quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Efemérides tricolores - 23 de agosto


1914: diante de numeroso público no campo do Fluminense, na rua Guanabara, a Seleção Carioca (com quatro jogadores tricolores) empatou em 1 a 1 com a Pro Vercelli (a melhor equipe italiana da época, que excursionava pelo Brasil, reforçada por alguns atletas de outros clubes da Itália). A Pro Vercelli jogou com a seguinte escalação: Giovanni Innocenti; Enzio Pensotti [Novara] e Modesto Valle; Carlo Carcano [Alessandria], Giuseppe Milano e Giuseppe Parodi; Arturo De Ambrosis [Novara], Edoardo Grillo [Alessandria], Pietro Ferraro, Alessandro Rampini e Carlo Corna. A Seleção Carioca atuou com os seguintes atletas: Marcos Carneiro de Mendonça [Fluminense]; Píndaro de Carvalho [Flamengo] e Emmanuel Nery [Flamengo]; Mario Pernambuco [Fluminense], Rolando de Lamare [Botafogo] e Hector Parras [America]; Oswaldo Gomes [Fluminense], Fernando Ojeda [America], Henry Welfare [Fluminense], Sidney Pullen [Paysandu] e A. Brewerton [Rio Cricket]. A Pro Vercelli abriu o placar aos 7 minutos, com Ferraro, cobrando pênalti marcado pelo árbitro Belfort Duarte (atleta do America). A Seleção Carioca empatou aos 17, em cobrança de falta de Píndaro, em que o goleiro Innocenti rebateu a bola nas costas de Milano, e ela voltou para o gol. A revanche foi marcada para quatro dias depois, novamente no campo do Fluminense (vide efemérides de 27 de agosto!).

1931: perante uma assistência calculada em 40.000 pessoas em São Januário, a Seleção Carioca ganhou por 3 a 1 da Seleção Paulista, no primeiro jogo da decisão do Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais. Os cariocas jogaram assim, com três tricolores entre os titulares: Velloso [Fluminense]; Domingos da Guia [Bangu] e Itália [Vasco]; Tinoco [Vasco], Martim [Botafogo] e Ivan Mariz [Fluminense]; Walter [S. C. Brasil], Carvalho Leite [Botafogo], Russinho [Vasco], Nilo [Botafogo] e Theóphilo [Fluminense]. Os paulistas atuaram com: Athiê; Clodoaldo e Barthô; Nerino, Gogliardo e Alfredo; Luizinho, Friedenreich, Petronilho, Feitiço e Siriri. Os gols foram de Theóphilo (1 a 0, aos 8 do 1º tempo), Walter (2 a 0, já no 2º tempo), Petronilho (2 a 1) e Russinho (3 a 1). O goleiro tricolor foi um dos melhores em campo, segundo o Jornal dos Sports: "Velloso foi, nas poucas vezes que interveio, uma figura de grande destaque no team. Pegou com muita firmeza e se colocou, sempre, admiravelmente. Para o consagrar basta aludir-se ao free-kick shootado por Gogliardo a poucas jardas da linha do goal, que Velloso deteve num impressionante mergulho". A segunda partida da decisão seria disputada em São Paulo, na semana seguinte (vide 30 de agosto).

1942: em jogo válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Bangu, no campo da rua Ferrer. Os gols tricolores na partida foram de Maracaí e Pedro Nunes. Anito marcou o gol de honra do Bangu.

1947: em partida válida pelo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense derrotou o Bonsucesso por 4 a 2, no Estádio de Laranjeiras. Os gols tricolores no jogo foram de Pinhegas (2) e Ademir Menezes (2).

1953: em jogo do turno do Campeonato Carioca, com público de 46.767 pagantes no Maracanã, o Fluminense venceu o America por 3 a 1. Os gols da vitória tricolor foram de Didi (dois, um de falta) e Telê.

1959: em partida do turno do Campeonato Carioca, diante de 70.369 pagantes no Maracanã, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Flamengo, interrompendo assim a incrível sequência de 20 vitórias consecutivas (até hoje, a maior da história tricolor). Agora com cinco vitórias e um empate na competição, o Fluminense iniciava a campanha que terminaria com a conquista do título estadual.

1964: em partida do turno do Campeonato Carioca, o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o America, no Maracanã, com um gol de pênalti de Gilbert. Antes do jogo, foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem a Arno Frank, importante atleta de basquete e treinador de basquete e futebol do Fluminense, que também trabalhara na administração do clube e do Estádio do Maracanã. Com seis vitórias, um empate e uma derrota em oito jogos, o Fluminense iniciava a campanha de mais um título estadual - que seria conquistado em decisão contra o Bangu, em dezembro.

1985: já eliminado da Copa Libertadores, o Fluminense cumpriu tabela, perdendo por 1 a 0 para o Argentinos Juniors, no Estádio do Ferro Carril Oeste, em Buenos Aires. O adversário seria o campeão do torneio, e o Tricolor só voltaria a disputá-la em 2008, quando seria vice-campeão.

1986: na decisão do Torneio Triangular de Vigo, o Fluminense perdeu por 2 a 1 para o Celta de Vigo, no Estádio Balaídos, na cidade espanhola. O atacante brasileiro Baltazar abriu o placar para o Celta aos 42 minutos do primeiro tempo; na etapa final, Eduardo Souza empatou para o Fluminense aos 28, mas Baltazar marcou o gol do título do clube espanhol aos 43.

2000: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro (Copa João Havelange), no Barradão, em Salvador, o Fluminense ganhou por 4 a 2 do Vitória. Os gols tricolores foram de Marcão, Magno Alves (2) e Agnaldo.

****

Aniversariantes do dia:

Esteban Malazzo (1909), médio-esquerdo argentino com dois gols marcados em 68 partidas pelo Fluminense entre as temporadas de 1939 e 1942. Vindo do River Plate, Malazzo foi bicampeão Carioca em 1940 e 1941, e venceu também o Torneio Extra de 1941.
Esteban Malazzo, craque de River Plate e Fluminense.

Nelson Falcão Rodrigues (1912), torcedor-símbolo, o genial escritor que inventou um Fluminense mitológico, ao transformar os jogos do clube em epopeias espetaculares, nas suas lapidares crônicas esportivas. Nos seus textos, Marcos Carneiro de Mendonça era "o herói maior da infância", Didi era "um elegante príncipe etíope de rancho", Denilson era o "Rei Zulu", Waldo era, "em Niterói, na Patagônia ou na Groenlândia, o Monstro do Gol". Nelson escrevia tão bem sobre futebol que torcedores de outros clubes se orgulham até hoje de textos esporádicos dele sobre suas paixões. Porém, só o Fluminense tem centenas de obras do gênio berrando sua grandeza e sua magia. "Eu vos digo que o melhor time é o Fluminense. Podem me dizer que os fatos provam o contrário, que eu vos respondo: pior para os fatos!".


Paulo Ribeiro Omena, o Paulinho Omena (1932), meia-atacante com 44 gols marcados em 203 partidas pelo Fluminense, entre as temporadas de 1959 e 1963. Também era conhecido como "Paulinho Ladrão", pela característica de roubar facilmente a bola do adversário. Paulinho foi peça importante em um dos grandes times da história do Fluminense, uma "Máquina" que conquistou o Campeonato Carioca de 1959 e o Torneio Rio-São Paulo de 1960, perdendo apenas 2 das 31 partidas disputadas nessas competições.
Telê e Paulinho Omena, dupla dinâmica que fez sucesso no Flu.
Atuaram juntos em 134 partidas, nas quais marcaram 74 gols.

