quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Ficha Técnica: Fluminense 3 x 1 São Paulo


18/10/2017 - Fluminense 3 x 1 São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
Motivo: Campeonato Brasileiro 2017, 29ª rodada.
Público: 22.999 presentes (21.354 pagantes).
Renda: R$ 303.000,00.
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS).
Auxiliares: José Eduardo Calza (RS) e Maurício Coelho Silva Penna (RS).
Fluminense: Diego Cavalieri; Lucas, Gum, Reginaldo e Marlon; Douglas, Richard, Júnior Sornoza (Mateus Norton, aos 23 do 2º tempo) e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior (Robinho, aos 29 do 2º tempo) e Henrique Dourado (Pedro, aos 35 do 2º tempo). Técnico: Abel Braga.
São Paulo: Sidão; Éder Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Petros, Lucas Fernandes (Maicosuel, no intervalo), Hernanes e Cueva (Shaylon, aos 20 do 2º tempo); Marcos Guilherme e Lucas Pratto (Thomaz, aos 20 do 2º tempo). Técnico: Dorival Júnior.
Gols:
1-0: Henrique Dourado, de pênalti, aos 22 do 1º tempo;
2-0: Júnior Sornoza, aos 23 do 1º tempo [assistência de Gustavo Scarpa];
3-0: Robinho, de pênalti, aos 39 do 2º tempo;
3-1: Shaylon, aos 43 do 2º tempo [com desvio em Gum];
Cartões amarelos: Douglas, aos 28 do 1º tempo; Reginaldo, aos 32 do 2º tempo.

Ainda faltando 4 partidas para o término da rodada, o Fluminense ocupa a 10ª posição na tabela de classificação, com 38 pontos ganhos em 29 partidas disputadas (9 vitórias, 11 empates e 9 derrotas, 39 gols-pró e 38 gols-contra).

Em mais uma cobrança magistral de pênalti, Henrique Dourado chegou ao seu 16º gol no Campeonato Brasileiro, e 30º gol em 50 jogos na temporada de 2017. Com a camisa do Fluminense, o centroavante tem 32 gols marcados em 64 jogos disputados. Ele cobrou 11 pênaltis e converteu os 11, sendo o único cobrador de pênaltis da história do Fluminense com 100% de aproveitamento e mais de 10 cobranças realizadas. Confiram abaixo os aproveitamentos de alguns cobradores históricos de pênaltis do Fluminense (considerando somente pênaltis cobrados durante partidas oficiais, sem contar disputas de pênalti):
1º. Henrique Dourado, 100,0% (11 cobranças, 11 convertidas);
2º. Marinho Chagas, 94,1% (17 cobranças, 16 convertidas);
3º. Flávio, 91,7% (12 cobranças, 11 convertidas);
3º. Gabriel Rodrigues, 91,7% (12 cobranças, 11 convertidas);
5º. Ézio, 88,0% (25 cobranças, 22 convertidas);
6º. Lula, 85,7% (14 cobranças, 12 convertidas);
7º. Carlos Alberto Torres, 84,6% (13 cobranças, 11 convertidas);
8º. Hércules, 83,3% (18 cobranças, 15 convertidas);
8º. Preguinho, 83,3% (12 cobranças, 10 convertidas);
10º. Zezé, 82,6% (23 cobranças, 19 convertidas);
11º. Pinheiro, 82,4% (34 cobranças, 28 convertidas);
11º. Didi, 82,4% (17 cobranças, 14 convertidas);
13º. Romário, 80,0% (20 cobranças, 16 convertidas);
13º. Romerito, 80,0% (10 cobranças, 8 convertidas);
15º. Leomir, 76,7% (30 cobranças, 23 convertidas);
16º. Fred, 75,0% (44 cobranças, 33 convertidas);
17º. Rodrigues Tatu, 73,9% (23 cobranças, 17 convertidas);
18º. Orlando Pingo de Ouro, 73,7% (19 cobranças, 14 convertidas);
19º. Russo, 70,6% (17 cobranças, 12 convertidas);
20º. Chico Netto, 66,7% (12 cobranças, 8 convertidas);
21º. Roger Flores, 63,2% (19 cobranças, 12 convertidas);
22º. Roni, 53,3% (15 cobranças, 8 convertidas).

PCFilho

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Efemérides tricolores - 18 de outubro


1903: no oitavo jogo de sua história, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Paysandu, em amistoso disputado no campo do adversário, na rua homônima. Os gols tricolores foram anotados por Moreton e Félix Frias. O Fluminense, que ainda vestia o uniforme cinza-e-branco, acumulava em sua história quatro vitórias (sobre Rio FC, Rio Cricket, Paulistano e São Paulo Athletic), dois empates (com o Internacional de São Paulo e o Paysandu) e duas derrotas (ambas para o Paysandu).

1936: em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 5 a 2 do Bonsucesso, no campo da avenida Teixeira de Castro, graças aos gols de Raul (dois), Hércules (dois) e Sobral. Com quatro vitórias, um empate e uma derrota, um dos grandes times da história tricolor iniciava sua senda de glórias, rumo ao primeiro título do tricampeonato de 1936 a 1938.

1942: em amistoso interestadual, no Estádio da Alameda, em Belo Horizonte, o Fluminense ganhou por 5 a 1 do América Mineiro. Os gols tricolores foram marcados por AdílsonSpinelli, Carreiro, Maracaí e Floriano, com Niginho descontando para os anfitriões.

1953: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense venceu a Portuguesa da Ilha do Governador por 4 a 0, gols de Didi, Telê e Marinho (dois).

1959: na sequência da espetacular campanha do Campeonato Carioca, o Fluminense obteve mais uma vitória: 2 a 0 sobre o São Cristóvão, pela segunda rodada do returno, em Figueira de Melo, gols de Maurinho (aos 30 do segundo tempo) e Escurinho (aos 40). O Fluminense passou a somar onze vitórias, um empate e uma derrota, e caminhava a passos firmes para a conquista de mais um Campeonato do Rio de Janeiro.

1964: o Fluminense empatou em 3 a 3 com o Flamengo, diante de uma multidão de 136.606 pagantes no Maracanã, em partida válida pela quinta rodada do returno do Campeonato Carioca. O jogo foi bastante movimentado: no primeiro tempo, o Fluminense abriu o placar com Ubiraci aos 11, e o Flamengo virou com Osvaldo aos 15 e Airton aos 28; na etapa final, o Fluminense virou com Amoroso aos 18 e aos 48, e o Flamengo empatou com Osvaldo aos 49, de pênalti. Com doze vitórias, três empates e duas derrotas, o Fluminense seguia na campanha que terminaria com a conquista de mais um título estadual, após a decisão contra o Bangu, em dezembro.

