quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Jogos Bizarros III - "Seleção Brasileira" 8 x 1 Internazionale de Milão

Parecia a Seleção Brasileira, mas não era...

Taffarel; Mauro Galvão, Aldair, Júlio Cesar e Branco; Alemão, Dunga (Sinval), Silas e Zico (Amarildo); Careca (Casagrande) e Evair (Edmar). Quem viveu o início da década de 1990 sabe que esta escalação, à exceção de Zico - que já se aposentara e na época era Ministro de Esportes do governo Collor, poderia ser tranquilamente a da Seleção Brasileira.

Mas não era. Esse foi o time que, em 16 de abril de 1991, com o exótico uniforme da foto acima, enfrentou a Internazionale de Milão, numa partida festiva para a despedida do craque italiano Alessandro Altobelli. A imprensa italiana chamou a equipe de "Combinado do Brasil": era formada por atletas brasileiros que atuavam na Itália, reforçados por Mauro Galvão e Sinval (que jogavam na Suíça), e por Zico (convidado especial).

A Internazionale, sob o comando técnico de Giovanni Trappatoni, jogou com: Zenga (Malgioglio, depois Bodini); Battistini (Matteoli, depois Beccalossi), Bergomi (Stringara), Giuseppe Baresi e Ferri (Paganin); Bianchi (Iorio), Mandorlini, Berti (Fanna, depois Pizzi) e Matthäus (Hansi Müller, depois Brady); Altobelli e Rummenigge (Klinsmann).

A partida foi disputada no Estádio Mario Rigamonti, em Brescia, cidade-natal de Alessandro Altobelli. O responsável por apitar o prélio foi o italiano Pierluigi Collina, que se tornaria o mais prestigiado árbitro europeu nos anos seguintes.

Os brasileiros não mostraram piedade alguma, e massacraram o clube negro-azul, vencendo o jogo por 8 a 1, gols de Evair (três), Silas, Sinval, Casagrande, Amarildo e Branco. O gol da Internazionale foi do próprio Altobelli, cobrando pênalti cometido por Branco em Matthäus.

Abaixo, o vídeo com os nove gols desta partida bizarra:

No dia seguinte, a verdadeira Seleção Brasileira, comandada por Paulo Roberto Falcão, e com as tradicionais camisas azuis, penou para derrotar a Seleção B da Romênia por 1 a 0, no Estádio do Café, em Londrina. A escalação foi: Sérgio; Balu (Cafu), Ricardo Rocha, Márcio Santos e Leonardo; Mauro Silva, Moacir, Mazinho Oliveira e Neto; Renato Gaúcho e Bebeto (Careca). O gol foi de Moacir, aproveitando falha do goleiro romeno em escanteio cobrado por Neto. Os melhores momentos estão no vídeo abaixo:

Nenhuma das duas partidas é considerada oficial pela FIFA, porque a entidade contabiliza somente partidas entre as seleções principais de duas federações nacionais.

Na Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, a Seleção Brasileira conquistaria o tetra, e dez dos atletas destes jogos estariam presentes: quatro do combinado que goleou a Internazionale (Taffarel, Aldair, Branco e Dunga); e seis da Seleção que venceu os romenos (Cafu, Ricardo Rocha, Márcio Santos, Leonardo, Mauro Silva e Bebeto).

PCFilho

2 comentários:

  1. Esses jogos provam aquela tese de que o Brasil poderia mandar duas seleções competitivas para uma Copa do Mundo.

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.