Jorge Antônio Putinatti, o Jorginho Putinatti (1959), ponta-direita com 11 gols marcados em 27 jogos pelo Fluminense na temporada de 1988. Marcou três gols em um jogo contra a Cabofriense, em Laranjeiras.

Igor de Carvalho Julião (1994), lateral-direito formado no Fluminense, com 30 atuações na equipe profissional tricolor, entre as temporadas de 2012 e 2016.

PCFilho

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Palpites da Loteca - Concurso 764



Amigos e amigas, seguem abaixo os porcentuais estimados de apostas nas 14 partidas que compõem o concurso número 764 da Loteca. Nos parênteses ao lado de cada jogo, há três porcentuais: o primeiro refere-se à vitória do time mandante, o segundo refere-se ao empate, e o terceiro refere-se à vitória do time visitante:
1) Palmeiras x São Paulo (60% 25% 15%)
2) Fluminense x Vasco (70% 15% 15%)
3) Avaí x Chapecoense (35% 40% 25%)
4) Salgueiro x Sampaio Corrêa (50% 25% 25%)
5) Oeste x Boa Esporte (45% 30% 25%)
6) Luverdense x Londrina (45% 25% 30%)
7) Botafogo de Ribeirão Preto x Tupi (70% 20% 10%)
8) Flamengo x Atlético Paranaense (70% 15% 15%)
9) Fortaleza x CSA (70% 20% 10%)
10) Bahia x Botafogo (60% 25% 15%)
11) Ponte Preta x Atlético Mineiro (50% 25% 25%)
12) Cruzeiro x Santos (55% 30% 15%)
13) Botafogo/PB x Confiança (75% 15% 10%)
14) Santa Cruz x CRB (60% 20% 20%)

As apostas neste concurso 764 da Loteca podem ser registradas até as 14:00 de Brasília do sábado 26, em qualquer casa lotérica do território brasileiro. A estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos é de R$ 750.000,00 (setecentos e cinquenta mil reais). Os rateios das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa Econômica Federal em seu site, na tarde da segunda-feira 28.

Vocês concordam com os porcentuais acima? Discordam deles? Qual será a grande zebra do concurso? Qual é a aposta ideal para abocanhar esse concurso da Loteca? Será um prazer receber os seus comentários abaixo!

Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho

PS: estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

Efemérides tricolores - 22 de agosto



1909: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras), o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Botafogo. Os gols da vitória tricolor foram de Emile Etchegaray e Nestor Macedo, tendo Gilbert Hime marcado o gol do Botafogo. O Fluminense seguia firme rumo à conquista do quarto Campeonato Carioca de sua história.

1914: perante bom público no campo do America, na rua Campos Sales, o combinado Fluminense-America perdeu por 4 a 1 para a Pro Vercelli, a melhor equipe italiana da época, que excursionava pelo Brasil, reforçada por alguns atletas de outros clubes da Itália. O combinado Flu-America atuou com: Marcos Carneiro de Mendonça [Flu]; Luiz Carneiro de Mendonça [Flu] e Parras [America]; Harry Mayes [Flu], Pernambuco [Flu] e Badu [America]; Witte [America], Ojeda [America], Welfare [Fluminense], Oswaldo Gomes [Fluminense] e Osman [America]. A Pro Vercelli atuou com: Giovanni Innocenti; Enzio Pensotti [Novara] e Modesto Valle; Carlo Carcano [Alessandria], Giuseppe Milano e Giuseppe Parodi; Arturo De Ambrosis [Novara], Edoardo Grillo [Alessandria], Pietro Ferraro, Alessandro Rampini e Carlo Corna. O gol do combinado foi do centroavante tricolor Welfare, quando a Pro Vercelli vencia por 2 a 0; os gols da equipe italiana foram de Carlo Corna, Carlo Carcano, Alessandro Rampini e Pietro Ferraro. No dia seguinte, a Pro Vercelli encararia a Seleção Carioca, no campo do Fluminense, na rua Guanabara (vide efemérides de amanhã).

1948: em jogo válido pelo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense goleou o Olaria por 8 a 2, no campo da rua Bariri. Os gols tricolores foram de Maneco, Orlando Pingo de Ouro, Cento-e-Nove (2), Simões (3) e Rodrigues Tatu.

1954: o Fluminense estreou no Campeonato Carioca com uma vitória por 2 a 0 sobre a Portuguesa da Ilha do Governador, no Estádio de Laranjeiras, gols de Escurinho e Didi (de pênalti). O time tricolor foi efusivamente aplaudido pela torcida, agradecida pela conquista do Torneio Início na semana anterior (vide 15 de agosto).

1973: o Fluminense derrotou o Flamengo por 4 a 2, em jogo disputado sob intensa chuva, diante de 74.073 pagantes no Maracanã, e conquistou o 21º Campeonato Carioca de sua história. Manfrini e Toninho Baiano abriram 2 a 0 para o Fluminense, Dario marcou dois e empatou para o Flamengo, mas Manfrini e Dionísio assinalaram os gols que deram a vitória e o título ao Tricolor. Sob o comando técnico de Duque, os campeões jogaram assim: Félix; Toninho Baiano, Bruñel, Assis e Marco Antônio; Carlos Alberto Pintinho, Kléber e Manfrini; Marquinhos, Dionísio e Lula. A torcida tricolor festejou na chuva: é campeão!
Manfrini chuta para inaugurar o placar no Maracanã (foto: Jornal do Brasil).

1982: em jogo válido pelo Campeonato Carioca, em São Januário, o Fluminense ganhou por 4 a 0 da Portuguesa da Ilha do Governador, gols de Zezé Gomes (dois, um de pênalti), Amauri e Gilcimar.

1986: no Estádio Municipal de Balaídos, pelo Torneio Triangular de Vigo, na Espanha, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Real Valladolid. Na definição por pênaltis, houve um curioso empate em 4 a 4. No dia seguinte, o Fluminense decidiria o torneio contra o Celta de Vigo (vide efemérides de amanhã).

1989: na última partida da excursão à Europa, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Athletic Bilbao, em amistoso disputado no Estádio San Mamés, em Bilbao, na Espanha. O saldo final do giro tricolor pela Europa foi de 11 vitórias, 3 empates e 2 derrotas.

2004: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o Fluminense venceu o São Paulo por 1 a 0, devido a um gol-contra do zagueiro Fabão.

2010: em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Vasco, perante 80.080 pessoas no Maracanã. No jogo que marcou a estreia do meio-campista Deco, os gols tricolores foram de Gum e Júlio César. Este foi o último clássico disputado no antigo Maracanã, antes da extensa reforma do estádio para a Copa do Mundo de 2014. Com 10 vitórias, 3 empates e 2 derrotas, o Fluminense somava 33 pontos, na campanha que culminaria na conquista do terceiro Brasileirão de sua história.
O último jogo da história com mais de 80.000 pessoas no Maracanã.

****

Aniversariantes do dia:

Eunápio Gouveia de Queiroz (1922), meia-atacante que integrou o plantel do Fluminense na temporada de 1942, em que disputou alguns jogos amistosos. Posteriormente, Eunápio se tornaria um dos mais respeitados árbitros do futebol brasileiro, tendo apitado 59 partidas do Fluminense, dentre elas a de 29/05/1957 - Portuguesa 1 x 3 Fluminense - que garantiu o título do Torneio Rio-São Paulo.

Benedito Rangel de Souza, o Bené (1932), meio-campista que integrou o elenco do Fluminense entre as temporadas de 1951 e 1954. Foi campeão carioca juvenil em 1951, e um dos representantes tricolores na Seleção Brasileira que disputou os Jogos Olímpicos de Helsinki, em 1952.