1969: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense derrotou o Palmeiras por 2 a 0, gols de Flávio e Marco Antônio. O Palmeiras tinha um dos grandes times de sua história, e terminaria campeão da competição. Pela vitória, o Fluminense recebeu a Taça Francisco Bueno Netto, homenagem ao lendário zagueiro tricolor Chico Netto, tricampeão em 1917, 1918 e 1919.

1970: em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, na Ilha do Retiro, no Recife, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Santa Cruz, graças ao gol do centroavante Flávio, aos 28 minutos do primeiro tempo. O resultado positivo foi um bom presente de aniversário para o treinador Paulo Amaral. Com cinco vitórias e uma derrota, o Tricolor iniciava a campanha daquele que seria seu primeiro título nacional.

1972: o Fluminense empatou em 2 a 2 com a Portuguesa, no Maracanã, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Rubens Galaxe marcou os dois gols tricolores, e Enéas e Xaxá anotaram para a Lusa. Este foi o último jogo do zagueiro gaúcho Ari Ercílio, que faleceria um mês depois, em 18 de novembro, em um trágico acidente durante pescaria no Costão do Vidigal.

1975: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense derrotou o América de Natal por 3 a 0, gols de Toninho Baiano (dois) e Cafuringa. A Máquina Tricolor lutava para se classificar à fase semifinal da competição.

1981: em partida válida pelo Campeonato Carioca, no Estádio Godofredo Cruz, em Campos, o Fluminense ganhou por 3 a 0 do Americano de Campos, gols de Edinho (de falta) e Cláudio Adão (dois).

1995: no primeiro Fla-Flu após a épica decisão do Carioca de 1995 (vide 25 de junho), Fluminense e Flamengo empataram em 0 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio Amigão lotado, em Campina Grande. Na preliminar, o Treze venceu o Campinense por 3 a 0. O Fluminense já estava classificado para a semifinal, por ter vencido seu grupo na primeira fase, e o Flamengo lutava contra o rebaixamento.

2005: na partida de ida das quartas-de-final da Copa Sul-Americana, em São Januário, o Fluminense ganhou por 2 a 1 da Universidad Católica, do Chile. O Tricolor abriu 2 a 0 com gols de Juan, aos 23, e Petkovic, de falta, aos 36 do primeiro tempo, mas os chilenos descontaram com Miguel Andrés Ponce, aos 44 da etapa complementar. O Fluminense seria eliminado com uma derrota por 2 a 0 no jogo de volta, no Chile, em 9 de novembro. Nestas duas partidas, o camisa 10 da Universidad Católica foi o argentino Darío Leonardo Conca, que seria contratado pelo Fluminense em 2008, e se tornaria um dos grandes ídolos do clube tricolor.

2009: em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Internacional. O clube gaúcho chegou a abrir 2 a 0, mas o "time de guerreiros" foi buscar o precioso empate, com dois gols anotados pelo zagueiro Gum. A situação tricolor na competição continuava delicadíssima: faltando oito rodadas, o Fluminense ainda penava na última posição, cinco pontos atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento. As probabilidades de rebaixamento ainda eram calculadas em mais de 95%. Porém, estava começando a Arrancada Histórica, maior reação de um clube na história do Campeonato Brasileiro...
A delicadíssima situação do Fluminense após a 30ª rodada do Brasileirão 2009.

2014: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, disputada no Maracanã, o Fluminense ganhou por 4 a 2 do Criciúma, graças aos gols de Wagner (dois), Darío Conca e Fred (de pênalti).

****

Aniversariantes do dia:

Orlando Drummond Cardoso (1919), ator e dublador, famoso por interpretar o Seu Peru na Escolinha do Professor Raimundo e por ser a voz brasileira do Scooby-Doo. Orlando Drummond é um torcedor apaixonado do Fluminense.

Paulo Lima Amaral (1923), treinador que comandou o Fluminense na conquista do Campeonato Brasileiro de 1970. Considerado um profissional extremamente rigoroso, Paulo Amaral ganhou projeção ao trabalhar como preparador físico da Seleção Brasileira, nas conquistas das Copas do Mundo de 1958 e 1962. Fez sucesso como treinador na Europa, dirigindo a Juventus vice-campeã italiana na temporada de 1962–63. No Fluminense, teve duas passagens no comando técnico do time principal, em 1970 e 1972. Durante uma pequena crise em 1970, ao ser questionado sobre sua rigidez, Paulo Amaral declarou: "Sou exigente com os jogadores, porque eu e eles somos empregados do clube, e temos uma missão a cumprir: aquela que nos é confiada pela direção do clube e pela sua torcida e que nada tem a ver com nossos problemas pessoais". A crise foi superada, e o excesso de disciplina funcionou, com o Fluminense de Paulo Amaral sagrando-se campeão brasileiro.
Paulo Amaral, treinador do primeiro Campeonato Brasileiro tricolor.

Isaías Marques Soares (1963), meia-atacante revelado pelo Fluminense, que chegou a integrar o elenco profissional tricolor em 1983, disputando alguns amistosos. Fez grande sucesso em Portugal, atuando pelo Benfica entre 1990 e 1995, com 178 partidas, 71 gols e as conquistas de dois Campeonatos Portugueses e uma Taça de Portugal. Isaías foi também o primeiro jogador brasileiro a atuar na Premier League, o reformulado Campeonato Inglês, quando jogou pelo Coventry City, em 1995.
Isaías Marques no Coventry City, da Inglaterra.

Josemar dos Santos Silva, o Gil Bala (1980), atacante formado no Fluminense, com cinco atuações pela equipe profissional tricolor (uma em 1999 e quatro em 2004).

PCFilho

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Palpites da Loteca - Concurso 772


Amigos e amigas, seguem abaixo os porcentuais estimados de apostas nas 14 partidas que compõem o concurso número 772 da Loteca. Nos parênteses ao lado de cada jogo, há três porcentuais: o primeiro refere-se às apostas na vitória do time mandante, o segundo refere-se às apostas no empate, e o terceiro refere-se às apostas na vitória do time visitante:
1) Bahia x Vitória (40% 35% 25%)
2) Cruzeiro x Atlético Mineiro (65% 25% 10%)
3) São Paulo x Flamengo (40% 30% 30%)
4) CSA x Fortaleza (45% 35% 20%)
5) América MG x Paraná (55% 30% 15%)
6) Londrina x Paysandu (80% 10% 10%)
7) Ponte Preta x Avaí (75% 15% 10%)
8) Grêmio x Palmeiras (35% 30% 35%)
9) Chapecoense x Fluminense (50% 25% 25%)
10) Vasco x Coritiba (80% 10% 10%)
11) Criciúma x Internacional (15% 20% 65%)
12) Atlético Paranaense x Sport Recife (70% 20% 10%)
13) Santos x Atlético Goianiense (90% 5% 5%)
14) Vila Nova x Oeste (50% 25% 25%)

Os porcentuais são a base do método que explico no e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

As apostas neste concurso 772 da Loteca podem ser registradas até as 14:00 de Brasília do sábado 21, em qualquer casa lotérica do território brasileiro. De acordo com a Caixa Econômica Federal, a estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos é de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). Os rateios das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa em seu site, na tarde da segunda-feira 23.

