quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Resenha: Tricolor 2 x 2 Argentinos Juniors


Amigos, começou a jornada do Fluminense na Copa Libertadores da América: o primeiro resultado foi um empate com o Argentinos Juniors, no Estádio Olímpico João Havelange. A batalha transcorreu assim: os argentinos fizeram 1 a 0, e o Fluminense empatou. Os argentinos marcaram 2 a 1, e o Tricolor mais uma vez empatou. Nenhum vencedor, nenhum vencido.

Como já era de se esperar, a equipe visitante fez muita cera. Como também já era de se esperar, a frouxa arbitragem sul-americana foi conivente com o triste anti-jogo. Dos noventa minutos de jogo, acreditem, a bola ficou parada em cinquenta, sobrando assim apenas quarenta minutos de bola rolando. (O número mágico recomendado pela FIFA é de sessenta!) O principal responsável pela cera foi o goleiro Navarro, que levou apenas um cartão amarelo pelo lamentável expediente.

Os personagens do jogo, com a bola rolando, foram o argentino Niell e o brasileiro Rafael Moura: os autores dos dois gols de cada equipe. Estiveram, ambos, em noite iluminada: a bola parecia tê-los escolhido. E talvez tenha mesmo.

A pior atuação da noite, excluindo a do conivente árbitro Carlos Torres, foi a do goleiro tricolor Diego Cavalieri. No momento em que o jogo estava indefinido, ele falhou decisivamente, sofrendo o segundo gol em bola cruzada na pequena área. É bom lembrar que Ricardo Berna, o antigo titular, assumiu a posição em um momento complicado, e não perdeu um jogo sequer. Mais: foi fundamental na conquista do Brasileirão, com atuações memoráveis, especialmente contra o Internacional no Beira-Rio e contra o Guarani no Engenhão.

A Copa Libertadores não costuma perdoar tropeços em casa. Mas isto não significa que o Fluminense já esteja eliminado. Muito pelo contrário: nós tricolores sabemos bem que somos o time do impossível, o time do último minuto, o time do inconcebível.

De qualquer forma, daqui a duas semanas será absolutamente necessário um triunfo contra o Nacional do Uruguai, também no Estádio Olímpico João Havelange. Teremos mais uma noite de América, e faço desde já o alerta: o Fluminense precisará de sua torcida. A diretoria precisa reduzir o preço dos ingressos, porque os oitenta reais se mostraram hoje caros demais. São a única explicação para o público de apenas quinze mil pessoas no Engenhão.

PC

18 comentários:

  1. Algumas considerações:

    1) Eu vi dois torcedores ilustres, o senhor Paulo Cesar Filho no trem indo pro Engenhão e o Nelson Rodrigues Filho no banheiro (ele ficou razoavelmente perto de mim na Oeste Inferior tbm).

    2) A torcida também não fez a parte dela em termos de qualidade. Explico, muitos que estavam lá foram para vaiar jogadores e não para apoiar o time. Um caso emblemático foi um pseu-torcedor que estava perto de mim e se esgoelava para gritar Berna e vaiar o Cavaliere desde o primeiro tempo, mas não foi ouvido em nenhum momento apoiando o time. O pior, este não foi um caso isolado. Temos que mudar a postura, temos que nos lembrar dos jogos da primeira fase da lib08 e do jogo contra o SP em 08. Quando time toma um gol é que é a hora gritarmos nense como nunca.

    3)Quanto ao jogo, o resultado foi ruim, mas poderia ser pior pois a zaga anda muito insegura (o que ocasionou todos o gols contra o flu neste jogo), além disso o time tem que ficar mais com a bola e agredir o adversário não só em bola alçadas a area.

    Bjundas.

    ResponderExcluir
  2. Retirar o desconto do ingresso para sócios do clube foi um dos piores dos tantos erros desse pacote feito às pressas!!!

    Agora é correr atrás do prejuizo!!!

