sábado, 11 de novembro de 2017

Efemérides tricolores - 11 de novembro


1906: em amistoso interestadual, o Fluminense perdeu por 4 a 3 para a Seleção Paulista, diante de 5.000 pessoas no campo do Velódromo, em São Paulo. Esta partida foi o maior público da história do Fluminense até aquela data. Na condição de primeiro campeão carioca, o Fluminense foi convidado para enfrentar o "scratch" dos melhores jogadores paulistas, que jogou com a seguinte formação: Jorge de Miranda Júnior "Tutu"; W. Jeffery e Tommy; Kirschner, Aquino e M. Paixão; Rowlands, Vevé, Hermann Friese, Charles Miller e Léo. O Fluminense jogou com: Waterman; Victor Etchegaray e Salmond; Buchan, Gulden e João Araújo; Reidy, Alex Martins, Edwin Cox, Emile Etchegaray e Oswaldo Gomes. A Seleção Paulista abriu 4 a 0, com gols de Hermann Friese, Léo, Rowlands e Charles Miller, mas o Fluminense não desistiu e conseguiu uma bela reação, com gols de Edwin Cox, Victor Etchegaray e Buchan, todos no segundo tempo. O Fluminense, que já provara ser o melhor time do Rio de Janeiro, agora demonstrava que podia jogar de igual para igual até mesmo com a Seleção de São Paulo.

1917: em um resultado surpreendente, o Fluminense sofreu sua primeira derrota no Campeonato Carioca: 4 a 1 para o São Cristóvão, no campo da rua Figueira de Melo. Os gols foram de Sílvio, Cantuária (dois) e Heitor para os anfitriões, e de Zezé, de pênalti, para os tricolores. A campanha do Fluminense passou a ser de onze vitórias, um empate e uma derrota. Faltando cinco rodadas para o fim da competição, o Fluminense liderava a tabela de classificação - nas semanas seguintes, confirmaria a conquista do primeiro título do histórico tricampeonato do Rio de Janeiro.

1928: no Estádio do Fluminense, em Laranjeiras, em seu segundo jogo no Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, a Seleção Carioca venceu a Seleção Fluminense por 7 a 2, graças aos gols de Russinho (4), Nilo (2) e Fernando Giudicelli. Os cariocas jogaram com a seguinte escalação: Amado [Flamengo]; Pennaforte [America] e Hélcio [Flamengo]; Hermógenes [America], Fernando Giudicelli [Fluminense] e Pamplona [Botafogo]; Paschoal [Vasco], Nilo [Botafogo], Russinho [Vasco], Arthur Bahianinho [São Cristóvão] e Theóphilo [São Cristóvão]. Na preliminar, a Seleção Gaúcha venceu a Seleção Matogrossense por 6 a 4. Em dezembro, a Seleção Carioca conquistaria o Campeonato Brasileiro.

1934: no primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, em São Januário, a Seleção Carioca ganhou por 2 a 0 da Seleção Paulista, gols de Nena e Gradim. Os cariocas jogaram com a seguinte escalação (sem atletas do Fluminense): Rey [Vasco]; Zé Luiz [São Cristóvão] e Itália [Vasco]; Agrícola [São Cristóvão], Fausto [Vasco] e Afonsinho [Flamengo]; Sobral [Bangu], Arthur [Flamengo], Alfredo [Flamengo] (Gradim [Vasco]), Nena [Vasco] e Jarbas [Flamengo]. Os paulistas atuaram com: Batatais; Jaú e Jarbas; Tunga, Zarzur e Orozimbo; Mendes, Mamede (Luizinho), Romeu Pellicciari, Lara e Vicente. A Seleção Paulista terminaria campeã, vencendo as duas partidas seguintes, nos dias 15 e 18. Esta decisão do Brasileiro de Seleções entraria para a história do Fluminense, que em 1935 contrataria alguns dos atletas paulistas campeões (Batatais, Orozimbo, Romeu Pellicciari, Lara e Hércules), para formar um dos seus mais vitoriosos times, que dominaria o futebol carioca nos anos seguintes.

1951: em partida válida pelo returno do Campeonato Carioca, no Estádio Caio Martins, em Niterói, o Fluminense ganhou por 4 a 2 do Canto do Rio, com quatro gols do centroavante Carlyle, sendo o último de bicicleta. Com campanha de nove vitórias, dois empates e uma derrota, o Fluminense liderava o Campeonato Carioca, ao lado do Bangu - nas semanas seguintes, os dois clubes brigariam rodada a rodada pela ponta, até terminarem empatados, forçando duas partidas extras (vide 13 de janeiro e 20 de janeiro).