Vocês concordam com os porcentuais acima? Discordam deles? Qual será a grande zebra do concurso? Qual é a aposta ideal para abocanhar esse concurso da Loteca? Será um prazer receber os seus comentários abaixo!

Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho

Efemérides tricolores - 17 de outubro


1902: o Fluminense Football Club assinou, junto ao Banco da República, o aluguel do terreno ao lado do Palácio Guanabara, na rua Guanabara (atual Pinheiro Machado), na altura da rua do Rozo (atual Coelho Netto), em Laranjeiras. O valor do aluguel era de cem mil réis mensais. Ali, o clube passaria a disputar seus jogos, e posteriormente construiria seu estádio e sua sede. Em reunião realizada no salão do Laranjeiras Club, os estatutos e o uniforme do Fluminense (camisa cinza e branca, calção branco, meias pretas e boné cinza) foram aprovados pelos 56 sócios. Dois dias depois, o Fluminense disputaria a primeira partida de futebol de sua história, contra o Rio Football Club, no campo do Paysandu (vide 19 de outubro).

1915: em partida válida pelo segundo turno do Campeonato Carioca, no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras), o Fluminense venceu o America por 2 a 1. Os gols tricolores foram de João Baptista e Couto.

1926: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, no Estádio do Fluminense, em Laranjeiras, a Seleção Carioca ganhou por 5 a 1 da Seleção Fluminense*. Com quatro atletas do Fluminense, os cariocas atuaram com: Batalha [Fluminense]; Paulo [Fluminense] e Hélcio [Flamengo]; Nascimento [Fluminense], Floriano [Fluminense] e Nesi [Vasco]; Paschoal [Vasco], Oswaldinho [America], Russinho [Vasco], Ladislau [Bangu] e Moderato [Flamengo]. Os gols foram de Ladislau (dois), Russinho (dois) e Oswaldinho para os cariocas, e de Poly para os fluminenses.
* a Seleção Fluminense era composta por atletas dos clubes do estado do Rio de Janeiro, cuja capital era Niterói - jogou com Cleveland; Moreira e Loló; Ary, Zeca e Zurlinder; Poly, Congo, Manoel, Mineiro e Braga; a Seleção Carioca era composta por atletas dos clubes da cidade do Rio de Janeiro, então Distrito Federal.

1937: em partida válida pela quarta rodada do turno do Campeonato Carioca, no campo da rua Prefeito Serzedelo Correia, o Fluminense ganhou por 5 a 1 do Andarahy. Os gols tricolores foram marcados por Orlandinho e Hércules (quatro). Esta foi a quarta vitória tricolor, no início da campanha do bicampeonato do Rio de Janeiro.

1965: em jogo disputado no Estádio Luso-Brasileiro, válido pelo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense venceu a Portuguesa da Ilha do Governador por 1 a 0, graças ao gol de Samarone, de cabeça, aos 17 minutos do primeiro tempo.

1968: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense venceu o São Paulo por 5 a 2, de virada, no Estádio do Maracanã. Babá abriu o placar para os são-paulinos no último minuto do primeiro tempo. Na etapa final, o Fluminense virou para 4 a 1 com Lula (aos 8), Nélio (aos 18), Lula de novo (aos 21) e Wilton (aos 30). O São Paulo descontou com Dias (aos 33, de pênalti), e o Fluminense fechou o marcador com Cláudio Garcia (aos 39, cobrando falta).

1973: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio Pelezão, em Brasília, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do CEUB, de forma dramática, graças ao gol de Marco Antônio, aos 43 minutos do segundo tempo.

1984: em partida adiada da segunda rodada do segundo turno do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense venceu o Olaria por 1 a 0, com um gol-contra de Ricardo, aos 21 minutos do primeiro tempo. Nas semanas seguintes, o Fluminense se classificaria ao triangular final ao cumprir a melhor campanha geral, e se sagraria campeão vencendo o Vasco (vide 9 de dezembro) e o Flamengo (vide 16 de dezembro).

1998: na segunda partida da Copa Rio de Janeiro, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense venceu o Olaria por 3 a 0, gols de Jorge Luiz, Marco Brito e Arthur. Com um time de garotos, o Tricolor conquistaria o título da competição, iniciando a reconstrução após a queda para a Série C.

2010: em clássico disputado no Engenhão, válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Botafogo. Nesta partida, o treinador Muricy Ramalho escalou o goleiro Ricardo Berna, que teve grande atuação e passaria a ser o titular até o final da campanha. Com 53 pontos ganhos em 30 jogos (15 vitórias, 8 empates e 7 derrotas), o Fluminense estava na vice-liderança da competição, um ponto atrás atrás do Cruzeiro (que perdeu por 2 a 1 para o Grêmio). Desta rodada em diante, o Tricolor não perderia mais nenhuma partida, e terminaria conquistando o terceiro Brasileirão de sua história.
A classificação do Brasileirão 2010 após a 30ª rodada.

2012: em partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, diante de 35.217 presentes (30.215 pagantes) no Engenhão, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Grêmio. O clube gaúcho abriu o placar com Elano (de falta), o Fluminense virou com Digão e Rafael Sobis, e o Grêmio empatou com Zé Roberto. O Tricolor passou a somar 69 pontos na tabela de classificação, com 20 vitórias, 9 empates e 2 derrotas, liderando com nove pontos de folga para o Atlético Mineiro, e onze para o próprio Grêmio. O Fluminense estava cada vez mais próximo de conquistar o quarto Brasileirão de sua história.
A classificação do Brasileirão 2012 após a 31ª rodada.

****

Aniversariantes do dia:

Eliseu Antônio Vinagre Ferreira de Godoy (1945), meio-campista que integrou o plantel do Fluminense entre 1965 e 1966, tendo conquistado o Torneio Pará-Guanabara em 1966. Pela Seleção Brasileira, disputou os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 1964.

Valdyr Atahualpa Ramírez Espinosa (1947), treinador com três passagens no comando técnico do Fluminense (em 1997, entre 2000 e 2001 e em 2004). Na segunda passagem, obteve bons resultados, como a terceira colocação na primeira fase do Campeonato Brasileiro (Copa João Havelange), que garantiu o retorno do Fluminense à elite do futebol nacional. Foi também auxiliar técnico do Fluminense em 2009.

Cândido Alves Filho (1958), lateral-esquerdo que integrou o elenco do Fluminense em 1983, contratado do Vila Nova. Cândido atuou em 5 partidas do Campeonato Brasileiro daquele ano, e marcou o gol da vitória contra o Corinthians, em 6 de março de 1983.

