domingo, 23 de julho de 2017

Efemérides tricolores - 23 de julho


1905: em amistoso no campo da rua Guanabara, em Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 10 a 0 do Football & Athletic, gols de Adolpho Simonsen, Horácio da Costa Santos (2), Edwin Cox (3), Emile Etchegaray e Félix Frias (3). Foi a maior goleada da história do Fluminense até aquela data, superando os 8 a 0 da primeira partida (contra o Rio Football Club, em 19/10/1902).

1915: foi inaugurada a terceira sede do Fluminense, com baile no rinque de patinação. Ali foi entoado o primeiro Hino do Fluminense, com letra composta por Paulo Coelho Netto, sobre a melodia da canção inglesa "It's a long, long way to tipperary", de H. Williams (escutem aqui):

O Fluminense é um crisol
Onde apuramos a energia
Ao pleno ar, ao claro sol
Lutando em justas de alegria
O nosso esforço se congraça
Em torno do ideal viril
De avigorar a nova raça
Do nosso Brasil!

Corrige o corpo como artista
Vida imprime à estátua augusta
Faz da argila uma robusta
Peça de aço onde a alma assista
Na arena como na vida
Do forte é sempre a vitória
Do estádio foi que a Grécia acometida
Irrompeu para a glória

Ninguém no clube se pertence
A glória aqui não é pessoal
Quem vence em campo é o Fluminense
Que é, como a Pátria, um ser ideal
Assim nas justas se congraça
Em torno dum ideal viril
A gente moça, a nova raça
Do nosso Brasil!

Adestra a força e doma o impulso
Triunfa, mas sem alardo
O herói é bravo mas galhardo
Tão forte d’alma que de pulso
A força esplende em saúde
E abre o peito à bondade
A força é a expressão viva da virtude
E garbo da mocidade

1952: na primeira partida da semifinal da Copa Rio, o Campeonato Mundial de Clubes, o Fluminense derrotou o Áustria Viena por 1 a 0, diante de 34.180 pessoas no Maracanã. O gol do jogo foi marcado pelo craque Didi, aos 30 minutos do segundo tempo, em espetacular cobrança de falta da meia-lua, no ângulo esquerdo, sem chances para o goleiro Paul Schweda, que estava adiantado e nada pôde fazer. (Há os que defendem que este foi o primeiro gol de folha-seca, o chute de curva que consagraria Didi nos anos seguintes.) Antes do jogo, os clubes fizeram uma homenagem a Adhemar Ferreira da Silva, esticando no campo uma fita de 16 metros e 22 centímetros - a distância que o brasileiro havia saltado nos Jogos Olímpicos de Helsinki, garantindo a medalha de ouro no salto triplo. O golaço de Didi garantiu ao Fluminense a vantagem do empate no segundo jogo, no dia 27.

1964: em um dia sem jogo do Fluminense, Portuguesa da Ilha e Vasco se enfrentaram no Estádio de Laranjeiras pelo Campeonato Carioca e, para surpresa geral, a Portuguesa, treinada pelo lendário Gentil Cardoso, venceu por 2 a 1. Dias antes, Gentil afirmara que o jogo poderia "dar zebra", isto é, um resultado inesperado, numa alusão ao jogo do bicho (em que a zebra não existe). Ao fim da partida, ele declarou: "Eu não disse que ia dar zebra? Que vai dar muita zebra ainda neste campeonato? Pois é. Acharam graça, zombaram , achando que era vigarice do Preto Velho, que o Preto Velho estava era enrolando, fazendo graça. Agora aguentem!". Nasciam ali uma das expressões mais curiosas do "futebolês" brasileiro e o novo mascote do clube insular (uma zebra listrada em verde e vermelho). Cinco anos mais tarde, a Portuguesa aprontaria uma zebra ainda maior, vencendo o poderoso Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu.

1972: na decisão do segundo turno do Campeonato Carioca, perante 101.893 pagantes no Maracanã, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Flamengo, gol de Jair Pereira, aos quatro minutos do segundo tempo. Com o resultado, o Fluminense foi o campeão do segundo turno, conquistou a Taça Fadel Fadel e se classificou para a fase final da competição.

1975: em jogo válido pelo Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense venceu a Portuguesa da Ilha por 1 a 0, gol de Kléber, aos 37 minutos do segundo tempo (com a Máquina Tricolor, não havia zebra que se criasse). Em agosto, o timaço de Francisco Horta conquistaria o título, no triangular com Vasco e Botafogo.

1977: em partida válida pelo Campeonato Carioca, em Moça Bonita, o Fluminense goleou o Madureira por 6 a 0, gols de Marinho Chagas (de pênalti), Kléber, Geraldão (2), Rubens Galaxe e Zezé.

1985: na estreia na Copa Libertadores, diante de 36.387 pagantes no Maracanã, o Fluminense empatou em 3 a 3 com o Vasco. Os gols tricolores foram de Romerito (dois, ambos de cabeça) e Leomir (de pênalti). Posteriormente, o Fluminense ganharia os pontos desse jogo, porque o Vasco escalou um jogador irregular.

1987: em jogo do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense derrotou o Vasco por 2 a 0, com dois gols de Washington. O segundo gol foi espetacular: o centroavante tricolor driblou os zagueiros Donato e Moroni, e fintou o goleiro Acácio duas vezes antes de rolar para as redes.

1989: em mais um amistoso na Alemanha Ocidental, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do VfL Bad Ems, gol de Hélio. Foi a quarta vitória em quatro partidas no país europeu.

1992: em jogo da Copa Rio de Janeiro, o Fluminense venceu o Americano por 3 a 0, gols de Wagner (2) e Moresche, no Estádio Luso-Brasileiro.

2010: o treinador do Fluminense Muricy Ramalho recebeu proposta da Confederação Brasileira de Futebol para treinar a Seleção Brasileira, e a recusou, preferindo continuar no Fluminense - que liderava e viria a conquistar o Campeonato Brasileiro daquele ano.

****

Aniversariante do dia:

Hugo Alves Velame (1974), cabeça-de-área com 2 gols marcados em 19 partidas pelo Fluminense, todas na temporada de 1996.

PCFilho

sábado, 22 de julho de 2017

Efemérides tricolores - 22 de julho


1944: em jogo válido pelo turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Botafogo, gol de Pinhegas, aos três minutos do primeiro tempo.

1947: em amistoso no Estádio Governador Bley, em Vitória, o Fluminense goleou o Vale do Rio Doce por 9 a 0. Pascoal (2), Ademir Menezes, Simões, Juvenal (2), Ismael, Berascochea Oswaldinho marcaram os gols da partida.

1956: em Figueira de Melo, pelo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense derrotou o São Cristóvão por 4 a 2. Os gols tricolores foram de Alecir, Benedito (contra), Waldo e Clóvis.

1984: pela quarta rodada do Campeonato Carioca, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Bangu, no Estádio do Maracanã. O Tricolor, que já havia conquistado o Campeonato Brasileiro naquele ano, começava, com três vitórias e um empate, a campanha que terminaria com o bi estadual.

2001: em amistoso na Ressacada, em Florianópolis, o Fluminense derrotou o Avaí por 1 a 0, gol de Paulo César, em cobrança de pênalti, aos 43 minutos do primeiro tempo. Antes, aos 22, o goleiro tricolor Murilo defendeu um pênalti cobrado por Ronaldinho.

2007: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica, o Fluminense venceu o Goiás por 3 a 0, gols de Thiago Neves (2) e Somália.

2010: em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense derrotou o Cruzeiro por 1 a 0, no Maracanã, com um gol de Leandro Euzébio, de cabeça, completando escanteio cobrado por Darío Conca. Antes da partida, o treinador Cuca, do Cruzeiro, foi muito aplaudido pela torcida tricolor, grata pelo excelente trabalho realizado no ano anterior. Após 10 rodadas, o Fluminense era o líder da competição, com 7 vitórias, 1 empate e 2 derrotas, na campanha que culminaria na conquista do terceiro Brasileirão da história tricolor.

