quinta-feira, 4 de junho de 2009

Amor pelo Fluminense


Amigos, minha crônica de hoje é uma homenagem a uma pessoa. Aqui, geralmente escrevo sobre mitos do esporte mundial, como Pelé e Maradona, grandes personalidades conhecidas por todo o mundo. Mas o meu personagem de hoje é um anônimo: o caro leitor provavelmente não o conhece. Eu mesmo só o conheço de vista. Porém, não tenho dúvidas, o Marcelo Pitanga merece essa homenagem.

"Tricolor de coração sem medir as conseqüências, engenheiro, casado e pai de um lindo filho" - assim se descreve o Pitanga. Sua vida se confunde, se entrelaça e se junta com as últimas décadas da história do Fluminense Football Club. Conheci através dele as palavras de outro grande tricolor, o Marcelo Meira: "O Fluminense é a impessoalidade que mais amo na vida. Acima do Fluminense na minha escala de amor, só pessoas, e mesmo assim pessoas que em nossas vidas possam durar para sempre: pai e mãe, irmãos e filhos – ah, e Deus, é bom não esquecer! Sempre alimentei a fantasia de um dia o Fluminense se transformar numa pessoa. Assim acontecendo, eu olharia direto em seus olhos e lhe diria: "Você faz idéia do quanto eu te amo?"."

Nos anos 80, alguém deu a idéia ao Pitanga: "Você tem tantas histórias do Fluminense pra contar, que deveria escrever um livro". Não sei se ele gostou ou não da idéia na hora, mas a semente foi plantada. Os anos se passaram, até que chegou 1998. Parecia que o Fluminense ia acabar: o inimaginável e impossível rebaixamento à Terceira Divisão se concretizara. Foi nesse trágico ano que eu entendi uma famosa frase do Nelson Rodrigues: "O Fluminense nasceu com a vocação da eternidade. Tudo pode passar, só o Tricolor não passará jamais". Éramos sucessivamente nocauteados nos gramados Brasil afora, e a cada derrota eu sentia o meu amor aumentar. Mais tarde, descobri que o mesmo fenômeno - aparentemente inexplicável - se passou com quase todos os tricolores. O Pitanga, inclusive. No dia mais triste da história do Fluminense, ele prometeu a si mesmo: "vou escrever um livro sobre o Fluminense". E começou a fazê-lo.

Dez anos depois, eis o resultado: Fluminense (meu) Eterno Amor. Mal posso esperar para ler a obra-prima, que evidentemente inclui também os últimos e intensos anos do Tricolor. Além da engenharia e da paixão pelo Fluminense, o cuidado com a boa escrita é um traço comum entre este escriba e o Pitanga. Tenho certeza que ele conseguiu transbordar o seu amor pelo Flu através das páginas do livro.

O Pitanga não quer lucrar, e portanto disponibizará apenas 500 exemplares do livro, a preço de custo (39 reais na pré-venda, com direito a concorrer a uma camisa oficial do Fluminense). O livro contém 300 páginas de alta definição, com cerca de 60 fotos. A festa de lançamento será no Devassa de Niterói, no dia 30 de junho. Haverá exibição de itens históricos do Fluminense, e ainda outras surpresas, que como boas surpresas não foram reveladas.

Tricolor, está esperando o quê para reservar o seu exemplar desta relíquia? Para fazê-lo, basta entrar em contato com o Pitanga por esse e-mail. Há mais informações também no blog do autor.

Pitanga, espero ter contribuído para o sucesso do teu sonho. Mal posso esperar para te conhecer pessoalmente, e para ler o teu precioso livro.

Saudações Tricolores!

PC

7 comentários:

  1. 500 cópias?

    Vou perder essa =|

    ResponderExcluir
  2. 500 cópias? Fazia umas 3.000 que em uma semana acabava tudo...

    ResponderExcluir
  3. Também não entendi esse número reduzido...já divulgaram na comunidade do orkut?
    Manda mais 2500!!!

    ResponderExcluir
  4. Putz, quero muito comprar. Mas Niteroí...não sei não.

    Que venham mais exemplares! Parabéns Pitanga pelo livro.

    "É POR ISSO QUE EU CANTO, EU VISTO ESSE MANTO, ORGULHO DE SER TRICOLOR"

    ResponderExcluir
  5. PC, em primeiro lugar muito me emociona ler as suas belas palavras, ainda mais citando o belo texto do Meira, que é outro tricolor exemplar.
    A questão do número de cópias, 500, parece pouco, mas não é não, ainda mais quando o sonho de ter nossa parceria em campo nos ajudando foi findado com um "não" que cordialmente recebi nessa semana. Mas como sempre busco nos poetas a inspiração; "a arte de sorrir cada vez que o mundo diz não". Vamos lá, lançar Livro sem ajuda alguma... aliás com ajuda sim, de todos os que divulgam esse meu sonho. Isso não tem preço!!
    Saudações Tricolores Sempre
    Pitanga

    ResponderExcluir
  6. eu ja reservei !
    Estou ansioso !

    ResponderExcluir
  7. Pitanga

    Eu é que agradeço pela oportunidade de fazer parte desse projeto maravilhoso! :)

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.