William César de Oliveira (1968), meio-campista que atuou no Fluminense no primeiro semestre de 1996, após passagens por Vasco e Flamengo (foi um dos atletas do Flamengo no épico Fla-Flu de 25 de junho de 1995). Com a camisa tricolor, marcou um gol, na vitória por 4 a 2 sobre o Olaria em 22 de maio de 1996.

Marcus André Pereira, o Marquinhos (1977), lateral-esquerdo com 26 atuações pelo Fluminense na temporada de 2002, quando foi parte do time semifinalista do Campeonato Brasileiro.

Carlos Eduardo de Oliveira Alves (1989), atacante com 11 atuações pelo Fluminense na temporada de 2009, quando foi reserva do time vice-campeão da Copa Sul-Americana. Marcou um gol com a camisa tricolor, na vitória sobre o Sport Recife em 6 de agosto.

PCFilho

Cartola FC - Dicas da 29ª rodada - 2017


Amigos e amigas, seguem abaixo as minhas dicas para o Cartola FC na 29ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2017, que terá os seguintes dez jogos, na quarta-feira 18 e na quinta-feira 19:
18/10/2017 (quarta-feira)
19:30 - Coritiba x Cruzeiro - Couto Pereira (Curitiba)
19:30 - Atlético Goianiense x Vasco - Serra Dourada (Goiânia)
21:00 - Atlético Mineiro x Chapecoense - Independência (Belo Horizonte)
21:45 - Fluminense x São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
21:45 - Corinthians x Grêmio - Itaquerão (São Paulo)
21:45 - Avaí x Botafogo - Ressacada (Florianópolis)
19/10/2017 (quinta-feira)
20:00 - Palmeiras x Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
20:00 - Vitória x Atlético Paranaense - Barradão (Salvador)
21:00 - Flamengo x Bahia - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
21:00 - Sport Recife x Santos - Ilha do Retiro (Recife)

****

Na última rodada, a escalação sugerida aqui no blog somou 49,37 pontos. Até aqui no Campeonato, as escalações sugeridas acumularam 1334,97 pontos, média de 47,68 pontos por rodada.

Minha sugestão de escalação para esta 29ª rodada, no esquema tático 4-3-3, é a seguinte, com custo total de C$ 159,50:
- Goleiro: Gatito Fernández (Botafogo, C$ 19,48);
- Laterais: Marcos Rocha (Atlético Mineiro, C$ 10,98) e  Ramon (Vasco, C$ 9,87);
- Zagueiros: Réver (Flamengo, C$ 11,88) e Felipe Santana (Atlético Mineiro, C$ 8,39);
- Meias: Thiago Neves (Cruzeiro, C$ 17,37), Diego (Flamengo, C$ 20,25) e Bruno Silva (Botafogo, C$ 11,69);
- Atacantes: Henrique Dourado 🔪 (Fluminense, C$ 22,01), Brenner (Botafogo, C$ 6,04) e Paolo Guerrero (Flamengo, C$ 11,40);
- Técnico: Oswaldo de Oliveira (Atlético Mineiro, C$ 10,14).

A escalação está sujeita a alterações até o fechamento do mercado, dependendo das notícias de cada clube. Acompanhem as mudanças aqui no blog!

****

A nossa Liga Jornalheiros tem 568 participantes! A briga pelas primeiras posições segue bastante acirrada! O ranking com os 10 maiores pontuadores da Liga até agora está abaixo. Se você quiser participar da Liga, deve solicitar a entrada clicando aqui.

1º. PHLC Team (Henrique Lemes), 1759,33 pts;
2º. Canelas de Aço (Lucy Marinho), 1744,17 pts;
3º. AC Galo Ninja (Guto), 1741,28 pts;
4º. CyKyM4ster FC (Evenny), 1738,08 pts;
5º. Recifee FC (Rafael Botelho), 1737,93 pts;
6º. Palmeiras.Campeao.de.novo (Flávio), 1736,81 pts;
7º. Dale juvem (Gabriel Ckim Mitoo), 1730,83 pts;
8º. Pyongyang Sport FC (Sandro Biggs Silva), 1726,95 pts;
9º. SICHIERI F. C. (FERNANDO), 1726,76 pts;
10º. FC CANI PG (Douglas Cani), 1719,74 pts.

O mito da Liga Jornalheiros na 28ª rodada foi o time Recifee FC, do cartoleiro Rafael Botelho, que somou 87,07 pontos e voltou ao nosso top 10! Parabéns!

****

O Jornalheiros é um espaço democrático: os comentários de todos são bem-vindos, lembrando sempre: respeito em primeiro lugar! Sigam as regras do blog, grafem os nomes dos clubes da maneira correta, e tratem bem todos os que interagirem aqui. Boa sorte a todos, e muito obrigado pelo prestígio de sempre ao blog!

PCFilho

PS: para os que também curtem a Loteca, estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Interessados, por favor entrem em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com. Ainda há tempo de adquirir o e-book com desconto.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Probabilidades do Brasileirão 2017 após a 28ª rodada



Legenda:
T: probabilidade de o time ser o Campeão Brasileiro de 2017.
G4: probabilidade de o time terminar a competição nas quatro primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores.
G6: probabilidade de o time de terminar a competição nas seis primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores ou vaga na pré-Libertadores.
G7: probabilidade de o time de terminar a competição nas sete primeiras posições, garantindo vaga direta na Copa Libertadores ou vaga na pré-Libertadores, caso um dos 7 primeiros já tenha vaga obtida em outra competição.
SA712: probabilidade de o time terminar a competição entre o 7º e o 12º lugares, garantindo vaga na Copa Sul-Americana, em caso de G6.
SA813: probabilidade de o time terminar a competição entre o 8º e o 13º lugares, garantindo vaga na Copa Sul-Americana, em caso de G7.
R: probabilidade de o time terminar a competição nas quatro últimas posições, sendo rebaixado para a Série B.

Os porcentuais obtidos são resultados de milhares de simulações computacionais, que utilizam modelos probabilísticos baseados exclusivamente nos desempenhos de cada clube ao longo da competição. Os cálculos são do engenheiro Ramón Martins.

Observação I: o Cruzeiro já garantiu sua vaga direta na Copa Libertadores de 2018, ao conquistar a Copa do Brasil. Assim, se o clube mineiro terminar entre os 7 primeiros do Brasileirão, os 7 primeiros colocados da competição garantirão vaga na Copa Libertadores de 2018. Se terminar entre os 5 primeiros, os 5 primeiros colocados da competição garantirão vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2018.

Observação II: também podem conquistar vagas diretas na Copa Libertadores de 2018 por outras competições: o Grêmio, que pode conquistar a Copa Libertadores de 2017; e Fluminense, Flamengo e Sport Recife, que podem conquistar a Copa Sul-Americana de 2017.

