sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

A história das finais Fla-Flu

Renato vibra com o gol do título em 1995.

Amigos, há algum tempo escrevi um texto sobre as decisões de Campeonato Carioca disputadas entre Fluminense e Flamengo na história ("Nos Fla-Flus, é o ai Jesus!"). Nestas onze finais, são 8 vitórias tricolores e 3 triunfos rubro-negros. Desde o ano passado, entretanto, circula pela internet um texto, assinado por um tal Lucas Camargo, defendendo que algumas das partidas "não foram exatamente decisões". Trata-se apenas de uma tentativa torpe de diminuir a acachapante vantagem tricolor na história das decisões Fla-Flu. Este post pretende colocar ponto final no assunto.

A primeira decisão Fla-Flu foi a do Campeonato de 1919. O jogo, realizado no recém-construído Estádio das Laranjeiras, teve lotação máxima, e a ilustre presença do Presidente da República Epitácio Pessoa. A situação era a seguinte: campeonato de pontos corridos, o Fla-Flu aconteceu na penúltima rodada, o Fluminense liderava a tabela, e só poderia ser alcançado pelo próprio Flamengo. Com a vitória por 4 a 0, o Tricolor sagrou-se tricampeão carioca, ganhando a posse definitiva da bela Taça Colombo.

A segunda decisão Fla-Flu foi a do Campeonato de 1936, realizada numa melhor-de-três, também no Estádio das Laranjeiras. No primeiro jogo, empate em 2 a 2; no segundo, vitória tricolor por 4 a 1; no terceiro, empate em 1 a 1. O campeão Fluminense iniciava ali um período de hegemonia no futebol carioca, que se estenderia até 1941...

... ano da terceira decisão entre Flamengo e Fluminense, jogo épico que ficou conhecido como o Fla-Flu da Lagoa. A última rodada daquele Campeonato previa exatamente o encontro entre os dois rivais que lideravam a tabela de classificação. Como o Fluminense possuía melhor campanha (44 pontos contra 43), sagrar-se-ia campeão com um empate. Foi o que aconteceu: o 2 a 2 levou mais uma taça para as Laranjeiras.

Print screen do site oficial do Flamengo, sobre a final de 1941.

A quarta decisão Fla-Flu, primeira realizada no Maracanã, foi no Campeonato de 1963. É até hoje o maior público da história em um jogo entre clubes, em qualquer esporte: mais de 190 mil presentes. Desta vez, era o Flamengo que possuía a vantagem do empate, e soube utilizá-la: com o zero a zero, o rubro-negro sagrou-se campeão contra o seu maior rival pela primeira vez.

Em 1969, o Fla-Flu voltava a decidir o Campeonato Carioca. O jogo, válido pela penúltima rodada, colocava frente a frente os dois únicos concorrentes ao título, o líder Fluminense e o vice-líder Flamengo. Com a vitória por 3 a 2, o Fluminense não poderia mais ser alcançado pelo rival na rodada final. Pela quarta vez em cinco decisões Fla-Flu, o Tricolor levava a melhor.

"Última Hora" estampa conquista do Flu sobre o Fla em 1969.

Em 1972, o Flamengo sagrou-se campeão em um triangular com Fluminense e Vasco. No primeiro jogo, o Flamengo venceu o Vasco por 2 a 1. Na segunda partida, o Fluminense venceu o Vasco por 2 a 0. Na partida final, o Flamengo venceu o Fluminense por 2 a 1.

No ano seguinte, o Fluminense se vingou: com a vitória por 4 a 2 na final contra o Flamengo, sagrou-se como grande campeão carioca de 1973.

Em 1983, Fluminense, Flamengo e Bangu disputaram o triangular decisivo do Campeonato Carioca. No primeiro jogo, Fluminense e Bangu empataram em 1 a 1. Na segunda partida, o Fla-Flu era definitivo para as pretensões de ambos os clubes: se o Fluminense não vencesse, estaria eliminado. Se o Flamengo perdesse, estaria eliminado (se empatasse ou vencesse, decidiria o título com o Bangu). Aos 45 minutos do segundo tempo, Assis tocou na saída de Raul, e o Fluminense venceu por 1 a 0. Quatro dias depois, o eliminado Flamengo venceu o Bangu, e o Fluminense pôde finalmente soltar o grito de campeão. (Das oito finais vencidas contra o Flamengo, esta é a única na qual o Fluminense não saiu de campo campeão - caso o Bangu vencesse o Flamengo, haveria um jogo extra entre Fluminense e Bangu.)

