quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Efemérides tricolores - 29 de novembro


1931: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no campo da rua General Severiano, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do Botafogo. Alfredinho e Preguinho marcaram os gols tricolores, e Otacílio fez para os anfitriões.

1942: no segundo jogo da semifinal do Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, no Estádio do Botafogo, em General Severiano, a Seleção Carioca venceu a Seleção Gaúcha por 6 a 1, de virada, graças a três gols de Pirillo e três gols de Lelé, e garantiu sua classificação para a final. Baseado no time do Flamengo, o escrete do Distrito Federal jogou com: Jurandyr [Fla]; Domingos da Guia [Fla] e Newton Canegal [Fla]; Biguá [Fla], Zarzur [Vasco] e Jayme de Almeida [Fla]; Pedro Amorim [Fluminense], Zizinho [Fla], Pirillo [Fla], Lelé [Madureira] e Vevé [Fla]. Nas semanas seguintes, os cariocas decidiriam o torneio em quatro partidas contra o escrete de São Paulo, e terminariam como vice-campeões.

1953: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, no campo do Olaria, na rua Bariri, o Fluminense venceu a equipe anfitriã por 3 a 1, graças aos gols de Marinho, Telê e Didi (de pênalti).

1958: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 4 a 0 da Portuguesa da Ilha do Governador, gols de Jair Francisco, Escurinho e Waldo (dois, um de pênalti).

1964: em jogo pela décima-primeira rodada do returno do Campeonato Carioca, diante de 52.464 pagantes no Maracanã, o Fluminense perdeu para o Botafogo por 1 a 0, gol de Jairzinho. O resultado embolou de vez a disputa pelo título: o Fluminense seguia na liderança, com 32 pontos ganhos (campanha de 14 vitórias, 4 empates e 4 derrotas), agora ao lado do Flamengo (com a mesma campanha) e do Botafogo (este com um jogo a mais - 14 vitórias, 4 empates e 5 derrotas), e um ponto à frente do Bangu (este com 11 vitórias, 9 empates e 2 derrotas). Nas duas rodadas finais, o Fluminense enfrentaria Vasco e São Cristóvão, o Flamengo jogaria com Campo Grande e Botafogo, o Botafogo pegaria somente o Flamengo, e o Bangu enfrentaria Madureira e Bonsucesso. Ao fim, Fluminense e Bangu terminariam na ponta, cada um com 35 pontos ganhos - e assim partiriam para decidir o título em duas partidas extras (vide 16 e 20 de dezembro).

1967: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 3 a 1 do America, graças aos gols de Samarone, Rinaldo (de pênalti) e Camilo.

1970: em jogo do Campeonato Brasileiro, diante de 58.059 pagantes no Mineirão, em Belo Horizonte, o Fluminense perdeu para o Atlético Mineiro por 3 a 1, na primeira partida do treinador Telê contra o clube do seu coração. Os gols foram de Ronaldo, Vaguinho e Vanderlei para o Atlético, e de Samarone para o Fluminense. Com a campanha de oito vitórias, três empates e quatro derrotas, o Fluminense ainda precisaria pontuar na rodada final, contra o Atlético Paranaense, para se classificar ao quadrangular (vide 6 de dezembro). Na fase decisiva, enfrentaria Palmeiras, Cruzeiro e o próprio Atlético Mineiro - seria exatamente contra o Galo a partida final, na qual o Tricolor se sagraria campeão brasileiro pela primeira vez (vide 20 de dezembro).

1978: em partida válida pelo Campeonato Carioca, em Moça Bonita, o Fluminense ganhou por 2 a 0 do Bangu, gols de Isidoro e Luiz Fumanchu.

1979: em jogo válido pela última rodada da segunda fase do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense derrotou o Maranhão por 6 a 0, gols de Edevaldo, Mário Marques, Cristóvão Borges (dois) e Zezé (dois, um de pênalti). Com campanha de três vitórias e quatro empates, o Fluminense se despediu invicto da competição.

1987: o Fluminense foi o convidado de honra para a comemoração do 60º aniversário do Nacional Atlético Clube, de Muriaé. No amistoso, disputado no Estádio Soares de Azevedo, o Tricolor venceu os anfitriões por 2 a 0, gols de Eduardo Souza e Washington.

2003: em jogo válido pelo returno do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense derrotou o São Caetano por 2 a 1. Os gols saíram todos no segundo tempo: Marcelo Macedo abriu o placar para os tricolores, Warley empatou para os azuis, e Romário marcou o gol da vitória do Fluminense, cobrando pênalti.

