sexta-feira, 7 de março de 2014

Afinal, Pelé tem 77 ou 95 gols pela Seleção Brasileira?


Quando escrevi o post "Neymar já é o 11º maior artilheiro da história da Seleção Brasileira", levantei a lista dos principais goleadores do escrete canarinho. E veio à tona uma polêmica que sempre aparece: afinal, Pelé tem 77 ou 95 gols pela Seleção Brasileira?

Na minha lista, eu coloquei 77, e explico por quê. Escolhi o critério adotado pela maioria dos pesquisadores ao redor do mundo e pela própria FIFA: valem os jogos da Seleção principal, contra outras seleções principais. Esses são considerados os jogos oficiais (full international matches, em inglês), sejam eles amistosos ou válidos por alguma competição.

O critério que eu adoto é o mesmo de Ivan Soter, autor da Enciclopédia da Seleção e, na minha opinião, o pesquisador mais cuidadoso das coisas da Seleção Brasileira. Valem os jogos disputados por seleções principais, sejam eles amistosos ou por competição. Jogos de seleções olímpicas ou sub-20 ou sub-17 não entram. Jogos contra clubes ou combinados locais também não.

Neste critério, Pelé assinalou 77 gols com a amarelinha, nas seguintes partidas:
07/07/1957 - Brasil 1 x 2 Argentina [1 gol] [1]
10/07/1957 - Brasil 2 x 0 Argentina [1 gol] [2]
04/05/1958 - Brasil 5 x 1 Paraguai [1 gol] [3]
18/05/1958 - Brasil 3 x 1 Bulgária [2 gols] [5]
19/06/1958 - Brasil 1 x 0 País de Gales [1 gol] [6]
10/03/1959 - Brasil 2 x 2 Peru [1 gol] [12]
15/03/1959 - Brasil 3 x 0 Chile [2 gols] [14]
21/03/1959 - Brasil 4 x 2 Bolívia [1 gol] [15]
29/03/1959 - Brasil 4 x 1 Paraguai [3 gols] [18]
04/04/1959 - Brasil 1 x 1 Argentina [1 gol] [19]
17/09/1959 - Brasil 7 x 0 Chile [3 gols] [22]
01/05/1960 - Brasil 3 x 1 República Árabe Unida [3 gols] [25]
12/07/1960 - Brasil 5 x 1 Argentina [1 gol] [26]
21/04/1962 - Brasil 6 x 0 Paraguai [1 gol] [27]
24/04/1962 - Brasil 4 x 0 Paraguai [2 gols] [29]
09/05/1962 - Brasil 1 x 0 Portugal [1 gol] [30]
12/05/1962 - Brasil 3 x 1 País de Gales [1 gol] [31]
16/05/1962 - Brasil 3 x 1 País de Gales [2 gols] [33]
16/04/1963 - Brasil 5 x 2 Argentina [3 gols] [37]
28/04/1963 - Brasil 3 x 2 França [3 gols] [40]
05/05/1963 - Brasil 2 x 1 Alemanha Ocidental [1 gol] [41]
30/05/1964 - Brasil 5 x 1 Inglaterra [1 gol] [42]
07/06/1964 - Brasil 4 x 1 Portugal [1 gol] [43]
02/06/1965 - Brasil 5 x 0 Bélgica [3 gols] [46]
06/06/1965 - Brasil 2 x 0 Alemanha Ocidental [1 gol] [47]
17/06/1965 - Brasil 3 x 0 Argélia [1 gol] [48]
30/06/1965 - Brasil 2 x 1 Suécia [1 gol] [49]
04/07/1965 - Brasil 3 x 0 União Soviética [2 gols] [51]
21/11/1965 - Brasil 2 x 2 União Soviética [1 gol] [52]
04/06/1966 - Brasil 4 x 0 Peru [1 gol] [53]
12/06/1966 - Brasil 2 x 1 Tchecoslováquia [2 gols] [55]
15/06/1966 - Brasil 2 x 2 Tchecoslováquia [1 gol] [56]
12/07/1966 - Brasil 2 x 0 Bulgária [1 gol] [57]
25/07/1968 - Brasil 4 x 0 Paraguai [2 gols] [59]
03/11/1968 - Brasil 2 x 1 México [1 gol] [60]
17/12/1968 - Brasil 3 x 3 Iugoslávia [1 gol] [61]
09/04/1969 - Brasil 3 x 2 Peru [1 gol] [62]
10/08/1969 - Brasil 5 x 0 Venezuela [2 gols] [64]
21/08/1969 - Brasil 6 x 2 Colômbia [1 gol] [65]
24/08/1969 - Brasil 6 x 0 Venezuela [2 gols] [67]
22/03/1970 - Brasil 5 x 0 Chile [2 gols] [71]
03/06/1970 - Brasil 4 x 1 Tchecoslováquia [1 gol] [72]
10/06/1970 - Brasil 3 x 2 Romênia [2 gols] [74]
04/10/1970 - Brasil 5 x 1 Chile [1 gol] [76]
11/07/1971 - Brasil 1 x 1 Áustria [1 gol] [77]