Cláudio César de Aguiar Mauriz (1940), goleiro que fez parte do plantel do Fluminense entre 1958 e 1961, e posteriormente faria sucesso defendendo a meta do Santos.

Sérgio Prestes da Silva, o Serginho (1965), meio-campista que fez parte do elenco do Fluminense na temporada de 1993.

Carlos Alexandre Torres (1966), zagueiro formado pelo Fluminense, com 11 gols marcados em 220 jogos pelo time profissional tricolor. Conquistou a Copa São Paulo de Juniores em 1986, a Copa Kirin e o Torneio de Paris em 1987, e o Torneio de Kiev em 1989. Alexandre Torres é filho de Carlos Alberto Torres, o lendário lateral-direito também formado pelo Fluminense, na década de 1960. Em 2017, assumiu uma função de gerência no clube.
Alexandre Torres em ação em jogo contra o Vasco (foto: Revista Placar).

PCFilho

Cartola FC - Dicas da 22ª rodada - 2017


Amigos e amigas, a 22ª rodada do Brasileirão 2017 terá nove partidas valendo pontos para o Cartola FC:
26/08/2017 (sábado)
16:00 - Fluminense x Vasco - Maracanã (Rio de Janeiro)
19:00 - Corinthians x Atlético Goianiense - Itaquerão (São Paulo)
27/08/2017 (domingo)
16:00 - Bahia x Botafogo - Fonte Nova (Salvador)
16:00 - Flamengo x Atlético Paranaense - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
16:00 - Palmeiras x São Paulo - Allianz Parque (São Paulo)
16:00 - Ponte Preta x Atlético Mineiro - Moisés Lucarelli (Campinas)
19:00 - Avaí x Chapecoense - Ressacada (Florianópolis)
19:00 - Cruzeiro x Santos - Mineirão (Belo Horizonte)
28/08/2017 (segunda-feira)
20:00 - Coritiba x Vitória - Couto Pereira (Curitiba)
ATENÇÃO: a partida Grêmio x Sport Recife, adiada para o dia 02/09, não valerá pontos para o Cartola FC! O jogo adiado da 20ª rodada, Chapecoense x Corinthians, nesta quarta-feira 23, também não valerá pontos, naturalmente.

****

Na última rodada, a escalação sugerida aqui no blog teve desempenho acima da média geral: somou 46,33 pontos. Até aqui no Campeonato, as escalações sugeridas acumularam 1031,10 pontos, média de 49,10 pontos por rodada.

Minha sugestão de escalação para esta 22ª rodada, no esquema tático 4-3-3, é a seguinte, com custo total de C$ 155,27:
- Goleiro: Cássio (Corinthians, C$ 12,44);
- Laterais: Jean (Palmeiras, C$ 13,79) e Guilherme Arana (Corinthians, C$ 9,40);
- Zagueiros: Balbuena (Corinthians, C$ 10,40) e Rhodolfo (Flamengo, C$ 9,07);
- Meias: Rodriguinho (Corinthians, C$ 14,14), Éverton Ribeiro (Flamengo, C$ 12,59) e Gustavo Scarpa (Fluminense, C$ 14,00);
- Atacantes: Ángel Romero (Corinthians, C$ 12,33), (Corinthians, C$ 12,14) e Henrique Dourado 🔪 (Fluminense, C$ 23,43);
- Técnico: Fábio Carille (Corinthians, C$ 11,54).

****

A nossa Liga Jornalheiros tem 566 participantes! O ranking com os 10 maiores pontuadores da Liga até agora está abaixo. Se você quiser participar da Liga, deve solicitar a entrada clicando aqui.

1º. Dale juvem (Gabriel Ckim Mitoo), 1386,70 pts;
2º. Palmeiras.Campeao.de.novo (Flávio), 1386,29 pts;
3º. Paulinho_mengão (Paulo Henrique), 1358,94 pts;
4º. Fegu fc (Felipe), 1354,94 pts;
5º. Palmeiras Sempre Palmeiras FutebolClube (Gustavo Pim), 1349,71 pts;
6º. Recifee FC (Rafael Botelho), 1345,10 pts;
7º. CyKyM4ster FC (Evenny), 1343,86 pts;
8º. Fecha Curto FC (Allan Oliveira), 1340,60 pts;
9º. VARGAS fc 2017 (angelo), 1340,16 pts;
10º. Soy de Paraguay (Tiago Ficuciello), 1339,63 pts.

O mito da Liga Jornalheiros na última rodada foi o time XMafiaF.C, do cartoleiro Ramses Rufino, que somou 79,52 pontos! Parabéns!

****

O Jornalheiros é um espaço democrático: os comentários de todos são bem-vindos, lembrando sempre: respeito em primeiro lugar! Sigam as regras do blog, grafem os nomes dos clubes da maneira correta, e tratem bem todos os que interagirem aqui. Boa sorte a todos, e muito obrigado pelo prestígio de sempre ao blog!

PCFilho

PS: para os que também curtem a Loteca, estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Interessados, por favor entrem em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com. Ainda há tempo de adquirir o e-book com desconto.

Brasileirão 2017 - Classificação após a 21ª rodada

Clique na tabela para ampliá-la.
Fonte: site Futbol24.
Observação: está faltando a realização da partida entre Chapecoense e Corinthians, pela 20ª rodada, adiada em decorrência da excursão da Chapecoense ao exterior. O jogo acontecerá nesta quarta-feira 23, em Chapecó.

Resultados da 21ª rodada:
19/08/2017 (sábado)
16:00 - Corinthians 0 x 1 Vitória - Itaquerão (São Paulo)
19:00 - Flamengo 2 x 0 Atlético Goianiense - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
20/08/2017 (domingo)
11:00 - Grêmio 0 x 0 Atlético Paranaense - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
16:00 - Avaí 1 x 1 São Paulo - Ressacada (Florianópolis)
16:00 - Bahia 3 x 0 Vasco - Fonte Nova (Salvador)
16:00 - Cruzeiro 2 x 0 Sport Recife - Mineirão (Belo Horizonte)
16:00 - Ponte Preta 2 x 1 Botafogo - Moisés Lucarelli (Campinas)
19:00 - Coritiba 0 x 0 Santos - Couto Pereira (Curitiba)
19:00 - Palmeiras 0 x 2 Chapecoense - Allianz Parque (São Paulo)
21/08/2017 (segunda-feira)

Jogo adiado da 20ª rodada:
23/08/2017 (quarta-feira)
19:30 - Chapecoense x Corinthians - Arena Condá (Chapecó)

Jogos da 22ª rodada:
26/08/2017 (sábado)
16:00 - Fluminense x Vasco - Maracanã (Rio de Janeiro)
19:00 - Corinthians x Atlético Goianiense - Itaquerão (São Paulo)
27/08/2017 (domingo)
16:00 - Bahia x Botafogo - Fonte Nova (Salvador)
16:00 - Flamengo x Atlético Paranaense - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
16:00 - Palmeiras x São Paulo - Allianz Parque (São Paulo)
16:00 - Ponte Preta x Atlético Mineiro - Moisés Lucarelli (Campinas)
19:00 - Avaí x Chapecoense - Ressacada (Florianópolis)
19:00 - Cruzeiro x Santos - Mineirão (Belo Horizonte)
28/08/2017 (segunda-feira)
20:00 - Coritiba x Vitória - Couto Pereira (Curitiba)
02/09/2017 (sábado)
16:00 - Grêmio x Sport Recife - Arena do Grêmio (Porto Alegre)

PCFilho

Probabilidades do Brasileirão 2017 - rodada 21


Amigos, seguem abaixo as probabilidades do Campeonato Brasileiro, após o término da 21ª rodada (faltando a realização da partida Chapecoense x Corinthians, adiada da 20ª rodada). Os cálculos são do engenheiro Ramón Martins.

