quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Um dia para esquecer

A venda de ingressos para a partida Fluminense x Cruzeiro foi, mais uma vez, traumática para muitos torcedores do Fluminense, como acontece há tempos, em quase todos os jogos de apelo do clube.

Para começar, o site oficial do clube divulgou uma informação incorreta sobre os pontos de venda, o que levou centenas de torcedores a um ponto que não venderia ingressos (a Casa Vila da Feira, na Tijuca). Um erro inadmissível! Imagino a frustração das pessoas que se deslocaram até lá, ao descobrirem que a venda simplesmente não aconteceria.

Torcedores na Casa Vila da Feira: ponto não vendeu ingressos.

Houve confusões em praticamente todos os pontos de venda, que tiveram filas enormes (vejam aqui as fotos de vários locais com as filas formadas). Como o Fluminense não pratica a venda de meia-entrada via internet, os pontos físicos de venda tiveram uma demanda enorme de estudantes desejando exercer seu direito.

A alternativa era a compra pela internet, no site Futebolcard, que vende apenas ingressos inteiros. Entretanto, quando as vendas se iniciaram (às 10:00), o site não aguentou a demanda e apresentou muita instabilidade. Na primeira hora, praticamente nenhum torcedor conseguiu realizar a compra. Este escriba acabou conseguindo às 11:20, isto é, após uma hora e vinte minutos de tentativas. Mas mesmo depois disso, houve diversos relatos de dificuldades para efetuar as compras dos ingressos no site.

Enquanto isso, nos pontos físicos de venda, milhares de torcedores passaram horas nas filas, e muitas vezes não conseguiram adquirir suas entradas. A situação me fez lembrar a frase de Peter Siemsen, então recém-eleito presidente do clube, no dia da fila para o jogo final de 2010, em Laranjeiras: "Essas filas nunca mais vão acontecer. Vamos acabar com isso". Promessa não-cumprida.

Para piorar as coisas, na sede do clube e no Engenhão, diversos torcedores relataram a livre ação dos cambistas, esse mal que assola o futebol brasileiro, muitas vezes com a conivência dos próprios clubes (vide o caso recente de ingressos de cortesia de diretoria do Fluminense apreendidos com cambistas - leiam aqui e aqui - até hoje não houve explicação satisfatória).

Competentíssimo em campo, o Fluminense mais uma vez mostra despreparo fora das quatro linhas. E o processo de venda de ingressos não foi a primeira bola fora desta semana: o site que vende os planos de associação ao clube está fora do ar há 3 dias, "devido ao grande volume de vendas". Isso mesmo: exatamente na semana com maior potencial de faturamento, logo após a confirmação do título, o Fluminense não consegue vender seus planos de associação. Difícil encontrar uma demonstração maior de incompetência administrativa... (talvez o fato de a dívida ter crescido mais de R$ 90 milhões nos 22 meses da gestão atual)

Na semana do título, o Fluminense suspendeu a venda de todos os seus planos de associação.

A única boa notícia do dia é a rendição da CBF, que nos deixará festejar com a taça no estádio, após tantos apelos. De resto, o 15 de novembro foi um dia para esquecer. 

PC

14 comentários:

  1. Hoje é um dia para ser lembrado!!!

    ResponderExcluir
  2. Geralmente, "dias para esquecer" são lembrados para sempre... ;)

    ResponderExcluir
  3. Depoimento mo blog FLUSÓCIO:



    comentou em 15/11/2012, às 19:53

    Galera,

    Sou sócio junto com meu filho e minha esposa é minha dependente. Fizemos felizes o opti comprando pra mim e para meu filho. Deixamos pra comprar pra minha esposa assim que abrisse para venda. Tentamos loucamente pelo site e não conseguimos. Deixei meu filho no Barra Square para tentar lá e fui as Laranjeiras. Resultado: nenhum de nós conseguiu e a decepção é tão grande que deixaremos de ir só porque minha esposa não poderá nos acompanhar.