Em 1984, o triangular decisivo envolvia Fluminense, Flamengo e Vasco. O Fluminense venceu o Vasco por 2 a 0, e o Flamengo venceu o Vasco por 2 a 1. No Fla-Flu final, Assis repetiu a dose do ano anterior, e marcou o gol de mais um título tricolor.

Em 1991, o Fluminense conquistou a Taça Guanabara, o Flamengo conquistou a Taça Rio, e assim ambos decidiram o Campeonato Carioca. No primeiro jogo, empate por 1 a 1. No segundo, o Flamengo venceu o Fluminense por 4 a 2, sagrando-se campeão carioca sobre o maior rival, pela terceira vez em sua história.

Em 1995, o Flamengo chegou a abrir oito pontos de vantagem para o Fluminense no octogonal decisivo. O Tricolor, no entanto, conseguiu diminuir a diferença paulatinamente. A última rodada reservava o Fla-Flu definitivo: o empate dava o título ao Flamengo, mas o Fluminense conseguiu uma épica vitória por 3 a 2, no famoso jogo do Gol de Barriga. Pela oitava vez, o Tricolor conquistava o Campeonato Carioca sobre o Flamengo.

Está demonstrado, portanto, que houve até hoje 11 decisões Fla-Flu no Campeonato Carioca, com 8 triunfos tricolores e 3 vitórias rubro-negras.

PC

PS: fora do Campeonato Carioca, ocorreu mais uma decisão Fla-Flu, na Taça Guanabara de 1966. Como nessa época a Taça Guanabara era uma competição à parte do Campeonato Carioca, esta também pode ser considerada uma "final Fla-Flu". O Fluminense venceu por 3 a 1 e sagrou-se campeão.

59 comentários:

  1. Até no hino deles é o ai Jesus! Dizer mais o que?

    ResponderExcluir
  2. PC,
    eu realmente tinha lido algo que finais mesmo tinham sido poucas, e confesso que não tive tempo e nem interesse de verificar os fatos. Finais ou não oque vale é o sentimento no momento...
    mas a discussão com certeza vai continuar, alguns entende que final é aquela direta em jogo final, outros vão acreditar que é o jogo decisivo, seja final ou não.... ta vendo por que não gosto de pontos corridos, rsrsrsrsr...

    Blog do Cleber Soares. Futebol brasileiro em 1º lugar!

    ResponderExcluir
  3. "Final" é aquele jogo que define o campeão, com os dois times na disputa.

    Se foi um duelo em 1, 2 ou 3 jogos, se foi um triangular, se foi pontos corridos... nada disso realmente importa.

    A única das 11 finais listadas no post que pode ser questionada é a de 1983, porque o Fluminense teve que esperar o outro jogo do triangular, para saber se comemoraria ou se haveria um novo jogo com o Bangu. Ainda assim, o "sentimento do momento" foi de uma verdadeira final.

    ResponderExcluir
  4. Final é aquele jogo que o Fluminense ganha do Flamengo.

    ResponderExcluir
  5. Gosto da imparcialidade do bigmontz!

    ResponderExcluir
  6. O caos é semelhante ao da Copa de 1950. Muita gente até hoje pensa que o Maracanazo foi a "final" da Copa de 1950, quando na verdade aquela copa foi a única até hoje que não teve uma final,sendo decidida por meio de um quadrangular.

    Ocorre que chegando à última rodada do quadrangular, apenas Brasil e Uruguai tinham chances matemáticas de levantar o caneco, e enfrentavam justamente um ao outro, de modo que quem ganhasse seria o campeão.

    Em outras palavras, não foi "final" mas foi legitimamente a decisão do campeonato.

    Querer diminuir a importância dessas vitórias do Fluminense é o mesmo que querer menosprezar a Tragédia do Maracanazo.

    ResponderExcluir
  7. Ah, essa do gol de barriga foi um marco para mim, PC. Primeira vez no maraca, meu pai (tricolor) segurando a mão de uma pequena rubro-negra-por-parte-de-vó. Mas não teve jeito. Me chamaram de vira-a-casaca, mas a verdade é que, de onde estava, vi a torcida do tricolor vibrar com aquele gol e simplesmente achei - para a felicidade do paizão - a coisa mais bonita do mundo. Não deu outra: escolhi o tricolor das laranjeiras por amor à primeira vista. Inesquecível, PC, inesquecível!!!

