sábado, 28 de julho de 2018

Flamengo, pague a Série B do Carioca!


Vez por outra, torcedores do Flamengo tentam zombar do Fluminense, bradando o famoso "Pague a Série B", em alusão a uma suposta dívida do Fluminense (que não existe, conforme já esclareci aqui). O mais curioso é que esse comportamento também revela um desconhecimento deles da história do próprio clube: há mais de 100 anos, o Flamengo "deve a Série B" do Campeonato Carioca, como demonstrarei abaixo.

O Campeonato Carioca de 1911 começou disputado por cinco clubes: America, Botafogo, Fluminense, Paysandu e Rio Cricket (o Flamengo era somente um clube de regatas, e ainda não tinha um time de futebol). No dia 25 de junho, uma briga generalizada interrompeu a partida entre Botafogo e America, no campo da rua Voluntários da Pátria. Abelardo Delamare deu um tapa na cara do americano Gabriel de Carvalho, e a Liga suspendeu o atleta alvinegro. Solidário com seu jogador, o Botafogo se retirou daquele Campeonato, ficando também de fora no ano seguinte.

Assim, o Campeonato de 1911 teve na verdade somente 4 clubes. A fórmula de disputa era de pontos corridos, em que o Fluminense venceu seus 6 jogos e sagrou-se campeão invicto. Porém, uma divergência sobre a escalação do time nos últimos jogos causou uma debandada: liderados por Alberto Borgerth, nove atletas tricolores resolveram se desligar do Fluminense - foram procurar o Flamengo, e convenceram o clube de regatas a ter uma seção terrestre (história que também já contei aqui - vide Os primórdios do Flamengo).

O Fluminense campeão de 1911: nove dos onze titulares debandaram.
Somente Oswaldo Gomes e James Calvert permaneceram no Fluminense

O Flamengo, na condição de clube novato no futebol, deveria iniciar sua trajetória, naturalmente, na segunda divisão do Campeonato Carioca de 1912. "Ora, a liga já tem compromissos com clubs antigos, que com a sua estadia na segunda divisão do campeonato passado adquiriram o direito incontestável de antiguidade para a promoção à primeira divisão, salvo se for modificado o regulamento dos campeonatos (...). Desse modo, se não houver alteração, a inclusão da 'équipe' do Flamengo será certamente na segunda divisão" - assim noticiou o prestigioso jornal "O Paiz", em sua edição de 15 de janeiro de 1912, cujo recorte pode ser conferido abaixo:
O Paiz, 15/01/1912.

Para agradar ao Flamengo, a Liga Metropolitana de Sports Athléticos resolveu então inchar a primeira divisão do Campeonato Carioca, dobrando seu tamanho para 8 clubes (os quatro da primeira divisão de 1911, os três primeiros colocados da segunda divisão de 1911 - Bangu, São Cristóvão e Mangueira - e o novato Flamengo, que acabara de se inscrever). Vale observar que nenhum dos outros clubes novatos naquela temporada teve o mesmo privilégio do Flamengo: o Esperança Football Club, por exemplo, disputou a segunda divisão, como o esperado. Em resumo: o Flamengo iniciou sua trajetória no futebol entrando pela janela na primeira divisão do Campeonato Carioca.

O Flamengo, com quase todo o timaço do Fluminense campeão de 1911, fez ótima campanha em sua estreia no Campeonato Carioca, somando 10 vitórias, 2 empates e 2 derrotas (uma delas para o Fluminense, que mesmo com os antigos reservas conseguiu vencer os desertores por 3 a 2, no primeiro Fla-Flu da história). O Flamengo acabou vice-campeão, dois pontos atrás do Paysandu, que teve 11 vitórias, 2 empates e 1 derrota, e sagrou-se campeão carioca de 1912.

Portanto, ao bradar "pague a Série B" para qualquer rival, o torcedor rubro-negro assina um atestado de que não conhece sequer a história de seu próprio clube, que começou sua jornada no futebol virando a mesa e cabulando a segunda divisão do Campeonato Carioca - esta, sim, uma dívida centenária, que jamais foi paga.

PCFilho

5 comentários:

  1. Excelente trabalho, PC. Nunca tinha visto essa história ser contada em tantos detalhes. Sempre estranhei o fato de o Flamengo ter entrado direto na primeira divisão.

    Se já existia uma segunda divisão, obviamente qualquer time novo deveria primeiro disputá-la, para depois sim jogar na divisão de elite.

    A matéria do jornal O Paiz apenas faz essa constatação óbvia. Mas não deixa de ser um documento histórico que demonstra a sua tese.

    Você está de parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Ainda hoje esse clubeco consegue"coisas"que para outro é MUITO DIFÍCIL.

    ResponderExcluir
  3. Kkkkkkk não é desconhecer história só que a virada de mesa que fez vcs sairem da terceira para primeira foi feia demais.
    E ambos os casos não vi culpa dos dirigentes e Fla e Flu mas, segue a zoação.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Fluminense não saiu "da terceira para a primeira". Em 2000, por problemas causados por outros clubes, NÃO HOUVE SÉRIE B. Houve uma primeira divisão com mais de 100 clubes, que o Fluminense naturalmente disputou, como todos os outros clubes do país.

      E vale dizer que, neste Brasileiro de 2000, o Fluminense terminou em TERCEIRO LUGAR na primeira fase, e em NONO LUGAR geral, várias posições à frente, por exemplo, do Flamengo. Em 2001, naturalmente, só poderia disputar a Série A, vaga esta conquistada EM CAMPO. Nada de "virada de mesa".

      Tudo explicadinho aqui, com fartas provas:
      AFINAL, O FLUMINENSE DEVE A SÉRIE B?

      Excluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.