2012: em jogo dramático no Moisés Lucarelli, em Campinas, o Fluminense venceu a Ponte Preta por 2 a 1. Os gols tricolores foram em lances de bola parada: Thiago Neves (aos 44 do 1º tempo, de falta) e Fred (aos 45 do 2º tempo, de pênalti). Após 11 rodadas, o Fluminense era o único invicto da competição: somava 25 pontos ganhos na tabela de classificação, com 7 vitórias e 4 empates. Era o início da campanha que culminaria na conquista do quarto Brasileirão da história tricolor.

****

Aniversariantes do dia:

Orozimbo dos Santos (1911), médio-esquerdo com 4 gols marcados em 138 partidas pelo time profissional do Fluminense, entre as temporadas de 1935 e 1939, tendo feito parte do plantel que conquistou o tricampeonato Carioca entre 1936 e 1938, além do Torneio Aberto de 1935 e do Torneio Municipal de 1938. Orozimbo foi um dos reforços que o Fluminense trouxe da Seleção Paulista em 1935, junto com Batatais, Romeu Pellicciari e Hércules.
Foto: Nicolau Achê, Orozimbo e Tim, no Fluminense.

Marco Aurélio de Oliveira, o Marcão (1972), volante e líbero com 397 partidas pelo time principal do Fluminense entre 1999 e 2006, sendo o 10º jogador que mais atuou pelo clube na história. Sempre mostrando muita garra, marcou 22 gols com a camisa tricolor, e foi campeão da Série C em 1999 e dos Campeonatos Cariocas de 2002 e 2005. Posteriormente, trabalhou no Fluminense como auxiliar técnico, chegando a ser o treinador do time principal em 6 partidas na temporada de 2016.
Marcão, ídolo tricolor.

Gustavo Nery de Sá da Silva (1977), lateral-esquerdo com 7 atuações pelo Fluminense na temporada de 2008.

Walter Henrique da Silva (1989), centroavante com 9 gols marcados em 53 jogos com a camisa tricolor entre 2014 e 2015.

PCFilho

Cartola FC - Dicas da 16ª rodada - 2017


Amigos e amigas, a 16ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2017 terá os seguintes dez jogos, a serem disputados no sábado 22, no domingo 23 e na segunda-feira 24 de julho (os horários estão no fuso de Brasília):
22/07/2017 (sábado)
16:00 - Vitória x Chapecoense - Barradão (Salvador)
19:00 - Flamengo x Coritiba - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
23/07/2017 (domingo)
11:00 - Santos x Bahia - Pacaembu (São Paulo)
16:00 - Fluminense x Corinthians - Maracanã (Rio de Janeiro)
16:00 - Sport Recife x Palmeiras - Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata)
16:00 - Avaí x Cruzeiro - Ressacada (Florianópolis)
19:00 - Atlético Mineiro x Vasco - Independência (Belo Horizonte)
19:00 - Atlético Paranaense x Ponte Preta - Arena da Baixada (Curitiba)
19:00 - Atlético Goianiense x Botafogo - Pedro Ludovico (Goiânia)
24/07/2017 (segunda-feira)
20:00 - São Paulo x Grêmio - Morumbi (São Paulo)

Todas as dez partidas da 16ª rodada valerão pontos para o Cartola FC. O mercado permanecerá aberto até as 14:30 de Brasília deste sábado 22.

Na 15ª rodada do Brasileirão 2017, com o time sugerido aqui, o meu PC Football Club fez 69,62 pontos. As escalações sugeridas no blog acumularam até aqui 784,04 pontos, média de 52,27 pontos por rodada.

Para a décima-sexta rodada, minha sugestão de escalação é a seguinte, no esquema tático 4-3-3, com o custo total de C$ 146,21:
- Goleiro: Vanderlei (Santos, C$ 22,13);
- Laterais: Mena (Sport Recife, C$ 8,21) e Sidcley (Atlético Paranaense, C$ 13,49);
- Zagueiros: Henrique (Fluminense, C$ 7,59) e Emerson Silva (Botafogo, C$ 6,08);
- Meias: Wendel (Fluminense, C$ 12,30), Gustavo Scarpa (Fluminense, C$ 12,09) e Éverton Ribeiro (Flamengo, C$ 11,90);
- Atacantes: Richarlison (Fluminense, C$ 13,50), Paolo Guerrero (Flamengo, C$ 13,80) e André (Sport Recife, C$ 13,38);
- Técnico: Abel Braga (Fluminense, C$ 11,74).

A escalação acima está sujeita a alterações até o fechamento do mercado - voltem aqui no blog para acompanhar as substituições.

****

A nossa Liga Jornalheiros tem 574 participantes! O ranking com os 10 maiores pontuadores da Liga até agora está abaixo. Se você quiser participar da Liga, deve solicitar a entrada clicando aqui.

1º. Dale juvem (Gabriel Ckim Mitoo), 1096,13 pts;
2º. LOURENÇO FC 2017 (ezequiel lourenço), 1092,37 pts;
3º. Paulinho_mengão (Paulo Henrique), 1075,97 pts;
4º. ChinaAzul6a1 (Pisquila), 1067,03 pts;
5º. CyKyM4ster FC (Evenny), 1062,06 pts;
6º. Canelas de Aço (Lucy Marinho), 1057,71 pts;
7º. Tricolornense F. C. (Ronaldo Concursos), 1054,59 pts;
8º. Fecha Curto FC (Allan Oliveira), 1051,82 pts;
9º. Fegu fc (Felipe), 1048,59 pts;
10º. Recifee FC (Rafael Botelho), 1048,42 pts.

O mito da Liga Jornalheiros na última rodada foi o time SACUL, do cartoleiro Lucas Luis Bergmann, que somou incríveis 137,22 pontos! Parabéns!

****

O Jornalheiros é um espaço democrático: os comentários de todos são bem-vindos, lembrando sempre: respeito em primeiro lugar! Sigam as regras do blog, grafem os nomes dos clubes da maneira correta, e tratem bem todos os que interagirem aqui. Boa sorte a todos, e obrigado pelo prestígio ao blog!

PCFilho

PS: para os que também curtem a Loteca, estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Interessados, por favor entrem em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com. Ainda há tempo de adquirir o e-book com desconto.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Efemérides tricolores - 21 de julho


1902: em reunião na residência de Horácio da Costa Santos, à Rua Marquês de Abrantes, número 51, foi fundado o Fluminense Football Club, por dissidentes do Paysandu Cricket Club, que desejavam dar mais atenção ao futebol. Eis os nomes dos vinte gênios, na ordem das assinaturas: Horácio da Costa Santos, Mário Rocha, Walter Schuback, Félix Frias, Mário Frias, Heráclito de Vasconcellos, Oscar Alfredo Cox, João Carlos de Mello, Domingos Moitinho, Louis da Nóbrega Júnior, Arthur Gibbons, Virgílio Leite, Manoel Rios, Américo da Silva Couto, Eurico de Moraes, Victor Etchegaray, A. C. Mascarenhas, Álvaro Drolhe da Costa, Júlio de Moraes e A. H. Roberts. Nascia ali, dos esforços do jovem Oscar Alfredo Cox, o Fluminense Football Club, o pioneiro da prática do futebol no Rio de Janeiro, a mais gloriosa instituição esportiva do Brasil, e a maior paixão de toda a Terra.
Imagem do convite para a reunião de fundação do Fluminense Football Club.
Será que aqueles jovens tinham a mínima noção do que iniciavam naquela noite?

1912: em partida válida pelo turno do Campeonato Carioca, no campo da rua Guanabara (atual Estádio de Laranjeiras), o Fluminense ganhou por 3 a 0 do Mangueira, com gols de Behrmann, Ernesto Paranhos e Edward Calvert.

