sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Efemérides tricolores - 29 de setembro


1901: uma semana após o primeiro duelo (vide 22 de setembro), o time de Oscar Cox voltou a empatar com os ingleses do Rio Cricket. Desta vez, a partida foi disputada no campo do Paysandu Cricket Club, e terminou 2 a 2. A escalação foi a mesma do primeiro jogo: Clyto Portella; Victor Etchegaray e Walter Schuback; Mário Frias, Oscar Cox e Max Naegely; Horácio da Costa Santos, Eurico de Moraes, Louis da Nóbrega Júnior, Júlio de Moraes e Félix Frias. Todos os onze viriam a ser sócios e atletas do Fluminense, que seria fundado em 21 de julho de 1902.

1918: em partida válida pelo Campeonato Carioca, diante de numeroso público no campo da rua General Severiano, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Botafogo, de maneira dramática. Aos 18 minutos do primeiro tempo, Machado abriu o placar para os tricolores, após belo centro de Mano. No segundo tempo, o zagueiro Alfredo Monti empatou para os alvinegros, cobrando pênalti. O Fluminense só obteve o gol da vitória aos 37 minutos da etapa final*, com Welfare, de cabeça, emendando falta cobrada por Mano. Um registro interessante desta partida foi a utilização da tática da linha de impedimento pela equipe do Botafogo, provavelmente pela primeira vez no futebol brasileiro (o Fluminense teve 10 impedimentos marcados). Com a ótima campanha de 12 vitórias, 2 empates e 1 derrota, o Fluminense liderava com folga a competição, com apenas 4 pontos perdidos* (contra 7 do São Cristóvão e 8 de Botafogo e Flamengo). Tendo apenas mais três compromissos (o Flamengo e os frágeis Mangueira e Carioca), o Tricolor estava muito próximo de garantir matematicamente o bicampeonato, já sendo proclamado vencedor por alguns jornais.
* duas observações sobre as regras da época: os tempos eram de 40 minutos cada, não de 45, como atualmente; cada vitória valia 2 pontos, não 3, como atualmente.

1935: em jogo válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense goleou o Modesto por 9 a 0, no Estádio de Laranjeiras. Os gols da vitória foram de Romeu Pellicciari (dois), Russo (quatro), Lara, De Mori e Brant.

1940: em partida válida pelo turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense derrotou o São Cristóvão por 3 a 1, de virada. Os cadetes abriram o placar com Matias, e os tricolores empataram ainda no primeiro tempo, com Russo. Na etapa final, o Fluminense conseguiu a virada, graças aos gols de Carreiro (aos 12 minutos) e Adílson (aos 27). Com o resultado, o Tricolor manteve a liderança da competição - conquistaria o título nas semanas seguintes.

1945: em jogo válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 5 a 2 do Bonsucesso, graças aos gols de Pascoal, Pinhegas, Rodrigues Tatu, Orlando Pingo de Ouro e Geraldino.

1946: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, em Laranjeiras, o Fluminense perdeu para o Botafogo por 4 a 2. Os gols tricolores foram de Rodrigues Tatu e Ademir Menezes. Em treze partidas na competição, o Fluminense acumulava nove vitórias e quatro derrotas. No Campeonato mais disputado da história, Fluminense, America, Botafogo e Flamengo terminariam empatados em pontos ganhos, e jogariam o Supercampeonato, no qual Fluminense e Botafogo voltariam a se enfrentar mais duas vezes, em 30 de novembro e em 22 de dezembro (quando o Tricolor sagrou-se campeão).

1957: em partida válida pelo turno do Campeonato Carioca, diante de 50.998 presentes (44.135 pagantes) no Maracanã, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Botafogo, graças ao gol de Escurinho e à extraordinária defesa de Castilho, no pênalti cobrado pelo craque Didi. E a atuação magnífica de Castilho não se resumiu a salvar o pênalti: o goleiro tricolor praticou surreais vinte e quatro defesas, numa das maiores exibições individuais da história do Maracanã - que os jornais do dia seguinte premiaram com merecidas notas dez.
Castilho defende pênalti de Didi (reprodução do Jornal dos Sports de 01/10/1957).

1966: em partida válida pelo turno do Campeonato Carioca, em São Januário, o Fluminense venceu o São Cristóvão por 2 a 0, com dois gols do atacante Amoroso.

1976: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, o Fluminense ganhou por 4 a 0 do CRB, graças aos gols de Gil (dois), Rivellino e Doval.

1978: foi fundada a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, como unificação da Federação Carioca (do antigo Estado da Guanabara) e da Federação Fluminense (do antigo Estado do Rio de Janeiro, cuja capital era Niterói).

1979: em jogo válido pelo terceiro turno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 5 a 0 do Goytacaz, no Estádio do Maracanã. O Tricolor abriu o placar com Carlos Alberto Pintinho, aos 13 do primeiro tempo, mas só construiu a goleada na etapa complementar, com dois gols de Nunes (aos 27 e aos 32), um de Rubens Galaxe (aos 43) e um de Kléber (aos 44).

1985: o Fluminense obteve mais uma vitória na campanha do tricampeonato Carioca: 1 a 0 sobre o Botafogo, no Maracanã, gol de Ricardo Gomes, de peixinho, aos 28 minutos do segundo tempo. Após nove partidas na competição, o Fluminense acumulava seis vitórias e três empates, e seguia na briga pela conquista do primeiro turno (Taça Guanabara), que terminaria conseguindo (vide 9 de outubro).

2010: em partida dramática, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Avaí, graças ao gol de Darío Conca, aos 37 minutos do segundo tempo. Com 51 pontos ganhos em 26 jogos (15 vitórias, 6 empates e 5 derrotas), o Fluminense seguia na campanha que terminaria com a conquista do terceiro Brasileirão de sua história.

****

Aniversariantes do dia:

Alzemiro Pereira dos Santos (1938), atacante que integrou o elenco profissional do Fluminense entre 1960 e 1961.

Paulo Roberto Bacinello, o Paulinho Cascavel (1959), atacante que integrou o elenco do Fluminense entre as temporadas de 1983 e 1984. Fez parte das conquistas do Campeonato Carioca de 1983 e do Campeonato Brasileiro de 1984.

Cláudio Trindade Farias (1970), meio-campista com 28 atuações pelo Fluminense na temporada de 1994.

Diego Evangelista dos Santos, o Dieguinho (1989), lateral-esquerdo formado no Fluminense, que integrou o elenco profissional tricolor entre as temporadas de 2008 e 2010. Atuou em 27 partidas com a camisa tricolor, tendo sido titular na Arrancada Histórica de 2009.

PCFilho

2 comentários:

  1. Matéria do Jornal do Brasil sobre o jogo de 29/09/1940, na Hemeroteca da Biblioteca Nacional:
    http://memoria.bn.br/DocReader/030015_06/5532

    ResponderExcluir
  2. Retirado o aniversariante Rubens Galaxe - que na verdade nasceu em 29 de abril.

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.