quinta-feira, 7 de maio de 2015

Era dos pontos corridos do Brasileirão - Tabela acumulativa


No século XX, o Campeonato Brasileiro era famoso pelas mudanças de regras. Entre os Campeonatos de 1970 e 2002, as fórmulas de disputa foram diferentes em todos os anos. Foi só em 2003 que a Confederação Brasileira de Futebol resolveu testar os pontos corridos - fórmula adotada em praticamente todos os países do mundo. Enfim, passamos a ter um Campeonato Nacional com regras estáveis, que permitem um planejamento antecipado, por parte dos clubes e dos torcedores. As únicas mudanças relevantes nas regras foram no número de participantes: foram 24 em 2003 e 2004, 22 em 2005, e 20 desde 2006.

Desde 2003, já foram disputados 12 Campeonatos Brasileiros, com a fórmula dos pontos corridos. Os maiores campeões do período foram o São Paulo, que levantou 3 vezes seguidas a taça (campeão em 2006, 2007 e 2008), e o Cruzeiro (campeão em 2003, 2013 e 2014). Com 2 conquistas, temos o Corinthians (2005 e 2011) e o Fluminense (2010 e 2012). Também foram campeões o Santos (em 2004) e o Flamengo (em 2009).

Seis clubes disputaram todos os 12 Campeonatos da era dos pontos corridos, isto é, ainda não foram rebaixados desde 2002: São Paulo, Cruzeiro, Internacional, Santos, Fluminense e Flamengo. Participaram de 11 edições o Corinthians (ausente em 2008), o Grêmio (ausente em 2005), o Atlético Paranaense (ausente em 2012), o Atlético Mineiro (ausente em 2006) e o Botafogo (ausente em 2003). Tiveram 10 participações o Vasco (ausente em 2009 e 2014), o Palmeiras (ausente em 2003 e 2013) e o Goiás (ausente em 2011 e 2012).

Segue abaixo a tabela acumulativa das pontuações e dos aproveitamentos dos principais clubes do país, de 2003 até 2014:
1°. São Paulo – 813 pontos (aproveitamento 56,9%).
2°. Cruzeiro – 778 pontos (aproveitamento 54,5%).
3°. Internacional – 746 pontos (aproveitamento 52,2%).
4°. Santos – 727 pontos (aproveitamento 50,9%).
5°. Fluminense – 702 pontos (aproveitamento 49,1%).
6°. Corinthians – 678 pontos (aproveitamento 51,6%).
7°. Flamengo – 671 pontos (aproveitamento 46,9%).
8°. Grêmio – 649 pontos (aproveitamento 49,8%).
9°. Atlético Paranaense – 622 pontos (aproveitamento 47,3%).
10°. Atlético Mineiro – 612 pontos (aproveitamento 46,5%).
11°. Botafogo – 581 pontos (aproveitamento 45,0%).
12°. Goiás – 558 pontos (aproveitamento 46,5%).
13°. Palmeiras – 552 pontos (aproveitamento 46,9%).
14°. Vasco – 537 pontos (aproveitamento 44,8%).
15°. Coritiba – 482 pontos (aproveitamento 44,4%).

PCFilho

2 comentários:

  1. Sem sombra de dúvida a melhor disputa para um campeonato. Privilegia a regularidade e não apenas um ou outro jogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente, Clítia.

      A fórmula do mata-mata pode ser mais "emocionante", mas faz uma porção de clubes entrar de férias antes da hora, prejudica o planejamento, e privilegia a sorte em detrimento da competência...

      Excluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.