1914: como parte dos festejos do seu 12º aniversário, o Fluminense reuniu os melhores jogadores do Brasil para uma partida contra o Exeter City, da Inglaterra, em seu campo, na rua Guanabara, em Laranjeiras. Nascia ali a Seleção Brasileira de Futebol, que atuou com a seguinte formação: Marcos Carneiro de Mendonça (Fluminense); Píndaro de Carvalho (Flamengo) e Emmanuel Augusto Nery (Flamengo); Sylvio Lagreca (AA São Bento), Rubens Salles (Paulistano) e Rolando de Lamare (Botafogo); Abelardo de Lamare (Botafogo), Oswaldo Gomes (Fluminense), Arthur Friedenreich (Ypiranga), Osman Medeiros (America) e Xavier "Formiga" (Ypiranga). A Seleção venceu por 2 a 0, com o primeiro gol sendo marcado pelo tricolor Oswaldo Gomes, e o segundo por Osman Medeiros. Começava ali a trajetória da seleção nacional mais vitoriosa da história do esporte.
Anúncio das exibições do Exeter City no campo do Fluminense.

A primeira foto posada da Seleção Brasileira de Futebol.
Em pé: Píndaro, Marcos Carneiro de Mendonça e Nery.
Ajoelhados: Sylvio Lagreca, Rubens Salles e Rolando.
Sentados: Oswaldo Gomes, Abelardo, Friedenreich, Osman e Formiga.

1918: em jogo do returno do Campeonato Carioca, em General Severiano, o Fluminense venceu o Bangu por 4 a 2. Os gols tricolores foram dos atacantes ingleses Welfare (3) e Archibald French (o segundo do Fluminense na partida), com Patrick e Frederico marcando para o Bangu. Com 9 vitórias e 1 empate em 10 jogos, o Tricolor seguia firme rumo ao bicampeonato da cidade.

1929: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 3 a 0 do Andarahy, no campo do adversário, com gols de Alfredinho, Lagarto e Preguinho.

1935: no Estádio de Laranjeiras, pelo primeiro turno do Campeonato Carioca, o Fla-Flu terminou empatado em 2 a 2. O ex-tricolor Alfredinho abriu o placar para o Flamengo; Hércules empatou para o Fluminense; Jarbas voltou a colocar o Flamengo em vantagem; e Orozimbo empatou novamente para o Fluminense, completando um escanteio de cabeça. O goleiro tricolor Batatais defendeu um pênalti cobrado por . Este jogo foi o último da carreira do lendário Arthur Friedenreich, que, apesar de ser um adversário, foi muito aplaudido pelos torcedores tricolores.

1946: pela terceira rodada do Campeonato Carioca, o Fluminense derrotou o Bangu por 3 a 1, em São Januário. Os gols tricolores foram assinalados por Simões (2) e Ademir Menezes. Foi a terceira vitória da campanha do Fluminense, que terminaria com a conquista do título no Supercampeonato, em dezembro.

1957: na rodada inaugural do Campeonato Carioca, perante 57.527 pagantes no Maracanã, o Fluminense goleou o Vasco por 5 a 2. Os gols da grande vitória tricolor foram marcados por Telê (1 a 0, com passe de Robson), Escurinho (2 a 1), Léo Briglia (3 a 1, com passe de Waldo), Waldo (4 a 2, com passe de Telê) e Léo Briglia (5 a 2, com passe de Waldo). Telê foi o melhor em campo, recebendo a nota 10 de alguns jornalistas. Pela vitória, o Fluminense recebeu a Taça Cidade do Rio de Janeiro.
O time do Fluminense que goleou o Vasco no dia do 55º aniversário do clube.
Em pé: Clóvis, Castilho, Ivan, Paulo, Cacá e Pinheiro.
Agachados: Telê, Waldo, Robson, Léo Briglia e Escurinho.
(Foto publicada no Jornal do Commercio do dia seguinte.)

1973: em partida válida pelo Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense venceu o Botafogo por 2 a 0, gols de Lula e Manfrini. O Tricolor seguia na campanha que culminaria na conquista do título da competição, semanas depois.

1975: em amistoso internacional no Maracanã, o Fluminense derrotou o Olympique de Marseille por 2 a 0, gols de Rivellino (de falta, aos 24 minutos do segundo tempo) e Gil (de pênalti, aos 30 do segundo tempo).

1989: na sequência de amistosos na Alemanha Ocidental, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Augsburg, gol de Hélio, aos 19 minutos do primeiro tempo.

1991: no segundo amistoso da excursão pela Europa, o Fluminense derrotou o Sporting de Portugal por 2 a 1, no Stade Gerland, em Lyon, na França. Os gols tricolores foram de Ézio e Bobô, com Balakov marcando o gol da equipe de Lisboa. Pela vitória, o Fluminense recebeu o troféu "Imigrantes Portugueses".

2002: no dia do centenário do Fluminense, a torcida tricolor compareceu em peso à sede de Laranjeiras, para festejar a data. O momento mais emocionante foi a chegada do ídolo Telê Santana, devidamente aplaudido pela multidão, exatos 45 anos após aquela atuação histórica contra o Vasco, na estreia do Carioca de 1957. No mesmo dia, o Fluminense jogou contra o Palmeiras, e perdeu por 1 a 0, no Albertão, em Teresina, pela Copa dos Campeões, torneio que reunia os vencedores das competições do primeiro semestre de 2002. Três dias depois, o Tricolor poderia finalmente festejar o 100º aniversário no Maracanã, em amistoso contra o Toluca, do México (confiram aqui, nas efemérides do dia 24).

****

Aniversariante do dia:

Argeu Affonso (1931), jornalista, torcedor e sócio-benemérito do Fluminense. Foi diretor de futebol entre 1999 e 2002 e diretor de marketing entre 2008 e 2010, e é uma espécie de "memória viva" do clube. No vídeo, o ótimo bate-papo de Argeu Affonso com Valterson Botelho, percorrendo diversos pontos da história do Fluminense. Vale a pena assistir, nesta data especial:

PCFilho

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Palpites da Loteca - Concurso 759


Amigos e amigas, seguem abaixo os porcentuais estimados de apostas nas 14 partidas que compõem o concurso número 759 da Loteca. Em cada jogo, o primeiro porcentual refere-se à vitória do time mandante, o segundo porcentual refere-se ao empate, e o terceiro porcentual refere-se à vitória do time visitante:
1) Fluminense x Corinthians (35% 35% 30%)
2) Avaí x Cruzeiro (15% 25% 60%)
3) Atlético Mineiro x Vasco (75% 15% 10%)
4) Criciúma x ABC (80% 15% 5%)
5) CSA x Sampaio Corrêa (60% 30% 10%)
6) Ypiranga RS x Tupi (55% 35% 10%)
7) Moto Club x Salgueiro (35% 35% 30%)
8) Vila Nova x Internacional (30% 25% 45%)
9) CRB x Guarani (50% 30% 20%)
10) Sport Recife x Palmeiras (35% 35% 30%)
11) Vitória x Chapecoense (60% 25% 15%)
12) Brasil de Pelotas x Paysandu (45% 30% 25%)
13) Atlético Paranaense x Ponte Preta (70% 15% 15%)
14) Volta Redonda x Joinville (55% 30% 15%)

As apostas neste concurso 759 da Loteca podem ser registradas até as 14:00 de Brasília do sábado 22. A estimativa de prêmio para um ganhador único com 14 acertos é de R$ 1.300.000,00 (um milhão e trezentos mil reais). Os rateios das premiações para as faixas de 14 e 13 acertos serão divulgados pela Caixa Econômica Federal em seu site, na tarde da segunda-feira 24.

Vocês concordam com os porcentuais acima? Discordam deles? Qual será a grande zebra do concurso? Qual é a aposta ideal para abocanhar essa Loteca acumulada? Será um prazer receber os seus comentários abaixo!

