sexta-feira, 26 de março de 2010

Recordar é viver - Clássico dos Gigantes em 1970

(crônica feita para o Pavilhão Tricolor)

Rio de Janeiro, primeiro de novembro de 1970.

Amigos, neste domingo, no Maracanã, tivemos uma grande vitória do Fluminense sobre o Vasco. Não apenas porque o Tricolor ficou mais próximo da classificação ao quadrangular decisivo do Campeonato Brasileiro. Mas também porque foi uma vitória para esfriar a crise que rondava Laranjeiras, após alguns resultados ruins.

Há ainda outros aspectos importantes na vitória tricolor. O Vasco foi o campeão carioca deste ano, mas pela quarta vez o Fluminense derrotou o rival de São Januário. Os vascaínos assumiram de vez o posto de fregueses de carteirinha do pó-de-arroz.

Outra: o Fluminense perdeu o medo de jogar sem Denílson, o Rei Zulu, protetor incansável da linha defensiva. Seu substituto, Silveira, fez uma partida magistral, irretocável. Cumpriu muito bem sua tarefa, e ainda levou a equipe ao ataque, com lançamentos precisos para os pontas. Seu gol foi a recompensa por sua atuação brilhante. Silveira foi, sem dúvida, o grande personagem do Clássico dos Gigantes.

Antes de Silveira, quem marcou foi Flávio, o artilheiro do Fluminense no Campeonato Brasileiro de 1970. Na imprensa, só se fala de Tostão, Pelé, Rivellino, Jairzinho, Dadá, Ademir da Guia. Querem ignorar Flávio, mas os seus gols decisivos não deixam. São eles que estão levando o Fluminense à classificação, contra todos os prognósticos.

Quando começou o segundo tempo, o Vasco tentou reagir, principalmente após o belo gol de Benetti. Mas a desorganização do 4-2-4 vascaíno era visível, diante da movimentação intensa dos jogadores tricolores. Aos 37 minutos, Marco Antônio assinalou o gol definitivo: Fluminense 3, Vasco 1.

O Tricolor caminha a passos largos para a classificação ao quadrangular final do maior Campeonato Brasileiro de todos os tempos. E a Taça de Prata começa a sorrir, com a encantadora possibilidade de envelhecer na rua Álvaro Chaves.

PC

Ficha Técnica:
01/11/1970 - Fluminense 3 x 1 Vasco.
Competição: Campeonato Brasileiro de 1970.
Local: Maracanã (Rio de Janeiro).
Árbitro: Armando Marques.
Público: 55.392 pagantes.
Renda: Cr$ 235.235,50.
Fluminense: Félix; Oliveira, Galhardo, Assis e Marco Antônio; Silveira e Didi; Cafuringa (Wilton), Flávio, Samarone (Cláudio Garcia) e Lula. Técnico: Paulo Amaral.
Vasco: Élcio; Fidélis, Altivo, Renê e Eberval; Benetti e Ademir; Luís Carlos, Dé, Silva e Gilson Nunes. Técnico: Tim.
Gols: Flávio, aos 21' do primeiro tempo; Silveira aos 34' do primeiro tempo; Benetti aos 9' do segundo tempo; Marco Antônio aos 37' do segundo tempo.

9 comentários:

  1. Maravilhoso texto, PC!!! Meu time de botão era dessa época: Félix, Oliveira, Galhardo, Assis, Denilson e Marco Antonio; Cafuringa, Didi, Flávio, Samarone e Lula. Tinha Vitório, Silveira, Mickey, Wilton, Paulo Lumumba, Claudio, entre outros, no banco. Rs... Boas lembranças! Abração, Leandro

    ResponderExcluir
  2. Comentário no Pavilhão Tricolor:

    1 Sexta, 26 Março 2010 21:00 Lucas Saboia
    Eu vi de tudo em Fluminense x Vasco. Desde a finalíssima de 1984 (segundo jogo, 0 a 0) até uma lamentável derrota de 2 a 0 em 1993 (primeiro jogo da final), com direito a morteiro estourado na orelha e Ricardo Frango fazendo a fama do Valdir Bigode (11 anos antes do Rodolfo continuar a 'obra').

    Está mais de que na hora de começar a reverter a vantagem que os bacalhaus nos impuseram desde a era Eurico. O Flu tem mais grana e mais time do que eles desde, pelo menos, 2004. Ainda assim, conta-se nos dedos de uma das mãos as vezes em que conseguimos batê-los nestes 6 anos. É mais do que chegada a hora da virada e da volta da hegemonia neste confronto com nosso antigo freguês.

