quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Vascos pelo mundo

Hoje é a vez do Vasco da Gama na série de posts sobre as filiais de clubes cariocas no Brasil e no mundo.

A filial mais lembrada é o Vasco do Acre, fundado em 28/06/1952. Em três ocasiões, o "Bacalhau D'Água Doce" conquistou o Campeonato Acreano (1965, 1999 e 2001).

Uma outra filial relativamente famosa é o Vasco de Sergipe, sediado na capital Aracaju. O clube já conquistou quatro Campeonatos Sergipanos (1944, 1948, 1953 e 1987).
(escudo do Vasco de Sergipe)

No Maranhão, já existiu o Vasco da Gama Futebol Clube, de São Luís. O clube conquistou o Campeonato Maranhense de 1928, mas não atua mais.

Em Santos, também há um Vasco da Gama, que já teve futebol amador, mas hoje se dedica apenas ao remo. Em São Paulo capital, temos o Vasco do Jardim Vista Alegre, fundado em 15/09/1977.

No Rio Grande do Sul, existe o Vasco da Gama, de Caxias do Sul, heptacampeão amador da cidade, nas décadas de 60 e 70. Farroupilha é outra cidade gaúcha que possui um Vasco, fundado em 1947. Itaqui também tem o seu Vasco. Outro Vasco está sediado na pequena cidade de Flores da Cunha. Há também um Vasco da Gama em Porto Alegre, dedicado exclusivamente ao remo.

O Vasco de Caruaru é um caso curioso. Ao ver esse nome, o leitor provavelmente pensou na cidade pernambucana. Porém, esse Vasco está sediado em Conceição do Coité, na Bahia (!!!).

Também existem Vascos em Campos/RJ, Curitiba/PR, Florianópolis/SC, Porto Velho/RO, Americana/SP, São Bernardo do Campo/SP, Iguatu/CE, Óbidos/PA, São Lourenço/MG, Tupaciguara/MG, e Tangará da Serra/MT.

Notícias de dezembro davam conta de uma negociação entre o Vasco e o Dom Pedro/DF, para que o segundo se torne uma filial do primeiro em Brasília.

Também há Vascos da Gama internacionais, é claro. Em Portugal, temos o Vasco da Gama Atlético Clube, na cidade de Sines, distrito de Setúbal. Já conquistou duas vezes o Campeonato Português da Terceira Divisão, o que é considerado uma façanha para a região. Atualmente disputa a Segunda Divisão Distrital de Setúbal.
(escudo do Vasco de Sines)

Ainda em Portugal, há o Clube de Futebol Vasco da Gama, localizado na Vila da Vidigueira, no distrito de Beja. Atualmente, este Vasco joga a Primeira Divisão Distrital de Beja. Cabe ressaltar que, provavelmente, não há relação destes Vascos da Gama portugueses com o clube carioca, uma vez que os uniformes são totalmente diferentes. Devem ser homenagens ao navegador português, não ao clube brasileiro.

Na Índia, há o Clube de Desportos de Vasco da Gama, também conhecido como Vasco Sports Club, no estado de Goa. Fundado em 1951, o clube tem boa presença no futebol indiano. Seu nome não é uma homenagem ao Gigante da Colina, e sim ao nome da cidade onde está sediado: Vasco da Gama. A cidade, por sua vez, foi nomeada em homenagem ao navegador português. Porém, há bastante identificação entre os dois clubes, uma vez que o símbolo de ambos é a Cruz Pátea.

(escudo do Vasco de Goa)

A África do Sul, país que sediará a Copa do Mundo esse ano, também tem o seu Vasco! Fundado em 1980, o Clube Recreativa Vasco da Gama fica sediado na Cidade do Cabo. Em 1497, o navegador português Vasco da Gama contornou o Cabo da Boa Esperança, fazendo história e inspirando Camões. Mas o Recreativa Vasco da Gama é mesmo uma homenagem ao co-irmão carioca, adotando o mesmo escudo e o mesmo uniforme. Atualmente, o clube joga a Segunda Divisão do Campeonato Sul-Africano. Em abril de 2009, a TV Globo fez uma reportagem sobre o Vasco Sul-Africano:

Não achei algum Vasco da Gama no Brasil ou no mundo? Dê a sua contribuição nos comentários!

PC

4 comentários:

  1. Parabéns, PC Filho. Gostei muito do texto, das infos e da oportunidade de assistir a matéria da Globo, da qual nunca tinha ouvido falar.
    Excelente e gostei da Cruz Pátea, pouca gente sabe disso. Aproveito para acrescentar informação sobre o assunto. A Cruz Pátea que o Vasco usa para homenagear o navegador Vasco da Gama, não é de todo errado. Vasco utilizava na verdade a Cruz de Cristo em suas caravelas (como usa Portugal até hoje, na Força aérea, por exemplo). Só que essa Cruz era o símbolo da Ordem dos Cavaleiros de Cristo, sucessores dos Cavaleiros Templários, e esses sim, utilizavam a Cruz Pátea. A cruz de Malta, na verdade, era usada pela Ordem dos Cavaleiros Hospitalários, que com o fim das Cruzadas, se fixou na ilha de Malta. Logo, o Vasco utiliza o símbolo da matriz, daqueles que trouxeram conhecimento para a Escola de Sagres e possibilitaram as Grandes Navegações e a expansão marítima portuguesa: os Templários.
    Novamente, parabéns pelo texto e pela erudição!

    ResponderExcluir
  2. Brunno, obrigado pelo comentário elogioso.

    E parabéns pela bonita explicação sobre as cruzes Pátea, de Cristo e de Malta.

    Um abraço,
    PC

    ResponderExcluir
  3. Tem o Vasco de Esmeraldas, Minas Gerais.

    ResponderExcluir

Regras:
I. os comentários devem se ater ao assunto da postagem;
II. são proibidas ofensas e calúnias contra qualquer pessoa ou instituição;
III. os comentários não devem ser escritos em CAIXA ALTA.