quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Benditos e benditas

(arte do amigo Marco)

Bendita seja a torcida, que não desiste, e luta até o fim.

Bendita seja a garra de um time de guerreiros incansáveis.

Bendito seja Rafael, nosso arqueiro, que só faltou sentar num banquinho e ler gibi hoje, tamanha a superioridade do Fluminense.

Bendito seja Mariano, nosso lateral-direito, que demonstra um ímpeto inexcedível.

Bendito seja Gum, nosso zagueiro-artilheiro, que defende com maestria e ainda faz os seus gols.

Bendito seja Dalton, nosso defensor implacável.

Bendito seja Marquinho, que corre feito coelhinho de desenho animado.

Bendito seja Diguinho, que tem sido um monstro nos desarmes.

Bendito seja Diogo, que joga com tanta raça.

Bendito seja Darío Conca, o maestro, um dos melhores meias do futebol brasileiro hoje.

Bendito seja Adeílson, que não vinha jogando, mas entrou na final e levou os equatorianos à loucura.

Bendito seja Alan, o príncipe pó-de-arroz, cuja movimentação dá vida ao ataque tricolor.

Bendito seja Fred, o capitão e líder da grande arrancada do Fluminense.

Bendito seja Cuca, o treinador que conquistou uma nação.

Benditos sejam Maicon e Digão, que molharam as camisas no caminho, mas não puderam jogar a final.

Benditos sejam todos os que colaboram, direta ou indiretamente, com o sucesso do Fluminense Football Club.

Bendito seja o orgulho de torcer para a instituição esportiva mais fantástica do planeta.

Benditas sejam as taças, que choram deprimidas com seu triste destino.

Bendito seja o Maracanã, palco onde se pratica futebol, e não altibol.

Bendito seja o futebol, que um dia há de dar a quem merece o que merece.

Benditas sejam as consciências de todos os brasileiros, que no fundo de suas almas sabem quem é o verdadeiro campeão da América.

Bendito seja o verde.

Bendito seja o branco.

Bendito seja o grená.

PC

28 comentários:

  1. "Bendito seja o futebol, que um dia há de dar a quem merece o que merece."

    No futebol "moderno" o que vale mesmo é a altitude, pedras, má arbitragem...
    Mas como diz o hino, "quem espera sempre alcança".

    ResponderExcluir
  2. Precisava ler um texto assim para aplacar a dor da vitória que teve um gosto amargo.
    Emocionante o texto. Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. O campeão da América é a altitude. Provado por dois anos seguidos.

    Se times peruanos e bolivianos conseguissem montar um time apenas razoável, seria virtualmente impossível para times que jogam ao nível do mar sonhar com títulos.

    Agora, devemos cobrar PRESSÃO POLÍTICA JUNTO À CBF PARA QUE A MESMA INTERVENHA JUNTO À CONMEBOL, POIS O ASSUNTO "ARBITRAGEM E ALTITUDE" JÁ ESTÁ FICANDO RIDÍCULO.

    Por mais que reconheçamos o mérito da LDU para não sermos chatos, nós SABEMOS que fomos GARFADOS DOIS ANOS SEGUIDOS - FORAM 4 PÊNALTIS NÃO MARCADOS EM 2 FINAIS.

    Não tem mais como ignorar o peso que isso tem.

    ResponderExcluir
  4. altitude é o melhor time do mundo

    ResponderExcluir
  5. Benditos sejam os livros de fisiologia do exercício, que explicam o que fazer para ter bom desempenho na altitude.

    Benditos sejam os caras com quem me formei e acreditaram nessa profissão que não é levada a sério, e que um dia eles coloquem um pouco de profissionalismo no futebol.

    Bendita escolha, que me tirou desse mundo de peixada.

    Bendito Fluminense, que não merece o q se passa com ele e que não sai do meu coração

    ResponderExcluir
  6. É meu amigo.
    Mais uma vez perdemos em Quito, para a altitude e os gandulas.
    Os jogadores foram guerreiros, tirando o Adeílson e o Ruy, estão todos de parabéns.
    E o que dizer da nossa Linda Torcida?
    Somos A Melhor e Mais Bonita Torcida do Mundo.
    Domingo é mais uma guerra e se Deus quiser e Ele há de querer, iremos comemorar a permanência na Série A.
    Beijos,
    ALÊ.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. PC.. Parabéns pelo post.. BEM DITO por vc.. Assisti o jogo e fiquei com muita raiva.. esperava mesmo a vingança da altitude, mas parabéns ao FLU se não fosse a "Sorte" da LDU no primeiro jogo..vcs seriam campeões jogando bonito a final.