2009: em partida válida pela 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense ganhou por 4 a 0 do Vitória, diante de 55.083 presentes (52.408 pagantes) no Maracanã, gols de Alan, Fred e Darío Conca (dois). Graças à Arrancada Histórica - a maior reação de um clube na história do Campeonato Brasileiro - o Fluminense enfim saiu da zona de rebaixamento, e o milagre estava prestes a se concretizar: bastaria um empate contra o Coritiba na rodada final, e a queda estaria evitada (vide 6 de dezembro).
A classificação do Brasileirão 2009 após a 37ª rodada.

2016: em um dos dias mais tristes da história do futebol brasileiro, três ex-jogadores do Fluminense faleceram na trágica queda do voo 2933 da LaMia, que levava o time da Chapecoense para a Colômbia: o ponta-esquerda Mário Sérgio (do time de 1975), o zagueiro Filipe Machado (do elenco de 2004) e o atacante Lucas Gomes (do plantel de 2015). Outra vítima do desastre foi o jornalista Paulo Julio Clement, torcedor do Fluminense, cujo corpo foi velado no Salão Nobre do clube. Além deles, outras 67 pessoas morreram no acidente aéreo.

****

Aniversariantes do dia:

Anito do Carmo Lopes, o Anito (1921), centroavante com 4 gols marcados em 16 jogos pelo Fluminense, entre as temporadas de 1942 e 1943. Atuou também em Bangu, São Paulo, Peñarol, Brasil de Pelotas e Canto do Rio.

Donald Pereira de Aguiar, o Donald (1933), zagueiro que integrou o elenco do Fluminense no ano de 1961.

Francisco Santana, o Fifi (1936), meia-direita com 3 gols marcados em 8 jogos pelo Fluminense entre 1956 e 1957. Teve sua tarde de herói no Maracanã, ao marcar os dois gols da vitória sobre o Botafogo, em 2 de dezembro de 1956.

João José Galhardo, o Galhardo (1942), zagueiro que atuou no Fluminense entre 1968 e 1971, fazendo parte de uma das melhores defesas da história do clube (Félix, Oliveira, Galhardo, Assis e Marco Antônio). Conquistou o Campeonato Brasileiro de 1970, os Campeonatos Cariocas de 1969 e 1971 e as Taças Guanabara de 1969 e 1971. Galhardo totalizou 164 partidas com a camisa tricolor.
Galhardo e Samarone, craques tricolores.

PCFilho

7 comentários:

  1. O xerife Galhardo foi um dos grandes zagueiros da história do Fluminense. Merecia ser mais lembrado.

    Tranquilamente jogou no nível dos melhores beques da história tricolor. Está ao lado de Vidal, Chico Netto, Machado, Píndaro, Pinheiro, Edinho, Ricardo Gomes e Thiago Silva no panteão de mitos do Fluminense.

    ResponderExcluir
  2. Controvérsia sobre o aniversário de Donald Pereira de Aguiar, o Donald (1933):

    Segundo as fontes da internet (entre as quais fluzao.info e flaestatistica.com), o zagueiro Donald nasceu nesta data (29/11/1933), motivo pelo qual, inicialmente, listei seu aniversário aqui em 29 de novembro.

    Porém, nos arquivos da Revista do Esporte, constam duas reportagens, cada uma com outra data diferente:
    - na edição nº 99, diz-se: "Ele é de Araguari (Minas Gerais), onde nasceu a 29 de janeiro de 1934";
    - já a edição nº 136 diz: "Donald Pereira de Aguiar (seu nome completo) é do Triângulo Mineiro. Nasceu em Araguari, a 9 de janeiro de 1934".

    Portanto, não sei qual é o aniversário correto: 29/11/1933, 09/01/1934 ou 29/01/1934. Por enquanto, continua listado aqui, em 29 de novembro.

    Curiosidades sobre ele:
    - era citado por diversos atletas como "um jogador violento";
    - aparece em listas de curiosidades na internet, como sendo o atleta recordista em número de clubes na história: segundo elas, teria atuado em 22 equipes, dentre as quais Fluminense, Flamengo, Vasco, Bangu e Millonarios da Colômbia;
    - sabe-se que se mudou para os Estados Unidos, onde encerrou sua carreira e passou a trabalhar como treinador de jovens.

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.