Foram calculados os cenários de título, vaga na Copa Libertadores, vaga na Copa Sul-Americana e rebaixamento. Os porcentuais obtidos são resultados de milhares de simulações computacionais, que utilizam modelos probabilísticos baseados exclusivamente nos desempenhos de cada clube ao longo da competição.

G1: probabilidade de o time ser o Campeão Brasileiro de 2017:
1º. Corinthians, 86,7%
2º. Grêmio, 10,5%
3º. Santos, 1,6%
4º. Palmeiras, 0,8%
5º. Flamengo, 0,1%
5º. Cruzeiro, 0,1%
5º. Atlético Paranaense, 0,1%
8º. Fluminense, chances residuais

G4: probabilidade de o time terminar a competição nas quatro primeiras posições (vaga direta na Copa Libertadores):
1º. Corinthians, 99,9%
2º. Grêmio, 92,0%
3º. Santos, 68,0%
4º. Palmeiras, 47,6%
5º. Flamengo, 22,8%
6º. Fluminense, 15,9%
7º. Cruzeiro, 15,4%
8º. Atlético Paranaense, 13,9%
9º. Sport Recife, 7,2%
10º. Botafogo, 3,6%
11º. Atlético Mineiro, 2,7%
12º. Chapecoense, 2,4%
13º. Ponte Preta, 2,3%
14º. Coritiba, 1,8%
15º. Bahia, 1,7%
16º. Vasco, 1,3%
17º. São Paulo, 0,9%
18º. Vitória, 0,4%
19º. Avaí, 0,1%

G6: probabilidade de o time terminar a competição nas seis primeiras posições (vaga direta na Libertadores ou vaga na pré-Libertadores):
1º. Corinthians, 100,0%
2º. Grêmio, 97,9%
3º. Santos, 87,0%
4º. Palmeiras, 72,8%
5º. Flamengo, 48,4%
6º. Fluminense, 39,0%
7º. Cruzeiro, 37,0%
8º. Atlético Paranaense, 33,6%
9º. Sport Recife, 19,8%
10º. Botafogo, 12,8%
11º. Atlético Mineiro, 9,5%
12º. Chapecoense, 8,6%
13º. Ponte Preta, 8,2%
14º. Coritiba, 6,7%
15º. Bahia, 6,6%
16º. Vasco, 5,7%
17º. São Paulo, 3,9%
18º. Vitória, 1,9%
19º. Avaí, 0,7%

SA: probabilidade de o time terminar a competição entre o 7º e o 12º lugares (vaga na Copa Sul-Americana):
Grêmio, 2,1%
Santos, 12,4%
Palmeiras, 24,4%
Flamengo, 42,3%
Fluminense, 47,9%
Cruzeiro, 48,0%
Atlético Paranaense, 49,4%
Sport Recife, 50,6%
Botafogo, 47,7%
Atlético Mineiro, 39,6%
Chapecoense, 36,6%
Ponte Preta, 39,5%
Coritiba, 34,6%
Bahia, 35,7%
Vasco, 33,0%
São Paulo, 27,5%
Vitória, 17,5%
Avaí, 10,7%
Atlético Goianiense, 0,6%

Z4: probabilidade de o time terminar a competição nas quatro últimas posições (rebaixamento para a Série B):
Santos, 0,1%
Palmeiras, 0,3%
Flamengo, 1,3%
Fluminense, 2,1%
Cruzeiro, 2,4%
Atlético Paranaense, 3,4%
Sport Recife, 7,6%
Botafogo, 11,1%
Ponte Preta, 17,8%
Atlético Mineiro, 19,1%
Chapecoense, 21,4%
Bahia, 22,1%
Coritiba, 24,7%
Vasco, 25,9%
São Paulo, 32,7%
Vitória, 50,0%
Avaí, 62,4%
Atlético Goianiense, 95,5%

PCFilho

Xadrez - Mate em 3! (Antonín Novotný)

Antonín Novotný, Leipziger Illustrirte Zeitung, 1855.
Código FEN: 2q3r1/b7/2r1b3/p6p/5P1k/2R5/1P2B1Q1/K4N2 w - - 0 1.

As Brancas jogam e dão xeque-mate em 3 lances!

(White to play and give checkmate in 3 moves!)

Antonín Novotný (22/08/1827 - 09/03/1871) foi um famoso problemista de xadrez austro-tcheco. Este post é uma homenagem a seu 190º aniversário!

(Antonín Novotný (22/08/1827 - 09/03/1871) was a famous Austrian-Czech chess problemist. This post is a tribute to his 190th birthday!)

PCFilho

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Ficha Técnica: Fluminense 2 x 1 Atlético Mineiro

Henrique Dourado, artilheiro do Brasileirão com 12 gols!

21/08/2017 - Fluminense 2 x 1 Atlético Mineiro - Maracanã (Rio de Janeiro)
Motivo: Campeonato Brasileiro 2017, 21ª rodada.
Público: 10.412 presentes (9.248 pagantes).
Renda: R$ 237.240,00.
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP).
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Herman Brumel Vani (SP).
Fluminense: Júlio César; Lucas (Matheus Alessandro), Renato Chaves, Henrique e Léo Pelé; Jefferson Orejuela, Marlon Freitas (Marcos Júnior), Wendel e Gustavo Scarpa; Wellington Silva (Peu) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
Atlético Mineiro: Victor; Marcos Rocha, Bremer, Leonardo Silva e Fábio Santos; Roger Bernardo (Valdívia), Yago, Elias e Juan Cazares (Robinho); Luan e Rafael Moura (Fred). Técnico: Rogério Micale.
Gols:
1-0: Henrique Dourado, de cabeça, aos 37 do 1º tempo (assistência de Gustavo Scarpa);
1-1: Valdívia, aos 11 do 2º tempo;
2-1: Henrique Dourado, de cabeça, aos 42 do 2º tempo (assistência de Gustavo Scarpa).
Cartões amarelos: Wendel (Fluminense); Luan e Fred (Atlético Mineiro).

Personagem do jogo I: o Ceifador
Com os dois gols marcados na noite desta segunda-feira 21, Henrique Dourado voltou a assumir a artilharia isolada do Campeonato Brasileiro, somando 12 gols (, do Corinthians, tem 11). Ele é também o maior goleador da temporada de 2017 no futebol brasileiro, com 26 gols (já é a temporada mais produtiva de sua carreira, superando a de 2014, quando marcou 25 com as camisas de Portuguesa e Palmeiras). Com a camisa do Fluminense, o Ceifador tem ao todo 28 gols em 55 partidas.

Personagem do jogo II: o goleiro Victor
O goleiro atleticano Victor foi um dos melhores em campo. No primeiro tempo, realizou cinco defesas difíceis, evitando que o Fluminense garantisse a vitória. Só não conseguiu evitar os dois gols de Henrique Dourado: no primeiro, não teve êxito ao tentar interceptar a venenosa cobrança de escanteio de Gustavo Scarpa; no segundo, não reagiu a tempo à cabeçada perfeita do Ceifador.

Histórico do confronto
Este foi o 89º duelo entre os tradicionais clubes na história. Houve 29 vitórias do Fluminense, 25 empates e 35 vitórias do Atlético Mineiro, 129 gols do Fluminense e 138 gols do Atlético Mineiro. Para conferir a lista de resultados, vide meu post História - Fluminense x Atlético MG. Esta partida foi a terceira vitória seguida do Fluminense no confronto.

