sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Recordar é viver - Fluminense x Barcelona

O verdadeiro Fluminense x Barcelona!

Crônica publicada no Pavilhão Tricolor sobre o verdadeiro Fluminense x Barcelona, disputado em 1984, no Giant Stadium, uma semana após o bicampeonato brasileiro.



New Jersey, 3 de junho de 1984.



Há uma semana, o Fluminense conquistava o bicampeonato brasileiro, num Maracanã com gente escorrendo pelas paredes. Consequência da campanha extraordinária: cinco tricolores convocados para o escrete (Paulo Victor, Jandir, Deley, Tato e Assis). Assim, viajamos muito desfalcados para os Estados Unidos.



Estreamos no Giant Stadium empatando diante dos italianos da Udinese, na quarta-feira (1 a 1). Como perdemos a disputa de pênaltis, restou-nos a decisão de terceiro lugar, contra o Barcelona de Diego Armando Maradona, que perdera para o americano New York Cosmos (5 a 3). Na plateia, havia quarenta mil pessoas ansiosas para assistir a um futebol do mais alto nível.



E elas certamente ficaram satisfeitas. Logo no começo, Washington apareceria na cara do gol, mas foi derrubado por Migueli na entrada da área. Paulinho cobrou bem a falta, mas Amador espalmou a córner. Pouco depois, Duílio chutou forte, e no rebote Renê arrematou, para outra boa defesa do goleiro Amador. O Tricolor dominava mesmo as ações no primeiro tempo. Após bela arrancada pelo flanco esquerdo, Leomir invadiu a área e só foi parado pela arrojada saída de Amador.



Aos 27 minutos, a situação começou a mudar. Mágico González é agarrado por Duílio na entrada da área. Maradona cobra na barreira, mas Estella se aproveita do rebote e estufa as redes tricolores: gol do Barcelona, 1 a 0.



Aos 39, Clos arranca pela direita, e quase amplia para a equipe azul-grená. Agora, são os espanhóis que dominam as ações. Aos 41, Maradona arrisca de fora da área, mas a bola passa longe do gol defendido por Ricardo Lopes.



Aos 44, Romerito faz um lançamento espetacular para Aldo. O lateral tricolor levanta na área, e Paulinho bate de primeira: gol do Fluminense, 1 a 1! O futebol é o esporte mais imprevisível. Quando o Fluminense dominava, o Barcelona fez o seu gol. Quando o Barcelona dominava, o Fluminense empatou.



Vem o segundo tempo e o Barcelona continua melhor. Logo no primeiro minuto, Francisco Javier Clos faz grande jogada e passa a Maradona. Don Diego sofre mais uma falta. A infração é cobrada rapidamente, Husillos invade a área, mas adianta demais e a defesa tricolor afasta.



O Fluminense reage com Branco, que lança Romerito. O craque paraguaio invade a área e bate cruzado. A bola sai pela linha de fundo, raspando na trave esquerda dos arcos defendidos por Lorenzo Amador.



Após dois escanteios consecutivos, o quadro catalão voltou a levar perigo. Aos 10, a pressão azul-grená resultou no segundo tento. Um passe espetacular de Maradona deixou González na cara do gol, e o Mágiconão perdoou: Barcelona 2 a 1.



Mas o Fluminense não estava disposto a sair de campo derrotado. Dois minutos depois, Aldo fez sua tradicional jogada de overlapping pela direita e cruzou. Oswaldo empurrou Paulinho, e o árbitro Robert Evans marcou o pênalti. Romerito cobrou com a habitual categoria: 2 a 2.



Pouco depois, escanteio para o Barcelona e uma gracinha de Maradona: o melhor jogador do mundo empurra a bola para as redes usando a mão! O juiz Robert Evans, em cima do lance, marca a infração, e anula o gol. O placar segue empatado em 2 a 2 - no dia 22/06/1986, na Copa do Mundo, Don Diego faria mais um gol de mão, no jogo Argentina 2 x 1 Inglaterra. Dessa vez, o juiz da ocasião acabaria validando o tento, que classificou a Argentina às semifinais do torneio, em que viria a albiceleste se sagrar campeã.