    ResponderExcluir
  8. Talita, todo tricolor criança naquela época guarda a decisão de 1995 com carinho. Eu não estava no Maracanã, nem morava no Rio. Mas me lembro exatamente de onde estava, de como vibrei com o gol, de como sacaneei o flamenguista querido que me acompanhava naquele dia (meu pai)...

    Inesquecível mesmo... Foi o primeiro título de uma geração inteira...

    ResponderExcluir
  9. Valeu, super-herói PC, defensor da verdade!

    ResponderExcluir
  10. deciorocha.advog@hotmail.com2 de março de 2012 00:47

    ei amigo aquio não foi gol de barriga, mas de mão, e o mengão é campeão do mundo e vcs, LDUUUUUUUUUUU

    ResponderExcluir
  11. Eu achei que o Zico fosse o único retardado mental na face da Terra a dizer que o gol do Renato foi com a mão.

    Pra sua informação, jogo não é campeonato.

    ResponderExcluir
  12. Gol de mão? Campeão do mundo? LDU?

    Achei que o assunto do post fosse as finais Fla-Flu...

    ResponderExcluir
  13. Em campeonatos por pontos corridos, as decisões propriamente ditas (“senso estrito”) só acontecem em casos excepcionais, quando dois clubes chegam ao final empatados, com o mesmo numero de pontos ou quando um ganhou o primeiro turno e o outro o segundo turno! Nestes casos, o desempate é determinado pelos pontos ganhos em mais de uma partida. Em um entendimento mais amplo (“senso lato”), pode-se também considerar que um clube “vence uma decisão”, se ele vencer a última partida do campeonato contra o rival e se este resultado lhe garantir o maior número de pontos.
    1919: Campeonato simples, com turno e returno. O último jogo do Fluminense foi contra o América, quando ganhou por 4 x 1. O Fluminense foi o campeão por ter feito o maior número de pontos. Não houve decisão!
    1936: Flamengo e Fluminense acabaram o campeonato com 23 pontos cada um e houve então uma decisão em melhor de 3 jogos. Nesses três jogos, houve dois empates e 1 vitória do Fluminense. Houve uma decisão, que foi vencida pelo Fluminense.
    1941: O campeonato de 1941 foi disputado em pontos corridos, por 10 clubes. O Fluminense somou 45 pontos, o Flamengo 44 e o Botafogo 39. A última partida foi um empate (2 x 2). Não houve decisão
    1946: O campeonato foi disputado por 10 clubes, em turno e returno. Houve empate no numero de pontos entre América, Botafogo, Flamengo e Fluminense. Esses 4 clubes realizaram então jogos entre si (todos contra todos), em turno e returno. O ultimo jogo do Fluminense foi contra o Botafogo O Fluminense somou mais pontos e foi o campeão. Não houve decisão!
    1963: Campeonato simples, com turno e returno; o Flamengo foi o campeão, ao empatar a última partida do segundo turno (0 x 0) com o Fluminense. A partida foi apenas mais uma em um campeonato de turno e returno. Não houve decisão!
    1969: O campeonato foi disputado por 12 clubes no turno e por 8 no returno, todos contra todos. O Fluminense perdeu na última rodada para o Botafogo (3 x 1), mas fez mais pontos que o Flamengo e foi o campeão. Não houve decisão!
    1972: O Flamengo ganhou a Taça Guanabara, o Fluminense ganhou o segundo turno e o Vasco ganhou o terceiro turno. Estes três clubes jogaram um triangular de turno único. O Flamengo somou mais pontos e foi o campeão. A última partida (Flamengo 2 x 1 Fluminense) foi decisiva!
    1973: O Flamengo ganhou o turno, o Fluminense o returno e o Vasco, por ganhar uma das chaves do terceiro turno, fez uma partida extra com o Flamengo, na qual foi eliminado. O Fluminense ganhou o jogo extra com o Flamengo e foi o campeão. Houve uma decisão, que foi vencida pelo Fluminense.
    1983, 1984 e 1985: Estes três campeonatos tiveram a mesma fórmula e o mesmo processo para determinar o campeão. Foram 12 clubes, em turno e returno, todos contra todos. O campeão do primeiro turno (Taça Guanabara), o campeão do segundo turno (Taça Rio) e o clube com o maior número de pontos se classificariam para um turno único. Em 1983, 1984 e 1985 no triangular de turno único, o Fluminense fez o maior numero de pontos. Em 1983, o jogo final foi Flamengo 2 x 0 Bangu. Em 1984, o jogo final foi Fluminense 1 x 0 Flamengo. Em 1985, o jogo final foi Fluminense 2 x 1 Bangu. A última partida do campeonato de 1984 (Fluminense 1 x 0 Flamengo) foi decisiva!
    1991: O Fluminense foi o campeão da Taça Guanabara, o Flamengo foi o campeão da Taça Rio. Os dois clubes disputaram duas partidas - um empate em 1x1 e uma vitória do Flamengo por 4x2 - e o Flamengo foi o campeão. Houve uma decisão, que foi vencida pelo Flamengo.
    1995: O campeonato foi disputado por 16 clubes. Os clubes formam divididos em 2 grupos e jogaram em turno e returno. Os 4 melhores de cada grupo participaram então de um octogonal jogado em turno e returno. A última partida do octogonal (Fluminense 3 x 2 Flamengo) foi decisiva!
    Conclusão: aconteceram apenas 3 decisões “senso estrito”, 2 vencidas pelo Fluminense (1936 e 1973) e 1 vencida pelo Flamengo (1991). Houve também três decisões “senso lato”, 2 vencidas pelo Fluminense (1984 e 1995) e uma vencida pelo Flamengo (1972).