    ResponderExcluir
  9. Bendita seja a torcida tricolor que fez, mais uma vez, uma festa linda e memorável que vai entrar para a história, novamente!

    =)

    ResponderExcluir
  10. talvez se o Fred nao tivesse perdido a cabeça aos 30 do 2o tempo né...

    ResponderExcluir
  11. Parabéns PC. Falou tudo o que pensamos. O time é de guerreiros e a torcida é... nem sei o que dizer...
    Apenas uma correção:
    Benditas sejam as consciências de todos os brasileiros, que no fundo de suas almas sabem quem é o verdadeiro BI-campeão da América.
    Mais uma vez, um time de covardes, um árbitro "mala sem alça" e a geografia no nosso caminho. Merecemos as taças, mas só serão nossas no dia em que a CBF e a CONMEBOL quiserem que sejam.

    ResponderExcluir
  12. Vai me desculpar PC, mas eu estou sempre lendo seu blog (mesmo sendo botafoguense), gosto muito das crônicas, mas nao concordo essa de "verdadeiro campeao"... E se fosse 3x0 pro Flu no primeiro e 5x1 pra LDU no segundo? Eles seriam heróis e o Flu amarelão?

    A final ficou 5x4, parabens pro Flu que meteu 3x0. E parabéns pra LDU que meteu 5x1 no primeiro jogo, garantindo o título la sem precisar jogar no Maracanã.

    Se na altitude falta ar pros times brasileiros, no nivel do mar a pressão é maior para os times das altitutes.
    Já vi muito jogador de lá reclamar da dor de cabeça que eles sentem no decorrer do jogo. Se é verdade, eu nao sei.

    O que nao acho justo é dizer que o Fluminense é o verdadeiro campeao por ter tomado 5x1 na altitude...

    Se o Flu jogou bem no jogo de volta, a LDU sobrou em quito.

    ResponderExcluir
  13. Mais uma vez: precisamos cobrar profissionalismo de certas pessoas dentro do clube.

    O time não podia ter ido pra Quito dois dias antes e treinar 1 hora e meia 1 dia antes do jogo.

    Isso é básico. Fisiologia do Exercício. Qualquer iniciante sabe.

    O problema não é a altitude. O problema é a falta de competência. Vamos parar de dar desculpas, pq com desculpas não ganharemos nada.

    ResponderExcluir
  14. "Benditas sejam as consciências de todos os brasileiros, que no fundo de suas almas sabem quem é o verdadeiro campeão da América."

    Em resumo, mais uma vez, esse título é nosso! Hehe...

    Viva o altibol e o flapito??? NADA DISSO!!!

    VIVA O TIME DE GUERREIROS!!
    Que mais do que tudo, mostrou como se joga o futebol!!!

    ResponderExcluir
  15. Rubens, querido... Se você considera certo um gol com DUAS BOLAS EM CAMPOS, lá em Quito, é sinal de que és um botafoguense legítimo! Parabéns!


    O placar, tirando as roubalheiras dos árbitros, ficou 4x4, já que o gol anulado do Diguinho estava impedido mesmo...
    Agora... o pênalti existiu, né... poderiamos ter ganhado de 5x4... ;)

    Felipe, concordo com tudo o que falou, menos que a lsu teve mérito na conquista. Não teve! Mérito nenhum...

    ResponderExcluir
  16. Obrigado a todos pelos comentários, de coração.

    Apenas deixo aqui um questionamento de um leigo aos entendidos da fisiologia do esporte: como o Fluminense deveria ter agido para encarar a altitude?

    Eu sinceramente não sei!!! Não faço idéia!!!

    Só acho que é uma covardia sem tamanho. O alto do morro simplesmente é um local que não permite a prática desportiva. Jogos lá deveriam, sim, ser proibidos.

    Equatorianos que joguem em Guayaquil, e bolivianos que joguem em Santa Cruz de la Sierra.

    Ou então, no mínimo, que o saldo de gols não seja contado nesses confrontos! No mínimo!

