sexta-feira, 23 de setembro de 2011

História - Fluminense x Atlético-PR





Até hoje, houve 52 confrontos entre o Tricolor das Laranjeiras e o rubro-negro de Curitiba: 19 vitórias do Fluminense, 11 empates e 22 triunfos do Atlético Paranaense. Ao todo, nestes jogos, foram 71 gols marcados pelo Fluminense, contra 69 do Atlético Paranaense.

Em 1996, criou-se uma grande rivalidade entre os clubes, devido ao episódio da briga generalizada no Estádio das Laranjeiras, na partida Fluminense 2 x 3 Atlético-PR, válida pelo Campeonato Brasileiro. O clima de guerra se acentuou definitivamente em 2001, quando os clubes se enfrentaram pela semifinal do Campeonato Brasileiro, em jogo único na Arena da Baixada (Atlético-PR 3 x 2 Fluminense).

As emoções voltaram a se acirrar em 2007, nas quartas-de-final da Copa do Brasil. Após um empate em 1 a 1 no Maracanã, o Fluminense conseguiu a classificação dentro da Arena da Baixada, com um gol salvador de Adriano Magrão (Atlético-PR 0 x 1 Fluminense).

Em 2008, um jornalista do site do Atlético Paranaense fez uma provocação ao Fluminense, que ainda estava mordido pela perda da Libertadores da América, em pleno Maracanã. O "time de palhaços" do Tricolor venceu a partida com facilidade (Fluminense 3 x 0 Atlético-PR). E fez mais: no returno, sapecou outra vitória, na Arena da Baixada (Atlético-PR 1 x 3 Fluminense). Os seis pontos acabaram sendo fundamentais para que o Fluminense escapasse do rebaixamento. O Atlético-PR acabou se salvando também, mas teve mais sufoco, em parte devido a essas duas derrotas.

Em 2011, a partida entre Fluminense e Atlético Paranaense, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, marcou a despedida de Darío Conca, vendido para o Guangzhou Evergrande, da China.

Em 2016, os dois clubes decidiram a Copa da Primeira Liga, no dia 20 de abril, no Estádio Municipal de Juiz de Fora. O Fluminense sagrou-se como campeão inaugural da competição, ao vencer a final por 1 a 0, com um gol de Marcos Júnior.

Houve uma sequência invicta recentemente neste confronto: o Fluminense estava há 10 jogos sem perder para o Atlético Paranaense, com 7 vitórias e 3 empates, mas foi derrotado por 1 a 0 em 24 de outubro de 2015 (1 a 0).

Confiram a lista completa de jogos entre os dois clubes:
30/01/1935 - Atlético-PR 0 x 4 Fluminense - Belfort Duarte* (Curitiba)
26/01/1947 - Atlético-PR 0 x 4 Fluminense - Durival de Brito (Curitiba)
27/03/1949 - Atlético-PR 5 x 2 Fluminense - Belfort Duarte* (Curitiba)
18/09/1968 - Atlético-PR 3 x 1 Fluminense - Durival de Brito (Curitiba)
06/12/1970 - Atlético-PR 1 x 1 Fluminense - Belfort Duarte* (Curitiba)
30/03/1974 - Atlético-PR 3 x 0 Fluminense - Belfort Duarte* (Curitiba)
06/07/1974 - Fluminense 0 x 1 Atlético-PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
28/06/1984 - Atlético-PR 1 x 1 Fluminense - Couto Pereira (Curitiba)
12/11/1988 - Fluminense 0 x 2 Atlético-PR - Laranjeiras (Rio de Janeiro)
17/02/1991 - Fluminense 0 x 2 Atlético-PR - Laranjeiras (Rio de Janeiro)
30/03/1992 - Atlético-PR 1 x 0 Fluminense - Pinheirão (Curitiba)
10/11/1996 - Fluminense 2 x 3 Atlético-PR - Laranjeiras (Rio de Janeiro)
03/09/1997 - Atlético-PR 0 x 0 Fluminense - Durival de Brito (Curitiba)
18/10/2000 - Atlético-PR 1 x 0 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
09/09/2001 - Atlético-PR 1 x 2 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
25/09/2002 - Fluminense 0 x 1 Atlético-PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
31/05/2003 - Fluminense 2 x 1 Atlético-PR - Giulite Coutinho (Mesquita/RJ)
04/10/2003 - Atlético-PR 0 x 0 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
20/07/2004 - Atlético-PR 4 x 1 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
07/11/2004 - Fluminense 1 x 2 Atlético-PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
20/07/2005 - Atlético-PR 3 x 2 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
27/10/2005 - Fluminense 4 x 1 Atlético-PR - Raulino de Oliveira (Volta Redonda/RJ)
16/04/2006 - Atlético-PR 1 x 2 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
26/08/2006 - Fluminense 1 x 2 Atlético-PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
02/05/2007 - Fluminense 1 x 1 Atlético-PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
09/05/2007 - Atlético-PR 0 x 1 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
17/06/2007 - Atlético-PR 1 x 1 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
09/09/2007 - Fluminense 2 x 0 Atlético-PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
09/07/2008 - Fluminense 3 x 0 Atlético-PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
24/09/2011 - Atlético PR 1 x 1 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
26/05/2013 - Fluminense 2 x 1 Atlético PR - Moacyrzão (Macaé/RJ)
11/09/2013 - Atlético PR 1 x 1 Fluminense - Durival de Brito (Curitiba)
27/07/2014 - Atlético PR 0 x 3 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)**
25/10/2014 - Fluminense 2 x 1 Atlético PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
12/07/2015 - Atlético PR 1 x 2 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
24/10/2015 - Fluminense 0 x 1 Atlético PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
27/01/2016 - Fluminense 0 x 1 Atlético PR - Raulino de Oliveira (Volta Redonda/RJ)
20/04/2016 - Fluminense 1 x 0 Atlético PR - Municipal (Juiz de Fora/MG)
24/07/2016 - Atlético PR 1 x 0 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
15/11/2016 - Fluminense 1 x 1 Atlético PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
06/06/2017 - Fluminense 1 x 1 Atlético PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
17/09/2017 - Atlético PR 3 x 1 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
20/05/2018 - Fluminense 2 x 0 Atlético PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
16/09/2018 - Atlético PR 3 x 1 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
07/11/2018 - Atlético PR 2 x 0 Fluminense - Arena da Baixada (Curitiba)
28/11/2018 - Fluminense x Atlético PR - Maracanã (Rio de Janeiro)
* Até 1977, o Estádio Couto Pereira chamava-se Belfort Duarte.
** O jogo de 27/07/2014, na Arena da Baixada, foi disputado com portões fechados.