    OFF-TOPIC contratações: um conhecido meu disse que o Celso Barros está atrás do Cícero e do Deco. Nada contra os nomes, tudo contra o planejamento. Ambos jogam na mesma faixa do Conca. Cícero, com muito boa vontade, pode fazer o 3º homem (embora um tanto lento), posição já ocupada por Diguinho e Éverton. Enquanto isso, permanecemos sem zagueiros de ponta e com o fraco Diogo como único volante de ofício do elenco. Quando é que esses caras vão aprender a montar um time???

    ResponderExcluir
  3. 2 Sábado, 27 Março 2010 00:55 Bernardo de Biase
    O Fluminense tem que vencer para embalar. Tá na hora do Fluminense começar a jogar bem. Do meio para frente é bom o time, quem destoa apenas é o grosso André Lima, que só serve para alguma coisa para empurrar pro gol aquelas bolas debaixo da trave.

    Concordo com o Sabóia, na minha opinião a prioridade do tricolor deve ser reforçar as posições carentes.

    Cícero, que nunca foi nenhum jogadoraço(supervalorizado depois de sua saída, muito abaixo de Thiago Silva, Conca e Thiago Neves), viria para disputar a faixa de campo de Conca e Equi. Com boa vontade jogaria na posição do Éverton, mas sem a raça e a velocidade do operário tricolor. É um jogador de inteligência tática e boa técnica, o Cícero, um ótimo jogador para o nível nacional, mas hoje não acrescentaria muito ao time titular.

    Para a zaga, eu acho a zaga que terminou 2009 ótima, Dalton, Digão e Gum são feras, principalmente o Dalton, e o Gum apresenta uma evolução incrível. Gum e Digão são muito bons também. MAS eu tenho dois pontos para adicionar: vejo hoje que o Cuca prefere jogadores de qualidade, para mim, duvidosa como L. Euzébio e Cássio no lugar de Dalton e Digão. O segundo é que só o Euzébio tem mais de 24 anos. Falta bagagem para os nossos zagueiros. Se pudesse ser manejada a contratação de um zagueiro experiente de qualidade acima da média, deve ser tentada. Mas nada de jogadores medianos, pois veteranos de nível médio são caros e não correspondem.

    Finalmente a lateral-esquerda. O Flu tem um bom ala-esquerdo que é o Júlio César. Mas ele vem jogando muito menos que o Mariano, que hoje é um excelente ala no nível Brasileiro. Então acredito que seria importante a contratação de um lateral mais completo que o Júlio César para proporcionar ao time variação tática para o 4-4-2 sem o ônus de ter avenidas nas laterais. O Beletti deve entrar no mercado agora e pode ser uma opção. É bom marcador, estilo do jogador operário, joga nas duas laterais, seria um bom reserva, só não sei se seu salário seria condizente com essa realidade imposta.

    Um primeiro volante é fundamental. Já vi muitos times perderem títulos por terem primeiros volantes ruins fazendo a proteção da zaga. Há um tempo atrás teve um tal de Ygor que cansou de tomar dribles de uma ameba chamada Guerrón e entregou um torneio pequeno aí. Não tô lembrado pra que time ele jogava.

    E um segundo atacante, pois não vejo o Alan realizando essa função com regularidade. Ele é muito melhor jogando na área para finalizar do que servindo um outro atacante. Contra o Uberaba ele jogou muito com o Fred, mas a realidade é que o Fred voltou e volta mais do que ele. Não é muito, mas é o suficiente. Eu gostaria de um segundo atacante de criatividade, E NOVO. Meu sonho seria a contratação do ótimo meia-atacante/segundo atacante Rafael Sóbis, que além de preencher esses requisitos, tem histórico de campeão, e foi campeão da Libertadores com o Internacional. O Flu está correndo atrás de um atacante que deve ir para a Copa, o único que poderia vir dependendo só do jogador eu acho que é o Nilmar, e seria lindo. Mas o Villarreal pagou uma nota por ele. Depois bons atacantes seriam Macnelly Torres(esse mais parecido com o Sóbis), e o Alexis Sanchez da Udinese e seleção do Chile(mais parecido com Nilmar). Seriam fantásticas contratações.

    ResponderExcluir
  4. 3 Sábado, 27 Março 2010 10:42 (Antonio Henrique)
    Essa taça esta sorrindo até hoje em Alvaro Chaves.

    Quanto ao que o Lucas disse sobre contratação, Cícero e Deco não jogam na mesma faixa do Conca, ambos jogam mais atrás e no caso do Cícero vale bastante o fato dele ser um multi-funcional, lembro que durante a libertadores era impressionante ver o Cícero jogar, ele era talvez o jogador mais importante do esquema Renato por jogar em quase todas posições durante o jogo, ele não parava. Quanto ao Deco, pode dar um toque de qualidade técnica muito grande ao time, mas creio que vem um ou outro.

