terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Efemérides tricolores - 19 de dezembro


1910: com 39 votos, foi eleito presidente do Fluminense o senhor Antônio Cavalcanti de Albuquerque, para suceder a Antônio Vaz de Carvalho Júnior. Na mesma reunião, os fundadores que permaneciam sócios foram aclamados beneméritos do clube. Também foi eleito para integrar a comissão técnica o adolescente Alberto Borgerth - que, um ano depois, lideraria a cisão que originaria o futebol do Flamengo.

1920: em jogo válido pela penúltima rodada do Campeonato Carioca, perante ótimo público no Estádio de Laranjeiras, o Fluminense empatou em 2 a 2 com o Flamengo, que disputava sua última partida e já havia garantido o título de campeão. Os gols da partida foram de Zezé e Welfare para o Fluminense, e de João de Deus e Valdemar para o Flamengo; o goleiro tricolor Gerdal Gonzaga de Bôscoli defendeu um pênalti. Vale transcrever a mensagem que a diretoria do Fluminense distribuiu aos sócios tricolores, antes da partida: "Caro consócio, façamos esporte por esporte. Não devemos regatear aplausos ao nosso adversário de hoje, ao glorioso Clube de Regatas do Flamengo, que, brilhantemente e com toda a lealdade, acaba de conquistar o título de campeão da cidade do Rio de Janeiro. Aplaudindo o nosso leal companheiro de lutas, não fazemos mais que ser justos e, portanto, honrar esses mesmos aplausos quando tivemos e tivermos a felicidade de conseguir os louros que são distribuídos pela nossa prestimosa Liga Metropolitana de Desportos Terrestres". Após o épico tricampeonato entre 1917 e 1919, o Fluminense encerraria a temporada de 1920 como vice-campeão.

1943: na terceira partida da final do Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, a Seleção Carioca ganhou por 3 a 0 da Seleção Paulista, em São Januário, gols de Lelé (dois) e João Pinto. Com cinco jogadores tricolores, o escrete do Distrito Federal atuou com: Batatais [Fluminense]; Domingos da Guia [Flamengo] e Norival [Fluminense]; Biguá [Flamengo], Rui Campos [Fluminense] e Jayme de Almeida [Flamengo]; Pedro Amorim [Fluminense], Lelé [Vasco], João Pinto [São Cristóvão], Tim [Fluminense] e Vevé [Flamengo]. Esta foi a primeira vitória carioca, após três jogos na decisão (os paulistas venceram os dois primeiros). Nas duas partidas finais, a seleção do Distrito Federal obteria mais duas vitórias, para se sagrar campeã brasileira (vide 23 e 30 de dezembro).

1948: no segundo jogo da viagem tricolor ao Nordeste, o Fluminense ganhou por 5 a 0 do Fortaleza, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, graças aos gols de Índio, Orlando Pingo de Ouro (dois), Rodrigues Tatu e Rubinho. Este amistoso foi o primeiro confronto do Fluminense contra o Fortaleza na história.

1954: em partida válida pelo segundo turno do Campeonato Carioca, diante de 76.800 presentes (60.470 pagantes) no Estádio do Maracanã, o Fluminense teve grande exibição e venceu o Flamengo por 3 a 0, gols de Javier Ambrois (dois) e Escurinho. O goleiro Castilho e o zagueiro Pinheiro eram dúvidas para o clássico, pois sentiam lesões, mas jogaram e tiveram atuações espetaculares, mantendo a cidadela tricolor intacta. Esta foi a primeira derrota do Flamengo na competição, após 16 partidas de invencibilidade - a última derrota rubro-negra fora exatamente para o Fluminense, na decisão do Torneio Início (vide 15 de agosto). O Flamengo terminaria campeão Carioca, mas não venceria nenhum dos três Fla-Flus do Campeonato.