Situação no Campeonato Brasileiro
O Fluminense tem 30 pontos ganhos em 21 partidas disputadas, com 7 vitórias, 9 empates e 5 derrotas, 31 gols-pró e 28 gols-contra, ocupando a 8ª posição na tabela de classificação (empatado em pontos com Cruzeiro e Atlético Paranaense, perdendo no critério de desempate do número de vitórias).

PCFilho

Efemérides tricolores - 21 de agosto


1913: vestindo a camisa tricolor do Fluminense, a Seleção Carioca derrotou o Corinthian, da Inglaterra, por 2 a 1, no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras). A Seleção Carioca atuou com: Harry Robinson [Paysandu]; Píndaro de Carvalho [Flamengo] e Emmanuel Augusto Nery [Flamengo]; Lawrence Andrews [Flamengo], Conrado Mutzembecker [Fluminense] e Rolando de Lamare [Botafogo]; Sidney Pullen [Paysandu], Oswaldo Gomes [Fluminense], Henry Welfare [Fluminense], Mimi Sodré [Botafogo] e Lauro Sodré Filho [Botafogo]. Antes dos dez minutos, Maxwell Woosnam abriu o placar para o Corinthian, com um chute quase do meio do campo. Ainda no primeiro tempo, Sidney Pullen empatou para a Seleção Carioca, cobrando pênalti. E, no segundo tempo, o "jogador novo e desconhecido entre nós" Henry Welfare marcou o gol da vitória brasileira (entre aspas, trecho do jornal "A Imprensa"). Esta partida tem alguns fatos interessantes:
- foi uma revanche das históricas goleadas do Corinthian três anos antes (10 a 1 sobre o Fluminense; 8 a 1 sobre a Seleção Carioca; e 5 a 2 sobre um Combinado Brasileiro), mostrando que o futebol brasileiro evoluíra consideravelmente;
- doze dias após chegar ao Rio de Janeiro, o centroavante inglês Henry Welfare jogou pela primeira vez e marcou seu primeiro gol vestindo a camisa do Fluminense - ele se tornaria o grande líder e craque tricolor nos anos seguintes;
- Píndaro, Nery e Lawrence, campeões de 1911 que saíram para jogar no Flamengo, voltaram a vestir a camisa do Fluminense por um jogo;
- foi a única derrota desta viagem do Corinthian: depois, disputariam mais cinco jogos, com quatro vitórias (4 a 0 sobre um Combinado Estrangeiro; 2 a 1 sobre um Combinado Brasileiro; 2 a 1 sobre o Paulistano; e 8 a 2 sobre a Mackenzie College) e um empate (1 a 1 com a A. A. Palmeiras);
- o Corinthian chegaria a vir para o Rio de Janeiro no ano seguinte para disputar mais partidas; no entanto, com a notícia da eclosão da I Guerra Mundial, os atletas retornariam imediatamente para se juntar às Forças Armadas do Reino Unido;
- Maxwell Woosnam, autor do gol inglês, conquistaria uma medalha de ouro e uma de prata nos Jogos Olímpicos de 1920, na Antuérpia, como tenista de duplas.
A Seleção Carioca com a camisa do Fluminense.
Em pé (os três do centro): Píndaro de Carvalho, Harry Robinson e Emmanuel Augusto Nery.
Ajoelhados: Lawrence Andrews, Conrado Mutzembecker e Rolando de Lamare.
Sentados: Oswaldo Gomes, Sidney Pullen, Henry Welfare, Lauro Sodré Filho e Mimi Sodré.

1932: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Sport Club Brasil. Os gols tricolores foram de Amaury e Preguinho.

1955: em partida válida pelo primeiro turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense goleou o Madureira por 4 a 0, gols de Escurinho, Pinheiro (cobrando pênalti) e Waldo (dois).

1966: o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Bangu, em partida válida pela Taça Guanabara, no Maracanã. Os gols aconteceram no primeiro tempo: Paulo Borges marcou para o Bangu e Lula fez para o Fluminense. O Tricolor conquistaria de maneira invicta aquela competição, que era disputada à parte do Campeonato Carioca (que o Bangu venceria, em dezembro, batendo o Flamengo na decisão).

1976: o Fluminense venceu o America por 2 a 0, em jogo da primeira rodada da fase final do Campeonato Carioca, diante de 50.007 pagantes no Maracanã. Doval e Gil marcaram os gols da Máquina Tricolor, que seguia a pleno vapor rumo à conquista do bicampeonato. Vasco e Botafogo se enfrentariam no dia seguinte, com vitória vascaína por 1 a 0. A segunda rodada aconteceria poucos dias depois, com Fluminense x Botafogo no dia 25 e Vasco x America no dia 26 (confiram os resultados aqui nas próximas efemérides!).

1977: em jogo válido pelo Campeonato Carioca, em Moça Bonita, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Bonsucesso, com gols de Zezé e Doval, ambos no segundo tempo.

1983: em partida válida pelo Campeonato Carioca, perante 56.247 pagantes no Maracanã, o Fluminense derrotou o Vasco por 3 a 1, oferecendo ao rival um "presente de grego" no dia de seu 85º aniversário. Os gols saíram todos no segundo tempo: Aldo abriu o placar cabeceando após cruzamento de Branco aos 7 minutos, Roberto Dinamite empatou cobrando falta aos 25, e Washington decidiu aos 28 e aos 41. O Fluminense começava a empolgar sua torcida, na campanha em que conquistaria o primeiro turno (Taça Guanabara) e, posteriormente, o próprio Campeonato Carioca.
Aldo mergulha para abrir o placar, de cabeça, sem chance para Acácio: Fluzão 1 a 0!
(Foto: Jornal dos Sports.)

1984: no último amistoso da viagem ao exterior, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Chivas Guadalajara, do México, em partida realizada no Memorial Coliseum, em Los Angeles, nos Estados Unidos. O gol do campeão brasileiro foi marcado por Romerito, cobrando pênalti.

1986: na sequência do giro pela Europa, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Brescia, da Itália, com um gol de Leomir, aos 22 minutos do 2º tempo. O jogo aconteceu no Stadio Mario Rigamonti, em Brescia. No dia seguinte, o Tricolor voltaria a campo, para enfrentar o Valladolid, pelo Torneio de Vigo, na Espanha.

1994: em jogo do Campeonato Brasileiro, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Paraná. Os gols tricolores na partida foram de Djair e Welton.

2003: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense derrotou o Internacional por 1 a 0, com um golaço do jovem meia-atacante Carlos Alberto, aos 16 minutos do segundo tempo, diante de 39.545 pagantes no Beira-Rio, em Porto Alegre.

2013: na partida de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Goiás, gol de Samuel. O goleiro tricolor Diego Cavalieri defendeu uma cobrança de pênalti de Walter na partida. Na volta, na semana seguinte, o Tricolor perderia a vaga, com uma derrota por 2 a 0 em Goiânia.

2016: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Arruda, no Recife, o Fluminense venceu o Santa Cruz por 1 a 0, com um gol do centroavante Henrique Dourado, aos 29 minutos do primeiro tempo.

2017: em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense derrotou o Atlético Mineiro por 2 a 1. Os dois gols da vitória tricolor foram assinalados por Henrique Dourado, de cabeça, ambos com assistência de Gustavo Scarpa.

****

Aniversariantes do dia:

Edson da Silva, o Edinho Silva (1970), lateral-direito com 23 atuações pelo time profissional do Fluminense, entre as temporadas de 1987 e 1989.