    Muita coisa melhorou e só tenho a agradecer ao Peter mas hoje tive certeza que esta coisa de comprar ingresso para partida mais demandada continua um grande problema para nós torcedores do Fluminense. Fiquei ao todo 5hs entre espera física em filas e gente em vasa tentando acessar e não consegui nada. Pior mesmo foi estar dentro de meu Clube e não ter informações corretas, sentindo-me desamparado e desrespeitado! O que ouvi e presenciei nas filas entre frustrações e criticas também não me pareceu coisa de Clube de 1o Mundo, infelizmente!

    Conversando com a família estamos todos muito decepcionados e se foi o clima de vamos ver para prestigiar e comemorar. Havia lido as perguntas do Dede e logo entendi que ele estava com os mesmos problemas que eu, ou seja, sócio mas com esposa dependente. Chato pois só garantimos nossa compra e não da pessoa que amamos e queremos junto de nós. mas igualmente ruim foi sentir um clima de desorganização e falta de consideração. Estranhei também que nas duas filas em que entrei não vi sequer uma pessoa que tenha passado ao meu lado dizendo que havia conseguido comprar os ingressos. Estranho foi que nestas duas filas em que estive (uma nas Laranjeiras) quase não vi movimentação ou avanço: parecia que não se mexiam… Gente de todo lado tentando pela internet uns conseguindo e a maioria nada, até que chega a notícia as 15hs que não havia masi ingressos… Quase um dia todo perdido para nada!!!

    Ruim foi ver o Marcos Junior lá e escutar de uma torcedora comentando que havia falado com ele e ele disse que tinha direito a 10 ingressos e que só usaria 3. E o resto jogaria fora. Duro é saber que enquanto quero pagar não consigo mesmo sendo sócio e imagino quantos ingressos não estão por ai pré distribuidos sem que os contemplados dêem o devido valor. Pior será depois saber que existem espaços vazios no Engenhão e muita gente que quis, não pôde assistir.

    Por favor, gestão do Fluminense: não basta campanha contra cambista (aliás continuam bem presentes segundo soube de gente que tentou em vão comprar lá desde cedo e ficou de mão abanando), o que tem de haver é um sistema de logistica de distribuição que evite o caos, a complexidade e a frustração. Hoje me senti no meio do caso, mesmo fazendo tudo certimho. É certo que há algo ainda muito errado na gestão desse tema.

    Peço, por favor que melhorem isso, pois o que aconteceu hoje foi uma verdadeira SACANAGEM e dexou-nos muito FRUSTRADOS e DECEPCIONADOS!

    PERDEMOS o TESÃO, PARECE QUE O TITULO NÃO É NOSSO AQUI EM CASA. MANDEM MELHOR DA PRÓXIMA POIS FOI PÉSSIMO!!!

    ST

    ResponderExcluir
  4. Realmente, PC, lamentável! Estou tentando me tornar sócio-futebol, mas o site não entra. Enviei, conforme informaram, meus dados para o e-mail fornecido e estou aguardando retorno.

    Repassar: ninguém compra nada em mãos de cambistas. Eu não pago um puto para esses vagabundos. Deixa encalhar.

    Vou reclamar, novamente, na ouvidoria do site. Pode não adiantar, mas se todos fizerem isso... bom, se todos fizerem isso acho que derruba o site por sobrecarga...

    ST

    ResponderExcluir
  5. Estava lá na Vila da Feira e foi uma vergonha, eu era um dos 30 primeiros da fila e tranquilamente conseguiria a minha de leste superior. Sério, se tinha alguma chance de que eu pensasse em ser sócio, essa chance foi ralo abaixo. Não sei se vou me fazer entender, mas não quero ser sócio em solidariedade ao momento que estou passando agora, pois o não-sócio está sendo tratado como lixo (prova disso foi o que aconteceu na Vila da Feira e no Carioca), eu não me sentiria bem tendo a facilidade do sócio, sabendo que já passei por esse tratamento terrível. Só serei sócio quando todos tiverem tratamento igual (no sentido de respeito). Sou idealista, eu sei, mas não abro mão dos meus princípios.