    ResponderExcluir
  14. Em tempo: a versão acima pode ser vista em nmelhores detalhes na página de discussão do Fla-Flu:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Discuss%C3%A3o:Fla-Flu

    Um abraço aos tricolores
    Lucas Camargo

    ResponderExcluir
  15. Finalmente....

    (1) Não se trata de uma tentativa torpe (!) de diminuir a vantagem tricolor na história das decisões Fla-Flu. É apenas e tão somente, a interpretação dos fatos que eu acho correta. Só isso. Vejam o livro da própria Federação de Futebol do Rio de Janeiro, “História dos Campeonatos Cariocas de Futebol, 1906/2010” de Roberto Assaf e Clóvis Martins.

    (2) Este post pode ter pretendido colocar ponto final no assunto, mas quem fez isso fui eu.....

    :)

    Mais uma vez, um abraço.
    Lucas Camargo

    ResponderExcluir
  16. Lucas Camargo,

    Se acredita mesmo no que escreveu, peço que tome as seguintes providências.

    1919: avise ao Presidente Epitácio Pessoa que o Fla-Flu que ele viu no Estádio das Laranjeiras não foi a final do Campeonato Carioca, apesar da efusiva comemoração tricolor ao final do cotejo.

    1941: avise aos editores do site oficial do Flamengo que o lendário Fla-Flu da Lagoa não foi uma final (ver print screen da Flapedia).

    1963: avise aos 194 mil presentes naquele domingo no Maracanã que não, não era a final do Campeonato Carioca.

    1969: avise aos editores de todos os jornais do Rio de Janeiro que suas manchetes de 16 de junho de 1969, declarando que o Fluminense venceu a final do Campeonato Carioca contra o Flamengo, estavam erradas.

    Ou então aceite os fatos.

    PC

    ResponderExcluir
  17. Uma observação adicional:

    As situações dos Campeonatos de 1941 e 1995 são IDÊNTICAS.

    Em ambos os casos, a fórmula é de pontos corridos, os dois clubes chegam à partida final sendo os únicos com possibilidade de título. Em ambos os casos, um dos clubes têm a vantagem do empate (em 41, o Flu; em 95, o Fla).

    Como você pode defender que um é decisão e outro não? Há uma clara inconsistência na sua argumentação.

    Se 1941 não foi "final" porque terminou empatado, então 1995 também não teria sido "final" se o Gol de Barriga não tivesse acontecido, e o Flamengo tivesse sido o campeão, com o empate em 2 a 2.

    Está demonstrada a falácia do seu argumento.

    Ponto final. ;)

    ResponderExcluir
  18. Se 1941 não foi "final" porque terminou empatado, então 1995 também não teria sido "final" se o Gol de Barriga não tivesse acontecido, e o Flamengo tivesse sido o campeão, com o empate em 2 a 2.

    Você tem toda razão.....Se tivesse sido um empate, eu não consideraria uma decisão para o Flamengo (como não considerei decisão o 0x0 de 1963!).