Os 18 gols discrepantes, que completariam os 95, são os seguintes, marcados contra clubes ou combinados locais:
08/05/1960 - Brasil 7 x 1 Malmö (Suécia) [2 gols]
12/05/1960 - Brasil 2 x 2 Internazionale (Itália) [2 gols]
21/06/1966 - Brasil 5 x 3 Atlético Madrid (Espanha) [3 gols]
04/07/1966 - Brasil 4 x 2 AIK (Suécia) [2 gols]
06/07/1966 - Brasil 3 x 1 Malmö (Suécia) [2 gols]
06/07/1969 - Brasil 4 x 0 Bahia (Brasil) [1 gol]
13/07/1969 - Brasil 6 x 1 Seleção Pernambucana (Brasil) [1 gol]
03/09/1969 - Brasil 1 x 2 Atlético Mineiro (Brasil) [1 gol]
05/04/1970 - Brasil 4 x 1 Seleção Amazonense (Brasil) [1 gol]
06/05/1970 - Brasil 3 x 0 Combinado de Guadalajara (México) [1 gol]
17/05/1970 - Brasil 5 x 2 Combinado de León (México) [2 gols]

Cabe ressalvar que não há exatamente um critério "correto". Alguns poderiam argumentar que jogos contra clubes são perfeitamente válidos (o primeiro jogo da Seleção Brasileira, aliás, foi contra um clube, 2 x 0 sobre o Exeter City, da Inglaterra, em 21/07/1914, no campo do Fluminense, no Rio de Janeiro). Outros poderiam dizer que jogos contra combinados locais também deveriam contar. Na contramão, um sujeito mais radical que eu poderia querer contar apenas os jogos de competição, excluindo até os amistosos. O importante é adotar o mesmo critério para todos os atletas.

Com 95 ou 77 gols, pouco importa. Pelé continua sendo Pelé, o maior futebolista de todos os tempos...

PCFilho

13 comentários:

  1. O Pelé é o maior jogador de todos os tempos só pq o Conca não conta.

    ResponderExcluir
  2. Cada país tem os seus modelos de competições.

    Na europa, oficial é: campeonato nacional(pontos corridos), taça(mata-mata, na espanha é a copa do rei), taça da liga(mata-mata em alguns países) e supertaça(jogo entre o campeão nacional e o campeão da taça).

    No Brasil, oficial eram (e são) os estaduais, depois vieram torneio rio-sp, campeonato brasileiro e copa do brasil.

    E no Brasil dos 60's e 70's, haviam a seleção paulista contra carioca, mineira contra gaúcha, e sempre valia taça.

    Nessa época, era super normal a seleção brasileira jogar contra a seleção mineira ou gaúcha, ou contra clubes.