    O Fluminense perdeu duas taças para a Altitude. Essa é a verdade!!!

    ResponderExcluir
  17. Rubens, eu acho que o Flu é sim o verdadeiro campeão. Saí do Maracanã com essa certeza na mente. Campeão desse ano e também do ano passado.

    Não foi a LDU que sobrou em Quito. Foi a altitude.

    Ou alguém em sã consciência REALMENTE ACHA que a LDU ganharia alguma coisa sem a altitude?

    No mais, obrigado pelo prestígio e pelos elogios. Prometo dar mais atenção ao Botafogo no ano que vem.

    Abraços,
    PC

    ResponderExcluir
  18. Acho q vcs esquecem um ponto... já que estamos trabalhando com o mundo do "se" (se não fosse a altitude, é a principal suposição que vi por aqui), vamos pensar assim:

    Se não fosse a altitude de Quito, já que o LDU é muito ruim mesmo, o LDU nunca chegaria a final.

    Sem a altitude mas também SEM O LDU na final, talvez o Fluminense TAMBÉM não fosse campeão. Não quero desconsiderar o fator altitude, mas o fato é que se ela nao existisse NADA garantiria o Flu campeão.

    Ou vcs queriam que todos os jogos da LDU no campeonato fossem na altitude, menos a final? eheheheh

    ResponderExcluir
  19. leohuf,

    Você tem toda a razão, e em momento nenhum eu afirmei que o Fluminense seria o campeão se enfrentasse outro adversário. :)

    Só peço que analise os últimos jogos do Fluminense:
    07/10 - Flu 1 x 1 Corinthians
    10/10 - Flu 2 x 1 Santo André
    18/10 - Flu 2 x 2 Internacional
    22/10 - Flu 2 x 2 Universidad-CHI
    25/10 - Flu 2 x 2 Goiás
    29/10 - Flu 2 x 1 Atlético-MG
    01/11 - Flu 3 x 2 Cruzeiro
    05/11 - Flu 1 x 0 Universidad-CHI
    08/11 - Flu 1 x 0 Palmeiras
    11/11 - Flu 1 x 0 Cerro Porteño-PAR
    15/11 - Flu 2 x 1 Atlético-PR
    18/11 - Flu 2 x 1 Cerro Porteño-PAR
    22/11 - Flu 3 x 0 Sport Recife
    25/11 - Flu 1 x 5 LDU (na altitude)
    29/11 - Flu 4 x 0 Vitória-BA
    02/12 - Flu 3 x 0 LDU (no Maracanã)

    Você realmente acha que o Fluminense, vivendo o momento mágico que está, perderia essa final para qualquer time, em condições normais?

    ResponderExcluir
  20. Duvido fazerem uma copa do mundo no Equador!!!

    ResponderExcluir
  21. A ldu é medíocre, de grande só tem a distância do nível do mar.

    Quanto ao comentário do Rubens...eles sentem dor de cabeça? Pode ser, mas jogam DOPADOS pelo excesso de hemácias levando vantagem inclusive no nível do mar.

    Cadê as arrancadas do Guerrón?(maior ídolo recente da torcida do frafraco). Depois que foi pro Cruzeiro ele perdeu velocidade...curioso, não?

    ResponderExcluir
  22. UM CASO DE AMOR

    Hoje vou deixar de poetizar, para falar de uma torcida que é sinônimo de poesia. No dia 03 de dezembro de 09, por volta das 18h00min horas uma paixão incontrolável tomou as ruas da Cidade do Rio de Janeiro.
    Um sentimento que ensinou a muitos o verdadeiro valor de torcer, não torcer só por títulos, mas sim por uma paixão que não pode ser controlada, torcer por uma fidelidade prometida sem esperar retorno, torcer por uma intimidade entre um time de guerreiros e seu povo que dependem de sua sorte.
    Muitas vezes as vitórias escondem nossas fragilidades, mas diante das derrotas que nos vemos face a face.
    O Fluminense e sua torcida puderam olhar um dentro dos olhos do outro e ver toda uma sinceridade que contagiou até os seus mais arqui-rivais. O Fluminense e sua torcida misturados para sempre.
    Festas por festas de tantas tão belas, para um clube com tantas conquistas esta foi apenas mais uma, porém diante de um ano que este grande clube se viu tão perto do abismo, sua legião de torcedores cantando num alarido de guerra sem olhar para obstáculos, confiando numa esperança remota, se agarrando a uma fé de sangue encarnado, sem vergonha de se mostrar para todos que este amor por mais que seja desmedido nunca acabará.
    Como diz a bela música “Meu coração acelera, quando vejo o Maracá cantar, Fluminense escuta teu povo que veio te apoiar”
    Hoje posso dizer muito mais do que ontem, me orgulho de vestir esta camisa, me orgulho desta torcida, que pode não ser a maior, mas o seu amor está bem acima do que pode ser medido.

