segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Por Tartá

Amigos, o técnico Cuca revelou recentemente o elenco inicial do Fluminense para 2010: Rafael, Fernando Henrique, Ricardo Berna, Klever, Gum, Digão, Dalton, Cássio, Mariano, Diogo, Maurício, Diguinho, Dieguinho, Marquinho, Conca, Equi González, Fábio Neves, Kiesa, Alan, Fred, Maicon, Adeilson, Raphael Augusto, Thiaguinho, Everton, Willians, Leandro Euzébio, Ferreira, Neves, Dori e Bruno Veiga. Ontem, defendi aqui a integração do garoto Wellington Silva. E hoje faço minha defesa de Tartá.

Numa tarde de meio de semana, ano passado, fui ao Maracanã para ver Fluminense x Boavista. Tinha quase certeza de que me arrependeria de gastar meus tostões para assistir àquela pelada. Mas minha certeza prévia estava errada, pois naquela matinê de Maracanã eu vi uma belíssima atuação: a de Tartá. Naquele dia, o garoto provava que tinha condições de decidir sozinho um jogo. Escrevi aqui que ele iria longe.

Os idiotas da objetividade logo buzinarão: "Tartá entregou o ouro contra o Coritiba em 2008!". Verdade, entregou mesmo. Em uma autêntica pixotada, o menino entregou a vitória ao Coxa, em pleno Maracanã. Porém, não podemos crucificá-lo por um único lance. Todo mundo erra na vida. Pelé chutou uma bola na arquibancada em plena final de 70. Zico perdeu um pênalti decisivo em 86. Baggio também, em 94.

Por isso, prefiro me lembrar dos bons momentos de Tartá. Em 2008, contra a Portuguesa, ele e Maicon entraram no intervalo e viraram um jogo perdido. Em 2009, ele entrou no intervalo daquela partida épica contra o Cruzeiro, e jogou uma barbaridade, colaborando para a maior virada que o Mineirão já viu.

Ainda houve outras ocasiões em que Tartá foi decisivo. O São Paulo 1 x 1 Fluminense de 2008, e o Fluminense 1 x 0 Mesquita de 2009, por exemplo.

É impossível negar: todos esses bons momentos credenciam Tartá a ter mais uma chance. O meu amigo Helio, também um cronista tricolor, vem insistindo nessa tecla. E eu concordo com ele. Peço à torcida tricolor que se manifeste a favor de Tartá, e peço à comissão técnica que avalie melhor a possibilidade de aproveitá-lo.

PC

15 comentários:

  1. Isso tá me cheirando a maracutaia de empresário...

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Ramón, onde assino?!

    E não me surpreenderia se a traffic estiver envolvida nisso.

    ResponderExcluir
  5. Tartá é um garoto de xerém que simpatizo desde o início de 2008, quando foi acionado nos jogos em que os titulares eram poupados no brasileiro e quando entrava no segundo tempo nos jogos da libertadores. fica Tartá, tem muito a evoluir ainda.

    ResponderExcluir
  6. Isso tá me cheirando a maracutaia de empresário... [2]

    ResponderExcluir
  7. isso é que acaba com o futebol. além das pilantragens de sempre, é claro.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  9. Pelo que tenho lido ele não será vendido, pois tem contrato ate 2012 com o Flu. Eu acho uma faca de dois gumes o empréstimo do jogador. Se ocorrerem contusões ou venda de jogadores não teríamos uma peça de reposição, mas do jeito que esta como todos saudaveis não vejo lugar para ele no time e não seria bom para ele ficar no elenco só treinando ele precisa jogar, mostrar seu valor. Também não vejo o Bahia como a solução, pois gostaria de velo comandado por um outro treinador uma outra filosofia de jogo, tipo Vanderlei ou Muricy um técnico linha dura. Para ele aprender a marcar, treinar passes e conclusões. Enfim, gosto do tartá, mas na atual conjuntura não vejo espaço para ele no Flu. "Voa, canarinho voa. Mostra pra esse povo que és um

    ResponderExcluir
  10. Perfeito, Paulo. Entendo que seria fundamental a presença dele. É um bom garoto e tem tudo para crescer no Flu.

    Brax.

    ResponderExcluir
  11. Não participo desta "idolatria" (reforçando, entre aspas) ao Tartá.

    Jogador habilidoso sem dúvidas, mas taticamente indisciplinado, prende muito a bola e não sabe se colocar em campo.

    Tem capacidade mas tem que evoluir. E emprestá-lo parece ser uma boa, porque fazer as correções que deveriam ter sido feitas em Xerem no Fluminense, demorará tempo porque será sem jogar.

    Emprestando, ele jogará e terá mais possibilidades de evolução, com benefício para o Fluminense.

    Vide Conca, nosso melhor jogador. Ficou emprestado no Chile, Vasco, Fluminense e foi então bem vendido.

    ResponderExcluir
  12. PC, desta vez discordarei de ti. O empréstimo do Tartá pode ser benéfico. A briga para o meio campo do Fluminense será forte e pelo visto suas características não serão benéficas a ele. A única situação na qual ele teria uma sequência, seria no caso de uma contusão do Conca. A sequência de jogos é que trará a evolução dele, por isso vejo o empréstimo com bons olhos. Mas vejamos o que se desenrola no caso.

    ResponderExcluir
  13. Caro PC,

    Não querendo ser o dono da verdade e aceitando os comentários dos demais tricolores, gostaria só de lembrar que a totalidade que se manifestou contra, inclusive com alusões à idolatria, pensaram só no time titular. Não pensaram, por exemplo, que no elenco estão Fábio Neves, Maurício e Marquinho, todos com menos futebol que Tartá. Os reforços tão apregoados precisam mostrar ao que vieram. O Williams, por exemplo, foi dispensado pelo Palmeiras face às fracas atuações, o Ewerton pode ser que dê certo como volante, mas aí o Cuca teria que abrir mão de seu pupilo preferido, não importando quantos passes ele erre.
    Legal seu engajamento na campanha. Aproveitei para reproduzir seu artigo em meu blog.

    Um forte abraço e saudações tricolores.

    ResponderExcluir
  14. Obrigado a todos pelos comentários!

    -----

    Link para o post do Helio: aqui.

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.