segunda-feira, 11 de maio de 2020

Sobre a suposta foto de jogo do Fluminense na pandemia de 1918


A foto acima tem circulado nas redes sociais nos últimos dias: seria um registro de torcedores do Fluminense usando máscaras, durante a pandemia de gripe espanhola, em 1918, no campo da rua Guanabara, atual Estádio de Laranjeiras.

Neste domingo 10, o jornalista Ancelmo Gois repercutiu a foto em seu blog no site do jornal "O Globo", com o título "O jogo de futebol no campo do Fluminense em meio ao surto da gripe espanhola". No texto, Gois escreve: "A foto é de um jogo no campo do Fluminense, com os torcedores de máscara durante a gripe espanhola, que matou só no Rio 15 mil pessoas". Porém, o jornalista não verificou a história como deveria, pois a foto não é de um jogo do Fluminense, que sequer estava atuando em seu campo na época.

A gripe espanhola chegou ao Rio de Janeiro em 14 de setembro de 1918, através de passageiros do navio Demerara, que veio da Europa e aportou na então capital federal após escalas em Recife e Salvador. A doença inclusive levou a vida do jovem meia-atacante tricolor Archibald French, cuja história já contei aqui. Porém, o Fluminense não estava mandando os jogos do Campeonato Carioca em seu campo na rua Guanabara - justamente porque estava construindo o seu majestoso Estádio de Laranjeiras, que viria a ser a sede do Campeonato Sul-Americano de 1919.

Após a chegada da doença, o Fluminense fez somente mais quatro jogos antes de o Campeonato ser paralisado, nenhum em seu campo: 4 a 0 no America (em 15 de setembro, na rua Campos Sales), 2 a 2 com o São Cristóvão (em 20 de setembro, na rua Paysandu), 2 a 1 no Botafogo (em 29 de setembro, na rua General Severiano), e 2 a 2 com o Flamengo (em 6 de outubro, na rua General Severiano).

A epidemia transformou o Rio de Janeiro em um cenário de apocalipse, o que forçou a proibição de aglomerações de pessoas e a paralisação de dois meses no Campeonato. Em 29 de outubro, French não resistiu às complicações da gripe e faleceu, num dos momentos mais tristes da história tricolor. Em 8 de dezembro, o Campeonato foi retomado, e o Fluminense confirmou matematicamente o título, com uma vitória de 2 a 0 sobre o Mangueira, na rua Paysandu. O bicampeonato foi dedicado a French.

Oficialmente, a gripe espanhola causou 14.348 mortes na cidade do Rio de Janeiro. Em 1919, a vida voltaria ao normal. O Fluminense concluiria a construção do Estádio de Laranjeiras, onde sediaria o Campeonato Sul-Americano, primeiro torneio conquistado pela Seleção Brasileira. Com o ponta Bacchi no lugar de French no time titular de 1919, o Tricolor consolidaria sua hegemonia no Rio de Janeiro, com a conquista do tricampeonato e da posse definitiva da Taça Colombo.

E a foto? Segundo o jornalista Tony Barnhart, é de um jogo no campo do Georgia Institute of Technology, em Atlanta, durante a pandemia de 1918 (que também atingiu os Estados Unidos). Ela teria sido tirada pelo estudante da universidade Thomas Carter. Nada a ver, portanto, com o Fluminense ou o Rio de Janeiro.

O Fluminense deveria se posicionar desmentindo o jornalista Ancelmo Gois e restabelecendo a verdade dos fatos. Já o jornal "O Globo" deveria retirar a matéria do ar e publicar uma retratação - além de me contratar como ombudsman, é claro. ;)

PCFilho

5 comentários:

  1. Parabéns p esclarecimentos !!!
    Esse Alcelmo tá ficando gagá, o estádio das Laranjeiras só foi finalizado em 1919.
    Exemplo de jornalismo medíocre esse o globo...

    ResponderExcluir
  2. Já não se formam jornalistas como antigamente que apuravam a veracidade dos fatos que iriam divulgar... este no caso é medíocre.

    ResponderExcluir
  3. Alô, Mário Bittencourt, cadê a ação meu filho??? Agilidade!!!

    ResponderExcluir
  4. Mais de 24 horas após a publicação, Ancelmo Gois apagou o tweet e editou o post simplesmente tirando as referências ao Fluminense. Não publicou nem mesmo uma nota admitindo o erro.

    Jornalismo realmente não se faz mais como antigamente.

    ResponderExcluir
  5. PC Filho, parabéns pelos esclarecimentos prestados.
    O jornal O Globo (pertencente ao grupo Globo) que "baba de satisfação" em denunciar fake News desse ou daquele, deveria agora se retratar através do próprio colunista Ancelmo Gois, esclarecendo o fato e assumindo o descompromisso com a informação, noticiando uma Fake News através de seu jornal.

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.