, Paulão, Léo Ortiz e Uendel; Charles (Fabinho), Rodrigo Dourado, Carlinhos e Andrés D'Alessandro; Carlos (Valdivia) e Brenner. Técnico: Antônio Carlos Zago.
Oeste: Rodolfo; Reginaldo, João Victor, Guilherme Garutti e Cleidson; Lídio (Guilherme Batata), Bruno Barra e Dionatan; Erick Luis (Adriano da Matta), Robert (Tiago Adan) e Mazinho. Técnico: Roberto Cavalo.
Gols:
1-0: Brenner, aos 4 do 1º tempo;
2-0: Carlos, aos 14 do 1º tempo;
3-0: Charles, aos 31 do 1º tempo;
3-1: Tiago Adan, aos 4 do 2º tempo;
4-1: Brenner, de pênalti, aos 12 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Andrés D'Alessandro, Paulão, Charles e Carlinhos (Internacional); Rodolfo, Lídio, Erick Luis e Guilherme Garutti (Oeste).

****

O atacante Brenner, que só havia jogado 2 partidas pelo Internacional em 2016, já tem 6 gols em 4 jogos disputados em 2017.

****

Com a vitória sobre o Oeste, o Internacional se classificou para a 3ª fase da Copa do Brasil, em que jogará com o vencedor do duelo entre Sampaio Corrêa e Guarani de Juazeiro, que se enfrentam no dia 1º de março, no Castelão de São Luís.

****

Internacional e Oeste nunca haviam se enfrentado anteriormente. Curiosamente, este ano, os dois clubes terão mais dois encontros, válidos pela Série B do Campeonato Brasileiro de 2017.

****

Agora, o Internacional soma 125 jogos na história da Copa do Brasil, com 61 vitórias, 34 empates e 30 derrotas, 217 gols-pró e 114 gols-contra.  Jogando em casa, o aproveitamento do Internacional na Copa do Brasil é excelente, com 59 jogos, 41 vitórias, 13 empates e somente 5 derrotas (para Londrina em 1993, Paraná em 1995, Juventude em 1999, Ceará em 2014 e Atlético Mineiro em 2016). Os colorados levantaram a taça uma vez, em 1992, ao vencer o Fluminense em uma decisão polêmica.

PCFilho

Ficha Técnica: Deportivo Capiatá 0 x 1 Atlético Paranaense

Foto: Daniel Castellano (Gazeta do Povo).

22/02/2017 - Deportivo Capiatá 0 x 1 Atlético Paranaense - Erico Galeano Segovia (Capiatá)
Motivo: Copa Libertadores 2017, 2ª fase preliminar, jogo de volta.
Árbitro: Néstor Pitana (Argentina).
Auxiliares: Gustavo Rossi (Argentina) e Diego Bonfa (Argentina).
Deportivo Capiatá: Bernardo Medina; Carlos Bonet, Néstor González, Ramón Ortigoza e Cristian Martínez; Gustavo Noguera (Dante López), Alexis González, Eduardo Ledesma e David Mendieta (Dionisio Pérez); Julio Irrazábal e Roberto Gamarra. Técnico: Diego Gavilán.
Atlético Paranaense: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Lucho González (Wanderson), Nikão e Carlos Alberto (Felipe Gedoz); Pablo e Grafite (Luis Henrique). Técnico: Paulo Autuori.
Gol: Lucho González, aos 11 do 1º tempo.
Cartões amarelos: Alexis González e Julio Irrazábal (Deportivo Capiatá); Weverton, Lucho González, Carlos Alberto, Pablo, Grafite e Nikão (Atlético Paranaense).

****

O Atlético Paranaense agora soma 40 partidas na história da Copa Libertadores, com 20 vitórias, 7 empates e 13 derrotas, 60 gols-pró e 56 gols-contra. Para conferir as campanhas detalhadas do Furacão, vide meu post História - Atlético Paranaense na Copa Libertadores.

****

Após eliminar Millonarios e Deportivo Capiatá, o Atlético Paranaense superou as fases preliminares da Copa Libertadores, e se classificou para a fase de grupos, em que enfrentará o Flamengo, a Universidad Católica (Chile) e o San Lorenzo (Argentina). Os dois clubes que somarem mais pontos na chave se classificarão para as oitavas-de-final. Abaixo, a sequência com as seis partidas do Atlético Paranaense nessa etapa da competição:
07/03/2017 - Atlético Paranaense x Universidad Católica - Arena da Baixada (Curitiba)
15/03/2017 - San Lorenzo x Atlético Paranaense - Nuevo Gasómetro (Buenos Aires)
12/04/2017 - Flamengo x Atlético Paranaense - Maracanã (Rio de Janeiro)
26/04/2017 - Atlético Paranaense x Flamengo - Arena da Baixada (Curitiba)
03/05/2017 - Atlético Paranaense x San Lorenzo - Arena da Baixada (Curitiba)
17/05/2017 - Universidad Católica x Atlético Paranaense - San Carlos de Apoquindo (Santiago)

PCFilho

Ficha Técnica: Olimpia 1 x 0 Botafogo [nos pênaltis, 1 x 3]