Muito obrigado a todos vocês pelo prestígio a este blog Jornalheiros, e boa sorte rumo aos 14 acertos! Apostem com moderação!

PCFilho

PS: estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva. Interessados, por favor entrar em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com, ou nos comentários abaixo. Ainda é possível adquirir o e-book com desconto.

Efemérides tricolores - 20 de julho


1919: em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense venceu o Botafogo por 2 a 1. Os gols foram de Zezé e Welfare para o Fluminense, e Vadinho para o Botafogo. Foi a quarta vitória da campanha que culminaria na conquista do tricampeonato carioca.

1941: em grande atuação do centroavante argentino Luis María Agustín Rongo, o Fluminense ganhou por 9 a 0 do São Cristóvão, no Estádio de Laranjeiras, em jogo do segundo turno do Campeonato Carioca. Rongo marcou 6 gols na partida, igualando o recorde de Buchan (em 1909) e Welfare (em 1917). Os outros gols da partida foram de Carreiro e Pedro Amorim (2). Aquele timaço do Fluminense terminaria campeão carioca com uma campanha espetacular, de 22 vitórias em 28 jogos, e o melhor ataque da história da competição (106 gols-pró). Rongo foi o artilheiro do Fluminense naquela temporada, marcando ao todo 30 gols.

1947: na Ilha do Retiro, no Recife, o Fluminense ganhou por 6 a 3 do Santa Cruz, em jogo amistoso. Os gols do Fluminense na partida foram marcados por Rodrigues Tatu, Ademir Menezes (4) e Juvenal. O goleiro tricolor Robertinho defendeu uma cobrança de pênalti.

1952: pela manhã, como parte dos festejos do cinquentenário, foi realizado no Estádio de Laranjeiras o emocionante "Grande Desfile", organizado por Arthur Antunes Moraes e Castro, o Laís (campeão carioca em 1917, 1918, 1919 e 1924), com a participação de atletas do passado, do presente e do futuro do Fluminense. Em um momento comovente, o sócio-fundador Félix Frias, tetracampeão carioca entre 1906 e 1909, mesmo com graves problemas de saúde, apareceu de pé na tribuna de honra, chorando e acenando, e foi ovacionado pela multidão tricolor.

À tarde, perante 63.536 pessoas no Maracanã, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Rio, o Campeonato Mundial de Clubes, o Fluminense derrotou o Peñarol, do Uruguai, por 3 a 0, gols de Marinho (aos 36), Orlando Pingo de Ouro (aos 44, de pênalti) e Marinho novamente (aos 30 do segundo tempo). Com o resultado, o Fluminense se classificou para a semifinal da competição, em que enfrentaria o Áustria Viena (que perdeu para o Corinthians por 2 a 1, no Pacaembu). Seis atletas da Seleção Uruguaia que vencera a Copa do Mundo de 1950 jogaram esta partida pelo Peñarol: Rodríguez Andrade, Romero, Schiaffino, Ghiggia, Vidal e Míguez. O clube uruguaio gentilmente presenteou o Fluminense com uma placa de homenagem ao cinquentenário - que está até hoje exposta na sede do clube, em Laranjeiras.

No mesmo dia, no torneio de futebol dos Jogos Olímpicos de Helsinki, na Finlândia, a Seleção Brasileira juvenil derrotou a equipe de Luxemburgo por 2 a 1, com três jogadores do Fluminense no time (Mauro Torres, Larry e Milton Bororó). O primeiro gol do Brasil foi de Larry.

1969: em jogo da quinta rodada da Taça Guanabara (competição disputada à parte do Campeonato Carioca), o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Vasco, no Maracanã. O Tricolor, que já havia sido campeão carioca no épico Fla-Flu, terminaria campeão também da Taça Guanabara, confirmando ser mesmo o melhor time do Rio de Janeiro.

1972: o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Bonsucesso, no Maracanã, em jogo válido pelo Campeonato Carioca. Os gols do triunfo tricolor foram assinalados por Artime e Jair Pereira.

1976: em partida válida pelo torneio de futebol dos Jogos Olímpicos de Montreal, no Canadá, a Seleção Brasileira sub-23 derrotou a Espanha por 2 a 1, com três jovens jogadores do Fluminense em campo: os zagueiros Edinho e Edval, e o meio-campista Erivelto.

1977: o Fluminense derrotou o Bangu por 4 a 0, no Maracanã, em partida do Campeonato Carioca. Zezé (2), Marinho Chagas e Carlos Alberto Pintinho marcaram os gols da vitória tricolor.

1992: o Fluminense venceu o Flamengo por 2 a 1, gols de Moresche e Wagner, no Estádio Luso-Brasileiro, pela Copa Rio de Janeiro. O público de 616 pessoas foi provavelmente o menor da história do Fla-Flu, duelo conhecido como "Clássico das Multidões".

2014: o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Santos, no Raulino de Oliveira, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. O gol da vitória tricolor foi assinalado pelo meio-campista argentino Darío Conca, aos 16 minutos do segundo tempo. No mesmo dia, mais cedo, no Estádio de Laranjeiras, os reservas do Fluminense empataram em 0 a 0 com o Exeter City, da Inglaterra, em amistoso comemorativo do centenário da Seleção Brasileira (cujo primeiro jogo foi contra o clube inglês, em 21/07/1914, no mesmo local - confiram aqui, nas efemérides de amanhã!).

****

Aniversariantes do dia:

Alberto Santos Dumont (1873), o genial inventor do avião, sócio número 11, torcedor e frequentador assíduo do Fluminense Football Club.
Santos Dumont arbitrando uma partida de tênis, na sede do Fluminense.

Francisco Ferreira, o Chiquinho (1931), zagueiro com 15 atuações pelo Fluminense entre as temporadas de 1950 e 1951.

Jorge de Souza (1939), lateral-direito e zagueiro, com 21 partidas pelo Fluminense entre as temporadas de 1966 e 1967, tendo sido campeão do Torneio Pará-Guanabara em 1966. Em 1960, quando atuava pelo America, Jorge havia sido carrasco do Fluminense, marcando o gol do título do Campeonato Carioca, mesmo lesionado (na época, substituições não eram permitidas). 

Edmilson Claudinei Pereira da Silva (1971), zagueiro com 24 partidas pelo time profissional do Fluminense, entre as temporadas de 1991 e 1992.

Susana Werner (1977), atriz, torcedora do Fluminense, que chegou a atuar pelo time feminino do clube, em 1997.

João Paulo Purcino de Almeida (1990), lateral-esquerdo formado pelo Fluminense, com 37 atuações pelo time profissional tricolor, entre 2008 e 2009.

PCFilho

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Efemérides tricolores - 19 de julho



1908: em partida válida pelo turno do Campeonato Carioca, no campo da rua Guanabara, em Laranjeiras, o Fluminense venceu o America por 2 a 1. Os gols tricolores no jogo foram de Buchan e Emile Etchegaray, com Lucas Assumpção marcando para o America (para algumas fontes, o primeiro gol do Fluminense foi de Edwin Cox). Este foi o primeiro duelo entre Fluminense e America - o começo de uma longa rivalidade. No fim da temporada, o Fluminense conquistaria o terceiro Campeonato Carioca de sua história, com a campanha invicta de 7 vitórias e 2 empates.

1925: no Estádio de Laranjeiras, a Seleção Carioca estreou no Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais com uma vitória por 6 a 0 sobre a Seleção do Espírito Santo. Com cinco tricolores no time, os cariocas jogaram com a seguinte formação: Haroldo (Fluminense); Pennaforte (Flamengo) e Hélcio (Flamengo); Nesi (São Cristóvão), Floriano (Fluminense) e Fortes (Fluminense); Leite (Botafogo), Candiota (Flamengo), Nilo (Fluminense), Lagarto (Fluminense) e Moderato (Flamengo). Os gols da Seleção Carioca foram, na ordem, de Fortes, Candiota e Nilo no primeiro tempo, e Candiota, Nilo e Fortes na etapa complementar. Esta Seleção Carioca, maldosamente apelidada pela imprensa paulista de "Combinado Fla-Flu", viria a ser campeã brasileira nas semanas seguintes.