O jogo seguia atraente. As principais jogadas do Fluminense nasciam das tabelas de Aldo com Wilsinho pela direita. Pelo Barcelona, quem se destacava era Maradona, com suas arrancadas e passes. Quando faltavam apenas quinze minutos para a prorrogação, Washington acertou uma bela meia-bicicleta. Mas Amador fez grande defesa, espalmando para escanteio.



Com o tempo normal quase terminando, González cruzou da direita e Husillos finalizou com perigo, mas a bola saiu pela linha de fundo. Ainda houve tempo para Ricardo Lopes bater mal um tiro de meta, nos pés de Maradona. O argentino avançou com perigo, mas foi elegantemente parado por um desarme do capitão Duílio.



A prorrogação teve novidades: foram dois tempos de dez minutos cada, com morte súbita, isto é, um gol encerraria a disputa. As melhores chances foram do Fluminense. No início do primeiro tempo extra, Branco levou perigo ao gol de Amador, em cobrança venenosa de falta - no dia 09/07/1994, em Dallas, Branco faria um gol de falta em circunstâncias parecidas, no jogo Brasil 3 x 2 Holanda, válido pela Copa do Mundo dos Estados Unidos. O tento classificaria o Brasil às semifinais do torneio, em que a Seleção se sagraria campeã.



Aos oito minutos, Renê fez grande jogada e passou a Romerito. O craque paraguaio chutou da entrada da área, para mais uma grande defesa de Lorenzo Amador, que espalmou a córner. Aos 10, mais uma vez Branco arriscou de fora da área, mas a bola saiu pela linha de fundo, à direita do arco catalão. No segundo tempo, Mágico González arrancou pela esquerda, mas foi parado por Duílio, em mais um elegante desarme. Logo depois, Duílio alçou a pelota na área, na cabeça de Washington. Amador fez mais uma grande defesa, evitando novamente o tento do Fluminense.



No final da prorrogação, o Tricolor quase chegou ao gol da vitória. Paulinho cruzou da esquerda, e Romerito cabeceou forte. Porém, lá estava mais uma vez o arqueiro catalão, espalmando para escanteio. Lorenzo Amador coroava definitivamente sua grande atuação.



Então fomos para a decisão por pênaltis. Nesse outro esporte, que pode ser tudo menos futebol, o Barcelona nos venceu por 5 a 4. Romerito desperdiçou a primeira cobrança, defendida por Amador. Mas o goleiro se adiantou, e Robert Evans mandou voltar. Em vão, pois na segunda cobrança nosso craque paraguaio isolou. Depois Husillos, Mágico González, Maradona, Giménez e Canizares converteram para o Barcelona; e Duílio, Paulinho, Washington e Leomir marcaram para o Fluminense.



Voltamos da América com dois empates contra dois dos melhores times do mundo, a Udinese e o Barcelona.



A abarrotada sala de troféus da rua Álvaro Chaves, no entanto, clamava por mais taças. Começava a sentir o cheiro do bicampeonato carioca.



***



Observação
: foi o último jogo de Diego Armando Maradona com a camisa do Barcelona. Ele se transferiu para o Napoli, da Itália, em uma transação de nove milhões de dólares.



***



Ficha técnica:


Fluminense 2 x 2 Barcelona-ESP
- Decisão do terceiro lugar do Torneio Transatlântico de 1984.
Fluminense: Ricardo Lopes; Aldo, Duílio, Vica e Branco; Leomir, Renê e Romerito; Wilsinho, Washington e Paulinho. Técnico: Carlos Alberto Parreira.
Barcelona: Amador; Oswaldo, Migueli (Canizares), Valor e Leiva (Giménez); Olmo, Estella, Husillos e Maradona; Clos e "Mágico" González. Técnico: César Luis Menotti (Argentina).
Árbitro: Robert Evans (EUA).
Gols: Estella e Mágico González para o Barcelona; Paulinho e Romerito (PK) para o Fluminense.
Cartões amarelos: Olmo, Clos e Husillos (Barcelona); Renê, Duílio e Paulinho (Fluminense).
Pênaltis: Barcelona 5 x 4 Fluminense.


Vídeo dos melhores momentos do tempo normal:

Fontes da pesquisa:
- "El Mundo Deportivo", de 04/06/1984 (jornal catalão - figura abaixo).
- Portal Torcida Tricolor (onde há o vídeo do jogo completo).