    Saudações Tricolores!

    Henrique Rodrigues Soares

    ResponderExcluir
  23. perfeito, perdemos no extra campo, dentro das 4 linhas o fluminense foi o time do impossivel.

    ResponderExcluir
  24. Palavras não descrevem o que mais de 70 mil apaixonados vivenciaram. Deslumbramento, orgulho, emoção, fascínio, tudo isso expresso em coros retumbantes.
    O reviver de um sonho, numa mescla de esperança e temor.
    O Fluminense entrou em campo escoltado. Não por policiais, mas por seus torcedores, que calaram o adversário em um mosaico gigante: "Eles tem a altitude, vocês tem a gente."

    O que se via nas arquibancadas abarrotadas de eternos amantes, eram olhos cintilantes, sorrisos sinceros, gargantas berrantes.
    A força era traduzida em campo. Com garra e raça, a esperança começava a tomar moldes de possibilidade remota.
    O placar foi aberto com Diguinho, com a ajuda de um desvio 'divino'. A bola morre no fundo das redes, e reaviva os corações céticos.
    Numa busca incansável por outro gol no primeiro período, após uma mudança de posições, Alan achou Fred livre na área equatoriana, que com um toque sutil e sofrido, faz a bola beliscar a trave e rolar para o fundo das redes.

    A torcida berra, empurra, chora, pede, clama. Cuca mantem o time em campo durante os 20 minutos do intervalo.

    O segundo tempo começa, não com o mesmo fervor do primeiro, mas com a mesma garra. Nas buscas pelo gol, Gum sobe mais alto que todos e cabeceia para o gol.
    Agora só falta mais 1.

    Um gol. Um gol que não fez falta. Um gol que provou que a torcida é parte do time. E mesmo ao apito final, não deixamos de acreditar. As batalhas são eternas. A esperança também.

    Os aplausos assinam o final da crônica. O coro encerra esta competição.
    "Time de guerreiros", nossa eterna gratidão. Vocês lutaram até o fim.

    E por vocês, continuaremos. Tricolor não desiste.

    Saudações Tricolores.
    Por Dudu, na comunidade do Flu no orkut.

    ResponderExcluir
  25. Texto de um amigo sobre esse jogo:

    Fluminense - Orgulho de ser Tricolor

    Novamente, fomos vítimas de juízes, jogadores de jogo sujo e ficamos no detalhe!
    Novamente 1 gol, apenas 1 gol!

    Minhas lágrimas ficaram 'engasgadas' e o grito de Campeão travou no peito!


    Mais uma vez, saio de cabeça erguida, mas dessa vez é diferente. Última vez em que enfrentamos esse time, tínhamos uma diferença menor a vencer, apenas 3 a 0 nos daria o titulo, e por mais incrível eu acreditei muito mais nesse titulo do que no da Libertadores.

    Fica a dor, e o Orgulho!!

    Orgulho muito maior, a cabeça erguida como nunca!


    Vi um time sem igual, como gritou a Torcida Tricolor ao fim do jogo, são Guerreiros, um verdadeiro Time de Guerreiros! Poucas vezes vi o Fluminense jogar com tanta vontade e AMOR, como dizia a faixa que eles levaram a campo antes do jogo, eles lutaram, Lutaram ate o Fim e nos orgulharam.


    Amanhã saio com a camisa, bandeira já está ao vento e terei a certeza que essa será uma noite triste mas cheia de paixão dentro do Coração Tricolor! Sonharei com a NOSSA hora, ela não vai tardar em chegar!


    Fluminense Futebol Clube,


    É por isso que eu canto, que eu visto esse Manto, Orgulho de ser Tricolooor (8)





    WilliaM Carvalho

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.