    Voltar com o desconto para sócios, diminuir o preço dos ingressos e conceder algo para os que aderiram ao fraquíssimo GT!!!

    ResponderExcluir
  3. Falando rapidamente sobre público. Engenhão e jogo às 10 da noite já constituem uma bela combinação de fiasco de presença. Os caras ainda me vêm com ingresso a 80 reais.

    Essa torcida é muito sinistra. 15.000 foi um público espetacular nessas miseráveis condições.

    Com todo o respeito a quem gosta do carioquinha (prefiro chamá-lo de defuntinho), mas eu odeio essa m#%¨#$ de campeonato! É Duque de Caxias, Macaé, Bangu, Olaria, Cabofriense...uma maratona de jogos sonolentos contra times absolutamente medíocres. Obviamente esse montinho de lixo é uma péssima preparação pra quem vai disputar a Libertadores.

    O Flu entrou nesse jogo como entra no defuntinho: lento, pesado e preso.

    O time do Argentinos Jrs, notadamente inferior em técnica e jogando fora de casa, só poderia mesmo jogar pra empatar. As reduzidas dimensões do Engenhão ajudam os times retranqueiros.

    E como se não bastasse tudo isso, o Sobrenatural de Almeida me vem com aquele primeiro gol dos argentinos. Uma cabeçada pífia, de um nanico, que bate no pé de Diguinho e entra no contrapé de Cavalieri. PQP!!!

    Fim do primeiro tempo.

    ResponderExcluir
  4. bigmontz, eu não te vi! Na próxima vez, venha falar comigo! (e eu não sou ilustre! rsrs!)

    nabranco, o fim do desconto para os sócios foi mesmo lamentável. Eu mesmo talvez cancele minha sociedade, afinal esse desconto era praticamente o único benefício que eu tinha. Concordo com você: a volta do desconto para sócio seria uma boa medida.

    Além disso, claro, os assinantes do pacote precisam ser recompensados após a redução do preço dos ingressos.

    ResponderExcluir
  5. O Sobrenatural foi embora no intervalo.

    A bronca do Muricy surtiiu efeito no intervalo. O time voltou outro, aguerrido e disposto a vencer ou perecer. Sai o gol do He-Man. Continuamos bem.

    Aí vem a falha de Cavalieri.
    Bola pra lá de boba. Cruzamento na pequena área é do goleiro, como bem disse o blogueiro.

    O Flu empata, gol chorado!

    E não venceu mais a retranca argentina.

    Diante das circuntâncias achei o empate um bom resultado.
    Continuo confiante na classificação.

    ResponderExcluir
  6. Concordo com o Bigmontz nas críticas à torcida. Eu mesmo não vaiei, mas gritei BERNA.

    Pedir por Berna teve seu lado ruim, certamente. Até me bateu um arrependimento. De certa forma, pedir por um goleiro reserva é vaiar o titular, o que eu reprovo. Portanto, errei.

    Mas o meu arrependimento foi bastante atenuado porque o Berna merece reconhecimento. Foi um dos heróis do Brasileiro. Não gostei da forma como foi sacado do time titular. Então acho que o nosso erro teve pelo menos uma conseqüência positiva.

    Achei que o Muricy testaria os dois pra depois escolher. Mas, depois de regularizado, o Cavalieri foi o titular e ponto. Teve algumas atuações contestáveis no defuntinho. E hoje falhou feio.

    Também não gostei da entrevista dele. Não falou nenhuma mentira, mas omitiu sua parcela de culpa.

    ResponderExcluir
  7. Só tenho uma coisa à dizer: por R$80,00 eu não vou a jogo nenhum, nem a jogo da Libertadores!
    Enlouqueceram!!!!!!!!
    Carioca por R$40 e R$60 é um absurdo maior ainda!!!

    Quanto ao jogo, o primeiro tempo foi uma vergonha! No segundo entramos melhor, mas Cavalieri ainda não acertou no Fluminense e eu acho que o lugar dele procurar se acertar é no Carioca e não na Libertadores!
    Muricy errou ao escala-lo!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Nada tá acabado!