PCFilho

Brasileirão 2017 - Classificação após a 28ª rodada


Legenda:
J: jogos disputados;
PG: pontos ganhos;
V: vitórias;
E: empates;
D: derrotas;
GP: gols-pró;
GC: gols-contra;
SG: saldo de gols.

Resultados da 28ª rodada:
07/10/2017 (sábado)
16:00 - Cruzeiro 2 x 1 Ponte Preta - Mineirão (Belo Horizonte)
14/10/2017 (sábado)
19:00 - Vasco 1 x 0 Botafogo - Maracanã (Rio de Janeiro)
21:00 - São Paulo 2 x 1 Atlético Paranaense - Pacaembu (São Paulo)
15/10/2017 (domingo)
17:00 - Sport Recife 1 x 1 Atlético Mineiro - Ilha do Retiro (Recife)
17:00 - Atlético Goianiense 1 x 3 Palmeiras - Pedro Ludovico (Goiânia)
17:00 - Chapecoense 0 x 1 Flamengo - Arena Condá (Chapecó)
19:00 - Coritiba 0 x 1 Grêmio - Couto Pereira (Curitiba)
19:00 - Bahia 2 x 0 Corinthians - Fonte Nova (Salvador)
16/10/2017 (segunda-feira)
20:00 - Santos 2 x 2 Vitória - Pacaembu (São Paulo)

Artilharia do Campeonato:
⚽ 15 gols: Henrique Dourado 🔪 (Fluminense);
⚽ 14 gols: Jô (Corinthians);
⚽ 10 gols: Lucca (Ponte Preta), Roger Rodrigues (Botafogo) e André (Sport Recife);
⚽ 8 gols: Fernandinho (Grêmio);
⚽ 7 gols: Hernanes (São Paulo), Diego Souza (Sport Recife), Thiago Neves (Cruzeiro) e Willian (Palmeiras).

Jogos da 29ª rodada:
18/10/2017 (quarta-feira)
19:30 - Coritiba x Cruzeiro - Couto Pereira (Curitiba)
19:30 - Atlético Goianiense x Vasco - Serra Dourada (Goiânia)
21:00 - Atlético Mineiro x Chapecoense - Independência (Belo Horizonte)
21:45 - Fluminense x São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)
21:45 - Corinthians x Grêmio - Itaquerão (São Paulo)
21:45 - Avaí x Botafogo - Ressacada (Florianópolis)
19/10/2017 (quinta-feira)
20:00 - Palmeiras x Ponte Preta - Pacaembu (São Paulo)
20:00 - Vitória x Atlético Paranaense - Barradão (Salvador)
21:00 - Flamengo x Bahia - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
21:00 - Sport Recife x Santos - Ilha do Retiro (Recife)

PCFilho

JÁ ROUBEI O FLUMINENSE (Leandro Pedro Vuaden)


Amigos, meu nome é Leandro Pedro Vuaden. Eu nasci no dia 29 de junho de 1975, sou um árbitro de futebol brasileiro, e apito pela Federação do Rio Grande do Sul. Eu confesso que...

JÁ ROUBEI O FLUMINENSE!

No jogo de 19 de outubro de 2008, Vitória 2 x 2 Fluminense, o centroavante tricolor Washington "Coração Valente" estava pronto para emendar um cruzamento da direita, quando foi escandalosamente agarrado pelo zagueiro do Vitória, e eu mandei o jogo seguir. Nos acréscimos do segundo tempo, o mesmo Washington recebeu livre na área, e fuzilou para o gol, longe do alcance do goleiro. A bola só não estufou a rede porque o zagueiro Leonardo Silva espalmou a bola para o escanteio que eu marquei - os tricolores pediram pênalti, não sei por quê...

Na partida de 6 de dezembro de 2009, Coritiba 1 x 1 Fluminense, a famosa Batalha do Couto Pereira, na última rodada do Campeonato Brasileiro, anulei incorretamente o primeiro gol do Fluminense, pois a bola havia entrado.

Na partida de 29 de agosto de 2010, Fluminense 2 x 2 São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, eu fui contra o meu instinto e marquei um pênalti para o Fluminense, quando Richarlyson meteu a mão na bola, dentro da área. Porém, deveria ter marcado mais um, quando o volante Diogo surgiu na cara do gol após linda tabela e foi derrubado.

No jogo de 5 de julho de 2015, São Paulo 0 x 0 Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro, deixei de marcar um pênalti escandaloso no meia tricolor Gérson, influindo assim decisivamente no resultado da partida.

No jogo de 9 de setembro de 2015, Coritiba 1 x 1 Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro, deixei de marcar mais um pênalti claro para o Fluminense, no primeiro tempo. Também ignorei uma falta cometida em Gum no lance do gol do Coritiba. Na distribuição dos cartões, adotei um peso para o Fluminense e outro para o Coritiba

Na partida de 21 de outubro de 2015, Fluminense 2 x 1 Palmeiras, ida da semifinal da Copa do Brasil, eu tive um desempenho realmente formidável, minha magnum opus. Para começo de conversa, não percebi que os uniformes dos dois times se confundiam - aos oito minutos, tive que interromper o jogo para que os paulistas trocassem suas camisas (!!). Depois que o jogo recomeçou, segui meu critério habitual para jogos do Fluminense: um peso para os tricolores, outro peso para os adversários. Mesmo assim, o Fluminense fazia um grande jogo, vencia por 2 a 0, e praticamente resolvia a semifinal. Senti que precisava fazer mais: então, inventei um pênalti para o Palmeiras, quando Zé Roberto fingiu ser derrubado por Gum dentro da área. Foi um lance ridículo, amigos - confiram no vídeo abaixo. O Palmeiras acabaria se classificando na semana seguinte, graças a outra ajuda, do meu amigo Anderson Daronco. Zé Roberto, o veterano meio-campista e ator palmeirense, elogiou efusivamente as atuações minha e do Daronco nas semifinais: "as assistências que eu recebi dos dois foram sensacionais, me deixaram sozinho, a 11 metros do gol, de frente pro goleiro do Flu".

Abaixo, está a lista de partidas que já apitei do Fluminense (24 jogos, 10 vitórias do Fluminense, 8 empates e 6 vitórias dos adversários):
14/05/2006 - Figueirense 1 x 0 Fluminense - Orlando Scarpelli (Florianópolis)
27/10/2007 - Fluminense 1 x 1 Atlético Mineiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
25/05/2008 - Sport Recife 2 x 1 Fluminense - Ilha do Retiro (Recife)
16/07/2008 - Palmeiras 3 x 1 Fluminense - Parque Antártica (São Paulo)
02/07/2016 - Fluminense 0 x 0 Coritiba - Raulino de Oliveira (Volta Redonda)
01/10/2016 - Fluminense 3 x 1 Sport Recife - Giulite Coutinho (Mesquita)
20/07/2017 - Fluminense 1 x 1 Cruzeiro - Giulite Coutinho (Mesquita)
18/10/2017 - Fluminense x São Paulo - Maracanã (Rio de Janeiro)

Nessa semana, a Confederação Brasileira de Futebol me designou para apitar Fluminense x São Paulo, na quarta-feira 18, pelo Campeonato Brasileiro. Será que vou prejudicar novamente o grande Tricolor? A conferir...