15 comentários:

  1. Cara você é um estudioso do fluminense. Parabéns pelo post! Sensacional

    ResponderExcluir
  2. E já que o assunto também passa pelo Barcelona da década de 80, o LANCE! está com uma nova promoção: Coleção LANCE! Camisas Históricas Oficiais. Começa dia 23, com a camisa do Barça. E quem faz parte do LANCE!ACTIVO, entre na comunidade "Eu quero a camisa L!/Barça" que ganhará um brinde especial na hora de trocar a camisa. Como todos os tricolores daqui já devem ter a camisa retrô du Flu, agora é colecionar a do Barcelona também, para fazer jus ao duelo!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo grande texto narrando esse super clássico!!!
    O passe do Maradona pro segundo gol do Barça e a conclusão do Paulinho no primeiro gol do Flu foram mágicos!!!
    Viva o grande futebol!!!

    ResponderExcluir
  4. Isto foi um jogo de qualidade. Time que honrava a camisa.

    ResponderExcluir
  5. Sempre você nos enformando sobre a história e glória do nosso tricolor. Fico muito grato a você de me contar histórias que até então eram desconhecidas pra mim. Paulo, vc tá de parabéns. Na minha opinião você deveria ser contratado pelo Fluminense para mostrar nossas antigas glórias para nosso elenco atual para quem sabe motiva-los e trazer mais e mais títulos para o clube e mais felicidade para nós torcedores que tanto apoiamos fazendo sempre grandes e belas festas dentro e fora de campo.
    Eu vi um comentário no orkut dizendo pra você se candidatar a presidente do clube. E quer saber, dou total apaoio, acho que a instituição em si precisa de pessoas como você que além de ser torcedor apaixonado, conhece e muito a história do nosso glorioso e querido Fluminense.
    Grande abraço e mais uma vez parabéns pelo seu fantástico trabalho!

    ResponderExcluir
  6. ab,

    Obrigado por todos os exagerados elogios. :)

    Fluminense no Orkut.

    ResponderExcluir
  7. Concordo com ab, 2014 pcfilho será lançado candidato à presiência do Fluminense Football Club!!!

    ResponderExcluir
  8. Comentários no site do Pavilhão Tricolor:

    1 Sexta, 18 Setembro 2009 03:33 Bernardo Nabuco

    Mais uma pérola, PC!

    Que saudade daquele tempo!

    Abraços!

    2 Sexta, 18 Setembro 2009 09:44 Rogerio Schmidlin Guilhon Miranda

    excelente!

    pra quem se interessar, o vídeo desse jogo é facilmente achado na rede!

    um abraço

    3 Sexta, 18 Setembro 2009 12:23 João Alberto Ribeiro Britto

    Que saudades.

    4 Sexta, 18 Setembro 2009 14:39 Gustavo Castro

    Uma pena que nossos jogos internacionais se resumam a amistosos e torneios sem expressão. É legal jogar contra o Barcelona do Maradona, mas é mais legal se vale alguma coisa e vc mereceu estar lá. Ai ai, ano passado eu pensando que poderiamos mudar isso no Japão, mas deixa esse sonho pra proxima decada...

    5 Sexta, 18 Setembro 2009 21:49 Paulo Cezar da Costa Martins Filho

    Bernardo e Rogerio, obrigado pelos elogios!

    O Rogerio está certo, o vídeo do jogo completo pode ser visto no Portal Torcida Tricolor.

    Gustavo, o Fluminense já teve sim jogos internacionais em torneios de expressão. Infelizmente, isso não tem acontecido nos últimos 23 anos, com exceção de 2008.

    E é pela volta desses tempos gloriosos de outrora que nós aqui no Pavilhão estamos lutando.

    Abraços,
    PC

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  11. Carlos Alberto Parreira não fez nenhuma substituição durante o amistoso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De acordo com meus arquivos, não. Aparentemente, o Fluminense jogou os 110 minutos sem qualquer substituição.

      Vale lembrar que, neste torneio, o elenco tricolor estava desfalcado de 5 atletas titulares, que estavam servindo a Seleção Brasileira.

      Excluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.