domingo, 1 de novembro de 2015

Vasco 0 x 1 Fluminense

Foto: Paulo Sergio (LANCE!Press).

Amigos, imaginem um clube que, tendo à disposição o estádio da final da última Copa do Mundo em sua cidade, escolhe propositalmente atuar em um estádio menor, em obras, com apenas metade da sua capacidade disponível.

Imaginem um clube que assedia adolescentes que atuam em seus rivais, crianças de 14, 15 anos, e as registra como seus atletas, à revelia dos clubes formadores, usando a Federação amiga como capacha.

Imaginem um clube que elege como presidente, em pleno século XXI, uma figura tosca, jurássica, que enriqueceu às custas dos cofres da instituição, e que utiliza como armas a intimidação, a bravata, a mentira, o jogo sujo dos bastidores.

Imaginem um clube que, ao receber uma posse de bola artificial, que claramente não deveria ser sua, não a devolve ao adversário, como mandam os bons modos do fair-play.

Imaginem um clube com dirigentes que tentam transformar a diversão do futebol em uma guerra, incentivando seus torcedores à prática de violência contra os adeptos de outras cores.

Imaginaram? Então, me respondam: esse clube não merece ser rebaixado à segunda divisão?

Neste domingo, dia primeiro, no Engenhão, o Fluminense jogou como Fluminense: com garra, com entrega, com suor, deixando tudo no gramado. Que pena que, em algumas partidas deste ano, não foi assim. Ah, se tivesse sido... estaríamos nas cabeças, amigos, nas cabeças. Quiçá o próprio Corinthians, virtual campeão, teria um rival de verdade na disputa pelo título...

Mesmo desfalcado de seu craque Fred, mesmo com três ou quatro jogadores improvisados em posições diferentes das suas habituais, mesmo após a traumática e injusta eliminação da Copa do Brasil, mesmo sem grandes objetivos no Campeonato Brasileiro, o Fluminense jogou como Fluminense, foi superior ao Vasco, e venceu por 1 a 0, com um gol do menino Gérson.

Poderia ter sido uma goleada, tamanho o domínio tricolor, mas foi um a zero, como em 3 de outubro de 1976, como em 30 de novembro de 1980, como em 24 de maio de 1984. O gol de Gérson não valeu uma taça, como o de Doval em 76, como o de Edinho em 80, como o de Romerito em 84 (os três marcados no templo sagrado do Maracanã, o único palco possível para a grandeza de Fluminense e Vasco).

Não, o gol de Gérson não valeu uma taça. Mas representa o fim de uma era: o charuto se apagou.

Vasco, nós nos reencontraremos em 2017.

Eurico... até nunca mais!

PCFilho



26 comentários:

  1. Ótimo texto, PCFilho!
    Temos uma remota chance de pegar a Liberta, contando que o Santos ganhe a Copa do Brasil. Temos que secar bem o São Paulo! A Ponte pode vencer as duas em casa, onde é mais forte. O Internacional já pega a Ponte no próximo jogo, em uma outra rodada enfrenta a gente no Maraca.

    Adversários do Fluminense:
    Chapecoense (Maracanã)
    Grêmio (Arena do Grêmio)
    Avaí (Maracanã)
    Internacional (Maracanã)
    Figueirense (Orlando Scarpelli)

    Adversários do São Paulo:
    Cruzeiro(Mineirão)
    Atlético-MG (Morumbi)
    Corinthians (Arena Corinthians)
    Figueirense (Morumbi)
    Goiás (Serra Dourada)

    Adversários do Internacional:
    Ponte Preta (Beira-Rio)
    Chapecoense (Arena Condá)
    Grêmio (Beira-Rio)
    Fluminense (Maracanã)
    Cruzeiro (Beira-Rio)

    Adversários da Ponte Preta:
    Internacional (Beira-Rio)
    Figueirense (Moisés Lucarelli)
    Flamengo (Maracanã)
    Avaí (Ressacada)
    Sport (Moisés Lucarelli)

    Vamos torcer por mais uma arrancada histórica, só que agora pra algo maior.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe, quem sabe... rsrsrs...

      Mas eu acho que esse ano ficaremos ali pelo meio da tabela mesmo.

      Obrigado pelo prestígio ao blog! :)

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  2. Uma pena, mesmo, que o time tenha se deixado influenciar por fatores extra-campo, e que as arbitragens tenham nos garfado tantos pontos, e que assim tenhamos feito a primeira metade do returno tão mal.

    Se tivéssemos mantido a pegada, estaríamos no lugar a que pertencemos na tabela de classificação: o G4 (posição que ocupávamos ao fim do primeiro turno, vale sempre lembrar).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Os apitos fizeram a diferença para o FFC não estar no ALTO da tabela.
    FBI neles!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fizeram a diferença mesmo. Ah, se somássemos mais uns doze ou quinze pontos...

      E as garfadas foram maiores que isso, hein...

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  6. Eu eu eu o Eurico... apagou o charuto! Hahahahahahaha..........
    Deixamos para vencer na hora certa. Pena que não goleamos!
    ST

    ResponderExcluir
  7. Até que enfim vencemos o Vasco. Já estava de saco cheio!
    Mas com certeza preferia que aquela bola do Fred nos últimos minutos contra o Palmeiras tivesse entrado.
    ST, PC e amigos do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro. Aquela bola do Fred seria a justiça se materializando em forma de gol...

      Excluir
  8. PC,

    Parabéns pela crônica.
    Ironicamente, a torcida que mais nos manda pagar a série B está caminhando novamente a passos largos para lá.
    Não caiu ainda, é difícil mas é futebol.

    É virtualmente impossível a Liberta. Esse segundo turno nos destruiu.
    Gostaria de saber o que tanto aconteceu fora de campo pra fazermos apenas 10 pontos até agora no returno...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Raphael.

      Também gostaria de saber o que aconteceu para uma queda tão brusca de rendimento. As arbitragens criminosas colaboraram, sem dúvida. Mas não foi só isso...

      Excluir
  9. fluzao sempre! proximo ano o flu vai tar com tudo, podem esperar.

    ResponderExcluir
  10. pc, a boatos que o flu vai fechar com o matheus ferraz pra o proximo ano. Você acha uma boa contratacao?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ouvi falar muito bem do Matheus Ferraz, mas confesso que não tenho conhecimento suficiente para avaliar o futebol dele...

      Excluir
  11. Vasco não vai cair, tem 33 pontos e o Avaí que está fora do Z4 tem 35

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo com a surpreendente vitória sobre o Palmeiras em São Paulo, a situação do Vasco ainda é muito complicada. O mais provável é que caia, sim...

      Excluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.