1936: em jogo do Torneio Aberto, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 4 a 2 do America (empate em 2 a 2 no tempo regulamentar, e vitória por 2 a 0 na prorrogação). Os gols tricolores foram de Hércules (dois no tempo regulamentar), Sobral (aos 6 minutos do tempo extra) e Russo (aos 9 minutos do tempo extra). Com o resultado, o Fluminense se classificou para o turno final da competição.

1952: na sequência da Copa Rio, o Campeonato Mundial de Clubes, aconteceram mais duas partidas entre clubes estrangeiros. No Maracanã, o Sporting de Portugal ganhou por 2 a 1 do Grasshopper-Club, da Suíça. No Pacaembu, o Libertad, do Paraguai, venceu o Saarbrücken, da Alemanha, por 4 a 1. No dia seguinte, o Corinthians jogaria com o Áustria Viena, no Pacaembu; e o Fluminense enfrentaria o Peñarol, do Uruguai, no Maracanã, em partida cercada de grande expectativa.

1959: na sua estreia no Campeonato Carioca, o Fluminense venceu o America por 1 a 0, no Maracanã, gol de Escurinho, aos 38 minutos do segundo tempo. Este foi o 16º dos 20 triunfos consecutivos daquele time: a maior sequência de vitórias da história do Fluminense, entre 31 de maio e 18 de agosto (vejam a lista completa de resultados aqui). Começou neste jogo a campanha que terminaria com a conquista do título pelo Tricolor.

1964: em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Madureira, na rua Conselheiro Galvão. Os gols da vitória tricolor foram assinalados por Amoroso e Nonô. Com três vitórias, o Fluminense iniciava sua jornada rumo a mais um título.

1973: em jogo dramático, válido pelo Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense venceu o Olaria por 2 a 1. Os gols tricolores na partida foram marcados por Lula e Silveira (cobrando pênalti, aos 44 do segundo tempo). Após três empates, foi a primeira vitória do Fluminense depois da viagem à África. Aquela campanha culminaria na conquista do Campeonato Carioca, semanas depois.

1975: na sequência da campanha do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense derrotou o Madureira por 3 a 1. Os gols do triunfo tricolor foram de Manfrini (2, um de pênalti) e Gil. O Tricolor terminaria campeão em agosto, após triangular com Vasco e Botafogo.

1989: na sequência da viagem pela Europa, o Fluminense ganhou por 6 a 0 do Combinado de Markdorf, na Alemanha Ocidental, gols de Alexandre Torres, Hélio (2), Édson Mariano, Marcelo Henrique e Rinaldo.

2000: em amistoso para a comemoração do centenário do Sport Club Rio Grande, no Colosso do Trevo, em Rio Grande, o Fluminense derrotou o adversário por 1 a 0, com gol do lateral-direito Flávio, aos 29 do primeiro tempo. Dentre os clubes brasileiros fundados para a prática do futebol que ainda militam no esporte, o Sport Club Rio Grande é o mais antigo, tendo sido fundado em 19/07/1900. A Ponte Preta é a segunda, fundada em 11/08/1900, e o Fluminense é o terceiro, fundado em 21/07/1902.

2008: em jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense venceu o Figueirense por 1 a 0, com um gol salvador do meia-atacante Thiago Neves, aos 40 minutos do segundo tempo.

2012: em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Engenhão, o Fluminense ganhou por 4 a 0 do Bahia, com gols de Fred (dois, ambos de pênalti), Thiago Neves e Wallace. Após 10 rodadas, o Fluminense era o único invicto da competição: somava 22 pontos ganhos na tabela de classificação, com 6 vitórias e 4 empates. Era o início da campanha que culminaria na conquista do quarto Brasileirão da história tricolor.

****

Aniversariantes do dia:

Armando Albano (1909), jogador de basquete do Fluminense na década de 1930. Como atleta do Fluminense, foi convocado diversas vezes para a Seleção Brasileira, tendo disputado os Jogos Olímpicos de Berlim em 1936, e conquistado o Campeonato Sul-Americano do Rio de Janeiro, em 1939. Já como atleta do Botafogo Football Club, sofreu um infarto em quadra no dia 11/06/1942, durante uma partida contra o Club de Regatas Botafogo - e sua morte trágica foi o pretexto para a fusão dos dois Botafogos.

Maria Aparecida Rondino, a Cidinha (1949), jogadora de vôlei, bicampeã carioca com o Fluminense em 1967 e 1968.

Leila Bataglia (1951), jogadora de vôlei, bicampeã carioca com o Fluminense em 1967 e 1968.

José Agostinho Souza Filho, o Careca (1962), zagueiro com 15 atuações pelo time principal do Fluminense, entre as temporadas de 1982 e 1983.

Marcos Vianna Rocha, o Vianna (1971), volante com curta passagem pelo Fluminense, na temporada de 1998, tendo atuado em 4 partidas.

Mateus Norton Gomes Chaves (1996), meio-campista formado pelo Fluminense, que integra atualmente o elenco profissional do clube, já tendo disputado 4 partidas, todas na temporada de 2017.

PCFilho

terça-feira, 18 de julho de 2017

Xadrez - Mate em 4!

Paulo Cezar Filho, Jornalheiros, 18/07/2017.
Código FEN: 8/8/8/8/8/5K1B/8/5N1k w - - 0 1.

As Brancas jogam e dão xeque-mate em 4 lances!

(White to play and give checkmate in 4 moves!)

PCFilho

Efemérides tricolores - 18 de julho


1915: em Campos Sales, o Fluminense vencia o America por 2 a 1, quando o árbitro W. Tulk anulou o gol de empate do America. No que foi provavelmente a primeira invasão de campo da história do futebol carioca, a torcida anfitriã cercou o árbitro e o coagiu a validar o gol anulado. A partida terminou 2 a 2, mas acabaria anulada devido à interferência externa (bons tempos em que as regras eram cumpridas). Foi uma das várias polêmicas de um Campeonato Carioca em que o Fluminense terminaria vice-campeão, dois pontos atrás do Flamengo.

1920: em partida válida pelo turno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do Botafogo. Os gols tricolores no clássico foram de Welfare (dois, o primeiro e o terceiro, ambos com assistência de Bacchi) e Machado (o segundo, com assistência de Laís). O goleiro tricolor Ayrton, irmão de Bacchi, também teve boa atuação. O jornal "O Paiz" destacou a presença das mulheres na arquibancada: "Perante uma colossal assistência, onde imperava o elemento feminino, representado pela fina flor da culta, elegante e distinta sociedade carioca, teve lugar no majestoso estádio do tricampeão da cidade, o esperado match entre as fortes equipes do glorioso Botafogo e do clube local".

1926: em jogo bastante movimentado, válido pelo returno do Campeonato Carioca, com bom público no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense venceu o Botafogo por 4 a 3. Os gols da vitória tricolor no clássico foram de Coelho (2), Moura Costa e Fortes.

1952: em um dia sem jogos no Campeonato Mundial de Clubes, foi realizado no salão nobre da sede do Fluminense um banquete, como parte dos festejos do cinquentenário. Na confraternização, que reuniu tricolores de todas as épocas, o clube recebeu homenagens de nações amigas, através de seus representantes diplomáticos, e também de clubes rivais e de outras entidades do esporte. O Presidente da República, Getúlio Vargas, foi representado por Geraldo Mascarenhas da Silva.

1954: em amistoso interestadual, o Fluminense ganhou por 4 a 0 do Athletic Club de São João Del Rei, no Estádio Joaquim Portugal, na cidade mineira, gols de Robson, Esquerdinha, Didi e Villalobos (observação: algumas fontes apontam dois gols de Waldo nesta partida).

