domingo, 16 de julho de 2017

Efemérides tricolores - 16 de julho


1905: no terceiro amistoso com o Paulistano, o Fluminense perdeu por 3 a 2, no campo da rua Guanabara, em Laranjeiras. O Paulistano jogou reforçado por Charles Miller, do São Paulo Athletic, e Hermann Friese, do Germânia. Os dois gols tricolores na partida foram marcados no segundo tempo, por Adolpho Simonsen. Numa das primeiras demonstrações de fidalguia no futebol brasileiro, a torcida do Fluminense aplaudiu um golaço marcado pelo Paulistano, gritando "Bravo! Bravo! Bravíssimo!". No dia 25/06, em São Paulo, os times haviam empatado em 2 a 2; no dia 14/07, em Laranjeiras, o Fluminense vencera por 2 a 0. O Paulistano, que havia sido vice-campeão paulista nos três anos anteriores, enfim conquistaria o campeonato estadual naquela temporada. Cerca de 2.500 pessoas assistiram à partida, entre elas o Presidente da República, Rodrigues Alves. Pela primeira vez, uma partida de futebol era presenciada por um chefe de Estado no Brasil.
O Presidente Rodrigues Alves na sede do Fluminense, para assistir à partida.
Foto: site oficial do Fluminense FC.

1939: em jogo válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca, com renda recorde no Estádio de São Januário, o Fluminense derrotou o Vasco por 3 a 0, graças aos gols de Brant (de falta), Pedro Amorim e Milani.

1947: em amistoso, na Ilha do Retiro, no Recife, o Fluminense venceu o Sport Recife por 2 a 1. Os gols tricolores foram de Berascochea e Rodrigues Tatu. Este foi o primeiro duelo entre os dois tradicionais clubes, que trocaram flâmulas de presente.

1950: diante de 200 mil pessoas no Maracanã, a Seleção Brasileira perdeu para o Uruguai por 2 a 1, e terminou a Copa do Mundo na segunda posição. O Fluminense tinha dois representantes no escrete vice-campeão mundial: o goleiro Castilho e o ponta-esquerda Rodrigues Tatu, ambos reservas durante toda a campanha.

1952: na sequência da Copa Rio, o Campeonato Mundial de Clubes, foram realizadas duas partidas entre clubes estrangeiros. No Pacaembu, o Áustria Viena ganhou por 5 a 1 do Saarbrücken, da Alemanha. No Maracanã, o Peñarol, do Uruguai, venceu o Sporting de Portugal por 3 a 1, diante de 54.411 pessoas. No dia seguinte, o Corinthians jogaria com o Libertad, do Paraguai, em São Paulo, e o Fluminense enfrentaria o Grasshopper-Club, da Suíça, no Rio de Janeiro.

1953: em sua estreia no Campeonato Carioca, o Fluminense venceu o Bonsucesso por 2 a 0, gols de Didi e Marinho. A partida noturna foi a inauguração dos novos refletores do Estádio de Laranjeiras.

1975: em partida válida pelo Campeonato Carioca, o Fluminense empatou em 0 a 0 com o America, no Maracanã. A Máquina Tricolor conquistaria o título estadual, no triangular com Vasco e Botafogo, em agosto.

1978: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, em São Januário, o Fluminense venceu o Operário de Campo Grande por 2 a 1. Os gols tricolores foram assinalados por Robertinho e Marinho Chagas, o último nos acréscimos do segundo tempo. O Operário de Campo Grande tinha o comando técnico do ex-goleiro Carlos Castilho - o maior ídolo da história do Fluminense.

1989: na Alemanha Ocidental, o Fluminense ganhou por 5 a 2 do FC Isny, com gols de Márcio Luiz, Vânder Luís, Dedei, Fernando Cruz e Rinaldo. No mesmo dia, a Seleção Brasileira venceu o Uruguai por 1 a 0, diante de 148.068 pessoas no Maracanã, e conquistou a Copa América após 40 anos. O Fluminense não tinha representantes no escrete campeão, mas formara dois titulares da equipe: o zagueiro e capitão Ricardo Gomes, e o lateral-esquerdo Branco.
Foto: o capitão Ricardo Gomes ergue a Copa América aos céus do Rio de Janeiro.

1992: em jogo válido pela Copa Rio de Janeiro, no Luso-Brasileiro, o Fluminense venceu a Portuguesa da Ilha do Governador por 2 a 1, com dois gols de Wagner.

****

Aniversariantes do dia:

Arthur Moreira Lima (1940), pianista e torcedor ilustre do Fluminense, autor de algumas das mais belas execuções do hino popular do clube.


Ubiraci Mariano da Silva (1942), centroavante com 28 gols marcados em 78 partidas pelo Fluminense, entre as temporadas de 1963 e 1965.

Renê Carmo Kreutz Weber (1961), meio-campista que atuou pelo Fluminense entre as temporadas de 1984 e 1992. Renê marcou 15 gols em 143 jogos pelo time profissional tricolor. Foi campeão do Brasileiro de 1984, do Torneio de Seul de 1984 e dos Cariocas de 1984 e 1985.

Leonardo Henrique Peixoto dos Santos, o Henrique (1977), zagueiro com 8 atuações pelo Fluminense na temporada de 2006.

PCFilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.