1962: em jogo amistoso no "Dia do Atleta", com 20.161 pagantes no Maracanã, a Seleção Carioca ganhou por 6 a 4 da Seleção Paulista. Os gols cariocas foram de Zagallo, Quarentinha, Garrincha, Nilo, João Carlos e Foguete, e os paulistas de Pelé (dois, um de pênalti), Bené e Batista. A escalação carioca foi a seguinte: Castilho [Fluminense]; Jair Marinho [Fluminense] (Murilo [Olaria]), Brito [Vasco] (Jadir [Canto do Rio]), Nilton Santos [Botafogo] (Haroldo [Olaria]) e Rildo [Botafogo]; Nélson [Olaria] e Gérson [Flamengo]; Garrincha [Botafogo] (Joel [Flamengo]), Quarentinha [Fluminense] (Foguete [Portuguesa da Ilha]), Amarildo [Botafogo] (João Carlos [America]) e Zagallo [Botafogo] (Nilo [America]). O comando técnico dos cariocas foi de Marinho.

1973: em um dia de festa no Maracanã, com um público de 131.555 pagantes, o futebol brasileiro se despediu do craque Garrincha, com o Jogo da Gratidão, entre Brasileiros e Estrangeiros. Três jogadores do Fluminense participaram da partida: o goleiro Félix e o atacante Manfrini, no time dos Brasileiros; e o zagueiro uruguaio Ángel Bruñel, no time dos Estrangeiros. Os Estrangeiros abriram o placar com Brindisi, e os Brasileiros viraram com um golaço de Pelé e um tento de Luís Pereira. A comovente volta olímpica do "Mané" levou milhares às lágrimas nas arquibancadas, em que eram balançadas bandeiras de diversos clubes brasileiros, num tempo em que havia convivência pacífica entre as diferentes torcidas...

1991: no segundo jogo da final do Campeonato Carioca, diante de 49.975 pagantes no Maracanã, o Fluminense perdeu por 4 a 2 para o Flamengo, terminando como vice-campeão. Os gols rubro-negros foram de Uidemar, Gaúcho, Zinho e Júnior, e os gols tricolores foram ambos marcados pelo centroavante Ézio. Esta foi a décima vez que Fluminense e Flamengo decidiram o Campeonato Carioca - o Fluminense venceu sete decisões (1919, 1936, 1941, 1969, 1973, 1983 e 1984), e o Flamengo três (1963, 1972 e 1991).

1998: na rua Bariri, o Fluminense conquistou a Copa Rio de Janeiro, ao vencer a decisão contra o São Cristóvão por 4 a 0, na prorrogação, gols de Castro (dois) e Roger Flores (dois). Após a queda para a Série C do Campeonato Brasileiro, o Tricolor iniciava a reconstrução de seu elenco com um título invicto. Sob o comando técnico de Duílio, o jovem time tricolor jogou a decisão com: Diogo; Flávio, Wagner, Emerson e Ademir; Roberto Brum, Jorge Luís, Bruno Reis (Wellington) e Roger Flores; Gabriel Lima e Flavinho (Castro). "Esse time é uma boa base para se começar", declarou Carlos Alberto Parreira, o treinador já contratado para 1999. Pela conquista, o Fluminense recebeu o Troféu Róbson Pantaleão Resende. Na saída do estádio, a torcida tricolor cantou "Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo", numa espécie de despedida dos três anos mais difíceis da história do clube.

2004: em jogo válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio do Maracanã, o Fluminense empatou em 1 a 1 com o Palmeiras. Ramon Menezes abriu o placar para os tricolores, e Ricardinho empatou para os palmeirenses. Com a campanha de 18 vitórias, 13 empates e 15 derrotas, 65 gols-pró e 68 gols-contra, o Fluminense terminou em 9º lugar, classificado para a Copa Sul-Americana de 2005.

****

Aniversariante do dia:

Tiago Luis Volpi (1990), goleiro catarinense, que jogou nas divisões de base do Fluminense entre 2008 e 2009. Atuou como profissional no São José, no Luverdense e no Figueirense, e atualmente defende a meta do Querétaro, do México.

PCFilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.