    ResponderExcluir
  5. 4 Sábado, 27 Março 2010 18:41 Jefferson Dutra
    Grande PC! Adoro seus textos do "Recordar é viver" aqui no Pavilhão. Alías, gosto muito de lê-los desde o tempos que eles eram exclusivos do "Jornalheiros"...

    Cadê o Mario Vitor? Faz tempo que um texto dele não passa por aqui.

    E... quando o PavTri vai fazer um post sobre a AMBEV? Tão devendo...

    No mais, ST e vamo que vamo!

    ResponderExcluir
  6. 5 Domingo, 28 Março 2010 12:15 Paulo Cezar da Costa Martins Filho
    Obrigado a todos pelos comentários. Principalmente ao Jefferson, pelo prestígio desde sempre. :)

    ST,
    PC

    ResponderExcluir
  7. Mais comentários no Pavilhão Tricolor:

    6 Domingo, 28 Março 2010 20:22 Bernardo Biase
    "22 Sexta, 26 Março 2010 11:01
    Bernardo Biase
    Putz, mediocridade impera na torcida.
    Como que algu[em tem coragem de dizer que Leandro Euzébio e Cássio são bons. Leandro Euzébio teve atuação mais que desastrosa contra o Flamengo e o Cássio... Se conseguisse ficar de pé na partida e parar de escorregar...

    Acontece que alguns tem que esperar o time perder para se desiludirem. O time não está jogando bem, e está pipocando, a eliminação contra o Vasco não me desceu a garganta até hoje."

    Só para salvar aqui.


    7 Domingo, 28 Março 2010 21:20 geraldo.
    A atuação do segundo tempo é reflexo de falta de comando. Total. Falta quem mande dentro e fora do ambiente de jogo. O presidente do Vasco é mais decidido que o do Flu. A presidente do Flamengo consegue ser mais macho que o do Flu. Até no Botafogo, remando contra a maré, as decisões são tomadas. Ou uma mudança radical com a diretoria eleita este ano ou ficaremos pior que Botafogo, nos igualando ao América e simplesmente virando passado. Arquivo morto do futebol brasileiro. Pior: teremos que aturar mais um ano o flamengo esfregando supremacia na cara. Ou alguém acha que Vasco e Botafogo vão escorar a pressão na reta final? Se o flamengo não ganhar na bola, vai ganhar no apito, como em duas das três recentes edições da campeonato do Rio. Abaixo vão comentários sobre demissões possíveis no clube.
    "Cuca: O Fluminense começou melhor que o Vasco. Mexeu mal e esbagaçou o time.
    Leandro Euzébio: foi infantil ao cometer falta desnecessária em Dodô já tendo cartão amarelo. Por que ainda é escalado? É a versão 2010 de L. Alberto!
    Julio Cesar: Burocrático. Apoiou pouco e errou muitos passes. O seu reserva é melhor, apesar de inexperiente.
    André Lima: O que ele faz no Fluminense? Só gol contra time pequeno.
    O Fluminense já teria iniciado contatos para contar com Petkovic assim que se encerrar seu compromisso com o Flamengo?
    Aí é o fim de qualquer esperança."


    8 Domingo, 28 Março 2010 21:52 GERALDO BULL DA SILVA JÚNIOR
    Rios de Janeiro, 28de março de 2010.
    O Fluminense cada vez mais faz parte do futebol brasileiro.
    A atuação do segundo tempo é reflexo de falta de comando. Total. Falta quem mande dentro e fora do ambiente de jogo. O presidente do Vasco é mais decidido que o do Flu. A presidente do Flamengo consegue ser mais macho que o do Flu. Até no Botafogo, remando contra a maré, as decisões são tomadas. Ou uma mudança radical com a diretoria eleita este ano ou ficaremos pior que Botafogo, nos igualando ao América e simplesmente virando passado. Arquivo morto do futebol brasileiro. Pior: teremos que aturar mais um ano o flamengo esfregando supremacia na cara. Ou alguém acha que Vasco e Botafogo vão escorar a pressão na reta final? Se o flamengo não ganhar na bola, vai ganhar no apito, como em duas das três recentes edições da campeonato do Rio. Abaixo vão comentários sobre demissões possíveis no clube.
    "Cuca: O Fluminense começou melhor que o Vasco. Mexeu mal e esbagaçou o time.
    Leandro Euzébio: foi infantil ao cometer falta desnecessária em Dodô já tendo cartão amarelo. Por que ainda é escalado? É a versão 2010 de L. Alberto!
    Julio Cesar: Burocrático. Apoiou pouco e errou muitos passes. O seu reserva é melhor, apesar de inexperiente.
    André Lima: O que ele faz no Fluminense? Só gol contra time pequeno.
    O Fluminense já teria iniciado contatos para contar com Petkovic assim que se encerrar seu compromisso com o Flamengo?
    Aí é o fim de qualquer esperança."

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.