PCFilho

20 comentários:

  1. http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=28077&tid=5682152088052229650&na=2&scroll=-1

    ResponderExcluir
  2. o Caro amigo só esqueceu de mencionar a sem-vergonhice que o Atlético do Paraná fez no campeonato brasileiro de 86 quando em um jogo contra o Criciúma ele ABRIU as pernas para o time de Santa Catarina nos vencer, pois como o Fluminense o Criciúma tb precisa da vitória desesperadamente para não cair.
    Depois deste fato, hoje, junto com o Corinthinas são os clubes que mais ODEIO no brasil, mas que a FLA-PRESS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os anos se passaram, mas neste mesmo dia que o patético abriu as pernas para o crinenhuma, os mulambos abriram as pernas pro baêa... Tenho nojo desses 4 times e só falta o "framengo" pagar...

      Excluir
  3. Na verdade foi no Campeonato Brasileiro de 1996.

    E sim, foi uma sem-vergonhice imensa por parte deles, entregar um jogo para nos prejudicar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ser mais preciso foi no dia 24/11/1996 tanto o patético paranaense quanto o "framengo" abriram as pernas. Dito por jogadores do "patético" como por Joel do "framengo". Isso sim é uma vergonha, além do 1-0-0 onde este mesmo patético junto com o "curintia" estavam envolvidos... e depois o Fluminense que leva a culpa

      Excluir
  4. Maiores públicos do Fluminense contra Atlético PR (VERSÃO DO SITE ESTATÍSTICAS DO FLUMINENSE: www.fluzao.info).

    1- 55.030 pessoas - Fluminense 2 x 1 Atlético PR - Maracanã - Brasileiro 2009
    2- 40.005 pessoas - Fluminense 3 x 1 Atlético PR - Maracanã - Brasileiro 2010
    3- 30.458 pessoas - Atlético PR 3 x 2 Fluminense - Arena da Baixada - Brasileiro 2001
    4- 24.496 pessoas - Atlético PR 0 x 1 Fluminense - Arena da Baixada - Copa do Brasil 2007
    5- 22.766 pessoas - Fluminense 1 x 1 Atlético PR - Maracanã - Copa do Brasil 2007

    Obs.: Os públicos acima com o mando do FFC, são os presentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 23.985 na final da Primeira Liga de 2016 (ficha abaixo), Fluminense 1 x 0 Atlético-PR em 20/04/2016.

      Excluir
    2. Petraglia detona torcida do Atlético por pouca presença em final e recebe críticas:

      http://www.gazetadopovo.com.br/esportes/futebol/atletico-pr/petraglia-detona-torcida-do-atletico-por-pouca-presenca-em-final-e-recebe-criticas-7kjm9re8hmoct858bzxxfdq8n

      Excluir
    3. Mais um grande público:

      Fluminense 1 x 1 Atlético-PR
      Maracanã, 15/11/2016, Campeonato Brasileiro.

      Público: 43.691 torcedores (39.877 pagantes) .

      Excluir
    4. Elaborei a minha versão dos maiores públicos:

      Maiores públicos.
      * Aonde não constam os públicos pagantes e presentes, a referência é aos pagantes, acima de 20.000 presentes. No caso da partida de Juiz de Fora, não aconteceram gratuidades.