    E os europeus não conseguem enxergar que os estaduais, o rio-sp, o robertão, a taça de prata são oficiais, são o embrião do futebol brasileiro, assim como nós não entendemos bulhufas sobre o torneio abertura e clausura na Argentina, onde em cada um há sempre um "campeão argentino", e achamos injusto um título oficial numa supertaça, por exemplo, mas assim é que é, e zé fini:-)

    Eu continúo dizendo que bambalas e arimatéias existem em todos os lados, seja em seleções ou clubes, todos eles começam o jogo com 11 e nenhum deles é amador.

    Pelé fez gol pela seleção contra o Inter de MIlão, mas não vale, contra o Malmoe, base da seleção sueca, mas não vale, e por aí vai...

    Concordo que em jogo-treino o gol não deve valer, mas em jogo com torcida pagando ingresso, rádio, televisão e o escambau, devia valer.

    O que dizer dos títulos "oficiais" entre ingleses e escoceses que uma vez por ano jogavam um único jogo só entre eles para saber quem era o campeão das ilhas britânicas?E esses gols valem na contabilidade?

    Eu fico com o Guinnes Book, que sempre teve moral e credibilidade pra reconhecer e oficializar todos os tipos de recordes, portanto são 1281 e 3 copas:-)

    E repito o que o Rei falou pra Túlio Maravilha já quarentão, a respeito dos mil gols: não ligue para os invejosos:-)

    ResponderExcluir
  3. RBN,

    Embora eu não conte esses 18 gols discrepantes para as contas da Seleção, não vejo problema em vê-lia na conta dos 1281 gols do Rei.

    Eu colocaria assim: 77 gols em jogos oficiais pela Seleção + 18 gols em jogos não-oficiais pela Seleção.

    O que não dá pra aceitar na contagem é gol em jogo-treino ou gol por times juvenis. Ou gols em sonhos, como disseram que o Túlio andou contando. Hehehehe.

    ResponderExcluir
  4. * não vejo problema em vê-los

    ResponderExcluir
  5. Exato PC, jogo-treino, jogo contra mulecadas ou jogo contra o time dos bêbados do butequim não vale:-)

    Mas pra Túlio Maravilha a gente tem que dar desconto, porque é folclórico como o simpático e bem humorado Dadá Maravilha.

    Por falar em Dadá beija-flor, ele se gabava de ter feito 900 gols, dizia que ele era o 2º maior artilheiro depois de Pelé.

    Aí nos seus registros tens alguma coisa sobre o nosso querido Dadá?

    ResponderExcluir
  6. Não tenho muita coisa sobre o Dadá, não, RBN. Pela Seleção, ele só teve 6 jogos oficiais, sem gol marcado.

    Em clubes, já li que ele teria feito 500 gols só pelo Atlético Mineiro e 200 só pelo Internacional. Mas não tenho dados suficientes para verificar as proezas. Se forem verdade, ele é um dos poucos a ter pelo menos 200 gols por 2 clubes grandes brasileiros.

    Além dessa quantidade incrível de gols, o melhor dele são as frases... hehehe!

    "Quando eu saltava, o zagueiro conseguia ver o número da minha chuteira."

    "Não existe gol feio. Feio é não fazer gol."

    "Pra fazer gol de cabeça era queixo no peito ou queixo no ombro."

    "Com Dadá em campo, não há placar em branco."

    "Não venha com a problemática que eu dou a solucionática."

    "Só três coisas param no ar: beija-flor, helicóptero e Dadá Maravilha."

    ResponderExcluir
  7. Olha uma boa sugestão para um próximo post:

    A melhor seleção brasileira de todos os tempos.

    Haja injustiça pra deixar tanta gente boa de fora dessa lista, certo?

    Meus 23 convocados seriam:

    Goleiros: Gilmar dos Santos Neves, Castilho e Taffarel.

    Laterais:Carlos Alberto Torres, Leandro, Nilton Santos e Roberto Carlos.