    Por isso chamo esse tipo de jogo de "final lato senso". Não é uma decisão, mas por ter havido um vitorioso, a tal "sensação" pode ser de decisão.

    Assim sendo, não existe falácia no argumento. Ele é inteiramente consistente (mais uma vez, lembre-se de 1963).

    Lucas Camargo
    PS: o seu comentário anterior não apresenta uma argumentação adequada. "Avise fulano ou beltrano que ele está errado", não é bem um argumento, certo?

    ResponderExcluir
  19. Lucas, são surreais os seus comentários. Ou você é louco, ou burro mesmo.

    Então um jogo é "decisão" se terminar 3 x 2, mas não é "decisão" se terminar 2 x 2? Bizarro é apelido...

    Entendi sua distinção entre "senso lato" e "senso estrito". No entanto, para eliminar a inconsistência de seu argumento, você precisa encaixar 10 das 11 decisões em 1 dos 2 conceitos. Porque TODAS ELAS FORAM DECISÕES*. Isto está demonstrado não apenas no meu texto, mas em TODAS as matérias e reportagens dos dias seguintes a todas elas.
    * exceção feita à de 1983, que teve um jogo posterior que ainda valia (não para o Flamengo, mas para o Campeonato)

    PS: engraçado mesmo é ver você fazer essa ginástica toda, e ainda assim não conseguir fazer o Flamengo ter vantagem nas decisões. ;)

    ResponderExcluir
  20. Posso ser o que seja, mas não sou mal educado e grosseiro como vc.

    Por outro lado, a explicação da diferença entre lato senso e estrito senso me parece muito clara. Existem 3 exemplos de cada uma nos Fla-Flus. Sinto se vc não consigua entender. Parece que vc não ficou tempo suficiente na escola primária...

    ResponderExcluir
  21. Pois eu acho fácil entender o ponto do Lucas.
    Como alguém pode "ganhar uma decisão" se houve um empate? Não tem como!
    Quando um time ganha o jogo final, existe a tal "sensação" de decisão vencida...Daí o tal "senso lato" (um pouco boba a expressão, mas eu entendo)

    ResponderExcluir
  22. Discordo do meu compadre Lucas....
    Essa história de "lato senso" é como punheta....A sensação é parecida, mas, na verdade, não vale nada...
    Decisões mesmo, só as de 1936 e 1973 (Fluminense) e a de 1991 (Flamengo).
    O resto é historinha para levantar o ânimo de tricolor que não tem mais o que comemorar...

    Vercingetorix
    SRN

    ResponderExcluir
  23. Lucas Camargo e demais flamenguistas, escolham a definição de "final" que mais convier a vocês, no maravilhoso mundo da imaginação rubro-negra.

    No mundo real, o Fla-Flu de 1941 foi final, como está escrito no próprio site oficial do Flamengo.

    No mundo real, o Fla-Flu de 1969 foi "uma final em que o Fla caiu como um bravo" (manchete do Última Hora do dia seguinte).

    Os dois times entram em campo com chances de saírem campeões, o jogo termina, um deles comemora efusivamente e levanta a taça, o outro chora triste. Se vocês preferem acreditar que "não foi final", paciência.

    Só não tentem convencer os habitantes do mundo real, né?

    ResponderExcluir
  24. Tricolor de Coração5 de abril de 2012 15:23

    Esses framenguistas são uma piada!

    Querem mesmo convencer a gente que o Fla-Flu da Lagoa não foi decisão? HAHAHAHAHAHAHA!

    1919 - 1936 - 1941 - 1969 - 1973 - 1983 - 1984 - 1995

    Oito títulos em cima de vcs!!!

    NOS FLA-FLUS É O AI JESUS!!!

    ResponderExcluir
  25. É impressionante. O próprio Flamengo reconhece as finais como prova a foto da Flapédia mostrada no post.

    Mas alguns torcedores acreditam nas asneiras ditas por pseudo-jornalistas que falam em "melhor do mundo", "doutrinador" e porcarias semelhantes. Como pode o "melhor do mundo" ser freguês em finais?

    Aí tentam reescrever a história com falácias e contradições. Muito engraçado.

    Sabe o que está errado? São suas crenças nesse Flamengo super-poderoso, que não existe.

    ResponderExcluir
  26. É engraçado. O tal Lucas reclama que o PCFilho é "mal educado e grosseiro", e no mesmo comentário diz que ele "não ficou tempo suficiente na escola primária".