      1- Fluminense 2–1 Atlético, 55.030, Maracanã, Brasileiro 2009 (52.511 pags.).
      2- Fluminense 1–1 Atlético, 43.691, Maracanã, Brasileiro 2016 (39.877 pags.).
      3- Fluminense 3–1 Atlético, 40.005, Maracanã, Brasileiro 2010 (30.763 pags.).
      4- Atlético 3–2 Fluminense, 30.458, Arena da Baixada, Brasileiro 2001.
      5- Atlético 0–1 Fluminense, 24.496, Arena da Baixada, Copa do Brasil 2007.
      6- Fluminense 1–0 Atlético, 23.985, Municipal Juiz Fora, Copa Sul-Minas-Rio 2016 (23.985 pags.).
      7- Atlético 2–2 Fluminense, 23.447, Arena da Baixada, Brasileiro 2010 (22.132 pags.).
      8- Fluminense 1–1 Atlético, 22.766, Maracanã, Copa do Brasil 2007 (18.897 pags.).
      9- Fluminense 2–1 Atlético, 22.537, Maracanã, Brasileiro 2014 (18.845 pags.).

      Excluir
    5. 5- Atlético 2–0 Fluminense, 28.403, Arena da Baixada, Copa Sul-Americana 2018 (26.241 pags.).

      Excluir
  5. INVERSÃO DE FREGUESIA:

    http://globoesporte.globo.com/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/2014/10/flu-e-atletico-pr-invertem-freguesia-e-colocam-boa-fase-prova-no-maraca.html

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Na vitória por 2 a 1 em 25/10/2014 no Maracanã, o FFC igualou o confronto com o CAP em número de vitórias (16 para cada), com 9 empates, 62 marcados pelo FFC e 55 do CAP.
    Mesmo com a partida tendo sido transmitida ao VIVO pela TV aberta para o RJ, 22.537 torcedores estiveram presentes, sendo 18.845 deles pagantes, entre eles eu e meu filho, na minha primeira partida após completar 40 anos de minha primeira vez nas arquibancadas do Maracanã.

    ResponderExcluir
  8. PC,falta atualizar esse confronto com o da Primeira Liga

    ResponderExcluir
  9. A final da Primeira Liga de 2016:

    FLUMINENSE 1 X 0 ATLÉTICO-PR

    Local: Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
    Data: 20 de abril de 2016, quarta-feira
    Hora: 21h45 (de Brasília)
    Renda: R$ 553.785,00
    Público: 23.985
    Árbitro: Sandro Meira Ricci
    Cartão Amarelo: Cícero e Marcos Junior (FLU) / Walter e Jadson (CAP)
    Gols: Marcos Junior, aos 35 do segundo tempo.

    FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Henrique, Gum e Giovanni (Douglas - 30’/2ºT); Pierre, Cícero, Gustavo Scarpa, Gerson (Edson - 19’/2ºT) e Osvaldo (Marcos Jr - 19’/2ºT); Magno Alves - Técnico: Levir Culpi.

    ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Jadson (André Lima 38’/2ºT), Otávio, Vinícius (Pablo - 28’/2ºT); Marcos Guilherme, Nikão e Walter - Técnico: Paulo Autuori.

    ResponderExcluir
  10. Na verdade, seguem os cartões aplicados conforme a súmula, não a imprensa:

    Jadson (CAP), 13'/1ºT; Cícero (FFC), 5/2ºT; Gum (FFC), 10/2ºT e Marcos Junior (FFC), 46'/2ºT.

    Súmula:
    http://www.primeiraligabr.com/arquivos/CD61395BE7283661412599F82340EB70.pdf

    ResponderExcluir
  11. Dos 49 jogos realizados até 18 de maio de 2018, 22 com o mando do Fluminense, isso incluída a partida de Juiz de Fora (MG).

    ResponderExcluir
  12. Nessa partida de 1996, o grande provocador da confusão foi o goleiro atleticano Ricardo Pinto, ele que saiu meio que defenestrado do Fluminense, por ter se mostrado feliz ao sofrer uma goleada para o Flamengo na despedida de Zico, na cidade de Juiz de Fora, e que ficou provocando a torcida do Fluminense quando o seu time ganhava o jogo. A torcida invadiu gramado para acertar as contas com ele, e se isso é uma tremenda imbecilidade, não teria acontecido sem a participação lastimável do ex-goleiro tricolor como provocador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ex-goleiro do Fluminense, Ricardo Pinto, provocou a Torcida Tricolor e gerou uma grande confusão, com direito a invasão de campo e atos de violência por parte da torcida do Fluminense. Nesse mesmo Campeonato Brasileiro, gravações divulgadas pelo Jornal Nacional apontavam o então diretor de árbitros da CBF, o falecido Ivens Mendes, tentava extorquir dinheiro de dirigentes de clubes insinuando facilitações, e entre eles estaria Mario Celso Petraglia, do clube parananense. O escândalo de grandes proporções fez com que a CBF anulasse o rebaixamento do Flu e ainda punisse o Furacão com perda de cinco pontos no Campeonato Brasileiro seguinte.

      Excluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.