Atenciosamente,
Leandro Pedro Vuaden

Efemérides tricolores - 16 de outubro



1938: em partida válida pela 6ª rodada do turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense perdeu por 3 a 0 para o Botafogo. Foi o primeiro tropeço tricolor na competição: com cinco vitórias e uma derrota, aquele timaço do Fluminense iniciava a campanha do tricampeonato do Rio de Janeiro.

1949: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense goleou o Canto do Rio por 8 a 1. Os gols da vitória tricolor foram assinalados por Carlyle (dois), Silas (de bicicleta), Santo Cristo (dois) e Orlando Pingo de Ouro (três).

1960: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, em São Januário, o Fluminense ganhou por 1 a 0 da Portuguesa da Ilha do Governador, graças ao gol de Paulinho Omena, aos 15 minutos do segundo tempo.

1971: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Atlético Mineiro, com gols de Marco Antônio e Ivair. O Atlético Mineiro terminaria campeão da competição.

1976: em partida disputada no Maracanã, válida pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense venceu o Fortaleza por 3 a 1, graças a três gols do centroavante argentino Doval, todos no primeiro tempo. Geraldino marcou o gol de honra do Fortaleza na etapa final. A Máquina Tricolor caminhava para se classificar à fase semifinal da competição.

1977: em sua estreia no Campeonato Brasileiro, diante de 23.120 pagantes no Estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica, o Fluminense goleou a Desportiva Ferroviária por 5 a 0, gols de Marinho Chagas, Cafuringa, Gílson Gênio, Kléber e Paulinho.


1983: em jogo válido pela quinta rodada do segundo turno do Campeonato Carioca, em São Januário, o Fluminense venceu o Volta Redonda por 1 a 0, gol de Vânder. Por ter vencido o primeiro turno, o Fluminense já estava classificado para o triangular final, no qual se sagraria campeão (vide 11 de dezembro).

1986: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Central de Caruaru, gols de Tato e João Santos.

1988: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Couto Pereira, em Curitiba, o Fluminense derrotou o Coritiba por 1 a 0, gol de Romerito, aos 21 minutos do segundo tempo.

1992: na partida de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Sergipe, e se classificou para as quartas-de-final. Wagner e Julinho marcaram os gols tricolores, e Sandoval e Osvaldo empataram para os sergipanos. No jogo de ida, o Fluminense vencera por 1 a 0, no Batistão (vide 4 de setembro). Na fase seguinte, o Tricolor enfrentaria o Criciúma.

2011: em jogo válido pelo returno do Campeonato Brasileiro, no Canindé, em São Paulo, o Fluminense venceu o Palmeiras por 2 a 1, com dois gols de Fred. Em onze jogos no segundo turno, o Fluminense tinha oito vitórias, um empate e duas derrotas - o time seria o campeão simbólico do returno, mas chegaria somente em terceiro lugar no Brasileirão, devido à campanha irregular no primeiro turno.

****

Aniversariantes do dia:

Alfredo Moreira Júnior, o Zezé Moreira (1908), lendário treinador do Fluminense. Com três passagens no comando técnico tricolor, Zezé Moreira é o treinador que mais vezes dirigiu o time profissional, totalizando 474 jogos entre 1951 e 1963 (272 vitórias, 96 empates e 106 derrotas). Conquistou o Campeonato Carioca de 1951, o Torneio José de Paula Júnior de 1952, o Mundial de Clubes (Copa Rio) de 1952, a Copa das Municipalidades de 1953, o Torneio Início de 1954, o Campeonato Carioca de 1959 e o Torneio Rio-São Paulo de 1960. Treinou a Seleção Brasileira entre 1952 e 1955, conquistando o Pan-Americano de 1952 (primeiro título da Seleção no exterior), e disputando a Copa do Mundo de 1954, na Suíça. Também foi campeão em outros clubes: conquistou o Campeonato Carioca de 1948 pelo Botafogo, o Campeonato Paulista de 1970 pelo São Paulo e a Copa Libertadores de 1976 pelo Cruzeiro.
Zezé Moreira, treinador icônico do Fluminense.
Zezé e o elenco tricolor, em Laranjeiras (Revista do Esporte, janeiro de 1962).

Arlette Pinheiro Esteves Torres, a Fernanda Montenegro (1929), atriz brasileira indicada ao Oscar, torcedora ilustre do Fluminense.
Fernanda Montenegro, atriz tricolor.

Dário Lourenço (1953), zagueiro com um gol marcado em 47 partidas pelo Fluminense, entre as temporadas de 1978 e 1979. Seu gol foi em um amistoso contra o CSA, em 17 de março de 1978. Dário também foi treinador, e estava no comando técnico do Volta Redonda que perdeu a final do Campeonato Carioca de 2005 para o Fluminense.
Dário Lourenço.

Fábio de Jesus, o Fabinho (1976), volante com 102 atuações pelo Fluminense entre 2007 e 2009. Foi titular no time que conquistou a Copa do Brasil de 2007, e reserva na equipe vice-campeã da Copa Libertadores de 2008.
Fabinho.

PCFilho

domingo, 15 de outubro de 2017

Ficha Técnica: Fluminense 1 x 0 Avaí


15/10/2017 - Fluminense 1 x 0 Avaí - Maracanã (Rio de Janeiro)
Motivo: Campeonato Brasileiro 2017, 28ª rodada.
Público: 18.006 presentes (16.062 pagantes).
Renda: R$ 221.560,00.
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP).
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP).
Fluminense: Diego Cavalieri; Renato (Mateus Norton, aos 9 do 2º tempo), Gum (Ygor Nogueira, aos 37 do 2º tempo), Reginaldo e Marlon; Richard, Wendel, Gustavo Scarpa [capitão] e Júnior Sornoza; Marcos Júnior (Matheus Alessandro, aos 19 do 2º tempo) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
Avaí: Douglas Friedrich; Leandro Silva, Fagner Alemão, Betão [capitão] e João Paulo; Lucas Otávio, Wellington Simião (Marquinhos, aos 25 do 2º tempo), Pedro Castro e Juan (Romulo, aos 19 do 2º tempo); Luanzinho Pereira e Joel. Técnico: Claudinei Oliveira.
Gol:
1-0: Henrique Dourado, aos 13 do 1º tempo, de voleio [em sobra de chute de Marcos Júnior].
Cartões amarelos: Fagner Alemão, aos 11 do 1º tempo; Joel, aos 32 do 1º tempo; Henrique Dourado, aos 11 do 2º tempo; Wendel, aos 48 do 2º tempo.
Observações: houve um pênalti não-marcado para o Fluminense, de Juan em Henrique Dourado, aos 5 minutos do 1º tempo; houve um gol mal anulado do Fluminense, de Matheus Alessandro, aos 33 minutos do 2º tempo.