Paulo Alexandre de Souza Azevedo (1971), meio-campista com 5 gols marcados em 40 partidas disputadas pelo Fluminense, entre os anos de 1992 e 1993.

PCFilho

domingo, 20 de agosto de 2017

Xadrez - Mate em 2! (Friedrich Köhnlein)

Friedrich Köhnlein, Deutsches Wochenschach, 1908.
Código FEN: 4n3/5Q2/4N1R1/R2bk1p1/6pb/B3p3/3N4/K7 w - - 0 1.

As Brancas jogam e dão xeque-mate em 2 lances!

(White to play and give checkmate in 2 moves!)

PCFilho

Efemérides tricolores - 20 de agosto


1911: diante de numerosa assistência no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras), o Fluminense enfrentou uma Seleção do Uruguai, composta por jogadores dos principais times de Montevideo. O escrete nacional do país vizinho venceu a equilibrada partida pelo placar de 3 a 2. Os gols tricolores na partida internacional foram marcados por Arnaldo Guimarães e Orlando Bahiano. O selecionado uruguaio havia disputado quatro partidas em São Paulo: empate em 3 a 3 com o Paulistano (9 de agosto), empate em 2 a 2 com o São Paulo Athletic (12 de agosto), derrota por 3 a 0 para o Americano (13 de agosto) e empate em 2 a 2 com a Seleção Paulista (15 de agosto). De acordo com o Blog do Marcão, a Seleção do Uruguai tinha os seguintes atletas: Fernández della Sierra, Bariola, Jorge Germán Pacheco, Ángel-Allende, Francisco Crocker [Nacional Montevideo], E. Crocker [Nacional Montevideo], A. Bertone, Juan Carlos Bertone [Montevideo Wanderers], Antônio Marques, Carlos "Carlitos" Marques, Rebagliate, Alberto Zumarán [Montevideo Wanderers], Zumarán II e Altamirano.

1960: em jogo do turno do Campeonato Carioca, em São Januário, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do São Cristóvão, gol de Maurinho, aos 6 minutos do primeiro tempo.

1961: em partida válida pelo Campeonato Carioca, perante 86.464 pagantes no Maracanã, o Fluminense derrotou o Flamengo por 4 a 3. O onze tricolor começou avassalador, abrindo logo 3 a 0 no placar, com gols de Calazans aos 4, Paulinho Omena aos 11 e Escurinho aos 17. Henrique Frade descontou para o Flamengo aos 25, mas Paulinho Omena marcou mais um aos 30 e parou a reação rubro-negra. No segundo tempo, o Flamengo chegou a descontar, com Dida aos 28 e Gérson aos 39, de pênalti, mas o Fluminense soube segurar a vitória. O treinador tricolor Zezé Moreira explicou a queda de produção na etapa final: "O preparo físico de certos elementos não está 100%. Escurinho chegou a sentir dores na perna, Humberto precisa de muita ginástica para chegar ao normal, havendo outros em condições idênticas. Ora, com 4 a 1 a nosso favor, a ninguém seria lícito pensar em empate ou derrota. A vitória estava mais que garantida. Por isso, eu mandei o time poupar esforços, atendendo aos seus próprios interesses. O que interessa ao Fluminense é a vitória, seja de 1 a 0, seja 4 a 3. De que adiantaria um placar de, por exemplo, 9 a 1? Não ganharíamos mais pontos por causa disso".

1964: em jogo no Maracanã, válido pelo Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Bonsucesso, gol de Amoroso, aos 39 minutos do segundo tempo. Com seis vitórias e um empate em sete jogos, o Fluminense iniciava a campanha de mais um título estadual - que seria conquistado em decisão contra o Bangu, em dezembro.

1967: o Fluminense venceu o Teresópolis por 3 a 0, com três gols de Cláudio Garcia, em amistoso disputado no Estádio Jorge Pereira da Silva, na cidade serrana.

1972: na decisão do terceiro lugar do Troféu Colombino, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Valencia, no Estádio Municipal de Huelva, na Espanha. Didi (aos 3 do segundo tempo) e Lula (aos 35, cobrando pênalti) marcaram os gols da vitória tricolor sobre a equipe espanhola. Na decisão do torneio, o Atlético de Madrid venceu o Slovan Bratislava, da Tchecoslováquia, por 2 a 1.

1978: na decisão do terceiro lugar do Torneio de Amsterdã, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o AZ Alkmaar, da Holanda, no Estádio Olímpico da capital holandesa. Os gols tricolores foram de Robertinho e Marinho Chagas. Na disputa de pênaltis, o AZ venceu por 5 a 4.

1985: em jogo da fase de grupos da Copa Libertadores, o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o Ferro Carril Oeste, da Argentina, no Estádio do Ferro Carril Oeste, em Buenos Aires. O gol foi de Esteban González, aos 12 do primeiro tempo, cobrando pênalti duvidoso assinalado pelo árbitro uruguaio Ramón Barreto (que também expulsou Deley). Com o resultado, o Tricolor foi eliminado da competição.

1986: na decisão do terceiro lugar do Torneio de Zurique, competição organizada pelo Grasshopper-Club em comemoração ao centenário de sua fundação, o Fluminense perdeu por 1 a 0 para o Bayern de Munique, no Hardturm Stadion. O gol da vitória do time alemão foi de Dorfner, aos 15 minutos. Assim, o Bayern conseguiu igualar o histórico do confronto, já que, em 1975, o Fluminense vencera o timaço bávaro no Maracanã. Na decisão do torneio, o Grasshopper-Club venceu a Roma por 3 a 1.

1989: na sequência da excursão pela Europa, o Fluminense derrotou o Napoli, vice-campeão italiano da temporada anterior, por 1 a 0, no Stadio Partenio, em Avellino, na Itália, com um gol de Edgar, de falta, aos 28 minutos do segundo tempo. O Napoli conquistaria o Campeonato Italiano na temporada que se iniciava.

1995: em jogo do Campeonato Brasileiro, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Criciúma, gol de Aílton, aos 21 minutos do segundo tempo.

1997: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense venceu o Guarani por 3 a 1. Os gols tricolores foram de Paulinho McLaren (de pênalti), César e Paulo Roberto (de falta).

2008: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio dos Aflitos, no Recife, o Fluminense derrotou o Náutico por 3 a 1, com três gols do centroavante Washington.

2015: na partida de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, no Maracanã, o Fluminense venceu o Paysandu por 2 a 1. Os gols tricolores foram de Magno Alves e Renato, o último aos 47 minutos do segundo tempo.

****

Aniversariantes do dia:

Henry Welfare (1888), lendário centroavante inglês do Fluminense, sexto maior artilheiro  da história do clube (o maior da era amadora), líder do time tricampeão carioca em 1917, 1918 e 1919, e campeão também dos Torneios Início de 1916 e 1924. Entre 1913 e 1924, marcou incríveis 161 gols em 165 partidas oficiais pelo Fluminense, e ainda 4 gols em Torneios Início, e outros tantos pela Seleção Carioca.
Após jogar por três clubes ingleses (Northern Nomads, Liverpool e Tranmere Rovers), Welfare chegou ao Rio de Janeiro em 9 de agosto de 1913, contratado como professor de Língua Inglesa e Matemática pelo Ginásio Anglo-Brasileiro. Semanas depois, o Tanque Inglês estrearia no time principal do Fluminense, clube em que faria história nos anos seguintes. O cronista Mario Filho o definiu assim: "Era como se o Fluminense estivesse usando uma arma proibida; os outros clubes de espada, o Fluminense de revólver, de metralhadora". Em 1920, o professor Harry recebeu o justo título de sócio benemérito, homenagem justíssima, pois sua passagem pelo Fluminense certamente mudou o clube de patamar.