    Zaga: Ricardo Gomes, Bellini, Brito e Luís Pereira.

    Meiuca:Pelé, Gérson, Zico, Riva, Junior capacete, Didi, Zito, Rivaldo.

    Ataque: Garrincha, Romário, Ronaldo gordo, Ronaldinho.

    Time titular:
    Gilmar; Torres, Brito, Ricardo Gomes e Nilton Santos;Junior, Zico e Pelé;Garrincha, Romário e Rivelino.

    Time reserva:Castilho, Leandro, Luis Pereira, Bellini e Roberto Carlos;Zito, Gérson e Didi;Ronaldinho, Ronaldo gordo e Rivaldo.

    Quem ganhava?

    ResponderExcluir
  8. RBN, eu já escalei minha Seleção Brasileira de todos os tempos aqui no blog, em setembro de 2010, neste post, em que escalo também outras "seleções de todos os tempos" (Carioca, Flu-Bota, Fla-Flu, Flu-Vasco, etc).

    Aí vai meu onze canarinho:
    Castilho; Carlos Alberto Torres, Lúcio, Domingos da Guia e Nilton Santos; Gérson, Didi, Rivellino e Pelé; Garrincha e Romário. Técnico: Telê Santana.

    Os reservas: Gilmar; Cafu, Aldair, Luis Pereira e Roberto Carlos [Branco]; Zito, Zizinho e Zico; Ademir Menezes, Romeu Pelliciari, Leônidas da Silva e Ronaldo.

    Mas claro, sempre haverá injustiças, quaisquer que sejam os selecionados... Por exemplo, Bebeto, o quinto maior artilheiro da história da Seleção, sequer aparece nos nossos times. É mole? rsrs.

    ResponderExcluir
  9. Já to quebrando a cabeça para descobrir como vou colocar o Neymar, caso tudo dê certo nos próximos meses e anos. rsrs.

    ResponderExcluir
  10. Ano de 1969, grande motivação na Bahia, a seleção brasileira se apresenta em jogo amistoso contra o E. C. Bahia, na antiga Fonte Nova, preparação para as eliminatórias de 70, aproximadamente 50 mil pessoas estão no estádio, a torcida está dividida, a imprensa do Brasil se faz presente, estrutura montada, bilheteria, súmula, trio de arbitragem oficial, apernas, 4 substituições permitidas, ostensivo policiamento, o time local não quer conversa joga à vera, craques no banco em busca da oportunidade; a exemplos de; Rivelino, Paulo César, Dirceu lopes, etc., pago caro o ingresso, já estou lá dentro e assisto o Pelé, aos 41 minutos do primeiro tempo, abrir o marcador num gol espetacular, vejo; todo o público aplaude de pé, e então, o gol não vale, não conta, como se não existisse? Foi, gol...!. O que sei, é que só Deus desse atmo da linha do tempo, pode apagar aquela linda e festiva tarde de domingo, quando presenciei, o vi botar mais uma bola pra dentro. . Ô, Neymar, faça 96 e ultrapasse o Rei...e; saia pro abraço.... mas ainda está longe disso, amigo...!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como escrevi no finalzinho do post: não há exatamente um critério "correto". O importante é adotar o mesmo critério para todos os jogadores.

      Eu, pessoalmente, reafirmo minha predileção pelo critério da FIFA, nesse caso. Se um dia a Seleção Brasileira voltasse à minha Nova Friburgo (onde se preparou para o Mundial de 1954) e Neymar enfiasse 10 ou 12 gols no Friburguense, não acho que estes gols teriam o mesmo peso que os gols marcados em partidas contra outras seleções principais.

      De um jeito ou de outro: Neymar passando os 77, ou mesmo os 95, não mudará em nada a lenda e a história de Pelé, o maior de todos os tempos, passados, presentes e futuros...

      Excluir
  11. Ontem Marta fez o seu 98° gol pela Seleção Brasileira de Futebol Feminino. Grande Marta!

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.