    Isso é que é ser "mal educado e grosseiro". Prefiro quem tem a coragem de chamar de "burro" na cara. Acho menos "mal educado e grosseiro".

    Parabéns, PCFilho, por mostrar mais uma vez a verdade dos fatos sobre as finais Fla-Flu.

    Saudações Tricolores!

    Um recado aos flamenguistas: o Flu tá na final do Carioca. Que tal tentar chegar também à decisão e tentar diminuir a vantagem para 8 x 4? Hein hein hein?

    ResponderExcluir
  27. Vamos parar de bobagens.....Como eu já disse, o que interessa são os fatos e não uma manchete burra de jornal (ou vcs acreditam em tudo que jornalista escreve?)
    São apenas 3 decisões: Fluminense 2 x 1 Flamengo
    O resto é historinha infantil de torcedor do Fluminense que não tem nada pra comemorar.
    Compadre Lucas: Deixa essa ideia de lato senso pra lá. Isso é feito punheta. A sensação é parecida, mas não significa nada....

    ResponderExcluir
  28. O que leva um sujeito a ficar repetindo um comentário?

    11 decisões: 8 a 3 pro Fluminense.

    O resto é flamenguista de cabeça inchada por causa do Emelec.

    ResponderExcluir
  29. Pergunta: O que leva um sujeito a repetir um comentário?
    Resposta: A obtusidade de alguns.......

    ResponderExcluir
  30. "Como alguém pode "ganhar uma decisão" se houve um empate? Não tem como!"

    Tem sim. Se o time tiver a vantagem do empate, seu obtuso.

    ResponderExcluir
  31. As finais em dois jogos não passam de uma fórmula de pontos corridos entre dois times. Mas alguns obtusos têm problemas com o óbvio.

    Então, seguindo a lógica dos desesperados flamenguistas daqui, não houve decisão no Campeonato Brasileiro de 84, já que o jogo final terminou empatado.

    E não adianta a gente repetir, porque a obtusidade de alguns os impede de aprender.

    ResponderExcluir
  32. Tá vendo como eu tenho razão?
    :)

    ResponderExcluir
  33. Todos os questionamentos de vcs foram destruídos pela lógica. Então, se não tem mais nada a acrescentar, cale a boca.

    ResponderExcluir
  34. Realmente não há mais nada a dizer.....
    O que já foi dito antes é o suficiente.....
    O Fluminense ganha do Flamengo por 2 x 1....
    Parabéns....

    ResponderExcluir
  35. Meu Deus do céu, como é que o Fla-Flu de 1995, o da Barriga, aquele mesmo, não foi uma final?

    Último jogo do Campeonato, quem vencer é campeão. Se isso não é final, eu não me chamo Paulo Cezar...

    Digo o mesmo sobre 1919, 1941, 1963 (vencida pelo Fla), 1969, 1984... enfim, sobre todas as outras...

    ResponderExcluir
  36. Flamenguista aut~entico o vulgo "cumpadre lucas", como tal não sabe contar, não frequentou a escola, somente fora do horário para saqueá-la. 8x3 e ponto final, e a de 1963 ainda foi roubada para eles, senão 9x2.

    Sds

    Marcelo

    ResponderExcluir
  37. Depois rubro-negro é que é analfabeto......

    ResponderExcluir
  38. Não chamei ninguém de analfabeto, pelo contrário, quem tentou me desqualificar dessa forma foi o rubro-negro Lucas Camargo, que escreveu exatamente assim:

    "Sinto se vc não consigua entender. Parece que vc não ficou tempo suficiente na escola primária..."

    Sinto que ele não consiga conjugar corretamente o verbo "conseguir". ;)

    ResponderExcluir
  39. O analfabeto é o Marcelo....Ou não é?

    Você é apenas um tanto tolo....É óbvio que o outro leitor apenas trocou um "e" por um "a" na hora de escrever...

    ResponderExcluir
  40. Se trocar um "a" por um "e" no "consigua", vai continuar errado. hahaha!

    Eu sou tolo? Talvez.

    Mas uma coisa posso garantir: não tento fazer os outros de tolos.

    É isso que vocês flamenguistas estão tentando com essa história de diminuir a vantagem tricolor nas decisões Fla-Flu.

    Chegaram ao inimaginável ponto de decretar que jogos épicos como o Fla-Flu da Lagoa, o Fla-Flu de 1969 e o Fla-Flu da Barriga não foram decisões.