Luís Henrique Pereira dos Santos (1968), meio-campista com 10 gols marcados em 69 partidas disputadas pelo Fluminense, entre as temporadas de 1994 e 1997. Fez parte do time que conquistou o Campeonato Carioca de 1995. Na Seleção Brasileira, fez 7 gols em 20 jogos, e participou das Copas América de 1991 e 1993.

PCFilho

sábado, 19 de agosto de 2017

Programação da Loteca - Concurso 764


Amigos e amigas, confiram abaixo a programação com as 14 partidas que compõem o concurso número 764 da Loteca, a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Elas serão disputadas no sábado 26 e no domingo 27, válidas pelas principais divisões do Campeonato Brasileiro (7 da Série A, 3 da Série B e 4 da Série C):
1) Palmeiras x São Paulo (domingo, 16:00, Allianz Parque)
2) Fluminense x Vasco (sábado, 16:00, Maracanã)
3) Avaí x Chapecoense (domingo, 19:00, Ressacada)
4) Salgueiro x Sampaio Corrêa (sábado, 20:00, Cornélio de Barros)
5) Oeste x Boa Esporte (sábado, 16:30, Arena Barueri)
6) Luverdense x Londrina (sábado, 19:00, Passo das Emas)
7) Botafogo de Ribeirão Preto x Tupi (sábado, 15:00, Santa Cruz)
8) Flamengo x Atlético Paranaense (domingo, 16:00, Luso-Brasileiro)
9) Fortaleza x CSA (domingo, 19:00, Castelão)
10) Bahia x Botafogo (domingo, 16:00, Fonte Nova)
11) Ponte Preta x Atlético Mineiro (domingo, 16:00, Moisés Lucarelli)
12) Cruzeiro x Santos (domingo, 19:00, Mineirão)
13) Botafogo/PB x Confiança (domingo, 16:00, Almeidão)
14) Santa Cruz x CRB (sábado, 16:30, Arruda)

Os bilhetes deste concurso 764 da Loteca poderão ser registrados a partir da manhã da segunda-feira 21, até as 14:00 de Brasília do sábado 26. Recomendamos que os leitores registrem suas apostas nas casas lotéricas com a máxima antecedência possível, a fim de evitar filas e outros transtornos.

Confiram aqui no Jornalheiros os porcentuais estimados de apostas para os 14 jogos. Os porcentuais são a base do método de apostas que explico no e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

Em cada um dos 14 jogos, o apostador deve escolher um dos três resultados possíveis: coluna 1 (vitória do mandante), coluna do meio (empate) ou coluna 2 (vitória do visitante). A aposta mínima na Loteca dá direito a um palpite duplo e custa R$ 2,00 (dois reais). Para cada palpite duplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 2. Para cada palpite triplo marcado a mais, multiplica-se o preço da aposta por 3. Exemplos:
- uma aposta com 1 palpite duplo e 1 palpite triplo custa R$ 2,00 × 3 = R$ 6,00 (seis reais).
- uma aposta com 3 palpites duplos e 1 palpite triplo custa R$ 2,00 × 2 × 2 × 3 = R$ 24,00 (vinte e quatro reais).
- uma aposta com 2 palpites duplos e 2 palpites triplos custa R$ 2,00 × 2 × 3 × 3 = R$ 36,00 (trinta e seis reais).
- uma aposta com 4 palpites duplos e 1 palpite triplo custa R$ 2,00 × 2 × 2 × 2 × 3 = R$ 48,00 (quarenta e oito reais).

Abaixo, a seção dos comentários está sempre aberta para que vocês façam suas observações. Qual será a grande zebra deste concurso? Qual time não perderá de jeito nenhum? Esperamos as suas opiniões! Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros! Apostem com moderação, e boa sorte rumo aos 14 acertos!

PCFilho

Efemérides tricolores - 19 de agosto



1939: em jogo amistoso, no campo da rua Cesário Ramalho, em São Paulo, o Fluminense ganhou por 4 a 2 da Portuguesa. Os gols tricolores na partida foram marcados por Mário Milani (3) e Fogueira. Esta foi a segunda vitória do Fluminense na viagem à capital paulista, após os 2 a 0 sobre o São Paulo (vide 17 de agosto).

1944: em partida disputada no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Flamengo, e manteve-se na liderança do Campeonato Carioca, dois pontos à frente do rival rubro-negro. Com três defesas difíceis, o goleiro tricolor Batatais foi o melhor em campo.

1945: em amistoso no Estádio José Procópio Teixeira, em Juiz de Fora, o Fluminense venceu o Tupynambás por 3 a 2. Os gols da vitória do Fluminense foram marcados por Simões e Pedro Amorim (dois, um deles decidindo a partida, nos minutos finais). Na partida, o goleiro tricolor Batatais defendeu uma cobrança de pênalti de Eurico.

1950: em sua segunda partida de noventa minutos no Maracanã, o Fluminense empatou novamente: 2 a 2 com o Bonsucesso, pela segunda rodada do Campeonato Carioca. Os dois gols tricolores foram de Didi, o segundo cobrando pênalti, mas a grande atuação do dia foi a do goleiro Castilho, que garantiu o empate com muitas defesas. Nos minutos finais, o arqueiro do Fluminense defendeu três chutes violentos seguidos de Cidinho, em lance que empolgou a torcida. Ao fim do jogo, Castilho foi muito aplaudido pelo público presente no novo estádio carioca.
Manchete do Jornal dos Sports destacando a atuação de Castilho.

1956: em partida válida pela quarta rodada do turno do Campeonato Carioca, no campo da rua Conselheiro Galvão, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do Madureira. Os gols da vitória tricolor foram de Waldo (2) e Léo Briglia.

1972: na semifinal do Troféu Colombino, na Espanha, o Fluminense perdeu para o Atlético de Madrid por 4 a 2, no Estádio Municipal de Huelva. Aos dois minutos, Lula abriu o placar para o Fluminense cobrando falta. Aos 42, Jair Pereira ampliou, aproveitando um rebote do goleiro Rodri. Entretanto, no segundo tempo, o Atlético de Madrid conseguiu reagir e virou o placar para 4 a 2, com três gols de Javier Irureta e um de Luis Aragonés. O clube madrilenho vivia grande fase, era o campeão da Copa del Rey de 1972, conquistaria a Liga Espanhola em 1973, e seria vice-campeão da Copa da Europa em 1974. Os outros participantes do Troféu Colombino foram o espanhol Valencia e o tchecoslovaco Slovan Bratislava (que venceu a outra semifinal por 4 a 0). Na decisão do terceiro lugar, o Fluminense derrotaria o Valencia (vide efemérides de amanhã).
O craque Gérson em ação na partida contra o Atlético de Madrid, em Huelva.

1979: em jogo válido pelo Campeonato Carioca, no Estádio Atílio Marotti, em Petrópolis, o Fluminense ganhou por 3 a 0 do Serrano, gols de Gilcimar e Edinho (dois, ambos cobrando falta).

1981: em partida do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense venceu o Americano de Campos por 1 a 0, com um gol de Cláudio Adão, aos 39 minutos do segundo tempo.

1982: em jogo do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense goleou o Americano de Campos por 5 a 0, gols de Aldo, Amauri (3) e Alexandre.

1990: em partida disputada no Estádio do Maracanã, o Fluminense estreou no Campeonato Brasileiro com vitória: 3 a 0 sobre a Portuguesa de Desportos, com gols de Renato Carioca e Rinaldo (2). O centroavante da Portuguesa neste jogo foi Ézio - jogador que seria contratado pelo Fluminense na temporada seguinte, e se tornaria um ídolo do clube.