Este foi o 15º duelo entre Fluminense e Avaí na história: houve 10 vitórias tricolores, 3 empates e 2 vitórias do clube catarinense, com 27 gols do Fluminense e 10 gols do Avaí. A lista com todos os resultados pode ser conferida no meu post História - Fluminense x Avaí.

O Fluminense tem 35 pontos ganhos em 28 partidas disputadas, com a campanha de 8 vitórias, 11 empates e 9 derrotas, 36 gols-pró e 37 gols-contra, e ocupa agora a 12ª colocação, ainda faltando a realização da partida Santos x Vitória para o término da rodada.

PCFilho

Efemérides tricolores - 15 de outubro


1922: com assistência estimada em 30.000 pessoas no Estádio do Fluminense, em Laranjeiras, a Seleção Brasileira derrotou a Argentina por 2 a 0, em partida válida pelo Campeonato Sul-Americano (atual Copa América), gols de Neco e Amílcar (de pênalti). Com dois tricolores na escalação, a Seleção Brasileira atuou com: Kuntz [Flamengo]; Palamone [Botafogo] e Barthô [São Bento-SP]; Laís [Fluminense], Amílcar [Corinthians] e Fortes [Fluminense]; Formiga [Paulistano], Neco [Corinthians], Heitor [Palestra Itália-SP], Tatu [Corinthians] e Rodrigues [Corinthians].
Os capitães de Argentina e Brasil (Tesorieri e Fortes)
trocaram cestas de flores antes do início da partida.

1939: no Estádio do Flamengo, na Gávea, o Fluminense derrotou o Vasco por 3 a 2, em partida válida pelo terceiro turno do Campeonato Carioca. Os gols foram de Romeu Pellicciari (dois) e Pedro Amorim para os tricolores, e de Alfredo e Zarzur para os vascaínos.

1944: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, em Teixeira de Castro, o Fluminense ganhou por 6 a 1 do Bonsucesso, graças aos gols de Pedro Amorim, Pirombá, Baztarrica, Magnones (dois) e Jambo (de pênalti).

1950: em partida disputada no Estádio de Laranjeiras, válida pelo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou do São Cristóvão por 6 a 0, gols de José Brígido Camaño, Carlyle, Tite, Didi (dois, ambos de pênalti) e Silas.

1961: após estar perdendo por 2 a 0, o Fluminense reagiu e conseguiu empatar em 2 a 2 com o Botafogo, no Maracanã. Os alvinegros abriram vantagem com os gols de Amarildo (aos 32) e Ayrton (aos 39, com desvio no pé de Pinheiro), e o Fluminense empatou com Jaburu (aos 32 do segundo tempo) e Humberto Tozzi (aos 36). O gol do empate com gosto de vitória foi espetacular: após cobrança de escanteio de Calazans, Humberto Tozzi acertou "uma sensacional meia-bicicleta, que deixou Manga estatelado em baixo dos paus" (aspas do Jornal dos Sports). A partida, válida pelo segundo turno do Campeonato Carioca, levou 48.880 pagantes ao Maracanã.

1966: em partida válida pelo turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 4 a 1 do Bonsucesso. Os gols da vitória tricolor foram assinalados por Amoroso, Oliveira, Denílson e Mário Tilico.

1967: em jogo válido pelo turno do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense venceu o America por 2 a 1, graças a dois gols de Rinaldo, ambos cobrando pênalti (Edu marcou para os rubros). O público foi de 30.627 presentes (23.737 pagantes).

1978: em partida válida pelo Campeonato Carioca, diante de 83.676 pagantes no Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Flamengo, com dois gols no finalzinho do segundo tempo: Fumanchu aos 40 (de pênalti) e Nunes aos 45 (de cabeça). No mesmo dia, João Baptista de Oliveira Figueiredo foi eleito Presidente da República pelo Colégio Eleitoral, com 355 votos contra 266 de Euler Bentes Monteiro - tricolor apaixonado, João Figueiredo assumiria o cargo em 15 de março de 1979, e receberia também o título de Presidente de Honra do Fluminense em 15 de novembro de 1979.

1980: em jogo válido pelo primeiro turno do Campeonato Carioca, em Marechal Hermes, o Fluminense derrotou o Olaria por 4 a 0, gols de Cláudio Adão (dois) e Mário Jorge (dois). Com sete vitórias, três empates e uma derrota, o Fluminense iniciava a campanha de mais um título estadual do Rio de Janeiro.

2000: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro (Copa João Havelange), no Estádio do Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Cruzeiro, com dois gols do lateral Paulo César (o centroavante Oséas descontou para os mineiros).

2005: em jogo disputado no Raulino de Oliveira, válido pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense venceu o Botafogo por 3 a 2, de virada. Reinaldo abriu o placar para os alvinegros, Gabriel Santos empatou para os tricolores, e Reinaldo voltou a colocar o Botafogo à frente. Quando Radamés foi expulso, o Fluminense parecia irremediavelmente derrotado, mas Gabriel (aos 29 do segundo tempo, de pênalti) e Tuta (aos 34) marcaram os gols da vitória tricolor, ignorando a inferioridade numérica. O gol de Gabriel foi o 16º dele no Brasileirão - um recorde para um lateral na história da competição. Sob o comando técnico de Abel Braga, o Fluminense é "o time que se recusa a perder".

****

Aniversariantes do dia:

Luiz Tadeu da Silva, o Tadeu (1957), zagueiro formado no Fluminense, campeão carioca juvenil em 1975, ano em que se profissionalizou. De 1975 a 1983, disputou 253 partidas pelo time principal do Fluminense. Marcou um gol, no empate com o Bonsucesso em 29 de outubro de 1978. Participou das conquistas das Copas Governador Faria Lima e Vale do Paraíba e do Troféu Teresa Herrera em 1977, e do Campeonato Carioca em 1980. Abaixo, entrevista do amigo Valterson Botelho com Tadeu, realizada em 2012:

Patricio Javier Urrutia Espinoza (1978), meio-campista equatoriano que participou de 5 partidas do Fluminense no Campeonato Brasileiro de 2009.