    Isso não é apenas ser "tolo". É ser falso, cínico, covarde e mentiroso.

    Prefiro continuar na minha tolice a ser desonesto.

    ResponderExcluir
  41. Puxa vida.....Vocês têm mesmo muito pouco pra comemorar....
    Toda essa raiva só porque nós não concordamos com essa historinha infantil de deciões que nunca existiram?
    Se vocês acham que ganharam todas essas pseudo-decisões, acreditem e comemorem....Quem tem pouco, tem mesmo que inventar...Além disso, tem gente que acredita em saci-pererê e papai noel. Eu juro que não vou ficar triste.....
    Eduardo Vercilo
    P.S. Cansei....

    ResponderExcluir
  42. Eduardo Vercilo,

    Fluminense com muito pouco pra comemorar? Piada isso, né? Só pode ser...

    O Fluminense é um dos maiores vencedores do futebol brasileiro. Ganhava o Campeonato Carioca, quando este era o principal do país (não essa palhaçada que é hoje), ano sim, ano também. Já levantou três Campeonatos Brasileiros. Foi campeão do mundo batendo um Peñarol com 7 titulares da Seleção Uruguaia campeã da Copa do Mundo. Venceu o Bayern de Munique de Beckenbauer, Sepp Maier e Gerd Müller. Fundou a Seleção Brasileira. Quando o assunto é história, qualquer outro clube do país ainda precisa remar muito pra chegar perto do Fluminense.

    Para um observador imparcial, está bem claro quem "acredita em saci-pererê e Papai Noel" aqui nesta discussão.

    Vocês flamenguistas deveriam estar preocupados é com a bagunça atual do clube, que está prestes a dar um vexame monumental que é ser eliminado na primeira fase da Copa Libertadores. E não é a primeira vez que isso acontece nos últimos anos...

    PS: cansou? Vai embora. Não fará falta nenhuma. O blog é meu, você está aqui comentando porque quer.

    ResponderExcluir
  43. O importante é que o Fluzão conquistou mais títulos em cima dos otários da mulambada safada do menguinho. e título mundial aquilo foi tão somente sorte.

    ResponderExcluir
  44. ESTATÍSTICAS DO FLA-FLU

    Número de jogos 304
    Vitórias do Flamengo 108
    Vitórias do Fluminense 98
    Empates 98
    Gols do Flamengo 440
    Gols do Fluminense 403

    DECISÕES
    Flu: 1936, 1973
    Fla: 1991

    TÍTULOS
    Campeonatos Cariocas
    Flamengo - 32
    Fluminense - 30
    Outros
    Flamengo
    Copa Intercontinental - 1981.
    Taça Libertadores da América - 1981.
    Campeonato Brasileiro - 1980, 1982, 1983, 1987, 1992 e 2009.
    Copa do Brasil - 1990 e 2006.
    Copa Mercosul - 1999.
    Copa Ouro Sul-Americana - 1996.
    Copa dos Campeões Mundiais - 1997.
    Copa dos Campeões - 2001.
    Torneio Rio-São Paulo - 1961.

    Fluminense
    Copa Rio (torneio internacional) - 1952.
    Campeonato Brasileiro - 1970*, 1984 e 2010.
    Copa do Brasil - 2007.
    Torneio Rio-São Paulo - 1957 e 1960.


    FREGUÊS.......

    ResponderExcluir
  45. Eu demonstro sem deixar sombra de dúvida que houve 11 decisões Fla-Flu, com 8 vitórias tricolores e 3 vitórias rubro-negras, aí vem o sujeito e escreve:

    "DECISÕES
    Flu: 1936, 1973
    Fla: 1991"

    Das duas uma: ou é burro, ou é desonesto.

    ResponderExcluir
  46. E ainda conta títulos que o Flamengo não conquistou (Brasileiro de 1987)... e títulos importantíssimos tais quais Copa Mercosul, Copa Ouro Sul-Americana e Copa dos Campeões Mundiais. Risos.

    ResponderExcluir
  47. fregu
    Freguês...........MUITO FREGUÊS!










