segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Confirmado: Brasil terá 7 vagas fixas na Copa Libertadores


Conforme noticiado na terça-feira 27, a Copa Libertadores terá mudanças a partir da temporada do ano que vem. Neste domingo 2, a CBF confirmou que, com o aumento do número de participantes de 38 para 44, o Brasil passará a ter 7 vagas fixas para seus clubes na competição continental. Os seis primeiros colocados do Campeonato Brasileiro estarão sempre classificados para a Copa Libertadores do ano seguinte, se juntando ao campeão da Copa do Brasil (e, caso este termine o Brasileirão entre os seis primeiros colocados, abre-se uma vaga para o sétimo lugar). Além disso, o campeão da Copa Sul-Americana não mais "roubará" a última vaga de seu país, sendo mais um representante deste na Copa Libertadores.

Em resumo: caso Chapecoense ou Coritiba conquistem a Copa Sul-Americana de 2016 (estão nas quartas-de-final), o Brasil terá oito participantes na Copa Libertadores: o campeão da Copa Sul-Americana, o campeão da Copa do Brasil, e os seis primeiros colocados do Brasileirão. Se, por acaso, clubes brasileiros conquistarem a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana no mesmo ano, o Brasil terá 9 participantes na Copa Libertadores do ano seguinte.

A fase preliminar da Copa Libertadores agora terá 16 clubes, que jogarão 8 confrontos de mata-mata. Os 8 classificados jogarão mais 4 confrontos de mata-mata, com os 4 vencedores passando para a fase de grupos, e os 2 melhores perdedores obtendo vagas na Copa Sul-Americana, a ser disputada de março a novembro.

Comporão a fase de grupos da Copa Libertadores 32 equipes: os 4 vencedores da pré-Libertadores, os 26 clubes classificados pelos campeonatos e copas nacionais, e os campeões da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana do ano anterior. Os 32 times serão agrupados em 8 grupos de 4, com os 2 primeiros de cada chave classificando-se às oitavas-de-final (os terceiros colocados dos 8 grupos obterão vagas na Copa Sul-Americana). A partir das oitavas-de-final, os clubes se enfrentarão em mata-mata até chegarem à grande decisão, em jogo único, em campo neutro. (A novidade sobre a final ainda não está confirmada, e provavelmente só será efetivada em 2018, com a edição de 2017 ainda tendo a final em ida e volta.)

A Copa Sul-Americana terá uma fase preliminar com 44 clubes, classificando-se 22 para a fase seguinte. A estes 22, se juntarão os 10 eliminados da Copa Libertadores (os dois melhores derrotados da fase preliminar e os oito terceiros colocados da fase de grupos).

Em comparação com o número de vagas de cada país na Copa Libertadores de 2016, o Brasil terá duas vagas a mais, e Argentina, Chile e Colômbia uma cada. Assim, os 44 clubes da Copa Libertadores serão distribuídos assim: campeão da Copa Libertadores (1), campeão da Copa Sul-Americana (1), Brasil (7), Argentina (6), Chile (4), Colômbia (4), Bolívia (3), Equador (3), Paraguai (3), Peru (3), Uruguai (3), Venezuela (3) e México (3). Ainda há um impasse com relação aos clubes mexicanos, que talvez não possam competir com o novo calendário, de fevereiro até novembro.

Os 16 participantes da fase preliminar da Copa Libertadores serão distribuídos assim: Brasil (3), Argentina (2), Chile (2), Colômbia (2), Bolívia (1), Equador (1), Paraguai (1), Peru (1), Uruguai (1), Venezuela (1) e México (1). Assim, dos 6 classificados do Campeonato Brasileiro para a Copa Libertadores, campeão, vice e terceiro lugar ganharão vagas na fase de grupos, e quarto, quinto e sexto lugares na fase preliminar.

PCFilho

2 comentários:

  1. Logo, chegar em 3º, é fundamental. ST PC

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Juninho! Essa pré-Libertadores vai ser barra pesada!

      Excluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.