1971: no Maracanã, a Seleção Brasileira empatou em 2 a 2 com a Iugoslávia, na partida de despedida de Pelé da Seleção. Dois atletas do Fluminense entraram em campo: Félix foi o goleiro titular, e Marco Antônio substituiu Everaldo durante o jogo. Os gols da Seleção foram de Rivellino e Gérson, dois atletas que vestiriam a camisa tricolor nos anos seguintes.

1974: encerrando sua participação no Campeonato Brasileiro, o Fluminense derrotou a Portuguesa de São Paulo por 3 a 1, no Estádio do Maracanã. Os gols do triunfo tricolor foram de Paulo Nani, Arenghi (contra) e Ivair.

1976: em partida tensa, no Maracanã, pelo Campeonato Carioca, Fluminense e Flamengo empatavam em 1 a 1, até o jogo ser interrompido, aos 35 do 2º tempo, após o árbitro Aírton Vieira de Moraes expulsar três jogadores do Fluminense (Carlos Alberto Torres, Pintinho e Paulo Cezar Caju). Rivellino marcara o gol tricolor. O Flamengo conquistaria os dois pontos do jogo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, mas a Máquina Tricolor é que terminaria campeã, no fim das contas...

2007: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio do Morumbi, o Fluminense venceu o São Paulo por 1 a 0, com gol do centroavante Somália, aos 8 minutos do segundo tempo, cobrando pênalti.

2010: em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro, o Fluminense derrotou o Santos por 1 a 0, com gol de Alan, após assistência de Mariano, aos 32 minutos do segundo tempo. O Santos tinha a reputação de melhor time do país, tendo acabado de conquistar a Copa do Brasil e o Campeonato Paulista com impressionantes goleadas, construídas pela poderosa linha de ataque formada por Paulo Henrique Ganso, Robinho, Neymar e André. O treinador Muricy escalou três zagueiros, conseguiu parar o ataque "santástico", e venceu a partida em um contra-ataque fatal. O Fluminense terminaria conquistando aquele Campeonato Brasileiro.

****

Aniversariantes do dia:

Arthur Friedenreich (1892), autor do primeiro gol do Estádio de Laranjeiras, na partida Brasil 6 x 0 Chile, em 11 de maio de 1919. Também marcou o gol do título daquele Sul-Americano, na partida Brasil 1 x 0 Uruguai, em 29 de maio. Embora tenha atuado por diversos clubes brasileiros, Friedenreich, o grande craque da era amadora do futebol brasileiro, não chegou a jogar pelo Fluminense.

Augusto Barreto Jambo, o Jambo (1921), centro-médio que disputou algumas partidas pelo Fluminense entre 1942 e 1945. Marcou um gol, de pênalti, num 6 a 1 contra o Bonsucesso, pelo Carioca de 1944.

Jorge Silva Vieira (1934), treinador com curta passagem no comando técnico do Fluminense, durante parte da temporada de 1996.

Friedrich Wilhelm Braun, o Fritz (1941), histórico jogador do basquete brasileiro, que atuava como pivô. Com o Fluminense, foi Campeão Carioca em 1961; com a Seleção Brasileira, conquistou o Campeonato Mundial de 1963, a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de 1963, e a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 1964.

Dulce Thompson de Carvalho (1963), jogadora de vôlei do Fluminense entre 1977 e 1981, bicampeã sul-americana (em 1979 e 1980) e campeã brasileira (em 1981).

Denilson Pereira Júnior (1995), meia-atacante com duas atuações pelo time profissional do Fluminense, ambas no Campeonato Brasileiro de 2013. Na sua estreia, marcou o gol da vitória por 2 a 1 contra o Goiás, aos 41 do segundo tempo.

PCFilho

Cartola FC - Dicas da 15ª rodada - 2017


Amigos e amigas, a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2017 terá os seguintes dez jogos, a serem disputados na quarta-feira 19 e na quinta-feira 20 de julho (os horários estão no fuso de Brasília):
19/07/2017 (quarta-feira)
19:30 - Santos x Chapecoense - Vila Belmiro (Santos)
19:30 - Vitória x Grêmio - Barradão (Salvador)
21:00 - Avaí x Corinthians - Ressacada (Florianópolis)
21:00 - Ponte Preta x Coritiba - Moisés Lucarelli (Campinas)
21:45 - Atlético Mineiro x Bahia - Independência (Belo Horizonte)
21:45 - Flamengo x Palmeiras - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
21:45 - São Paulo x Vasco - Morumbi (São Paulo)
20/07/2017 (quinta-feira)
19:30 - Fluminense x Cruzeiro - Giulite Coutinho (Mesquita)
20:00 - Sport Recife x Atlético Goianiense - Ilha do Retiro (Recife)
21:00 - Atlético Paranaense x Botafogo - Arena da Baixada (Curitiba)

Todas as dez partidas da 15ª rodada valerão pontos para o Cartola FC. O mercado permanecerá aberto até as 17:30 de Brasília da quarta-feira 19.

Na 14ª rodada do Brasileirão 2017, com o time sugerido aqui, o meu PC Football Club fez 47,13 pontos. As escalações sugeridas no blog acumularam até aqui 714,42 pontos, média de 51,03 pontos por rodada.

Para a décima-quinta rodada, minha sugestão de escalação é a seguinte, no esquema tático 4-3-3, com o custo total de C$ 151,96:
- Goleiro: Douglas Friedrich (Avaí, C$ 8,02);
- Laterais: Nino Paraíba (Ponte Preta, C$ 20,12) e Júnior Tavares (São Paulo, C$ 12,74);
- Zagueiros: Lucas Veríssimo (Santos, C$ 7,52) e Réver (Flamengo, C$ 10,74);
- Meias: Diego Souza (Sport Recife, C$ 16,12), Wendel (Fluminense, C$ 14,23) e Jucilei (São Paulo, C$ 14,02);
- Atacantes: Luan (Grêmio, C$ 22,49), Paolo Guerrero (Flamengo, C$ 11,60) e Copete (Santos, C$ 6,25);
- Técnico: Vanderlei Luxemburgo (Sport Recife, C$ 8,11).

A escalação acima está sujeita a alterações até o fechamento do mercado - voltem aqui no blog para acompanhar as substituições.

****

A nossa Liga Jornalheiros tem 580 participantes! O ranking com os 10 maiores pontuadores da Liga até agora está abaixo. Se você quiser participar da Liga, deve solicitar a entrada clicando aqui.

1º. LOURENÇO FC 2017 (ezequiel lourenço), 1002,25 pts;
2º. ChinaAzul6a1 (Pisquila), 981,61 pts;
3º. Dale juvem (Gabriel Ckim Mitoo), 969,01 pts;
4º. Paulinho_mengão (Paulo Henrique), 965,95 pts;
5º. FiLaRDi's (Eduardo Filardi), 963,28 pts;
6º. Recifee FC (Rafael Botelho), 963,10 pts;
7º. Fecha Curto FC (Allan Oliveira), 960,10 pts;
8º. Fegu fc (Felipe), 956,57 pts;
9º. Guaraná Antártica F.C. (Pé de Guaraná), 955,02 pts;
10º. CyKyM4ster FC (Evenny), 952,44 pts.

O mito da Liga Jornalheiros na última rodada foi o time TEMU BEM E. C., do cartoleiro Ricardo Fernandes, que somou incríveis 93,20 pontos! Parabéns!

****

O Jornalheiros é um espaço democrático: os comentários de todos são bem-vindos, lembrando sempre: respeito em primeiro lugar! Sigam as regras do blog, grafem os nomes dos clubes da maneira correta, e tratem bem todos os que interagirem aqui. Boa sorte a todos, e obrigado pelo prestígio ao blog!