    6es

    ResponderExcluir
  48. Post citado como fonte na Wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Fla-Flu

    ResponderExcluir
  49. Caro Lucas, Não adianta discutir com tricolor recalcado. Sua explicação é muito clara à luz da nossa língua - que diga-se de passagem - são poucos que a entendem. A verdade é que, em nossa história do futebol, em que pese ser mais curta que a deles, já levantamos o carioca 33 vezes contra 31 deles. Títulos internacionais então é até brincadeira de criança comparar pois são conhecidos apenas entre Campos e Resende, se passar daí ninguém nunca ouviu falar! Deixem falar o que quiserem e que corram atrás do prejuízo!! "EU TERIA UM DESGOSTO PROFUNDO SE FALTASSE O FLAMENGO NO MUNDO"

    ResponderExcluir
  50. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  51. EM TEMPO:

    Bem esclarecedor e simples de entender essa história aqui:

    http://www.doentesporfutebol.com.br/2012/10/fla-x-flu-e-o-mito-dos-8x3-em-decisoes/

    Vantagem do Flu ainda, mas com um placarzinho bem mais modesto!

    Mas afinal de contas o que importa é mesmo a quantidade de títulos, e nesse quesito podem fazer a ginástica aritmética que quiserem que não vão nem chegar perto !!

    ResponderExcluir
  52. Zé Mengão,

    Esse texto que vc cita já começa errado, tentando defender que o épico Fla-Flu de 1919 não foi uma decisão. Risos.

    A situação de 1919 é a mesma de 1995: jogo entre as duas únicas equipes que podem ser campeãs, e com a vitória o Flu fica inalcançável pelo Fla. Isso não é decisão? É óbvio que é. Quem tenta defender o contrário, das duas uma, ou é desonesto, ou é burro mesmo.

    O placar das decisões Fla-Flu é, sim, 8 x 3 para o Fluminense, e este post prova isto por A + B. Não adianta espernear.

    Contra fatos não há argumentos.

    ResponderExcluir
  53. Quanto à vantagem de títulos cariocas do Flamengo, você sabe que há uma distorção nessa história. Quando o Campeonato valia mesmo, o Fluminense era o senhor absoluto. To falando da época em que a decisão parava a cidade e o país, com 150 mil pessoas abarrotando o Maracanã.

    O Fluminense é um dos maiores vencedores do futebol brasileiro. Ganhava o Campeonato Carioca, quando este era o principal do país (não essa palhaçada que é hoje), ano sim, ano também.

    ResponderExcluir
  54. No auge do Campeonato Carioca, a famosa "era Zico" incluída, o Fluminense foi campeão em 1969, 1971, 1973, 1975, 1976, 1980, 1983, 1984 e 1985. 9 títulos em 17 anos. Sempre em decisões com mais de 100 mil pessoas no Maracanã. Ontem tivemos 40 mil, né? Nossa, que Campeonato mais empolgante...

    Pode ficar com essa vantagem de títulos nesse Campeonato falido. Quando ele valia algo de verdade, o Fluminense era o senhor absoluto. Agora, o que vale é o Brasileirão, que ganhamos em 2010 e 2012, dois dos últimos 4. ;)

    ResponderExcluir
  55. Ahhh, e sobre a balela de o Fluminense não ser conhecido internacionalmente, procure saber qual foi o clube brasileiro convidado pela Itália para jogar o último amistoso antes da Copa do Mundo. ;)

    E falando em reconhecimento internacional, o Flamengo anda bem conhecido no México, sabia? Os clubes de lá adoram vir aqui enfrentar o Fla, é bicho certo. Primeiro foi o América, agora o León. Essa fama internacional de entregar em casa não deve ser nada agradável, né? rsrs.

    ResponderExcluir
  56. Senhores, numa rápida consulta ao dicionário, vejo a palavra "decisão" como "ato de decidir". Pode não ter havido partida final em alguns campeonatos por força do regulamento (quando mulambos ouvem essa palavra sentem calafrios, pois detestam cumprí-los) mas todas as partidas citadas foram decisivas. O Campeão foi conhecido nessas partidas (exceção em 1983). O resto é Mimimi de torcedor chorão.

    ResponderExcluir
  57. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  58. Senhores, numa rápida consulta ao dicionário, vejo a palavra "decisão" como "ato de decidir". Pode não ter havido partida final em alguns campeonatos por força do regulamento (quando mulambos ouvem essa palavra sentem calafrios, pois detestam cumprí-los) mas todas as partidas citadas foram decisivas. O Campeão foi conhecido nessas partidas (exceção em 1983). O resto é Mimimi de torcedor chorão. [2]

    Pois é. É tão fácil entender...

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.