22/02/2017 - Olimpia 1 x 0 Botafogo - Defensores del Chaco (Asunción)
Motivo: Copa Libertadores 2017, 2ª fase preliminar, jogo de volta.
Árbitro: Julio Bascuñán (Chile).
Auxiliares: Christian Schiemann (Chile) e Marcelo Barraza (Chile).
Olimpia: Daniel Azcona; Rodi Ferreira, José Cañete (Walter Bogado), Hernán Pellerano e Fernando Giménez; Alexis Fernández (Roque Santa Cruz), Cristian Riveros (Jorge Mendoza), Richard Ortiz e Julián Benítez; Pablo Mouche e Brian Montenegro. Técnico: Pablo Repetto.
Botafogo: Helton Leite (Gatito Fernández); Marcelo, Emerson Silva, Joel Carli e Victor Luís; Aírton (Guilherme), Bruno Silva, Matheus Fernandes (Gilson), João Paulo e Camilo; Rodrigo Pimpão. Técnico: Jair Ventura.
Gol: Brian Montenegro, aos 34 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Alexis Fernández (Olimpia); Joel Carli, Marcelo e Bruno Silva (Botafogo).
Definição por pênaltis:
1ª: Richard Ortiz cobrou e Gatito Fernández defendeu (0-0);
2ª: Camilo cobrou e converteu (0-1);
3ª: Jorge Mendoza cobrou e Gatito Fernández defendeu (0-1);
4ª: Rodrigo Pimpão cobrou e converteu (0-2);
5ª: Rodi Ferreira cobrou e converteu (1-2);
6ª: Victor Luís cobrou e converteu (1-3);
7ª: Julián Benítez cobrou e Gatito Fernández defendeu (1-3).
Placar final: Olimpia 1, Botafogo 3: Botafogo classificado.

****

O Botafogo agora soma 36 jogos disputados na história da Copa Libertadores, com 16 vitórias, 7 empates e 13 derrotas, 55 gols-pró e 48 gols-contra. Para conferir as campanhas detalhadas, vide meu post História - Botafogo na Copa Libertadores.

****

Este foi o 112º jogo do Olimpia contra clubes brasileiros ao longo da história. O clube paraguaio soma 31 vitórias, 32 empates e 49 derrotas. Para conferir a lista de resultados, vide meu post História - Olimpia x Times Brasileiros.

****

Este foi o 11º jogo do Botafogo contra clubes paraguaios ao longo da história. O alvinegro carioca tem 5 vitórias e 6 derrotas nestas partidas (confiram a lista no meu post História - Botafogo x Times Paraguaios).

****

Após eliminar Colo Colo e Olimpia, o Botafogo superou as fases preliminares da Copa Libertadores, e se classificou para a fase de grupos, em que enfrentará o Atlético Nacional de Medellín (Colômbia), o Barcelona de Guayaquil (Equador) e o Estudiantes de La Plata (Argentina). Os dois clubes que somarem mais pontos na chave se classificarão para as oitavas-de-final. Abaixo, a sequência com as seis partidas do Botafogo nessa etapa da competição:
14/03/2017 - Botafogo x Estudiantes - Engenhão (Rio de Janeiro)
13/04/2017 - Atlético Nacional x Botafogo - Atanasio Girardot (Medellín)
20/04/2017 - Barcelona de Guayaquil x Botafogo - Monumental Isidro Romero Carbo (Guayaquil)
02/05/2017 - Botafogo x Barcelona de Guayaquil - Engenhão (Rio de Janeiro)
18/05/2017 - Botafogo x Atlético Nacional - Engenhão (Rio de Janeiro)
25/05/2017 - Estudiantes x Botafogo - Ciudad de La Plata (La Plata)

PCFilho

Ficha Técnica: Corinthians 1 x 0 Palmeiras


22/02/2017 - Corinthians 1 x 0 Palmeiras - Itaquerão (São Paulo)
Motivo: Campeonato Paulista 2017, 5ª rodada.
Público: 31.101 presentes (30.727 pagantes).
Renda: R$ 1.535.887,00.
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP).
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho van Gasse (SP).
Corinthians: Cássio; Fagner, Fabián Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Rodriguinho e Léo Jabá (Moisés); Ángel Romero (Paulo Roberto) e Kazim (Jô). Técnico: Fábio Carille.
Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Yerry Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo (Thiago Santos), Michel Bastos e Raphael Veiga (Alejandro Guerra); Keno, Dudu e Willian (Alecsandro). Técnico: Eduardo Baptista.
Gol: Jô, aos 42 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Gabriel e Jô (Corinthians); Felipe Melo, Raphael Veiga, Jean, Vitor Hugo e Alecsandro (Palmeiras).
Cartão vermelho: Gabriel (Corinthians).

****

Havia uma escrita de dois anos neste confronto: o Corinthians não vencia o Palmeiras havia 6 jogos, com 4 vitórias do Palmeiras e 2 empates. A última vitória corinthiana no clássico acontecera em fevereiro de 2015. Abaixo, a lista com os resultados do tabu quebrado pelo gol salvador do centroavante :
08/02/2015 - Palmeiras 0 x 1 Corinthians (Paulista)
19/04/2015 - Corinthians 2 x 2 Palmeiras [nos pênaltis, 5 x 6] (Paulista)
31/05/2015 - Corinthians 0 x 2 Palmeiras (Brasileirão)
06/09/2015 - Palmeiras 3 x 3 Corinthians (Brasileirão)
03/04/2016 - Palmeiras 1 x 0 Corinthians (Paulista)
12/06/2016 - Palmeiras 1 x 0 Corinthians (Brasileirão)
17/09/2016 - Corinthians 0 x 2 Palmeiras (Brasileirão)
22/02/2017 - Corinthians 1 x 0 Palmeiras (Paulista)

****

O clássico entre Corinthians e Palmeiras está completando 100 anos de duelos em 2017. Os dois rivais já se enfrentaram 353 vezes ao longo da história, e o retrospecto é extremamente equilibrado. A lista com todos os resultados desde 1917 pode ser conferida no meu post História - Corinthians x Palmeiras.

PCFilho