PCFilho

PS: para os que também curtem a Loteca, estou terminando de escrever o e-book "Um método inteligente para apostar na Loteca", detalhando minuciosamente a estratégia que desenvolvi para a loteria esportiva da Caixa Econômica Federal. Interessados, por favor entrem em contato por e-mail: pcfilho@gmail.com. Ainda há tempo de adquirir o e-book com desconto.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Brasileirão 2017 - Classificação após a 14ª rodada

Clique na tabela se quiser ampliá-la.
Fonte: site Futbol24.

Resultados da 14ª rodada:
15/07/2017 (sábado)
19:00 - Corinthians 2 x 2 Atlético Paranaense - Itaquerão (São Paulo)
16/07/2017 (domingo)
11:00 - Palmeiras 4 x 2 Vitória - Allianz Parque (São Paulo)
16:00 - Atlético Goianiense 1 x 2 Atlético Mineiro - Pedro Ludovico (Goiânia)
16:00 - Chapecoense 2 x 0 São Paulo - Arena Condá (São Paulo)
16:00 - Cruzeiro 1 x 1 Flamengo - Mineirão (Belo Horizonte)
16:00 - Grêmio 3 x 1 Ponte Preta - Arena do Grêmio (Porto Alegre)
16:00 - Vasco 0 x 0 Santos - Engenhão (Rio de Janeiro) (portões fechados)
19:00 - Bahia 1 x 1 Avaí - Pituaçu (Salvador)
19:00 - Coritiba 1 x 2 Fluminense - Couto Pereira (Curitiba)
17/07/2017 (segunda-feira)
20:00 - Botafogo 2 x 1 Sport Recife - Engenhão (Rio de Janeiro)

Jogos da 15ª rodada:
19/07/2017 (quarta-feira)
19:30 - Santos x Chapecoense - Vila Belmiro (Santos)
19:30 - Vitória x Grêmio - Barradão (Salvador)
21:00 - Avaí x Corinthians - Ressacada (Florianópolis)
21:00 - Ponte Preta x Coritiba - Moisés Lucarelli (Campinas)
21:45 - Atlético Mineiro x Bahia - Independência (Belo Horizonte)
21:45 - Flamengo x Palmeiras - Luso-Brasileiro (Rio de Janeiro)
21:45 - São Paulo x Vasco - Morumbi (São Paulo)
20/07/2017 (quinta-feira)
19:30 - Fluminense x Cruzeiro - Giulite Coutinho (Mesquita)
20:00 - Sport Recife x Atlético Goianiense - Ilha do Retiro (Recife)
21:00 - Atlético Paranaense x Botafogo - Arena da Baixada (Curitiba)

PCFilho

Ficha Técnica: Coritiba 1 x 2 Fluminense


16/07/2017 - Coritiba 1 x 2 Fluminense - Couto Pereira (Curitiba)
Motivo: Campeonato Brasileiro 2017, 14ª rodada.
Público: 11.686 presentes (10.845 pagantes).
Renda: R$ 195.075,00.
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP).
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA e SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP).
Coritiba: Wilson; Rodrigo Ramos (Dodô), Walisson Maia (Thalisson Kelvin), Luizão e William Matheus; Jonas, Matheus Galdezani e Anderson; Rildo, Neto Berola (Alecsandro) e Henrique Almeida. Técnico: Pachequinho.
Fluminense: Júlio César; Lucas, Ygor Nogueira (Renato), Reginaldo (Frazan) e Léo Pelé; Jefferson Orejuela, Marlon Freitas, Wendel e Gustavo Scarpa; Richarlison e Pedro (Marcos Júnior). Técnico: Abel Braga.
Gols:
0-1: Richarlison, aos 31 do 1º tempo;
0-2: Léo Pelé, aos 38 do 1º tempo;
1-2: Henrique Almeida, aos 46 do 1º tempo.
Cartões amarelos: Matheus Galdezani, Henrique Almeida e Luizão (Coritiba); Jefferson Orejuela, Lucas, Renato e Pedro (Fluminense).
Observação: Henrique Almeida cobrou um pênalti por cima do gol, aos 8 do 1º tempo.

****

Este foi o 43º confronto entre os clubes, com 15 vitórias do Fluminense, 12 empates e 16 vitórias do Coritiba, 60 gols do Fluminense e 56 gols do Coritiba. A lista completa de resultados pode ser conferida no meu post História - Fluminense x Coritiba.

PCFilho

Efemérides tricolores - 17 de julho


1913: no campo do Botafogo, na rua General Severiano, a Seleção Carioca empatou em 0 a 0 com a Seleção de Lisboa. Três jogadores do Fluminense jogaram pelo time do Rio de Janeiro: Armínio Motta, Pernambuco e Mutzembecker. O melhor em campo foi o jovem goleiro Marcos Carneiro de Mendonça, do America - que, a partir do ano seguinte, faria história defendendo os arcos do Fluminense. A Seleção de Lisboa era um combinado com os melhores jogadores de Benfica, Sporting, Internacional e Império, e estava realizando uma excursão pelo Brasil.

1920: a Assembleia Geral do Fluminense aprovou a concessão do merecido título de Patrono do clube a Arnaldo Guinle, como reconhecimento por seus notáveis esforços em prol da instituição.

1921: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense ganhou por 4 a 1 do Bangu. Os gols tricolores foram de Welfare (3) e Paulo Vianna.

1927: em partida do Campeonato Carioca, no campo do Jardim Zoológico, o Fluminense goleou o Villa Isabel por 6 a 0, gols de Fernando Giudicelli (3), Alfredinho, Milton e Preguinho.

1932: em jogo do turno do Campeonato Carioca, em Laranjeiras, o Fluminense venceu o Olaria por 4 a 1. Os gols tricolores foram assinalados por Alfredinho e Preguinho (3).

1938: em jogo do Torneio Municipal, o Fluminense perdeu para o Vasco por 3 a 1, em São Januário. O gol tricolor foi de Hércules, cobrando falta. Apesar do tropeço, o Fluminense terminaria campeão da competição, algumas semanas depois.

1940: na sua estreia no Torneio Rio-São Paulo, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Corinthians, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Os gols tricolores foram de Carreiro e Pedro Nunes.

1949: em partida eletrizante, válida pelo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 5 a 4 do America, no Estádio de Laranjeiras. Os gols tricolores foram de Carlyle (2) e Orlando Pingo de Ouro (3, um de pênalti).

1952: pela segunda rodada da Copa Rio, o Campeonato Mundial de Clubes, no Maracanã, o Fluminense conseguiu superar o ferrolho suíço, derrotando o Grasshopper-Club por 1 a 0. Aos 13 minutos do segundo tempo, com o placar ainda zerado, o goleiro Castilho defendeu um pênalti, cometido por Bigode em Hans Hagen, e cobrado por Alfred Bickel. O gol da vitória tricolor foi marcado por Marinho, aos 33 minutos do 2º tempo, de cabeça. No Pacaembu, o Corinthians voltou a golear: venceu o Libertad, do Paraguai, por 6 a 0.
Recorte da reportagem do jornal "A Última Hora" sobre o jogo do Mundial.

1969: em partida da Taça Guanabara, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Campo Grande, gols de Silveira e Lula (de pênalti), seguindo firme rumo à conquista da competição (disputada à parte do Campeonato Carioca, que já havia sido conquistado pelo Fluminense naquele ano).

1977: em jogo válido pelo Campeonato Carioca e pela Copa Vale do Paraíba, o Fluminense venceu o Volta Redonda por 3 a 1, no Maracanã. Os gols tricolores foram de Doval (2) e Dirceu Lopes. Com a vitória, o Fluminense conquistou o título da Copa Vale do Paraíba.

1982: na sua estreia no Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Bonsucesso, gols de Zezé Gomes e Flávio Renato, ambos no segundo tempo.