    ResponderExcluir
  6. Você pode se tornar sócio e pressionar para que haja um tratamento igual. =)

    ResponderExcluir
  7. Foi um absurdo não comunicarem que ontem não teria venda em alguns lugares. Erro grave. Pior é que não vi uma nota do clube sobre o assunto. Só vi uma com explicações sobre o site futebolcard, mas sobre os pontos de venda eu não vi.

    ResponderExcluir
  8. Felipe,

    Pior é que teve gente ligada aos dirigentes do clube aproveitando-se da situação lamentável para FAZER PROPAGANDA dos planos de sócio.

    No estilo: "não querem passar sufoco? Então se associem".

    É o anti-marketing!

    Que nojo dessa pseudo-elite tricolor...

    ResponderExcluir
  9. Comprei 2 ingressos tranquilamente pela internet em 20 minutos. Ou seja, a demanda era grande, todos sabiam, mas as filas se formaram pelas meias-entradas, claro um direito. Mas esse post é muito político PC, temos o melhor presidente da história, serei sócio-futebol só para votar. Creio que esse problema seja resolvido com uns 80 mil sócios, ou seja, só entra quem for sócio, assim é com o Grêmio, Inter, Corinthians, e todos da Europa, dará muito certo. ST

    ResponderExcluir
  10. Rômulo Almeida,

    Você me fez rir com esse comentário.

    1) Post muito político???
    Tá de sacanagem, né? O Flu comete uma série de erros gravíssimos, e o post é "muito político"? Quando aconteciam as mesmas coisas, na época do Horcades, os posts não eram "muito políticos", né? Pelo amor de Deus, reconheça que a diretoria pisou feio na bola...

    2) Temos o melhor presidente da história???
    PQP, não fala uma besteira dessas. Que Oscar Cox, Arnaldo Guinle, Marcos Carneiro de Mendonça, Francisco Horta e Manoel Schwartz não leiam essa asneira!

    3) Será sócio-futebol só para votar???
    Então nem vai se associar agora, né? Porque em 2013 sócio-futebol não poderá votar... (nunca vi uma revolução democrática assim!)

    4) 80 mil sócios???
    HAHAHAHAHA com esse plano, se chegarmos a 15 mil sócios, dou graças a Deus!

    ResponderExcluir
  11. Boa, Natália!!

    Foi um absurdo não comunicarem que ontem não teria venda em alguns lugares. Erro grave. Pior é que não vi uma nota do clube sobre o assunto. Só vi uma com explicações sobre o site futebolcard, mas sobre os pontos de venda eu não vi. [2]

    ResponderExcluir
  12. Vejo que o maior problema ainda é a falta de estrutura online. Se só o pessoal que compra meia-entrada fosse às filas, e não houvesse o esquema nojento dos cambistas, não teria problema.

    Eu me associei segunda-feira, consegui fazer o opt-in quarta-feira, um dia antes de abrirem as vendas, e eu já sabia que as vendas seriam só no Engenhão e nas Laranjeiras na quinta-feira. Ontem chegou minha carteirinha de sócio-futebol...

    Acredito que foi por conta exatamente da falta de estrutura online que eles "travaram" a adesão de novos sócios. Só acho que deviam estar mais preparados para a mudança, que será grande.

    E PC, discordo, acho sim possível que cheguemos a um número expressivo de sócios nessa modalidade, ainda mais se nos mantivermos vitoriosos no campo. Quanto aos fatos que você relatou, realmente são lamentáveis.

    ResponderExcluir
  13. Aloisio,

    A adesão de novos sócios não foi "travada" propositalmente. O sistema é que começou a cair muito. O Fluminense não estava preparado para a demanda de alguns milhares de sócios novos.

    Tomara que você esteja certo quanto à possibilidade de sucesso dessa modalidade. Eu ainda acho que o apelo é muito fraco (o sócio-futebol tem carência de 2 anos para poder votar, e não pode se candidatar nem a conselheiro). Acho que, se alcançar 15 mil, já estará bom demais.

    (a menos que façam um bom pacote para a Libertadores de 2013 - do tipo 50 reais mensais com acesso a todos os jogos)

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.