PCFilho

sábado, 14 de outubro de 2017

Efemérides tricolores - 14 de outubro


1906: é campeão! O Fluminense venceu o Rio Cricket por 4 a 1, no campo da rua da Constituição, em Niterói, e conquistou o primeiro Campeonato Carioca da história, com uma rodada de antecipação! Os gols da vitória tricolor foram marcados pelos atacantes Horácio da Costa Santos (dois) e Edwin Cox (dois). Horácio (com 18) e Edwin (com 16) foram também os artilheiros da competição (ambos ainda marcariam na rodada final, em 21 de outubro). A escalação na partida decisiva foi a seguinte: Waterman; Victor Etchegaray e Walter Salmond; Albert Victor Buchan, Edgard Gulden e Joaquim Araújo; Oswaldo Gomes, Horácio da Costa Santos, Edwin Cox, Emile Etchegaray e Harold Reidy. Também atuaram na campanha: Francis Walter (presidente e goleiro do clube), Félix FriasMax NaegelyPorthos Duque EstradaClyto PortellaHermano SimonsenNestor SampaioJorge Portella, Álvaro Macedo, Carlos Macedo e Oscar Cox
Os campeões cariocas de 1906.
Em pé: F. Walter, Numa de Oliveira, João Carlos de Mello, Oscar Cox, Waterman, Salmond e V. Etchegaray.
Sentados: Albert Victor Buchan, Horácio da Costa Santos, Edwin Cox, Félix Frias e Emile Etchegaray.
No chão: Joaquim Araújo, Oswaldo Gomes e Edgard Gulden.
Trecho do Jornal do Brasil com as escalações do jogo.

1947: em amistoso interestadual, disputado no estádio de Lourdes, em Belo Horizonte, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Atlético Mineiro, de virada. A partida atraiu o ótimo público de 12.179 pessoas, muito além da capacidade oficial do estádio, porque foi um duelo entre o campeão carioca e o bicampeão mineiro vigentes. Após o gol de Affonso para os anfitriões (aos 7), a grande vitória tricolor foi construída com gols de Ademir Menezes (aos 27 do primeiro tempo) e Juvenal (aos 22 da etapa final).

1951: em jogo válido pelo turno do Campeonato Carioca, diante de 109.212 presentes (94.558 pagantes) no Maracanã, o Fluminense derrotou o Flamengo por 1 a 0, gol de Orlando Pingo de Ouro, aos 18 minutos do segundo tempo. Este foi o primeiro Fla-Flu com mais de 100 mil pessoas no estádio, sendo assim o maior público da história do clássico até aquela data (seria superado em 16 de agosto de 1953). E a vitória tricolor foi dupla: no campo e na arquibancada - no "Duelo das Torcidas", promovido pelo Jornal dos Sports, também deu Fluminense! Com campanha de sete vitórias, um empate e uma derrota, o Fluminense liderava o Campeonato Carioca - terminaria conquistando o título, nas partidas-desempate com o Bangu, em janeiro.
Jornal dos Sports sentencia: o Flu venceu o Fla-Flu no campo e na arquibancada!

1956: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 6 a 0 do Canto do Rio, gols de Telê,  Escurinho (dois), Alecir, Waldo e Jair Francisco.

1964: na continuação do jogo iniciado três dias antes, válido pela quarta rodada do returno do Campeonato Carioca, o Fluminense marcou mais três gols, e venceu o Canto do Rio por 4 a 1. A partida havia começado em 11 de outubro, no Estádio Caio Martins, em Niterói, e estava empatada em 1 a 1, gols de Edinho para o Fluminense e de Neidecir para o Canto do Rio, quando foi interrompida por uma confusão generalizada, aos 37 minutos do primeiro tempo. Os minutos restantes foram disputados em 14 de outubro, em São Januário, com portões fechados. Os gols que garantiram a vitória tricolor foram de Joaquinzinho (aos 30 do segundo tempo), Ubiraci (aos 45) e Amoroso (aos 49). Com doze vitórias, dois empates e duas derrotas, o Fluminense seguia na campanha que terminaria com a conquista de mais um título estadual, após a decisão contra o Bangu, em dezembro.

1970: em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, no Batistão, em Aracaju, o Fluminense perdeu para o Bahia por 1 a 0. Foi a primeira derrota do Fluminense na competição: com quatro vitórias e uma derrota, o Tricolor iniciava a campanha daquele que seria seu primeiro título nacional.

1975: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense venceu o Goiás por 4 a 1. Os gols da Máquina Tricolor foram de Silveira (de falta), Paulo Cezar Caju, Rivellino e Manfrini.

1979: diante de 100.010 pagantes no Maracanã, o Fluminense atropelou o Flamengo por 3 a 0, em jogo válido pelo terceiro turno do Campeonato Carioca. Os gols da vitória tricolor foram de Rubens Galaxe (aos 35 do 1º tempo), Carlos Alberto Pintinho (aos 44 do 1º tempo) e Cristóvão Borges (aos 42 do 2º tempo). O goleiro tricolor Paulo Goulart teve excelente atuação, e defendeu um pênalti cobrado por Zico.

1984: no primeiro jogo após a viagem à Coréia do Sul, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Goytacaz, no Estádio Ary de Oliveira e Souza, em Campos, pela terceira rodada do segundo turno do Campeonato Carioca. Petróleo abriu o marcador para o Goytacaz aos 11 da etapa inicial, e Carlos Alberto Pintinho empatou para o Fluminense aos 3 do segundo tempo. Nas semanas seguintes, o Fluminense se classificaria ao triangular final ao cumprir a melhor campanha geral, e se sagraria campeão vencendo o Vasco (vide 9 de dezembro) e o Flamengo (vide 16 de dezembro).

2012: em partida dramática, válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, perante 19.064 presentes em São Januário, o Fluminense venceu a Ponte Preta por 2 a 1, de virada. Luan abriu o placar para a Ponte Preta no primeiro minuto do jogo, Fred empatou aos 34 do segundo tempo (de pênalti), e Gum marcou o gol da vitória tricolor aos 43 (de cabeça). O Tricolor acumulava 68 pontos na tabela de classificação, com 20 vitórias, 8 empates e 2 derrotas, liderando com nove pontos de folga para o Atlético Mineiro, e seguindo firme para conquistar o quarto Brasileirão de sua história.
A classificação após a 30ª rodada do Brasileirão de 2012.

2015: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do São Paulo, gols de Fred (de cabeça, aos 30 do primeiro tempo) e Marcos Júnior (aos três minutos da etapa complementar).

****

Aniversariantes do dia:

Éverton Leandro dos Santos Pinto, o Éverton Santos (1986), atacante que jogou no Fluminense entre as temporadas de 2008 e 2009, totalizando 5 gols marcados em 30 partidas disputadas.

Henrique Adriano Buss (1986), zagueiro do atual elenco do Fluminense. Contratado em 2016, Henrique já disputou 112 partidas com a camisa tricolor, tendo marcado 3 gols. Conquistou a Copa da Primeira Liga em 2016 e a Taça Guanabara (primeiro turno do Campeonato Carioca) em 2017, esta última como capitão da equipe. Em 2014, Henrique disputou a Copa do Mundo pela Seleção Brasileira, que terminou na 4ª posição.
Foto: Nelson Perez (Fluminense FC).

PCFilho