    Ainda temos cinco jogos, confio no Muriçoca! Se ele parar de inventar escalações como a de ontem (pois é fato que o Rodriguinho, apesar das milhares de deficiências, daria muito mais volume de jogo pro ataque do Flu) dá prá passar de fase numa boa.

    André Luis? Tomara que ontem o Muriçoca tenha percebido, enfim, que o Digão merece ser no mínimo o 1º reserva IMEDIATO! (mas ele já tá podendo jogar numa boa?)

    Cavaliere? Bom goleiro, fato, mas está nitidamente sem tempo de bola. Normal prá quem jogou DOZE partidas em DOIS ANOS. Aposto que o Berna volta mais cedo ou mais tarde (espero que mais cedo).

    Conca? Dizem que ele ficou apagado, mas percebam que ele tinha sempre um cão-de-guarda na cola e outro na sobra, foram poucas as situações que ele recebeu a bola e ninguém chegou prá marcar. O que eu fico meio triste de ver é que enfim ele tem alguém prá auxiliá-lo ali na meia (e eu considero o Souza um ótimo jogador prá isso) e não tá dando certo!

    Enfim... fim de semana volta o marasmo, né? =P

    ST!!!

    ResponderExcluir
  9. Fala, PC!!! Tá famoso, hein... rs.

    Eu não fui ao jogo, não pago essa grana, e jogo às 22 horas, só a TV plim-plim que gosta!!!! Mesmo vendo em casa, até a adrenalina baixar, vamos dormir lá pelas duas horas!!!!!

    Sobre o time, a zaga (além de fraca) está sem proteção - cadê o Diogo, cacete? André Luiz é brincadeira! E quem queria um goleiro experiente, jamais poderia contratar um com tão poucos jogos em tanto tempo para jogar essa competição. Acho que foi a pior contratação deste ano. Pode ser até bom goleiro, mas precisa jogar, só que estamos pagando o preço da inatividade do cara!

    Outro erro: o Willians não poderia começar jogando. O cara, coitado, estava perdido e nervoso. Mesmo assim, parece que ainda deu um chute do meio da rua que o goleiro pegou. Mas é fraquinho... Bom para o 'defuntinho' desse campeonato carioca!

    Esse empate foi um aviso e veio na hora. Ainda tem tempo para reagir. Mas bobeamos em não contratar um zagueiro mais forte. Em 2008 tínhamos o Monstro, TS!!! E um meio mais protegido. O time vai crescer com o tempo e o Muriçoca vai acertar as arestas. Além do retorno do Fred.

    ST,
    Leandro

    ResponderExcluir
  10. Perfeitos os comentários, Paulo, dentro e fora das quatro linhas. Tive uma leitura muito aproximada da tua.

    Em relação ao Cavalieri, um fato inusitado envolvendo amigos meus que estavam no estádio: irritadíssimos com mais uma noite de falhas, estiveram entre os primeiros a vaiar na arquibancada e, por isso, foram "interpelados" por dois sujeitos à frente que, claramente, confundiram paixão e apoio ao time com cegueira. após o aparte, tudo voltou ao quase normal.

    A atual "política" comercial de venda de ingressos é praticamente um convite ao torcedor NÃO ir ao estádio.

    Falarei mais disso em minha crônica.

    Brax e muito bom te ver lá.

    Paulo

    ResponderExcluir
  11. é brincadeira fazer uma crítica do jogo e só citar como "culpado"o goleiro. Ele falhou? falhou sim no segundo gol. Tá sem tempo de bola, 3 anos e só jogou 10 jogos. Precisa ganhar ritmo de jogo. É muito mais goleiro do que o Berna, mas a fase não é boa.
    Muricy errou em apostar nele pro gol. Tinha que manter o Berna, aos poucos, no carioca, ele jogava, pegava forma e assumia a titularidade,
    No jogo de ontem Muricy errou em botar willians, colcoar rodriguinho, valência e deixar araujo no banco.
    O segundo gol foi bem mais culpa do André Luiz e do Gum. O primeiro que ficou olhando o cara cruzar. Faltou seriedade pra chutar a bola pra lateral, isolar. Já o Gum, ficou olhando o anão fazer o gol.