1993: na partida de volta da primeira fase da Copa Conmebol, diante de 990 pagantes no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Atlético Mineiro, gols de Chiquinho e Julinho. Durante o jogo, o goleiro tricolor Nei defendeu um pênalti (como havia feito também na partida de ida). Como o Atlético vencera o jogo de ida também por 2 a 0, a classificação foi definida em disputa de pênaltis, com vitória do clube mineiro por 4 a 2.

2001: em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense derrotou o Gama por 4 a 3. Os gols tricolores foram assinalados por Roni (2), Yan e Agnaldo.

****

Aniversariante do dia:

José Henrique de Abreu, o Zé Henrique (1931), centroavante que integrou o plantel do Fluminense entre as temporadas de 1951 e 1952. Atuou posteriormente no Madureira (esteve em campo na partida que decidiu o Campeonato Carioca de 1959 - Fluminense 2 x 0 Madureira).

PCFilho

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Xadrez - Mate em 6! (Karl Andreyevich Yanish)

Karl Andreyevich Yanish, Découvertes sur le cavalier (aux échecs), 1837.
Código FEN: 8/8/8/8/1N6/p7/8/k1K5 w - - 0 1.

É possível dar xeque-mate com somente Rei e Cavalo? Sim! As Brancas jogam e dão xeque-mate em 6 lances!

(Is it possible to give checkmate with only King and Knight? Yes! White to play and give checkmate in 6 moves!)

PCFilho

Efemérides tricolores - 18 de agosto


1912: em jogo do returno do Campeonato Carioca, no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras), o Fluminense ganhou por 4 a 1 do Bangu. Conrado Mutzembecker, Ernesto Paranhos (2) e Barthô marcaram os gols do Fluminense, com Roldão Maia descontando para o Bangu. Com o time quase inteiramente renovado, devido à debandada dos nove titulares de 1911, que foram para o Flamengo, o Tricolor obtinha sua quinta vitória consecutiva, provando que sobreviveria à crise.
Gazeta de Notícias, 19/08/1912.

1935: em jogo do primeiro turno do Campeonato Carioca, em Teixeira de Castro, o Fluminense goleou o Modesto por 6 a 2. Os gols tricolores foram de Romeu Pellicciari, Sobral (2), Vicentino (2) e Hércules.

1940: em partida válida tanto pelo Campeonato Carioca quanto pelo Torneio Rio-São Paulo, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o America, na rua Campos Sales. Os dois gols tricolores foram marcados por Adílson. O Torneio Rio-São Paulo seria interrompido ao fim do primeiro turno, com Fluminense e Flamengo dividindo a liderança. O Campeonato Carioca terminaria com o Fluminense campeão.

1951: na segunda rodada do turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense obteve sua segunda vitória na competição: 3 a 1 sobre o Bonsucesso. Os gols tricolores foram de Carlyle (2) e Joel (de pênalti). Nos meses seguintes, o Fluminense faria uma campanha memorável, até vencer a decisão contra o Bangu e sagrar-se campeão.

1959: na quinta rodada do Campeonato Carioca, no Maracanã, o líder Fluminense venceu mais uma: 2 a 1 sobre a Portuguesa da Ilha do Governador. Mas não foi nada fácil: a Portuguesa abriu o placar com um gol de Orlando, e se fechou num ferrolho. Foi só aos 32 minutos do segundo tempo que Waldo empatou, de voleio, com assistência de Maurinho. Aos 40, o mesmo Maurinho marcou o gol da virada, de cabeça, com assistência de Escurinho. Este foi o 20º triunfo consecutivo daquele time: a maior sequência de vitórias da história do Fluminense, entre 31 de maio e 18 de agosto (vejam a lista completa de resultados aqui). Aquela campanha terminaria com a conquista do título estadual pelo Tricolor.

1962: em jogo válido pelo turno do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 3 a 0 da Portuguesa da Ilha do Governador, gols de Rodrigo, Edil e Walter Lino.

1971: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense venceu o Coritiba por 2 a 1. Ivair e Lula marcaram os gols do Fluminense no primeiro tempo, e Tião Abatiá descontou para o Coritiba na etapa complementar. Nesta partida, o treinador do Coritiba era Elba de Pádua Lima, o lendário Tim - o ídolo foi devidamente aplaudido pela torcida tricolor.

1978: no Torneio de Amsterdã, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Ajax, no Estádio Olímpico da capital holandesa. Os gols tricolores foram de Marinho Chagas e Carlos Alberto Pintinho. Na disputa de pênaltis, o Ajax venceu por 5 a 4.

1984: no último jogo da excursão à Itália, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Pisa, no Stadio Comunale, em Pistoia. Em cinco jogos na Itália, foram três vitórias tricolores, um empate e uma derrota.

1986: em jogo no Hardturm Stadion, em Zurique, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Grasshopper-Club, da Suíça. Na definição por pênaltis, o Grasshopper-Club venceu por 5 a 3. Foi a semifinal do Torneio de Zurique, competição organizada pelo Grasshopper-Club em comemoração ao centenário de sua fundação. Também participaram o Bayern de Munique, da Alemanha, e a Roma, da Itália.

1991: o Fluminense estreou no Campeonato Carioca com vitória: 2 a 0 sobre o América de Três Rios, no Estádio Tievão, em Três Rios. Os gols foram marcados pelo aniversariante Renato Carioca e por Sandro.

2004: no Stade Sylvio Cator, em Port-au-Prince, capital do Haiti, a Seleção Brasileira realizou um amistoso histórico contra a Seleção do Haiti, em prol das vítimas do terremoto que arrasara o país do Caribe. Dois atletas do Fluminense disputaram a partida: o meio-campista Roger Flores (que foi titular e marcou dois gols) e o goleiro Fernando Henrique (que entrou no segundo tempo). A Seleção venceu o jogo por 6 a 0, e proporcionou um dia inesquecível para o sofrido povo haitiano.

2012: na 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Sport Recife, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O gol da vitória foi de Samuel, aos 37 minutos do segundo tempo. O Fluminense passou a somar 39 pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, com 11 vitórias, 6 empates e 1 derrota. A ótima campanha terminaria com a conquista do quarto Brasileirão da história tricolor.

****

Aniversariantes do dia:

Ari Ercílio Barbosa (1941), zagueiro gaúcho com 21 atuações pelo Fluminense na temporada de 1972. Antes de jogar no Fluminense, Ari Ercílio atuara por Internacional, Corinthians, Grêmio e Seleção Brasileira. Em 18/11/1972, o atleta do Fluminense faleceu inesperadamente: foi pescar no Costão do Vidigal e acabou levado pelo mar. Ari Ercílio foi o quarto jogador de futebol a morrer enquanto era atleta do Fluminense, depois de Archibald French (1918), Mano (1922) e Jorge Tavares Py (1930).


Laércio da Silva Vieira Canil, o Renato Carioca (1966), atacante com 31 gols marcados em 95 partidas pelo Fluminense, entre as temporadas de 1990 e 1992. Ele utilizava o pseudônimo Renato como homenagem a seu avô.


Leandro da Fonseca Euzébio, o Leandro Euzébio (1981), zagueiro com 15 gols marcados em 167 partidas pelo Fluminense, entre os anos de 2010 e 2014. Foi campeão brasileiro em 2010 e 2012, e campeão carioca em 2012. Nas duas campanhas vitoriosas no Brasileirão, teve participação importante: em 2010, atuou em 35 das 38 rodadas, e marcou 5 gols; em 2012, atuou em 19 partidas, e marcou 3 gols.


PCFilho