sexta-feira, 13 de julho de 2012

Fluminense no Campeonato Brasileiro de 1975

Francisco Horta, idealizador e realizador da Máquina Tricolor.

Para a temporada de 1975, o Fluminense montou um dos grandes times de sua história, a famosa Máquina Tricolor, do presidente Francisco Horta. Em campo, o esquadrão tinha no ex-corinthiano Rivellino o seu grande craque, mas também contava com Paulo Cezar Lima, Manfrini, Gil, CafuringaMarco Antônio, Félix, Zé Mário, Kléber, Toninho...

O timaço tricolor chegou ao Campeonato Nacional como grande favorito ao título. Afinal, já havia sido campeão carioca com grandes exibições (por exemplo, os 4 a 1 sobre o Vasco no triangular decisivo), e vencera até o mítico Bayern de Munique, bicampeão europeu.

A Máquina Tricolor atraiu verdadeiras multidões durante o Campeonato Brasileiro, tanto no Maracanã quanto nos jogos longe do Rio de Janeiro. Afinal, era praticamente uma Seleção Brasileira.

O título, entretanto, ficou apenas no sonho. Mesmo jogando no Maracanã, diante de mais de 100 mil pessoas, na partida única da semifinal, o Fluminense foi derrotado pelo Internacional por 2 a 0.

A campanha do Tricolor teve ao todo 28 jogos, com 16 vitórias, 4 empates e 8 derrotas, 51 gols-pró e 26 gols-contra.

Artilharia:
- Gil (12 gols).
- Manfrini (10).
- Paulo Cezar Lima (9).
- Rivellino (5).
- Marco Antônio (5).
- Toninho Baiano (3).
- Kléber (2).
- Silveira (2).
- Cafuringa (1).
- Zé Maria (1).
- Zé Mário (1).

Treinadores:
- Carlos Alberto Parreira até 24/08/1975 (2 jogos).
- Jair Rosa Pinto de 30/08 a 27/09 (7 jogos).
- Didi a partir de 05/10 (19 jogos).

Jogos:
20/08/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 0, Coritiba 1 (Maizena) - 12.696 pagantes
24/08/1975* - Pacaembu (São Paulo) - Palmeiras 3 (Nei, Mário e Leivinha), Fluminense 1 (Marco Antônio) - 41.541 pagantes
30/08/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 5 (Zé Maria, Manfrini, Paulo Cezar Lima 2 e Silveira), Atlético Mineiro 2 (Getúlio e Paulo Isidoro) - 13.179 pagantes
07/09/1975 - Morenão (Campo Grande) - Comercial 1 (Dante), Fluminense 1 (Gil) - 31.013 pagantes
14/09/1975 - Nhozinho Santos (São Luís) - Moto Club 1 (Ferraz), Fluminense 3 (Marco Antônio, Gil e Rivellino) - 19.353 pagantes
17/09/1975 - Castelão (Fortaleza) - Fortaleza 1 (Hamilton Melo), Fluminense 0 - 19.317 pagantes
21/09/1975** - Baenão (Belém) - Remo 2 (Alcino 2), Fluminense 1 (Manfrini) - 25.506 pagantes
24/09/1975 - Vivaldão (Manaus) - Rio Negro 1 (Reis), Fluminense 2 (Zé Mário e Manfrini) - 12.790 pagantes
27/09/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 2 (Marco Antônio e Rivellino), América 0 - 12.539 pagantes
05/10/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 3 (Manfrini, Gil e Paulo Cezar Lima), Botafogo 1 (Nílson Dias) - 14.933 pagantes
08/10/1975 - Morumbi (São Paulo) - São Paulo 1 (Serginho Chulapa), Fluminense 0 - 21.903 pagantes
11/10/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 0, Grêmio 0 - 14.636 pagantes
14/10/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 4 (Silveira, Paulo Cezar Lima, Rivellino e Manfrini), Goiás 1 (João Carlos) - 14.828 pagantes
18/10/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 3 (Toninho Baiano 2 e Cafuringa), América de Natal 0 - 14.890 pagantes
22/10/1975 - Beira-Rio (Porto Alegre) - Internacional 3 (Cláudio, Figueroa e Flávio), Fluminense 1 (Gil) - 29.087 pagantes
26/10/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 4 (Gil 2, Kléber e Paulo Cezar Lima), Vasco 1 (Roberto Dinamite) - 49.467 pagantes
30/10/1975 - Arruda (Recife) - Santa Cruz 0, Fluminense 1 (Gil) - 33.819 pagantes
02/11/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Flamengo 0, Fluminense 3 (Gil e Marco Antônio 2) - 80.080 pagantes
05/11/1975 - Orlando Scarpelli (Florianópolis) - Figueirense 0, Fluminense 0 - 22.784 pagantes
08/11/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 3 (Gil, Manfrini e Paulo Cezar Lima), Sport Recife 0 - 46.115 pagantes
12/11/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 4 (Rivellino 2 e Manfrini 2(1p)), Nacional de Manaus 0 - 21.478 pagantes
16/11/1975 - Morumbi (São Paulo) - Corinthians 0, Fluminense 0 - 55.546 pagantes
19/11/1975 - Mineirão (Belo Horizonte) - Cruzeiro 1 (Palhinha), Fluminense 2 (Kléber e Paulo Cezar Lima) - 55.814 pagantes
23/11/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Botafogo 0, Fluminense 2 (Paulo Cezar Lima e Gil) - 53.529 pagantes
26/11/1975 - Brinco de Ouro (Campinas) - Guarani 1 (Davi), Fluminense 2 (Manfrini e Gil) - 34.513 pagantes
30/11/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 0, América 1 (Expedito) - 41.768 pagantes
03/12/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 4 (Manfrini, Paulo Cezar Lima, Gil e Toninho Baiano), Palmeiras 2 (Edu Bala e Alfredo Mostarda) - 58.073 pagantes
07/12/1975 - Maracanã (Rio de Janeiro) - Fluminense 0, Internacional 2 (Lula e Paulo César Carpegiani) - 97.908 pagantes
* Em atuação ruim, o árbitro José Luís Barreto expulsou Marco Antônio.
** Em atuação bastante contestada, o árbitro Armando Marques expulsou Toninho Baiano e Rivellino.

PC

3 comentários:

  1. 3 técnicos, 3!!! Assim complica.

    ResponderExcluir
  2. Fala, PC! Eu estava lá nessa semifinal. O time do Internacional era um timaço, os dois dariam banho de bola se jogassem hoje!

    Perdemos no ano seguinte também, mas esse o Inter era muito mais time que o Corinthians, que nos venceu nos pênaltis, em 1976, por causa do temporal que caiu. Fazer o que, né?

    Eu estava nos dois! Antes que falem alguma coisa, fui a muito títulos do Flu, ok?

    ST

    ResponderExcluir
  3. É uma pena esse timaço não ter sido campeão brasileiro, né?

    Imaginem o estrago que faria numa Copa Libertadores da América, imaginem!

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.