1962: em jogo válido pelo returno do Campeonato Carioca, disputado no Estádio de São Januário, o Fluminense venceu a Portuguesa da Ilha do Governador por 7 a 0, gols de Waldir Araújo (dois), Calazans (de pênalti), Rodrigo (três) e Íris

1973: em clássico válido pelo Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense ganhou por 2 a 1 do America. Lula abriu o placar para os tricolores, Sérgio Lima empatou para os rubros, e Marco Antônio anotou o gol da vitória do Fluminense, aos 43 minutos do segundo tempo.

1981: em partida do Campeonato Carioca, na rua Bariri, o Fluminense venceu o anfitrião Olaria por 3 a 0, gols de Mauro (contra) e Cláudio Adão (dois).

1984: em jogo da sétima rodada do segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do Campo Grande, em Ítalo del Cima, graças ao gol de Leomir, cobrando pênalti. Nas semanas seguintes, o Fluminense se classificaria ao triangular final ao cumprir a melhor campanha geral, e se sagraria campeão vencendo o Vasco (vide 9 de dezembro) e o Flamengo (vide 16 de dezembro).

1987: em partida válida pela primeira fase do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, o Fluminense derrotou o Goiás por 1 a 0, graças ao gol do zagueiro Ricardo Gomes, de cabeça, aos 36 minutos do primeiro tempo.

1992: em jogo disputado no Estádio de Laranjeiras, válido pelo Campeonato Carioca, o Fluminense ganhou por 1 a 0 do America, gol do centroavante Ézio, cobrando pênalti, aos 24 minutos do primeiro tempo.

2009: na primeira partida da semifinal da Copa Sul-Americana, no Estádio General Pablo Rojas (La Olla Azulgrana), em Asunción, o Fluminense venceu o Cerro Porteño por 1 a 0, gol do centroavante Fred, aos 30 minutos do segundo tempo. Contando jogos do Brasileirão e da Copa Sul-Americana, o "time de guerreiros" ampliou a sequência invicta para 10 partidas, sendo 5 vitórias consecutivas. O jogo de volta da semifinal aconteceria no Maracanã, na semana seguinte (vide 18 de novembro).

2012: é campeão! Em partida da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Prudentão, em Presidente Prudente, o Fluminense derrotou o Palmeiras por 3 a 2, e garantiu matematicamente a conquista do título. Os três gols da vitória tricolor foram de Fred, embora um tenha sido assinalado como gol-contra de Maurício Ramos. Com a espetacular campanha de 22 vitórias, 10 empates e 3 derrotas, o Tricolor somava 76 pontos, marca inalcançável pelos concorrentes. Pela quarta vez na história, o Fluminense conquistou o Campeonato Brasileiro - repetindo 1970 (vide 20 de dezembro), 1984 (vide 27 de maio) e 2010 (vide 5 de dezembro).
A classificação do Brasileirão 2012 após a 35ª rodada: é campeão!

****

Aniversariantes do dia:

Arthur Antunes de Moraes e Castro, o Laís (1899), médio-direito que atuou no time principal do Fluminense entre 1916 e 1924, tendo marcado 3 gols em 130 jogos. Foi campeão carioca em 1917, 1918, 1919 e 1924. Como demonstrava muita inteligência no campo, foi convidado para assumir o comando técnico da Seleção Brasileira em 1922, conquistando o Campeonato Sul-Americano como jogador-treinador.
Laís, titular do time tricampeão em 1919.

Antônio Barriloti, o Barriloti (1911), centroavante que atuou no Fluminense em 1934. Marcou 5 gols em 11 jogos com a camisa tricolor.

Milton Pessanha, o Milton Bororó (1932), ponta-direita que integrou o plantel do Fluminense entre 1950 e 1955. Foi um dos quatro jogadores do Fluminense na Seleção Brasileira que disputou os Jogos Olímpicos de Helsinque, em 1952. Com a camisa tricolor, participou das conquistas da Copa das Municipalidades de 1953 e do Torneio Pentagonal de Aspirantes em 1955. Jogou também no Flamengo.

PCFilho

3 comentários:

  1. Essa seção das "efemérides tricolores" é uma aula de história do Fluminense.

    ResponderExcluir

Regras para postar comentários:

I. Os comentários devem se ater ao assunto do post, preferencialmente. Pense duas vezes antes de publicar um comentário fora do contexto.

II. Os comentários devem ser relevantes, isto é, devem acrescentar informação útil ao post ou ao debate em questão.

III. Os comentários devem ser sempre respeitosos. É terminantemente proibido debochar, ofender, insultar e/ou caluniar quaisquer pessoas e instituições.

IV. Os nomes dos clubes devem ser escritos sempre da maneira correta. Não serão tolerados apelidos pejorativos para as instituições, sejam quais forem.

V. Não é permitido pedir ou publicar números de telefone/Whatsapp, e-mails, redes sociais, etc.

VI. Respeitem a nossa bela Língua Portuguesa, e evitem escrever em CAIXA ALTA.

Os comentários que não respeitem as regras acima poderão ser excluídos ou não, a critério dos moderadores do blog.