1983: na terceira rodada do Campeonato Carioca, diante de 70.328 pagantes no Maracanã, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Flamengo, no seu primeiro clássico na competição. O melhor jogador em campo foi o goleiro tricolor Paulo Victor, que em pelo menos duas ocasiões impediu a vitória rubro-negra, com defesas difíceis. Em dezembro, o Fluminense conquistaria aquele Campeonato, em uma partida dramática contra o mesmo adversário...

1991: iniciando uma sequência de jogos na Europa, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o Olympique Lyonnais, no Stade Gerland, em Lyon, na França. O Lyon terminara o Campeonato Francês da temporada anterior na quinta posição. A presença do Fluminense, que já fizera história em gramados franceses em 1976 e 1987, e fora semifinalista do Campeonato Brasileiro de 1991, atraiu atenção - a partida foi transmitida ao vivo pela televisão, para toda a França.

1994: em uma final dramática, que terminou sem gols no tempo regulamentar e na prorrogação, a Seleção Brasileira venceu a Itália por 3 a 2 na definição por pênaltis, e sagrou-se campeã mundial. A partida foi disputada no Rose Bowl, em Pasadena, nos Estados Unidos, para 94.194 torcedores. O lateral-esquerdo Branco, do Fluminense, foi um dos titulares da Seleção, tendo convertido sua cobrança na disputa.

2004: em jogo pelo Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense venceu o Santos por 1 a 0, gol do centroavante Marcelo Macedo. O Santos seria o campeão daquela temporada.

2016: no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Cruzeiro, diante de 9.681 pessoas, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Os gols tricolores foram de Cícero (aos 6 do 1º tempo) e Marcos Júnior (aos 25 do 1º tempo, de pênalti).

****

Aniversariantes do dia:

Jair Marinho de Oliveira (1936), lateral-direito e zagueiro do Fluminense, campeão dos Torneios Rio-São Paulo de 1957 e 1960, e do Campeonato Carioca de 1959. Pela Seleção Brasileira, foi campeão da Copa do Mundo de 1962. Marcou 3 gols em 284 jogos no time profissional do Fluminense, entre as temporadas de 1954 e 1964.


Carlos Alberto Torres (1944), lendário lateral-direito, zagueiro e treinador do Fluminense. Foi formado pelo Tricolor, tendo iniciado sua carreira profissional em 1961, permanecendo no clube até 1964, ano em que foi campeão carioca. Com a camisa da Seleção Brasileira, foi o capitão da conquista da Copa do Mundo de 1970. Retornaria ao Fluminense em 1976, para conquistar os Torneios de Viña del Mar e de Paris, e o Campeonato Carioca daquele ano. Totalizou 19 gols em 165 partidas no time principal. Posteriormente, assumiria o comando técnico do clube em duas oportunidades: em 1984 (quando conquistou o Torneio de Seul e o Campeonato Carioca) e em 1994.

PCFilho

domingo, 16 de julho de 2017

Efemérides tricolores - 16 de julho


1905: no terceiro amistoso com o Paulistano, o Fluminense perdeu por 3 a 2, no campo da rua Guanabara, em Laranjeiras. O Paulistano jogou reforçado por Charles Miller, do São Paulo Athletic, e Hermann Friese, do Germânia. Os dois gols tricolores na partida foram marcados no segundo tempo, por Adolpho Simonsen. Numa das primeiras demonstrações de fidalguia no futebol brasileiro, a torcida do Fluminense aplaudiu um golaço marcado pelo Paulistano, gritando "Bravo! Bravo! Bravíssimo!". No dia 25/06, em São Paulo, os times haviam empatado em 2 a 2; no dia 14/07, em Laranjeiras, o Fluminense vencera por 2 a 0. O Paulistano, que havia sido vice-campeão paulista nos três anos anteriores, enfim conquistaria o campeonato estadual naquela temporada. Cerca de 2.500 pessoas assistiram à partida, entre elas o Presidente da República, Rodrigues Alves. Pela primeira vez, uma partida de futebol era presenciada por um chefe de Estado no Brasil.
O Presidente Rodrigues Alves na sede do Fluminense, para assistir à partida.
Foto: site oficial do Fluminense FC.

1939: em jogo válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca, com renda recorde no Estádio de São Januário, o Fluminense derrotou o Vasco por 3 a 0, graças aos gols de Brant (de falta), Pedro Amorim e Milani.

1947: em amistoso, na Ilha do Retiro, no Recife, o Fluminense venceu o Sport Recife por 2 a 1. Os gols tricolores foram de Berascochea e Rodrigues Tatu. Este foi o primeiro duelo entre os dois tradicionais clubes, que trocaram flâmulas de presente.

1950: diante de 200 mil pessoas no Maracanã, a Seleção Brasileira perdeu para o Uruguai por 2 a 1, e terminou a Copa do Mundo na segunda posição. O Fluminense tinha dois representantes no escrete vice-campeão mundial: o goleiro Castilho e o ponta-esquerda Rodrigues Tatu, ambos reservas durante toda a campanha.

1952: na sequência da Copa Rio, o Campeonato Mundial de Clubes, foram realizadas duas partidas entre clubes estrangeiros. No Pacaembu, o Áustria Viena ganhou por 5 a 1 do Saarbrücken, da Alemanha. No Maracanã, o Peñarol, do Uruguai, venceu o Sporting de Portugal por 3 a 1, diante de 54.411 pessoas. No dia seguinte, o Corinthians jogaria com o Libertad, do Paraguai, em São Paulo, e o Fluminense enfrentaria o Grasshopper-Club, da Suíça, no Rio de Janeiro.

1953: em sua estreia no Campeonato Carioca, o Fluminense venceu o Bonsucesso por 2 a 0, gols de Didi e Marinho. A partida noturna foi a inauguração dos novos refletores do Estádio de Laranjeiras.

1975: em partida válida pelo Campeonato Carioca, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o America, no Maracanã. A Máquina Tricolor conquistaria o título estadual, no triangular com Vasco e Botafogo, em agosto.

1978: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, em São Januário, o Fluminense venceu o Operário de Campo Grande por 2 a 1. Os gols tricolores foram assinalados por Robertinho e Marinho Chagas, o último nos acréscimos do segundo tempo. O Operário de Campo Grande tinha o comando técnico do ex-goleiro Carlos Castilho - o maior ídolo da história do Fluminense.

1989: na Alemanha Ocidental, o Fluminense ganhou por 5 a 2 do FC Isny, com gols de Márcio Luiz, Vânder Luís, Dedei, Fernando Cruz e Rinaldo. No mesmo dia, a Seleção Brasileira venceu o Uruguai por 1 a 0, diante de 148.068 pessoas no Maracanã, e conquistou a Copa América após 40 anos. O Fluminense não tinha representantes no escrete campeão, mas formara dois titulares da equipe: o zagueiro e capitão Ricardo Gomes, e o lateral-esquerdo Branco.
Foto: o capitão Ricardo Gomes ergue a Copa América aos céus do Rio de Janeiro.

1992: em jogo válido pela Copa Rio de Janeiro, no Luso-Brasileiro, o Fluminense venceu a Portuguesa da Ilha do Governador por 2 a 1, com dois gols de Wagner.

****

Aniversariantes do dia:

Arthur Moreira Lima (1940), pianista e torcedor ilustre do Fluminense, autor de algumas das mais belas execuções do hino popular do clube.


Ubiraci Mariano da Silva (1942), centroavante com 28 gols marcados em 78 partidas pelo Fluminense, entre as temporadas de 1963 e 1965.

Renê Carmo Kreutz Weber (1961), meio-campista que atuou pelo Fluminense entre as temporadas de 1984 e 1992. Renê marcou 15 gols em 143 jogos pelo time profissional tricolor. Foi campeão do Brasileiro de 1984, do Torneio de Seul de 1984 e dos Cariocas de 1984 e 1985.

Leonardo Henrique Peixoto dos Santos, o Henrique (1977), zagueiro com 8 atuações pelo Fluminense na temporada de 2006.

PCFilho