    Não sei qual é essa mania de só vaiar o goleiro. Ele errou, mas teve muito mais gente errando, e feio, antes dele.

    A PIOR ATUAÇÃO foi da dupla de zaga.

    ResponderExcluir
  12. Liv, o seu exemplo, de não ir ao jogo por causa do preço, se repete aos montes na torcida tricolor. Uma comparação interessante: na estreia de 2008, tivemos 35 mil pessoas e uma renda de 700 mil. Na estreia de 2011, 15 mil pessoas e uma renda de 680 mil. Claramente, a melhor situação para o Fluminense é a de 2008, né?

    Diogo, você é parente do Diego Cavalieri? Tem participação no passe do Diego Cavalieri? BOLA CRUZADA NA PEQUENA ÁREA É DO GOLEIRO, SEMPRE. Até agora vi as notas de três jornais, e todos concordam comigo: a pior atuação foi a do Diego Cavalieri.

    Paulo-Roberto, gostei de te ver lá também. Daqui a pouco comento a tua crônica.

    Abraços a todos, ST!
    PC

    ResponderExcluir
  13. quem dera eu tivesse a procuração dele.
    A zaga teve tanta influência quanto o cavallieri. Porra, o cara tinha 1,62.
    Nego fica gritando berna, berna e ninguém falou "digão"

    mas quem tinha q levar o troféu sinaf ontem era o Muricy.

    ResponderExcluir
  14. A não-inscrição do DIOGRO (em prol do inútil do D20), foi um crime de lesa-páTTria Tricolor de Coração.

    Talvez nos custe a classífica...

    **

    O trio do Muriça ainda não produziu NADA: Di Caval, Edinho & Showza estão abaixo do que deveriam produzir.

    **

    ED como zagueiro esquerdo no lugar do MONGO do André Luiz; com VALÊ na cabeça, talvez melhore a zaga.

    Além disso, MARQUINHO deveria voltar a duplar show com CARLOS, pois além de ajudá-lo no ataque/defesa, Marco tb participa da recompactação e é mais atlético que Showza, garantindo REBOTES & BOLAS ALTAS na intermediária.

    **

    4 gols de cabeça...

    E nós com nosso velho karma: um trio de NANICOS no meio-campo, perdendo o setor prá QUALQUER ADVERSÁRIO, sem distinção de putos!

    => VOLTA MARQUINHO!!

    => VIVA HE-MAN!!, NOSSO SUPER HERÓI.

    JOGO AÉREO RULES!

    ResponderExcluir
  15. O comentarista especializando em goleiros do globo.com tirou a culpa do Cavaliere nos gols.

    Quanto ao time, o Muricy mexeu muito no meio campo neste inicio de temporada e isso está influenciando no desempenho do sistema defensivo. Tanto Edinho quanto Souza ainda não estou integrados com o time quanto Diogo, Marquinho e Valencia, assim como o Cavaliere tem que se entrosar com a zaga.

    Se conseguirmos passar pela esta turbulência será possível jogarmos melhor que nos bons momentos do ano passado.

    []'s

    ResponderExcluir
  16. Só para lembrar que em 2008 tivemos a melhor campanha e perdemos a final para um time que empatou em 0x0 conosco em sua casa na 1ª rodada. Isso quer dizer que nada disso quer dizer nada. Outra coisa, muita gente vai queimar a língua com o Diego. Não, ele não falhou no 2º gol, foi mérito do atacante que alçou a bola, perfeito. O Diego estava bem posicionado onde deveria estar para a situação. Me cobre mais para frente (palavra de ex goleiro). Mudando de assunto mas falando da mesma coisa, que molezinha os grupos da dupla gaúcha, hein?

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.