segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Recordar é viver - A mão de Wilton

Rio de Janeiro, 13 de outubro de 1968.

Amigos, os idiotas da objetividade rosnam: Foi roubado! Foi roubado! O Flamengo foi roubado!. Eles escolhem ignorar os fatos: o Fluminense foi melhor, muito melhor. E venceria com ou sem ajuda da arbitragem. Ganharia até mesmo se fosse ele próprio roubado.

Vamos à descrição do polêmico lance que eternizou o Fla-Flu do Campeonato Brasileiro de 1968. Eram decorridos treze minutos do primeiro tempo. O ponta-direita tricolor Wilton, arisco e velocíssimo, recebeu um lançamento em profundidade. Ao descrever Wilton, o Profeta sempre afirmava: o garoto corre mais do que um coelhinho de desenho animado. E corre mesmo, tanto que conseguiu ultrapassar seu marcador, em sua velocidade fulminante. Por um capricho do destino, Marco Aurélio, o arqueiro rubro-negro, saíra bem do gol, e agarraria a bola com tranquilidade.

Foi então que Wilton utilizou o único recurso possível: usou a mão para tirar a bola do alcance de Marco Aurélio. Perfeito lance de basquete!, diria o Profeta. Armando Marques, o melhor árbitro brasileiro, não viu. E então o extrema tricolor pôde, com sublime descaro, enfiar a bola nas redes flamengas. Fluminense 1 a 0.

Um amigo rubro-negro amplia o erro da arbitragem: Ele estava impedido! Impedido!. Somos obrigados a concordar: Wilton estava impedido. Uma banheira digna de Cleópatra!, como diria o Profeta. Gol de mão, e em impedimento. O tento decisivo do Fla-Flu é talvez o mais ilegal da história passada, presente e futura do Maracanã.

Os flamenguistas não se conformam: como pode Armando Marques, com aquele gordo salário, ser tão míope a ponto de não enxergar uma evidência tão estarrecedora? Revoltados, eles insinuam duas hipóteses estapafúrdias: má-fé ou incompetência. Prefiro a versão do Profeta: a boa-fé e a competência de Armando Marques estão acima de qualquer dúvida. Somente uma coisa o justifica e absolve: a invisibilidade do óbvio. Ninguém enxerga o óbvio. Nem mesmo o melhor árbitro brasileiro.

PC
(a crônica foi publicada também no Pavilhão Tricolor)


(Singela homenagem deste escriba a Wilton César Xavier, um dos jogadores mais vitoriosos da história do Fluminense. Pelo Tricolor, Wilton conquistou o Campeonato Brasileiro de 1970, os Campeonatos Cariocas de 1969, 1971, 1973 e 1975, e as Taças Guanabara de 1969 e 1971. Em 194 jogos envergando a camisa do Fluminense, Wilton venceu 106, empatou 43 e perdeu 45. Marcou 19 gols, dentre eles o famoso "gol de mão" aqui descrito. Defendeu também São Paulo, Santa Cruz, Coritiba e Vitória, e chegou a trabalhar como treinador do Volta Redonda. Wilton faleceu neste último domingo, aos 62 anos. O Fluminense celeste ganha um reforço de peso.)

Ficha Técnica: Fluminense 1 x 0 Flamengo.
Campeonato Brasileiro de 1968.
Data: 13/10/1968.
Local: Maracanã (Rio de Janeiro).
Público: 43.772 presentes (29.558 pagantes).
Renda: NCr$ 72.992,25.
Fluminense: Félix; Nélio, Galhardo, Assis e Altair; Cláudio Garcia e Suingue; Wilton, Aguinaldo (Salvador), Samarone (Lula) e Serginho. Técnico: Evaristo de Macedo.
Flamengo: Marco Aurélio; Murilo, Onça, Guilherme e Tinho; Carlinhos (Cardosinho) e Liminha; Gilbert (Neviton), Fio, Silva e Arilson. Técnico: Walter Miraglia.
Árbitro: Armando Marques.
Gol: Wilton, aos 13' do primeiro tempo.

Fontes de pesquisa:
[1] "A invisibilidade do óbvio" (Nelson Rodrigues, O Globo, 26/10/1968).
[4] "O nome dele era Wilton" (Lédio Carmona).

16 comentários:

  1. Esse lance deve ter sido hilário...

    ResponderExcluir
  2. Gol irregular contra o Flamengo vale por dois.

    ResponderExcluir
  3. 1 Terça, 15 Dezembro 2009 01:51 Bruno Leonardo

    Acho que o Wilton falhou no lance, porque ele deveria ter sido ainda mais acintoso ao tocar na bola com a mão!

    Ao craque Wilton, o meu mais sincero agradecimento por ter honrado tanto o manto tricolor! Que descanse em paz!

    ResponderExcluir
  4. 2 Quarta, 16 Dezembro 2009 08:49 Marco Aquino
    É rapaziada, eu estava lá.


    Foi um lançamento longo, e na dividida com o goleiro do Flamengo, ele deu um tapa na bola, desviando a trajetória e então tocou para o gol, sem comemorar.

    Depois que ele viu o juiz apontando para o meio de campo é que o Wilton comemorou.

    Uma curiosidade no time do Flamengo. O Neviton deveria se chamar Newton, e para registrá-lo, o pai levou o nome anotado e deu o a anotação para o cartório. O que era um W se tornou um VI.

    ResponderExcluir
  5. O time do pai do Neviton eu não sei, já o time do cara do cartório não é difícil deduzir...

    ResponderExcluir
  6. meu avô, grande homem, grande jogador, muitas saudades, descanse em paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe, tenha muito orgulho do teu avô. Foi um dos grandes da história do Fluminense, o que não é pouco.

      Excluir
  7. Pois se tivesse sido ao contrário... tavam chorando até hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você escreve isso como se vocês não "chorassem" esse lance do Wilton até hoje... rsrsrsrs...

      Excluir
  8. Grande Wilton! Vibrei muito com suas atuações pelo Fluminense. E mais: ele e Cafuringa, que Deus os tenha, revezavam-se como titular como faziam Tato e Paulinho. Eles eram excelentes jogadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dois craques históricos do Fluminense: Wilton e Cafuringa. Campeoníssimos!

      Excluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  11. Esta crônica é do incomparável Nelson Rodrigues. Nesse dia13/10/1968, cheguei em casa e assisti a Resenha Facit, com Nelson, Scassa( o rubro-negro furioso), Armando Marques e outros. Bom demais!

    ResponderExcluir
  12. Prezado amigo PC bom dia
    Você tem o poster do Fluminense deste jogo? Bem a minha pergunta é pelo fato de que encontrei um poster como sendo deste jogo, aí como é de praxe fui confrontar os jogadores que estão na foto e os que constam na ficha técnica. Tudo bateu com exceção de um atleta. Na foto está o jogador Salvador, só que na ficha técnica consta como titular o jogador Aguinaldo. Você pode esclarecer isso pra mim? Visto que você tem todas informações a respeito do futebol brasileiro. Fico no aguardo. Meu e-mail é: lourencocamelo1@hotmail.com Um abraço. Lourenço Camelo

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.